Terceira onda de covid: Hospitais privados de SP alertam para colapso “logo à frente”

Home/Informativo/Terceira onda de covid: Hospitais privados de SP alertam para colapso “logo à frente”

A taxa de ocupação de UTIs para pacientes acometidos pela covid-19 nos hospitais privados do Estado de São Paulo aumentou 11,5% nos últimos 30 dias. Atualmente, a taxa de ocupação está acima de 80% para 88% dos hospitais consultados pelo Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo (SindHosp), sindicato do setor. O levantamento foi feito com 91 hospitais, que representam 23% do setor em São Paulo, destacou o Valor Econômico nesta quarta-feira (2). “A pesquisa mostra a tendência de aumento de casos, evidenciando a 3ª onda e, se prosseguir neste ritmo, um novo colapso do sistema logo à frente”, disse Francisco Balestrin, presidente do SindHosp. O levantamento mostra que 48% dos hospitais estão com uma taxa de ocupação na UTI covid entre 81% e 90%. Para 40% dos consultados, esse indicador varia de 91% a 100%. Em 9% dos hospitais, esse indicador é de até 70%, para 2%, a ocupação está 71% e 80% e para 1% dos hospitais que participaram da pesquisa, a taxa supera os 100%. O histórico dos levantamentos da entidade mostra a evolução no volume de pacientes internados com covid em leitos de UTI. Em 30 de abril, a taxa de ocupação estava acima de 80% para 79% dos hospitais consultados. Em 17 de maio, 85% dos hospitais tinham essa ocupação e, nesse último levantamento, subiu para 88%. Outro dado é sobre o aumento nos preços do kit intubação. “Setenta e um por cento dos hospitais detectaram aumento de preços dos medicamentos para intubação, sendo que 74% afirmam que esse reajuste foi superior a 100%. Na pesquisa anterior, eram 36% de hospitais que apontavam aumento de mais de 100%. Infere-se que os aumentos abusivos estão ocorrendo com maior intensidade”, informa a pesquisa do SindHosp. Em relação ao estoque de medicamentos: 7% têm reservas para uma semana, 27% dos hospitais possuem estoque para 10 dias, 6% para 15 dias, 28% para até um mês e 31% para mais de um mês. Os dirigentes dos hospitais informaram ainda que os maiores problemas enfrentados com a pandemia são: 24% apontam o cancelamento de cirurgias eletivas, 20% dizem que o número de pacientes é superior à capacidade de atendimento (fila de espera), 14% afastamento de colaboradores por problemas de saúde, 13% falta de médicos e 13% falta de outros profissionais de saúde. Os hospitais também disseram que 82% deles tiveram queda na receita da ordem de até 10%, 15% tiveram redução de receita de até 20% e para 3% a queda de receita é de até 50%.

Autonomia médica não é licença para experimentação, diz infectologista à CPI

Em depoimento à CPI da Covid, nesta quarta-feira (2), a médica infectologista Luana Araújo afirmou que a autonomia médica não pode ser usada como uma espécie de licença para se fazer experiências com a vida humana. Segundo o Valor Econômico a autonomia médica tem sido usada pelo presidente Jair Bolsonaro e seus apoiadores para justificar a defesa do uso de cloroquina para o combate à covid-19. Demitida do Ministério da Saúde após apenas dez dias por discordar dessa avaliação, Luana disse aos senadores que os estudos sérios apontam para o crescimento da mortalidade com o uso do medicamento. “Autonomia médica tem que ser defendida como base em pilares como a evidência científica e a ética”, disse ela à CPI. “Os médicos não precisam ser cientistas, mas precisam compreender como o processo científico se desenvolve”, completou.

Fiocruz e AstraZeneca assinam contrato de transferência de tecnologia

Inicialmente previsto para ser assinado em dezembro de 2020, o contrato de transferência de tecnologia entre a Fiocruz e a AstraZeneca, que irá permitir a produção de uma vacina nacional contra Covid-19, foi assinado nesta terça-feira (1) pela presidente da instituição, Nísia Trindade, e pelo presidente da farmacêutica no Brasil, Carlos Sanches Luiz. De acordo com o Jota a formalização do acordo foi feita em cerimônia com o presidente Jair Bolsonaro no Ministério da Saúde. Durante o ato, ele pediu uma homenagem ao ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. “Pediria que aplaudissem o ex-ministro Pazuello, que começou esse contrato”, afirmou. O general foi nomeado Secretário de Estudos Estratégicos da Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República também nesta terça. Em junho de 2020, quando ele estava à frente do Ministério da Saúde, a Fiocruz assinou um memorando de entendimento com a farmacêutica. Em setembro, a instituição formalizou o contrato de Encomenda Tecnológica (Etec) “pelo qual já se assegurava a transferência de tecnologia do processamento final da vacina e posterior transferência de tecnologia do IFA para a produção 100% nacional da vacina”, de acordo com a Fiocruz. Os recursos foram garantidos pela MP 994/2020, assinada em agosto do ano passado, que liberou R$ 1,9 bilhão. Desse montante, R$ 522,1 milhões são para ampliar a estrutura de Bio-Manguinhos, unidade da Fiocruz produtora de imunobiológicos. Os outros R$ 1,3 bilhão são despesas referentes a pagamentos relativas à encomenda tecnológica. O atual titular da pasta, Marcelo Queiroga, afirmou que o contrato dá autonomia ao Brasil na produção de vacinas contra Covid-19. “O contrato que hoje celebramos permitirá avançar em relação à auto-suficiência e à soberania produtiva dessa vacina. Trata-se de mais um passo crucial para que possamos melhor nos posicionar estrategicamente na luta contra a pandemia e para seguir nosso objetivo de construir um Brasil melhor para todos brasileiros”, afirmou. Outros integrantes do primeiro escalão do governo também estavam presentes, como o ministro Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil) e o chanceler Carlos França.

Queiroga reforça compromisso com política para combate ao tabagismo

Em cerimônia virtual alusiva ao Dia Mundial Sem Tabaco, promovida pela Organização Pan-Americana da Saúde, nesta terça-feira (1), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, destacou o compromisso com políticas públicas para controle ao tabagismo, informou a Agência Saúde. “Precisamos juntos enfrentar desafios grandiosos como ampliar o acesso dos fumantes ao tratamento do tabagismo e fortalecer a política fiscal sobre os produtos de tabaco”, disse. O ministro também reforçou a responsabilidade da pasta em desenvolver até 2030 estratégias intersetoriais para reduzir a prevalência de tabagismo em 40%, conforme dispõe o Plano Nacional para Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis 2021-2030. Durante a cerimônia, a secretária executiva da Comissão Nacional para Implementação da Convenção-Quadro (Conicq), vinculada ao Instituto Nacional de Câncer (INCA) do Ministério da Saúde, Tânia Cavalcante, foi contemplada com o prêmio Dia Mundial Sem Tabaco de 2021 nas Américas, concedido pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A premiação é um reconhecimento pela contribuição da médica com uma política de controle do tabaco eficaz no Brasil. A iniciativa também celebra a ação de intercâmbio de experiências entre os países no controle do tabagismo na América Latina e entre os países de língua portuguesa. “É uma honra ter sido escolhida para receber este prêmio. É importante lembrar que os resultados positivos desta política também são fruto do esforço coletivo. Além do Inca, várias pessoas e instituições tomaram para si a missão de transformar a triste realidade deixada pelo tabagismo em nosso país”, disse Tânia Cavalcante lidera uma equipe formada por oito profissionais que atuam na articulação de diferentes setores do governo e junto ao Congresso Nacional para a internalização das medidas da Convenção Quadro da OMS para Controle do Tabaco. A ação é parte de um tratado internacional de saúde ratificado pelo Congresso Nacional em 2005 e promulgada pela Presidência da República em 2006. Queiroga parabenizou Tânia Cavalcante e lembrou que a história de vida da médica está ligada com os avanços do Brasil no controle do tabaco. “A premiação de hoje é resultado do seu compromisso incansável e da sua liderança para o controle do tabaco no Brasil”, disse o ministro. Socorro Gross, representante da OPA, congratulou Tânia por dedicar sua vida à implementação de políticas de controle de tabaco não só no Brasil, mas em várias partes do mundo. “A secretária se tornou uma das porta-vozes do Inca, que já há duas décadas é um dos nossos centros colaboradores para controle do tabaco em países de língua portuguesa. Sem espaço a dúvidas, Tânia é uma inspiração para toda uma geração de controle de tabaco no Brasil”, afirmou.

SAÚDE NA IMPRENSA

Agência Câmara – Entidades cobram ações de prevenção ao suicídio e doenças mentais em policiais 
Agência Câmara – Congresso aprova liberação de R$ 2,3 bilhões para pesquisa 
Agência Câmara – Congresso aprova recursos para combate ao desmatamento e teste de vacinas contra Covid-19 
Agência Câmara – Especialistas alertam para a disseminação de novas cepas da Covid-19 no Brasil 
Agência Senado – Deputados mantêm veto a distribuição de vacinas pelo Ministério da Saúde 
Agência Senado – Confúcio Moura critica ritmo lento em vacinação contra covid-19 
Agência Senado – Paim defende projeto que prevê quebra de patentes de vacinas contra covid-19 
Agência Senado – CPI debate realização da Copa América no Brasil; Renan faz apelo a Neymar e seleção 
Agência Senado – Médica defende cloroquina em CPI e senadores, insatisfeitos, pedem acareação 
Agência Senado – CPI aprova pedidos de informação sobre incêndio em hospital de Sergipe 
Agência Senado – CPI: Nise defende cloroquina e senadores pedem acareação sobre tentativa de mudar bula 
Agência Senado – Nise Yamaguchi nega ter participado de ‘gabinete paralelo’; senadores apontam contradições 
Agência Senado – Senadores avaliam depoimento da médica Nise Yamaguchi à CPI 
Anvisa – Reunião extraordinária analisa pedidos de importação de vacinas 
Anvisa – Webinar da Anvisa aborda aproveitamento de análises estrangeiras 
ANS – Seminários Avançados em Atenção Primária à Saúde – 2021 
ANS – Resultados da 550ª Reunião da Diretoria Colegiada 
ANS – Demonstrações contábeis atualizadas 
Agência Saúde – Brasil passa a produzir vacina Covid-19 100% nacional 
Agência Saúde – Saúde publica protocolo e diretrizes para tratamento de Mucopolissacaridose Tipo VII 
Agência Saúde – Saúde atualiza protocolo para atendimento a pacientes com artrite psoríaca no SUS 
Agência Saúde – Ministério da Saúde elabora protocolo de segurança para a realização da Copa América 
Agência Saúde – Queiroga reforça compromisso com política para combate ao tabagismo 
Agência Saúde – Mais de 4,7 mil municípios aderem à programa de qualificação de agentes de saúde 
MDH – Ministério mobiliza estados para ampliar alcance da campanha de coleta de DNA 
Jota – Fiocruz e AstraZeneca assinam contrato de transferência de tecnologia 
Jota – Nise Yamaguchi nega tentativa de alterar bula da cloroquina 
Agência Brasil – Brasil recebe mais 936 mil doses da vacina da Pfizer 
Agência Brasil – Ônibus laboratório fará exames de covid-19 no Aeroporto de Congonhas 
Agência Brasil – Vacinação contra gripe: 20 milhões de doses já foram aplicadas 
Agência Brasil – Covid-19: OMS aprova inclusão da CoronaVac em lista de uso emergencial 
Folha de S.Paulo – As UPAs fazem bem à saúde? 
Folha de S.Paulo – Hospital em SP libera visita para pacientes com Covid apenas com máscara de pano, contrariando protocolos  
Folha de S.Paulo – Por uma assistência farmacêutica mais equilibrada  
Folha de S.Paulo – SUS: a propaganda é a alma do negócio?  
Folha de S.Paulo – Tristeza e ansiedade na pandemia não são sinônimo de doença mental  
Folha de S.Paulo – Em ‘CPI masculina’, interrupções constantes em depoimento de médica viram alvo de queixa  
Folha de S.Paulo – Renan aponta 13 contradições de Nise Yamaguchi à CPI da Covid  Folha de S.Paulo – Com Sinovac aprovada, China reivindica ‘papel de liderança’  
O Estado de S.Paulo – Veja o que muda com a aprovação da OMS para uso emergencial da Coronavac 
O Estado de S.Paulo – Pró-cloroquina, Nise admite à CPI não saber que estudo citado por ela havia sido descontinuado 
O Estado de S.Paulo – Aprovação da Coronavac pela OMS não garante entrada de brasileiro na Europa 
O Estado de S.Paulo – Origens do coronavírus: o papel da mídia na rejeição da teoria do laboratório de Wuhan 
O Estado de S.Paulo – Bolsonaro elogia Pazuello e Ernesto Araújo por acordo da Fiocruz com a AstraZeneca 
O Estado de S.Paulo – Pazuello ganha cargo de confiança na Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência 
O Globo – Governador do Amazonas e secretário de Saúde são alvos de operação da PF sobre Covid-19  
O Globo – Ministério da Saúde assina acordo com AstraZeneca para produção de insumos no Brasil  
O Globo – Após nomeação de Pazuello, Bolsonaro pede aplauso a ex-ministro em evento do Ministério da Saúde  
G1 – Butantan vai receber 6 mil litros de insumo da CoronaVac no dia 28 de junho, diz Doria 
G1 – Vacina Sputnik V tem eficácia de 78,6% com apenas 1 dose em idosos, aponta estudo preliminar argentino 
G1 – Médica anunciada mas não nomeada na Saúde diz que ‘polarização esdrúxula’ afasta talentos do governo 
Correio Braziliense – O exercício simples que você pode fazer em casa para turbinar seu cérebro 
Correio Braziliense – Com aval da OMS, CoronaVac poderá entrar no programa Covax  
Correio Braziliense – Gripe aviária: comissão chinesa avalia que risco de propagação de variante é baixo  
Correio Braziliense – CPI: Luana Araújo diz que Brasil segue na “vanguarda da estupidez mundial” 
Valor Econômico – Não existe tratamento precoce, diz médica Luana Araújo à CPI 
Valor Econômico – CPI da Covid ouvirá governador do Amazonas no dia 10, informa Aziz 
Valor Econômico – Partido Novo anuncia João Amoêdo como pré-candidato a presidente para 2022 
Valor Econômico – Imunidade de rebanho é impossível para novo coronavírus, diz Luana Araújo 
Valor Econômico – Governo teme que depoimento de Luana Araújo amplie desconfiança de descaso de Bolsonaro com pandemia 
Valor Econômico – Autonomia médica não é licença para experimentação, diz infectologista à CPI 
Valor Econômico – Terceira onda de covid: Hospitais privados de SP alertam para colapso “logo à frente” 
Valor Econômico – Médica contrária a tratamento precoce diz que foi demitida por Queiroga ‘sem maiores explicações’ 
Valor Econômico – CPI ouvirá ministro Marcelo Queiroga na próxima terça 
Valor Econômico – Novo cargo abranda punição, mas tira de Pazuello o manto protetor do Exército 

 

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »