Vacina de Oxford perde status de grande aposta e vira incógnita

Home/Informativo/Vacina de Oxford perde status de grande aposta e vira incógnita

Nesta segunda-feira (30) o jornal O Estado de S.Paulo destacou que considerada uma das vacinas mais promissoras contra o coronavírus, a ponto de se tornar a principal aposta do governo brasileiro, a pesquisa da Universidade de Oxford, desenvolvida em parceria com a farmacêutica AstraZeneca, tornou-se uma incógnita na última semana. Depois que pesquisadores revelaram que a eficácia de 90%, alardeada inicialmente, foi obtida em um pequeno grupo de voluntários – no grupo maior, o índice foi de 62% – e que será necessário um novo ensaio clínico para confirmar a dosagem correta, publicações científicas levantam outras dúvidas sobre o estudo. No Brasil, especialistas adotam cautela, mas reconhecem que as falhas geram desconfiança na população. No dia 23 de novembro, o mundo recebeu uma boa notícia: pesquisadores anunciaram eficácia de até 90% na vacina britânica. O comunicado de imprensa da AstraZeneca afirmou “evidências convincentes de que (a vacina) funciona”. Horas depois, o recuo que gerou frustração. Na realidade, o índice havia sido obtido em um pequeno grupo de voluntários (2,8 mil). Esse segmento recebeu metade da 1ª dose e a 2ª dose completa da vacina. No grupo maior (8,9 mil voluntários), vacinado com duas doses completas, a eficácia foi de 62%, índice inferior, mas ainda aceitável. Além disso, a meia dose não estava no plano original. Ela só foi administrada por um erro na fabricação das doses. Após a confusão de dados, a conceituada publicação norte-americana Wired lançou mais dúvidas sobre a vacina da Oxford. No artigo “Os dados da vacina Astrazeneca não estão à altura”, a revista levanta algumas “bandeiras vermelhas” para o estudo e cita “dados científicos instáveis”. Uma das dúvidas se refere à apresentação de resultados de ensaios distintos, um no Brasil e outro no Reino Unido. Essa não é a prática padrão de divulgação dos dados de testes de medicamentos e vacinas. “Não é possível unir os resultados de dois estudos com metodologias diferentes”, explica Julio Croda, ex-diretor do Departamento de Imunizações e Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde e pesquisador da Fiocruz.

Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) recebe mais de 26 mil contribuições na Consulta Pública do Rol

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) recebeu 26.141 contribuições na consulta pública que realizou de 8/10 a 21/11 para a atualização da lista de procedimentos com cobertura obrigatória pelos planos de saúde, o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde. O total representa um aumento de 400% em relação à última consulta pública para revisão do Rol, realizada em 2017, que teve 5.229 contribuições. As manifestações recebidas estão sendo analisadas pela equipe técnica da ANS e o resultado será encaminhado para deliberação da Diretoria Colegiada. O novo Rol será obrigatório a partir de março de 2021. Nesta última etapa de participação social, foram recebidas 15.242 contribuições sobre procedimentos (59,84% do total) e 9.964 para medicamentos (39,12%). As demais foram referentes a alterações em termos descritivos, atualização extraordinária e resolução normativa do Rol (RN nº 439/2018, que estabelece as etapas e fluxos da revisão periódica). Ao todo, foram submetidas à apreciação da sociedade 185 propostas com as respectivas recomendações técnicas preliminares (positivas ou negativas), sendo 138 relativas a tecnologias em saúde – medicamentos e procedimentos – em sua maioria encaminhados à ANS através de formulário eletrônico (Formrol). Entre os contribuintes, os grupos que mais apresentaram contribuições foram: profissionais de saúde (9.669), pacientes (4.352), familiares, amigos ou cuidadores de pacientes (3.832).

Ministério deve emitir nota técnica sobre tratamento de problemas com contraceptivo Essure

O secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, Raphael Câmara, anunciou em audiência da Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados na última sexta-feira (27) que será emitida uma nota técnica de orientação sobre como tratar as mulheres que sofrem de problemas causados pela colocação do contraceptivo Essure. Segundo a Agência Câmara Raphael disse ainda que pretende enviar recursos aos estados para apoiar o tratamento psicológico destas mulheres. O Essure é um dispositivo de metal que é colocado nas trompas, considerado uma solução definitiva para a contracepção. O dispositivo, elaborado pela Bayer, foi autorizado em 2009 pela Anvisa. Em 2017, ele foi proibido depois que a detentora do registro no Brasil, a COMMED, não teria enviado para a Anvisa respostas para alguns questionamentos. No final de 2018, a Anvisa voltou a liberar o dispositivo após receber respostas da empresa, mas a própria Bayer pediu o cancelamento do registro logo em seguida. Antes disso, porém, a partir de 2012, centenas de mulheres colocaram o dispositivo pelo Sistema Único de Saúde e começaram a relatar reações, principalmente dor crônica. O secretário Raphael Câmara, que é ginecologista, disse que, na época, quando atendia pacientes no Rio de Janeiro, não apoiou o uso do dispositivo. O secretário explicou que é preciso avaliar caso a caso se é possível ou não fazer a retirada do dispositivo. A presidente da Associação de Mulheres Vítimas do Essure no Brasil, Kelli Luz, disse que o fabricante não afirma que a colocação do dispositivo cause problemas, mas não tem explicação para a alta relação entre os sintomas e o procedimento. Ela afirmou que as mulheres reclamam que são tratadas com descaso por alguns médicos e que não conseguem o atendimento para a retirada do dispositivo. Além disso, não estaria sendo feito um acompanhamento das reações em toda a população que tem o Essure. A deputada Erika Kokay (PT-DF) disse que muitas mulheres tiveram suas vidas destruídas: “Essas dores muito profundas é que acabam muitas vezes por desconstruir relações, relações conjugais. Uma delas me disse que colocou o dispositivo porque não tinha mais intenção de engravidar. Mas disse que hoje não pode cuidar dos filhos”, observou. Subsecretária da Secretaria da Mulher do Distrito Federal, Fernanda Falcomer disse que desde 2016 quinze mulheres conseguiram retirar o Essure no DF e outras vinte entraram na fila após ser emitido um guia sobre o assunto e estruturado um centro especial de saúde da mulher. A defensora pública do DF Thais Mara Silva sugeriu a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta para firmar compromissos do governo no atendimento das mulheres. A Bayer informou, por meio de sua assessoria, que a segurança do Essure é comprovada por estudos, envolvendo mais de 270.000 mulheres. A empresa disse que decidiu retirar o produto do mercado por motivos comerciais e de estratégia de negócios.

Na contramão de serviços e comércio, setor de saúde registra aumento de postos de trabalho na pandemia

Apesar da crise enfrentada por hospitais e clínicas privadas na pandemia, o setor de saúde registrou entre janeiro e outubro 87 mil empregos a mais, de acordo com uma pesquisa inédita da Confederação Nacional de Saúde, destacou o Blog Lauro Jardim do jornal O Globo neste domingo (29). No mesmo período, os setores de serviço e comércio enxugaram, respectivamente, 268 mil e 231 mil postos de trabalho.

SAÚDE NA IMPRENSA

Agência Câmara – Câmara pode votar na quarta-feira MP que libera dinheiro para vacina de Oxford contra Covid-19

Agência Câmara – Ministério deve emitir nota técnica sobre tratamento de problemas com contraceptivo Essure

Agência Câmara – Projeto reforça papel do SUS em ações de saúde de caráter preventivo e precoce

Agência Câmara – Projeto prevê atenção especial a pessoas com deficiência nas políticas de prevenção ao suicídio

Anvisa – Anvisa recebe quarta submissão contínua de vacina Covid-19

Anvisa – CGSIM publica classificação de risco de atividades econômicas

Anvisa – Brasil e Índia tratam de cooperação no setor farmacêutico

ANS – ANS recebe mais de 26 mil contribuições na Consulta Pública do Rol

Agência Saúde – Brasil registra 5.578.118 milhões de pessoas recuperadas

Agência Saúde – Ações estruturam a rede pública no combate à Covid-19

Agência Saúde – Saúde celebra data com foco na segurança da cirurgia oncológica

Agência Saúde – Mais um aliado no diagnóstico do glaucoma no SUS

Conitec – Ministério da Saúde publica diretrizes para diagnóstico e tratamento de câncer que acomete os pulmões

Conitec – Ministério da Saúde publica Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas de Artrite Psoríaca

Governo Federal – Ebserh libera R$ 25,7 milhões para hospitais universitários federais

Governo Federal – Programa Academia e Futebol atenderá crianças, adolescentes e pessoas com deficiência

Opas – OPAS e Ministério da Saúde realizam treinamento para intensificar ações de vigilância laboratorial de sarampo e pólio no Brasil

Jota – Baleia e Molon dizem que reforma tributária tem “boas chances” de ser votada na Câmara em 2020

Agência Brasil – Bio-Manguinhos fornece novo remédio para doenças reumatológicas ao SUS

Agência Brasil – Covid-19: Brasil registra 24.468 casos e 272 mortes em 24 horas

Agência Brasil – Instituto atende crianças de baixa renda com tumor cerebral

Agência Brasil – Anvisa recebe pedido para análise da vacina da Janssen-Cilag

Agência Brasil – Mais de 300 pessoas aguardam transferência para leitos de covid no Rio

Correio Braziliense – Por que predomínio do ‘homem branco’ em testes pode atrapalhar futuro de vacinas e remédios

Correio Braziliense – Maior fabricante de vacinas do mundo pedirá nova licença de emergência em duas semanas

Folha de S.Paulo – Ser herói da própria saúde requer coragem para vencer tabus

Folha de S.Paulo – Governo deveria restringir viagens de férias, diz presidente da Sociedade Paulista de Infectologia

Folha de S.Paulo – A impunidade do governo está assegurada, protegida pelo esquecimento fácil

Folha de S.Paulo – Apreensivos com alta da pandemia, secretários dizem que Pazuello sumiu após briga da Coronavac

Folha de S.Paulo – Uso de enxaguante bucal para combater coronavírus não tem comprovação científica

Folha de S.Paulo – Ministério da Saúde descumpre metas de testagem de Covid-19 e atrasa controle da doença

Folha de S.Paulo – Vacina contra Covid-19 não deverá ser oferecida para toda a população, diz Ministério da Saúde

Folha de S.Paulo – Cresce a demanda por clínicas de Cannabis no Brasil

Folha de S.Paulo – Resistência maior a medidas contra a disseminação da Covid-19 já preocupa governadores

O Estado de S.Paulo – Vacina de Oxford perde status de grande aposta e vira incógnita

O Estado de S.Paulo – Os desafios de inovação e marketing na área da saúde

O Estado de S.Paulo – Brasil registra média móvel diária de 522 mortes pela covid-19

O Estado de S.Paulo – Notificação compulsória dos casos de covid-19 e a proteção de dados pela LGPD

O Estado de S.Paulo – Propriedade intelectual: principais acontecimentos de 2020

O Estado de S.Paulo – Conteúdo Patrocinado: Sintomas de mieloma múltiplo podem ser confundidos com outras doenças

O Estado de S.Paulo – Um ‘novo velho’ desafio já aguarda os eleitos

O Globo – Entrevista Eduardo Paes: ‘Vamos buscar 450 mil testes do Ministério da Saúde’

O Globo – Na contramão de serviços e comércio, setor de saúde registra aumento de postos de trabalho na pandemia

O Globo – Ministério da Saúde descarta ter vacina para toda a população em 2021

O Globo – Após ministro falar em ‘repique’ da Covid-19, número 2 da Saúde diz que há ‘pequeno aumento’ de casos

O Globo – O responsável por dar as cartas para indicações nos hospitais federais do Rio

G1 – Moderna planeja solicitar autorização para uso emergencial da vacina contra Covid-19 nos EUA e Europa nesta segunda

G1 – Os polêmicos testes de virgindade e kits de ‘reparo de hímen’ vendidos no Reino Unido

G1 – Dengue: DF registra 46,2 mil casos e 44 mortes

G1 – Por que algumas pessoas têm o olfato superpoderoso

G1 – Maduro suspende toque de recolher fronteiriço por Covid-19 e flexibiliza lockdown

G1 – Imunologista-chefe dos EUA alerta para possibilidade de explosão de casos de Covid-19 após Ação de Graças

G1 – Maior fabricante de vacinas do mundo pedirá nova licença de emergência em duas semanas

Valor Econômico – Novavax deve iniciar testes de fase 3 de vacina contra covid-19 nas próximas semanas

Valor Econômico – Para Temer, governo não deve politizar vacina

Valor Econômico – Maior fatia dos orçamentos vai para PSDB, MDB, DEM e PSD

Valor Econômico – Bolsonaro volta a defender o não fechamento da economia se houver 2ª onda de covid-19

Valor Econômico – Bolsonaro sugere auxílio emergencial para quem tem acima de 65 anos

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »