Vendas de etanol continuam em recuperação no país

//Vendas de etanol continuam em recuperação no país
As vendas de etanol hidratado (usado diretamente nos tanques dos veículos) continuaram em forte recuperação no país em setembro e atingiram 1,7 bilhão de litros, maior patamar desde o início da pandemia, destacou o Valor Econômico nesta quarta-feira (4). De acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), em relação a agosto houve crescimento de 8,3%, mas ante setembro do ano passado o volume ainda foi 9,2% menor. Foi o melhor mês de consumo doméstico desde fevereiro (1,8 bilhão de litros), quando a pandemia ainda não havia afetado o mercado. Na comparação com a média mensal de março a agosto, o incremento em setembro foi de 17,9%, como realçou a União das Indústrias de Cana-de-Açúcar (Unica). Em 12 Estados do país, o consumo de etanol em setembro já foi maior que no mesmo mês de 2019. Os destaques foram as regiões Norte e Nordeste do país, onde as vendas de hidratado cresceram 9,8% e 1% na comparação anual, respectivamente. Nos nove primeiros meses do ano, as vendas do biocombustível chegaram a 13,7 bilhões de litros, uma queda de 16% ante o mesmo período de 2019. Mesmo assim, segundo a Unica, foi o segundo melhor resultado da série histórica para o período. O etanol manteve sua participação no ciclo Otto em 47% de janeiro a setembro, pouco abaixo da fatia de 48,2% registrada em igual intervalo de 2019.

Importação de arroz em outubro não foi influenciada por tarifa zero, diz Ministério da Economia

A importação de arroz em outubro não sofreu influência da implementação, no mês anterior, de uma cota sem tarifa para compra de 400 mil toneladas do produto de fora do Mercosul até o final do ano, apontou o Ministério da Economia nesta terça-feira (03). Segundo o G1, a decisão foi tomada pelo governo em meio à expressiva alta no preço do arroz no país. “Observamos um crescimento da importação do arroz sem casca, mas de países do Mercosul, que já têm tarifa zero. Então não observamos ainda uma utilização da cota após a sua implementação”, afirmou o subsecretário de Inteligência e Estatísticas de Comércio Exterior, Herlon Brandão, em coletiva de imprensa. Em setembro, o Ministério da Economia havia feito a mesma avaliação. Em outubro, a importação de arroz sem casca cresceu 114% sobre igual mês de 2019, a 102 mil toneladas, com Uruguai, Paraguai e Argentina concentrando basicamente toda a venda do produto. Já a importação do arroz com casca caiu 54% na mesma base, a 2,5 mil toneladas, sendo Paraguai e Uruguai as principais origens. Atualmente, incidem sobre os países fornecedores de fora do Mercosul as tarifas de 12% sobre o grão beneficiado e de 10% sobre o arroz em casca. Na semana passada, o ministro da Economia, Paulo Guedes, indicou a parlamentares que o governo está preparado para zerar tarifas de importação em caso de elevação de preços, a exemplo do que fez com o arroz. Ele disse que a iniciativa do governo de reduzir em setembro as tarifas de importação de arroz “travou” o preço do produto, ainda que em patamar alto. No início de outubro, o Ministério da Agricultura divulgou que o Brasil já havia negociado um total de 225 mil toneladas de arroz dos Estados Unidos, Índia e Guiana, e que a expectativa era de que os carregamentos entrassem no país na segunda quinzena de outubro e em novembro.

Plano Diretor da Embrapa foca em inovação

O presidente da Embrapa, Celso Moretti, apresentou nesta quarta-feira (4), o sétimo Plano Diretor da Embrapa. O é instrumento de gestão estratégica vai orientar o direcionamento da empresa até 2030. De acordo com o portal AgroLink pela primeira vez o plano terá metas públicas que poderão ser acompanhadas pela sociedade. O documento também poderá sofrer variações com o avanço do agronegócio e novas oportunidades ao longo dos anos.  “A Embrapa é considerada pioneira no setor público a fazer documentos de planejamento estratégico. A cada quatro anos disponibilizamos um novo plano diretor que nos orienta e direciona para o desenvolvimento sustentável e evolução da agricultura brasileira”, destacou Moretti. O novo PDE foi elaborado com o envolvimento de colaboradores, parceiros, lideranças do agro, produtores e especialistas. Foram 2358 contribuições pela internet, 36 entrevistas de consulta e workshops com 101 participantes, além de uma série de discussões internas, envolvendo todos os centros de pesquisa. Ao final, a Embrapa chegou a nove temas prioritários externos que incluem objetivos, metas e entregas concretas. O debate chegou a nove temas prioritários que refletem os interesses da agricultura; 11 objetivos estratégicos, sendo 8 voltados para inovação e 3 para eficiência organizacional, além de 29 metas quantificáveis. Também há 3 objetivos relacionados à melhoria de gestão. “Nessa busca de aumento de eficiência na máquina pública, racionalizar custos. Isso tudo para transformar a Embrapa em uma empresa mais ágil, eficiente e capaz de dar respostas para a sociedades brasileira”, completa o presidente. Na categoria do ecossistema de inovação estão contemplados alguns objetivos, clique aqui para vê-los.

Proposta prevê benefício a agricultores rurais em caso de pandemia

O Projeto de Lei 2235/20 prevê, em caráter excepcional, o pagamento do Benefício Garantia-Safra aos agricultores familiares no caso da decretação de situação de emergência ou de estado de calamidade pública em razão de epidemia ou pandemia. O texto em tramitação na Câmara dos Deputados insere dispositivos na Lei do Seguro-Safra, informou a Agência Câmara nesta terça-feira (3). Atualmente essa norma assegura o benefício quando é comprovada a perda de pelo menos 50% da produção após estiagem ou excesso de chuvas. O benefício é de no máximo R$ 1.200 anuais por família, dividido em até seis parcelas mensais. O projeto acrescenta hipótese de quitar igual valor em parcela única quando a negociação da produção acabar prejudicada devido a medidas sanitárias urgentes. “O fechamento de feiras livres e de outras formas de comercialização direta impactam sobremaneira a agricultura familiar”, afirmaram os autores, os deputados Carlos Veras (PT-PE), Patrus Ananias (PT-MG) e Bira do Pindaré (PSB-MA). A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

NA IMPRENSA

Agência Senado – Davi Alcolumbre defende projeto de lei que confere autonomia ao Banco Central

Agência Câmara – Projeto cria auxílio emergencial para atingidos por incêndios no Pantanal

Agência Câmara – Projeto triplica pena para quem provocar incêndio florestal

Agência Câmara – Proposta prevê benefício a agricultores rurais em caso de pandemia

Agência Câmara – Proposta muda regra para benefício concedido a agricultores familiares na estiagem

Governo Federal – Embaixadores internacionais vão conhecer de perto o trabalho do Governo Federal na Amazônia

O Globo – Com importações em queda, balança comercial teve superávit de US$ 5,5 bilhões em outubro

G1 – Importação de arroz em outubro não foi influenciada por tarifa zero, diz Ministério da Economia

G1 – Diversificação de compra de soja pela China não deve afetar Brasil, diz Economia

G1 – Trump ou Biden: como o comércio entre Brasil e EUA pode ser impactado com o resultado das eleições nos EUA

Valor Econômico – Desembolsos de crédito rural seguem em alta

Valor Econômico – GranBio, do ramo de biotecnologia, suspende por 60 dias pedido de IPO

Valor Econômico – Vendas de etanol continuam em recuperação no país

Valor Econômico – SP Ventures investe R$ 14 milhões em empresa de crédito agrícola

Valor Econômico – Lone Star questiona posição de Alcolumbre sobre transferência do controle da Atvos

Valor Econômico – AgroGalaxy, da Aqua Capital, compra rede de distribuição de insumos em MS

CNA – CNA esclarece dúvidas sobre renegociação de débitos rurais inscritos na Dívida Ativa da União

CNA – Comissão do Trabalho da CNA debate principais mudanças da NR 31

Mapa – Conselho gestor do Projeto Dom Helder Câmara realiza primeira reunião

Embrapa – Definição de metas estratégicas é a principal inovação do VII PDE

Embrapa – Inteligência Artificial na agricultura é tema de palestra na SNCT

Embrapa – Embrapa Gado de Corte tem novo chefe-geral

AgroLink – Inteligência Artificial na agricultura é tema de palestra na SNCT

AgroLink – TO inaugura centro para pesquisas do campo

AgroLink – Feijão tem bom volume de negócios no campo

AgroLink – Produtores paulistas podem ficar sem a subvenção do seguro rural

AgroLink – SC apresenta ações contra estiagem

AgroLink – Plano Diretor da Embrapa foca em inovação

AgroLink – Webinar do Pró-Milho/RS debate sistemas de irrigação para a cultura

AgroLink – Indicador do algodão chega a 26%

AgroLink – FMC aborda Perspectivas do setor de HF

Canal Rural – Não há como escapar de preços do milho altos em 2021, diz França Junior

Canal Rural – Plantio da soja atinge 70% da área em Campo Mourão (PR)

Canal Rural – ‘Acesso do Brasil ao mercado dos Estados Unidos deve continuar restrito’

Canal Rural – StoneX: 2ª safra de milho 2020/21 deve chegar a 82,343 milhões de toneladas

Canal Rural – Produtores de soja torcem por chuvas para terminar plantio e salvar lavouras instaladas

Canal Rural – ‘Precisamos destacar o Brasil como potência agroambiental’

Noticia de Viagem – Embraer entregou jatos comerciais e executivos no 3T20

Agrosoft – Brasil é 2º maior comprador de agrotóxicos proibidos na Europa

Bopar – CNA defende no STF manutenção do Convênio ICMS 100 em julgamento de ADI

______________________
O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »