VALE BUSCA VENDER ATIVOS DA ÁREA DE ADUBOS

//VALE BUSCA VENDER ATIVOS DA ÁREA DE ADUBOS
 Depois do anúncio, em dezembro, da venda da divisão de fertilizantes para a americana Mosaic, por cerca de US$ 2,5 bilhões, a Vale está retomando o processo para se desfazer de seus ativos no segmento localizados em Cubatão (SP), que ficaram de fora dessa transação. Conforme reportagem do Valor Econômico, no município paulista a empresa produz sobretudo fertilizantes nitrogenados, em uma operação avaliada pelo mercado em US$ 700 milhões. “Segundo fontes do segmento, o incêndio ocorrido na unidade de Cubatão no começo de janeiro pode depreciar os ativos, mas a estratégia para o negócio não muda. Inicialmente, parecia certo que a norueguesa Yara ficaria com os ativos de Cubatão, mas as discussões não foram adiante. Em nota, a Vale Fertilizantes confirmou que continua em negociação para a venda. Os ativos de Cubatão registraram lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de US$ 108 milhões em 2015. A Vale já tinha anunciado, quando da venda dos ativos para a Mosaic, que esperava “explorar” a venda dos ativos de Cubatão em 2017. Embora a mineradora tenha colocado os fertilizantes como uma área prioritária na gestão do atual presidente, Murilo Ferreira, a empresa não tinha grandes reservas. Por essa razão, decidiu se associar a uma empresa de porte internacional como a Mosaic, produtora de potássio e fosfatados”, afirma a publicação.

Principal doença do arroz na Ásia

A Embrapa divulga em seu site que foram validadas no Panamá as primeiras linhagens brasileiras de arroz resistentes à bactéria Xanthomonas oryzae pv. oryzae, principal patógeno que assola a cultura em vários países asiáticos e americanos. Conforme a publicação, a doença ainda não foi registrada no Brasil. “Os novos materiais foram desenvolvidos por meio de melhoramento genético preventivo, que estuda as doenças e pragas das principais espécies agrícolas antes que elas cheguem ao País. O trabalho foi executado pela Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (DF) e Embrapa Arroz e Feijão (GO), no âmbito do Programa Embrapa Labex-USA da Secretaria de Relações Internacionais (SRI), e contou com parceria do Instituto de Pesquisa Agropecuária do Panamá (IDIAP)”, destaca trecho do texto.

Aéreas com capital 100% externo

Responsável por conduzir a elaboração da medida provisória que reforçará o setor de turismo, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse na quarta-feira (15) que a ideia de abrir totalmente o capital das companhias aéreas nacionais ao capital estrangeiro já virou consenso dentro do governo. O assunto tem sido discutido entre integrantes da cúpula do governo, no Planalto, com os ministérios do Planejamento, do Turismo e das Relações Exteriores. A medida faz parte de um pacote para incentivar o turismo no País, que também deverá incluir outras duas ações: a criação da Agência Brasileira de Turismo (Abratur) para promover o setor no exterior e a suspensão, por dois anos, da exigência de vistos para turistas dos quatro países que mais enviam visitantes ao País – Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália – e têm um padrão de gastos relativamente alto. A medida foi já testada durante a Olimpíada do Rio, em 2016.

NA IMPRENSA
Mapa – Comitê vinculado à Camex aprova por unanimidade importação de cota do café conilon

Mapa – Participação brasileira na Foodex Japan terá 24 expositores

Embrapa – Brasil desenvolve variedades resistentes à principal doença do arroz na Ásia

Embrapa – Dia de campo em Sinop apresenta tecnologias para cultivo de soja convencional

Agência Senado – Definido plano de trabalho para analisar MP que prorroga contratos de concessão

Midiamax – Deputado irá denunciar uso de agrotóxicos em MS no MPF

Airway – Aviação reforça combate à soltura de balões

Folhamax – Obras do aeroporto de Cáceres começam este ano

Valor Econômico – Vale busca vender ativos da área de adubos em Cubatão

Valor Econômico – Frete para transporte de soja começa a reagir

Valor Econômico – Ferrovial e operadora mexicana desistem do leilão de aeroportos

Valor Econômico – Uso de conilon nos blends da indústria cai à metade

Valor Econômico – Receita da Coamo já supera R$ 11 bi

O Estado de S.Paulo – Coluna do Estadão – Jantar com presença de Temer tem soldados vigiando até mesmo os banheiros

O Estado de S.Paulo – No governo, aérea com capital 100% externo é consenso

Rede Brasil Atual – Governo Temer acelera registros e põe novos agrotóxicos nas lavouras e na mesa

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »