Tecnologia pioneira no mundo rastreia uso de pesticidas  

//Tecnologia pioneira no mundo rastreia uso de pesticidas  
A preocupação ambiental, principalmente entre os países europeus que importam produtos agrícolas do Brasil, como a Holanda, não pode mais ser dissociada das relações internacionais que envolvem o agronegócio, informou o jornal O Estado de S.Paulo nesta segunda-feira (16). Nesse contexto, ganham mais peso ferramentas tecnológicas voltadas para a sustentabilidade, como o aplicativo inovador, em termos mundiais, desenvolvido pela startup brasileira Perfect Flight. O produto faz uma gestão, de forma precisa, das aplicações aéreas de defensivos agrícolas em lavouras. Na sexta-feira (13), na fazenda Pamplona da SLC Agrícola, em Goiás, que produz soja, algodão e milho, uma delegação do Ministério da Agricultura da Holanda participou de uma apresentação sobre o software brasileiro. O aplicativo, que pode ser consultado em qualquer dispositivo eletrônico, monitora tanto a rota dos aviões usados na pulverização de lavouras como a quantidade de produto que é consumido pelas propriedades rurais. “Desta forma, conseguimos proteger, por exemplo, as áreas habitadas e de preservação permanente e também dosar a quantidade certa que deve ser aplicada em cada área”, afirma Leonardo Luvezuti, gestor de Operações da Perfect Flight. Segundo Luvezuti, o que está sendo feito hoje pela startup fundada em 2015, pelos primos Josué e Kriss Corso, em São João da Boa Vista, interior de São Paulo, é algo inédito na agricultura mundial. “Isso não ocorre nem em países como os Estados Unidos ou a Austrália, que utilizam muito a aviação aérea para a pulverização”, afirma. Nos últimos anos, investidores também adquiriram um total de 40% da agtech; são eles Pedro Bonamichi, Norival Bonamichi e Gilberto Theodoro. Para Marjolijn Sonnema, vice-ministra da Agricultura da Holanda, a tecnologia apresentada é interessante porque permite que grandes propriedades, como a fazenda Pamplona, consigam ter dados de qualidade sobre as pulverizações aéreas que são feitas. “Pelo que vi, é um programa que oferece uma boa solução para se usar o menos possível de pesticida no campo”, afirmou Sonnema. Segundo a vice-ministra holandesa, a visita feita ao Brasil por ela e outros cinco conselheiros agrícolas holandeses sediados nas Américas está sendo importante para conhecer melhor as condições da produção do agronegócio brasileiro.

Operação apreende aviões agrícolas e peças de aeronaves avaliados em R$ 3 milhões em Andirá

Três aviões agrícolas e dezenas de peças de aeronaves irregulares avaliados em R$ 3 milhões foram apreendidos em uma operação realizada no aeroporto municipal de Andirá, no norte do Paraná. Segundo o G1, a ação foi deflagrada pelas polícias civis do Paraná e do Mato Grosso do Sul no dia 10 de março, mas divulgada nesta segunda-feira (16). As apreensões foram realizadas com apoio da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) com o objetivo de apurar a adulteração de sinais identificados de aeronaves e a realização de serviços de manutenção clandestinos. Segundo a Polícia Civil, as peças apreendidas tinham indicativos de que não passaram por controle da Anac. Os donos dos aviões e peças apreendidas podem responder pelos crimes de adulteração de sinais identificadores de veículo automotor, atentado à segurança aérea, falsidade ideológica e associação criminosa.

Medida Provisória do Agro e a blindagem do produtor rural

De acordo com artigo de Euclides Ribeiro S. Junior, advogado especialista de recuperação judicial de produtores rurais, publicado nesta terça-feira (17) no Blog Fausto Macedo do jornal O Estado de S.Paulo, o plenário do Senado votou a Medida Provisória 897/2019, conhecida como MP do Agro, que muda regras para concessão de crédito agrário. A MP vai à sanção presidencial. Produtores rurais esperam com ansiedade a efetivação da MP. Ao longo de mais de uma década foi incessante a luta para que os produtores rurais tenham direito ao uso da recuperação judicial, caso precisem, nos mesmos moldes das outras atividades. Barreiras e mais barreiras foram superadas para a chegada do cenário atual. Agora, a ideia é valorizar aquele que produz, gera emprego e renda no Brasil. E, principalmente, que consiga se reerguer em momentos difíceis. Momentos estes, muitas vezes, causados por força da natureza ou que foge ao do controle do produtor. A capacidade de produção do Brasil é exemplo para o mundo. Prova disso é que o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) registrou que a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do setor agropecuário, em 2020, deve avançar mais que 3%. O Congresso Nacional tem que trabalhar para que esta posição se mantenha. Para que o campo continue forte, é fundamental fortalecer a continuidade produtiva de suas terras. Defender o agricultor é possibilitar sua permanência na atividade. A recuperação financeira é importante para que, assim, este segmento possa continuar a contribuir com o desenvolvimento do país. O cenário referente ao produtor rural é preocupante. Somente nos dois primeiros meses de 2020, houve pedidos de recuperação judicial de 12 produtores rurais em Mato Grosso. É preciso refletir sobre centenas de empregos diretos que podem e devem ser mantidos, além do impacto gigantesco na economia. Mesmo em crise, o agro é responsável por mais de 50% do Produto Interno Bruto (PIB) de Mato Grosso. E precisa ser melhor tratado quando o assunto for crédito, financiamento, direitos, deveres e obrigações. E este trabalho vem sendo feito nos últimos anos. A recuperação judicial é uma importante ferramenta e possibilita uma negociação equilibrada com seus credores. Diante do contexto, causa preocupação o fato de um candidato eleito pelo segmento do agro e que deveria representar o setor, jogar contra o próprio time. O deputado federal, Neri Geller, produtor em Mato Grosso, propôs o acréscimo de dois novos parágrafos na Emenda 214, no texto final da Medida Provisória (897/2019), conhecida como MP do Agro.

Comissão de Meio Ambiente (CMA) cancela reuniões como medida de prevenção ao coronavírus

O presidente da Comissão de Meio Ambiente (CMA), senador Fabiano Contarato (Rede-ES), determinou nesta terça-feira (17) o cancelamento das três reuniões do colegiado previstas para esta e para próxima semana. A decisão foi tomada como medida de prevenção ao coronavírus, destacou a Agência Senado nesta terça-feira (17). Segundo o último balanço do Ministério da Saúde, o Brasil tem 234 casos confirmados da doença — 13 deles no Distrito Federal. Haveria a apresentação do Programa Gabinete Sustentável, desenvolvido pelo Núcleo de Coordenação de Ações Socioambientais do Senado. Na segunda parte do encontro, os parlamentares teriam reunião deliberativa, com 20 itens na pauta. Contarato determinou ainda o cancelamento de uma audiência pública marcada para a próxima quinta-feira (19). O objetivo seria debater o Projeto de Lei (PL) 5.028/2019, que estabelece a Política Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA). O debate seria parte de um ciclo de quatro audiências sobre os aspectos econômico-financeiros e Jurídicos do PSA, que já havia começado na semana anterior. Na reunião prevista para o dia 24 de março, os parlamentares participariam de audiência pública para instruir o PL 6.479/2019. O projeto do senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) sugere a criação uma Área Especial de Interesse Turístico nos municípios de Angra dos Reis, Itaguaí, Mangaratiba, Paraty e Rio Claro. Ainda não há data prevista para a realização das reuniões da CMA. Em nota, Contarato esclarece que o cancelamento respeita atos assinados neste mês pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre. “Estamos cancelando em atenção às medidas adotadas pelos atos administrativos números 3 e 4, de 2020, do presidente da Casa, que preveem ações de contenção da covid-19 (coronavírus), no âmbito do Senado Federal”, diz o texto.

NA IMPRENSA
Agência Senado – CMA cancela reuniões como medida de prevenção ao coronavírus

Agência Senado – Projetos permitem votações virtuais no Senado

Agência Senado – Votação de relatório da MP 910 é adiada para quarta-feira

Folha de S.Paulo – País deveria estudar corredor estratégico em SP, porta de entrada e saída do agro

O Estado de S.Paulo – O impacto do coronavírus na economia dos municípios

O Estado de S.Paulo – Tecnologia pioneira no mundo rastreia uso de pesticidas

O Estado de S.Paulo – MP do Agro e a blindagem do produtor rural

G1 – Operação apreende aviões agrícolas e peças de aeronaves avaliados em R$ 3 milhões em Andirá

G1 – Agrotins 2020 é adiada para o segundo semestre em precaução ao novo coronavírus

Valor Econômico – Indústria de arroz e feijão vê demanda crescer 50%

Valor Econômico – Ministério eleva previsão para valor da produção

Valor Econômico – Etanol sobe em 14 Estados e continua competitivo apenas em Mato Grosso

Valor Econômico – CNA estima que valor da produção agropecuária crescerá 10,6% em 2020

Valor Econômico – Grupo Nobre tem pedido de recuperação judicial aceito

Valor Econômico – Ministério eleva estimativa para o valor da produção agropecuária do país

AgroLink – China começa a dar sinais de recuperação

AgroLink – Cargill une esforços para aumentar produtividade de cacau no Pará enquanto recompõe áreas florestais

AgroLink – Previsão de queda de consumo faz açúcar despencar mais de 60 pontos na bolsa de NY

AgroLink – A estiagem e o coronavírus

AgroLink – Cenário mundial pressiona cotações do açúcar

AgroLink – Preços do trigo sobem no Brasil

AgroLink – Agricultura com drones vai além da “linha de visão”

AgroLink – Queda do petróleo pode cortar em 20% aporte em exploração no país, diz Wood Mackenzie

Embrapa – Mapa, Embrapa e IBGE apresentam os dados sobre mulheres rurais

AgroLink – Resoluções prorrogam prazos para pagamento de financiamentos do Feaper e Funterra

AgroLink – Ciência de sistemas previne crises no agro

_______________________
O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »