União Europeia alerta sobre possíveis surtos de gripe aviária

//União Europeia alerta sobre possíveis surtos de gripe aviária
A União Europeia (UE) informou nesta quarta-feira (30), em relatório, que os países participantes de seu bloco econômico devem intensificar a vigilância contra possíveis surtos de gripe aviária entre aves selvagens e domésticas, informou a Reuters. Em nota, as agências de saúde e alimentos da UE disseram que a doença é altamente contagiosa para pássaros, enquanto os riscos de transmissão para humanos são considerados baixos. “Os países da UE estão sendo instados a intensificar as medidas de vigilância e biossegurança para se proteger contra possíveis novos surtos de gripe aviária neste ano”, afirmou o bloco europeu, em relatório. De acordo com o Valor Econômico nos últimos meses, surtos da doenças foram identificados em aves selvagens e domésticas no oeste da Rússia e no Cazaquistão, que estão na rota de migração de outono para aves aquáticas selvagens rumo ao bloco europeu.

Casos de peste suína africana na Alemanha já chegam a 38

Mais dois javalis machos foram confirmados como positivos para a peste suína africana, levando o surto a 38 animais selvagens desde que atingiu o maior produtor de carne suína da Europa há três semanas, disse o Ministério da Agricultura do país à agência Bloomberg. Embora todos os casos permaneçam no estado de Brandenburg, uma das novas descobertas foi em um porco baleado por um caçador em Maerkisch Oderland, fora da zona de contenção anterior e perto da fronteira polonesa. “O estado de Brandemburgo deve agora adaptar as zonas de proteção existentes e as medidas de proteção em conformidade, a fim de prevenir a propagação da doença”, disse o ministério, segunda a agência. O governo estadual disse que agora está tratando o surto como “dois eventos epidêmicos separados” e alertou que as infecções permanecem “altamente dinâmicas” na vizinha Polônia. Embora a doença não tenha atingido nenhuma fazenda, os principais compradores, incluindo China e Coréia do Sul, proibiram a importação de produtos alemães, destacou o Valor Econômico nesta quarta-feira (30).

Cocamar terá produção experimental de carne Premium

A cooperativa paranaense Cocamar anunciou nesta quarta-feira (30) a criação do Programa Cocamar Carne Precoce Premium, que vai abater semanalmente bovinos jovens, e que atendam a critérios prévios de qualidade, de seus cooperados. O frigorífico parceiro da iniciativa é o Argus, de São José dos Pinhais (PR). Segundo o Valor Econômico a demanda surgiu de produtores que desenvolvem o sistema de integração lavoura-pecuária (ILP) e integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) que conseguiram reduzir a idade de abate de seus animais, segundo o gerente executivo técnico da Cocamar, Renato Watanabe, mas que estavam encontrando dificuldade de precificar de forma adequada essa oferta. Segundo Watanabe, a fase experimental de abates, que já tem escala semanal para os próximos 60 dias, ajudará a Cocamar a entender melhor como funcionam as classificações e em que nível se encontram seus produtores. “O objetivo da Cocamar é atuar em todos os elos da cadeia”, afirma o superintendente de negócios Anderson Bertolleti, desde a compra dos bezerros de qualidade, recria e terminação, prestando assistência técnica, fornecendo insumos e medicamentos e chegando ao mercado com o produto final, os cortes especiais, que serão identificados por um selo do programa. A iniciativa incluirá animais fruto de cruzamento industrial de angus com nelore e os nelore precoces. Os produtores que atenderem aos quesitos desejados de carcaça, como acabamento uniforme de gordura, idade, faixa de peso entre outros, terão direito a um valor adicional pela arroba. Até formatar o programa, foram quase dois anos de estudos, levantamentos e a busca por parcerias. Os pecuaristas poderão entregar 20 animais a cada 60 dias ou a cada mês para a cooperativa, somando 120 ou 240 no ano. A Cocamar avalia a possibilidade de contratos para no máximo 480 cabeças por ano por produtor.

China aumenta rebanho suíno após peste, mas recuperar oferta de carne levará tempo

O enorme rebanho de porcos da China está se recuperando rapidamente depois de ter sido dizimado pela peste suína africana, mas a produção de carne suína levará muito mais tempo para ser restaurada devido à baixa qualidade do novo rebanho, afirmam especialistas e analistas, informou o G1 nesta quinta-feira (1). A produção de carne suína da China caiu para seu nível mais baixo em 16 anos em 2019, depois que a peste suína africana varreu fazendas em todo o país a partir de 2018. Depois de ter perdido até 60% de suas matrizes reprodutoras até o segundo semestre de 2019, a produção de suínos no mercado despencou e os preços da carne suína dispararam para novas máximas, onde têm se mantido durante grande parte deste ano. Mas depois que o governo chinês pediu em setembro passado uma reconstrução urgente da oferta de carne suína, os produtores despejaram bilhões de iuanes em novas fazendas, desencadeando uma rápida recuperação. Em julho, o rebanho cresceu pela primeira vez em mais de dois anos, e em agosto deu um salto de 31% em relação ao mesmo mês do ano passado, informou o Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais. Alguns produtores até sugeriram que a reconstrução pode estar exagerada. Mas os grandes números mascaram um rebanho menos produtivo. Com uma escassez tão severa de reprodutores, muitas novas fazendas estão mantendo as fêmeas que normalmente seriam abatidas para produção de carne para uso como reprodutoras. Também conhecidas como fêmeas “cruzadas de três vias”, elas têm uma genética diferente que produz ninhadas significativamente menores, dizem os especialistas. Elas agora representam pelo menos metade do rebanho reprodutor, enquanto quase não existiam antes, estimou Stephen Wilson, executivo-chefe da empresa líder de genética de gado Genus. O rebanho de porcas cresceu pela primeira vez em junho e aumentou 37% em agosto na comparação anual, mostram dados do ministério. Mas o aumento vem de uma base baixa, disse Pan Chenjun, analista sênior do Rabobank. Em agosto de 2019, o rebanho estava quase no nível mais baixo, após pesadas perdas com a peste suína africana no início do ano.

NA IMPRENSA

Folha de S.Paulo – ‘O Brasil é o futuro e ninguém fica pra trás’, diz Mario Frias sobre nova lei para cães e gatos

O Globo – ONG paga custos extras com pets idosos ou doentes para incentivar adoção

G1 – China aumenta rebanho suíno após peste, mas recuperar oferta de carne levará tempo

G1 – Pantanal tem 8.106 pontos de incêndio em setembro; ano já tem o maior número de focos da história

G1 – Animais idosos recebem atenção especial no zoológico do Parque Ecológico da Cidade da Criança

Valor Econômico – União Europeia alerta sobre possíveis surtos de gripe aviária

Valor Econômico – Cocamar terá produção experimental de carne Premium

Valor Econômico – Casos de peste suína africana na Alemanha já chegam a 38

Anda – Cachorrinha cega e surda luta para sobreviver após ser espancada e abandonada

Anda – Ecoturismo muda o comportamento de animais selvagens e os coloca em perigo

Anda – Cadela filhote é forçada a se reproduzir e morre devido à gravidez prematura

Anda – Ativistas pressionam grife Versace a cumprir promessa e abolir uso de peles

Anda – MP denuncia agressor do pit bull Sansão e pede medida protetiva para o cão

Agrolink – Mercado do boi gordo em alta

Agrolink – Técnicas de remoção de aparas é lucrativa para carnes

Agrolink – Colombianos estudam a química da piscicultura

Agrolink – Valores da carne renovaram os recordes

Agrolink – Espanha deve se reforçar contra PSA

Canal Rural – Carne suína: unidade da BRF de Concórdia (SC) é habilitada para exportar ao Vietnã

Giro do Boi – Como controlar os maiores custos variáveis do confinamento para ter lucro?

IMA – Ação integrada garante que araras retornem à natureza

Revista Globo Rural – Frigorífico da BRF em SC é habilitado a exportar carne suína para o Vietnã

Revista Globo Rural – Preços médios de toda a cadeia da carne bovina batem novo recorde em setembro

Revista Globo Rural – Suspensão de frigorífico da Minerva está ligada a protocolo contra Covid-19

AGROemDIA – Setembro foi marcado por recordes em toda a cadeia da pecuária de corte

______________________
O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »