TCU ANALISA DISPENSA DE LICITAÇÃO NO VALOR DE R$ 154 MILHÕES DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

//TCU ANALISA DISPENSA DE LICITAÇÃO NO VALOR DE R$ 154 MILHÕES DO MINISTÉRIO DA SAÚDE
O blog de Lauro Jardim, do jornal O Globo, publica nesta terça-feira (14) nota sobre a análise do Tribunal de Contas de União do caso referente à contratação dos Correios para a distribuição de medicamentos. “A área técnica do tribunal preparou um duro parecer contra a contratação sem licitação por R$ 145 milhões dos Correios para a distribuição de remédios e material para investigar surtos e epidemias. Seria natural, considerando se tratar de uma estatal, se não fosse um aspecto ressaltado pelos auditores do TCU: os Correios provavelmente teriam que subcontratar empresas para dar conta do recado. Os tais insumos demandam embalagens térmicas, refrigeradores e carros adaptados, para assegurar a propriedade dos produtos. O TCU se preocupa ainda com o valor da dispensa de licitação. O serviço, agora na casa dos R$ 145 milhões, era feito pelo contrato antigo por R$ 82 milhões. A decisão sobre suspender ou não a dispensa de licitação caberá a Bruno Dantas”, diz trecho da nota do blog de Lauro Jardim.

Escolha de Ricardo Barros para a Saúde

A Coluna do Estadão, nesta terça-feira (14), destaca que em palestra na Caixa, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, declarou que a escolha de ministros está diretamente ligada ao número de votos que a bancada garante no Congresso. Conforme a transcrição de trecho da palestra, o ministro declarou: “Lembram que quando começou a montagem do governo diziam: ‘Só queremos nomear ministros que são distinguidos na sua profissão em todo Brasil, os chamados notáveis’? Aí nós ensaiamos a conversa de convidar um médico famoso em São Paulo, até se propagou que ele ia ser ministro da Saúde. Aí nós fomos conversar com o PP: ‘O Ministério da Saúde é de vocês, mas gostaríamos de ter um ministro da saúde assim’. Aí demos um tempo para pensar. Depois eles mandaram o recado por mim: ‘Diz para o presidente que nosso notável é o deputado Ricardo Barros’. Aí fui lá, falei com o presidente: ‘Nós não temos alternativa’. Nosso objetivo era chegar aos 88% (de apoio no Congresso). Até chegou mais do que imaginamos, mas queríamos ter uma base consistente. Muito bem, vamos conversar. ‘Vocês garantem todos os nomes do partido em todas as votações?’ ‘Garantimos’. ‘Então o Ricardo será o notável’.

‘Ele está se saindo muito bem’

Em seguida, conforme a publicação do Estadão, ao comentar a situação do ministro da Saúde, Ricardo Barros, o ministro Eliseu Padilha declarou: “No momento que a gente ver que não deu certo, a gente demite. E ele está saindo muito bem, é um dos que está conseguindo fazer mais economia. Ele tem uma meta de economizar R$ 3 bi este ano, além do que ele cortou ano passado. Ele está como gestor. Apenas mostrar como conseguimos isso: com negociação política”. A nota da Coluna do Estadão ressalta, no entanto, que Ricardo Barros procurou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na última quinta-feira (9) para pedir apoio para se manter na Saúde. “O PP já não é tão unânime assim em torno dele”, diz a publicação.

Pílula do câncer como suplemento

Reportagem do jornal O Globo nesta terça-feira (14) relata que dois ex-colaboradores do químico Gilberto Chierice, desenvolvedor da fosfoetanolamina, conhecida como “pílula do câncer”, anunciaram na internet a venda da substância como suplemento alimentar. “Ela está sendo produzida nos Estados Unidos e a promessa é de que esteja no mercado a partir de março. Os responsáveis pelo produto são o médico Renato Meneguelo e o biotecnológo Marcos Vinícius de Almeida, que colaboraram com Chierice no desenvolvimento da fosfoetanolamina, mas romperam com ele no fim de 2015”, diz a publicação. “Não aguentávamos mais uma série de acordos que não iam pra frente pela postura arrogante de alguns do grupo”, disse Almeida em sua página no Facebook. Meneguelo, por sua vez, alega que o rótulo do suplemento não informará que ele serve para tratar câncer, e que o objetivo da substância é melhorar a qualidade de vida de pacientes terminais. De acordo com o coordenador da Cátedra Unesco de Bioética da Universidade de Brasília (UnB), Volnei Garrafa, consultado pela reportagem, “a substância ainda terá que passar pela chancela da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para poder ser comercializada dentro do Brasil, mesmo que seja como suplemento, e não como remédio”.

IMPRENSA NA SAÚDE
Ministério da Saúde – Governo reúne academia e indústria em debate sobre incentivo à pesquisa clínica

Fiocruz – Cem anos sem Oswaldo Cruz: projeto apresenta múltiplas facetas do cientista

Fiocruz – Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz integra rede internacional voltada a estudos de futuro

O Estado de S.Paulo – Coluna do Estadão – Padilha admite troca de votos por ministério

Folha de S.Paulo – Único a dar alerta, município de MG vira ‘ilha’ em surto de febre amarela

Folha de S.Paulo – Cláudia Collucci – Brigas na internet não ajudam a melhorar a saúde brasileira

Valor Econômico – Isenção de contribuição previdenciária a entidades filantrópicas é alvo de relator

O Globo – ‘Pílula do câncer’ será comercializada como suplemento alimentar

O Globo – Lauro Jardim – TCU questiona dispensa de licitação de R$ 145 milhões do Ministério da Saúde

Zero Hora – Estudo coordenado pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre sugere nova forma de tratar a hipertensão

Economia ao Minuto – Contratação sem licitação de R$ 145 mi coloca Saúde na mira do TCU

Bom Dia Brasil – Falta de remédios contra rejeição de órgãos deixa transplantados sob risco

G1 – Único mamógrafo da rede pública do Amapá está quebrado há dois anos

Infonet – Governo debate incentivo à pesquisa clínica

Poder 360 – União gasta R$ 179,2 milhões com assessoria de imprensa em 2016

Governo do Estado de São Paulo – Zika vírus: SP firma parceria internacional para desenvolver vacina

Folha Nobre – Governo Federal gasta mais em salários do que em saúde

UOL – Fosfoetanolamina será vendida como suplemento alimentar

Bem Paraná – Alvo

Correio Braziliense – Apenas 3% dos infectados por ebola foram responsáveis por 61% dos contágios

Correio Braziliense – Número de idosos que usa remédios que afetam o cérebro dobra em dez anos

Correio Braziliense – Pessoas casadas são menos estressadas e mais saudáveis, aponta estudo

Correio Braziliense – Cientistas canadenses criam ratos que não se viciam em cocaína

Correio Braziliense – Cientistas descobrem gene contra a obesidade em verme

Diário do Congresso – Judicialização da Saúde: Trabalho desenvolvido pelo Comitê Estadual obtém redução de gastos

Diário do Congresso – Valdeci defende o SUS e denuncia desmonte progressivo do atendimento à saúde da população

Município de Itajaí – Saiba como se proteger da meningite

Jornal Dia a Dia – Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica – Dados sobre câncer em crianças, adolescentes e adultos jovens

Reporter News – Anvisa autoriza medicamento à base de maconha para Alzheimer

Diário de Cárceres – Médicos e Psicólogos podem solicitar credenciamento no Detran

Extra – Especialistas afrouxam discurso em torno da edição genética em humanos

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.