Taxa de mortes em UTI Covid no SUS é quase o dobro que em hospitais privados

//Taxa de mortes em UTI Covid no SUS é quase o dobro que em hospitais privados

 

Dados compilados pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (Amib) apontam que um a cada três pacientes de coronavírus (36,6%) morreu após precisar ser internado na UTI durante a pandemia, destacou o jornal O Estado de S.Paulo nesta quinta-feira (1). Proporcionalmente, a mortalidade é maior na rede pública, com taxa de 52,9%, conforme o levantamento. Já nos hospitais privados, o índice de óbitos é de 29,7%. No Brasil, o número de mortos pela doença a cada 24 horas já se aproxima de 4 mil e redes de saúde em várias regiões já entraram em colapso, com falta de leitos ou remédios para intubação. As informações sobre a mortalidade nos leitos de terapia intensiva constam da plataforma UTIs Brasileiras, com objetivo de orientar gestores de saúde, que reúne dados de 652 hospitais — o equivalente a cerca de 25% das unidades de terapias intensivas no País. São 403 unidades da rede privada e 249 da pública, que correspondem a 20.865 leitos. Membro do Conselho Consultivo e ex-presidente da Amib, Ederlon Rezende é o coordenador da plataforma. Para ele, o fato de a rede pública estar recebendo doentes em situação mais aguda ajuda a entender a diferença entre as taxas de mortalidade. “Quando a gente fala de UTI pública e privada, a primeira coisa a se observar é o percentual de pacientes sob ventilação mecânica, ou seja, os casos mais graves”, afirma. “Nos hospitais públicos, isso representa cerca de 65% das pessoas atendidas, enquanto que nas UTIs privadas é 40%. O dado, por si só, já explica por que a mortalidade é maior.” Ele pondera, no entanto, que também há discrepância quando se compara a letalidade apenas em pacientes intubados. Na rede pública, o índice é de 72,4%, segundo o UTIs Brasileiras. Na particular, fica em 63,6%. Para os pacientes que não precisam de ventilação, a taxa de mortalidade é, respectivamente, 17,1% (público) e 7,6% (privado).

Ministro da Saúde reduz quase pela metade previsão de vacina para abril

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que a previsão para o mês de abril é distribuir 25,5 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19. Segundo a Folha de S.Paulo o quantitativo é quase a metade do previsto anteriormente. A declaração foi dada em audiência pública realizada pelas comissões de Seguridade Social e Família e de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (31). No cronograma da pasta, atualizado em 19 de março, a previsão era de entregar 47,3 milhões de doses. Nele, constava que a Fiocruz entregaria 21,1 milhões de doses no período, mas a própria instituição disse que a nova previsão é de aproximadamente 18 milhões. No entanto, o ministro ressaltou que está se empenhando para que as vacinas cheguem o mais rápido para a população, assim como os insumos para não atrapalhar a produção da Fiocruz e do Instituto Butantan. Apesar dessa mudança, Queiroga falou novamente sobre a meta de vacinar 1 milhão de pessoas por dia em abril. Ele disse que foi criada a secretaria de enfrentamento à Covid-19 para agilizar as medidas. A reportagem já enviou questionamentos para entender essa previsão de redução no mês de abril, mas ainda não obteve retorno da pasta. Além dos imunizantes, o novo ministro também falou sobre o “kit intubação”. Ele disse que cabe ao município adquirir os medicamentos usados na intubação de pacientes, mas por conta da situação vivida no país é importante a participação da pasta para conduzir essa política. Destacou ainda algumas atuações do ministério diante do problema, como a negociação com a indústria nacional, conversas com a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) sobre marcos regulatórios para facilitar a aquisição dos remédios e também o trabalho junto à Opas (Organização Pan-Americana da Saúde) para adquirir os medicamentos fora do país e poder fazer estoque.

Cobertura do Farmácia Popular diminui durante a pandemia

Criado para distribuir remédios gratuitos ou com descontos à população de baixa renda, o programa Farmácia Popular foi reduzido durante a pandemia da Covid-19. A rede de farmácias atende a pessoas com doenças crônicas, como asma e hipertensão, e que, portanto, estão no grupo de risco do coronavírus. Em 2020, primeiro ano da pandemia, foram 20,1 milhões de beneficiários no programa. Isso representa 1,2 milhão a menos que no ano anterior. A cobertura de 2020 foi a menor desde 2014. Os dados são do Ministério da Saúde, obtidos pela Folha de S.Paulo por meio da Lei de Acesso à Informação. Criado em 2004, a Farmácia Popular distribui medicamentos básicos gratuitamente para hipertensão, diabetes e asma por meio de farmácias privadas conveniadas. Remédios para controle de rinite, mal de Parkinson, osteoporose e glaucoma, além de anticoncepcionais, são vendidos com desconto de até 90%. Para o presidente do Conasems (conselho nacional de secretarias municipais de saúde), Willlames Freire Bezerra, a Farmácia Popular amplia o acesso a medicamentos de pessoas com comorbidades, que, sem o programa, têm que ir a um local de tratamento de Covid, como hospitais públicos, para tentar conseguir o remédio pela rede pública de saúde. “O programa reduz o valor dos medicamentos para os mais carentes e também melhora o acesso [aos remédios] num momento de pandemia em que a população está com dificuldade financeira e de locomoção”, disse Bezerra, que é secretário municipal de Pacatuba (CE). A quantidade de farmácias também caiu no ano passado para 30.988 unidades. Esse é o menor patamar desde 2013. Em 2015, auge da rede de atendimento, eram 34.625 farmácias. Novas farmácias estão impedidas de se cadastrarem no programa desde dezembro de 2014. Na época, o governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) suspendeu o credenciamento por já ter atingido a meta de rede de cobertura daquele ano.

Patentes: julgamento pelo STF e as consequências para a economia

Em artigo publicado, nesta quinta-feira (1), no Blog Fausto Macedo do jornal O Estado de S.Paulo, Elizabeth de Carvalhaes, presidente da Interfarma, destacou que a Lei de Propriedade Industrial (Lei 9.279/96) determina que o prazo de vigência de uma patente é de 20 anos contados da data do pedido junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). A Lei também tem um dispositivo alternativo que concede um prazo mínimo de 10 anos de vigência da patente, quando o INPI demora mais de uma década para avaliar o pedido e concedê-la. Pela Constituição de 1988, as patentes devem conferir privilégio temporário ao seu titular, cabendo a lei infraconstitucional defini-lo. Há cinco anos, a constitucionalidade desse dispositivo alternativo – parágrafo único do artigo 40 da LPI – vem sendo discutida pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Quem defende a inconstitucionalidade afirma que o prazo mínimo de 10 anos tornaria patentes vigentes por prazo indeterminado. O julgamento da ADI 5529, inicialmente marcado para 26 de maio, foi agora antecipado para o dia 7 de abril. O adiantamento ocorreu após a Procuradoria-Geral da República requerer tutela de urgência para que a decisão do STF fosse tomada imediatamente pelo relator. A justificativa dada pelo Procurador-Geral Augusto Aras foi que a medida seria importante para o combate à pandemia de Covid-19 e para garantir maior acesso a medicamentos pela população através do Sistema Único de Saúde. Cabe ressaltar ainda que o Procurador-Geral expressamente lista no pedido medicamentos cujas patentes não estão mais vigentes ou remédios que não tem registro junto à Anvisa, o que os impede de serem comercializados no país, ainda que patenteados. E aqui cabe a primeira consideração: não existem medicamentos para tratamento ou cura de Covid-19 protegidos pela aplicação do dispositivo cuja constitucionalidade está sendo contestada. “‘Ou seja, a decisão do STF pela eliminação do prazo mínimo de patentes da Lei brasileira não facilitará a produção de medicamentos aptos a combater a Covid-19. De fato, existem diversos protocolos experimentais. Para todos esses, são vários os medicamentos disponíveis, incluindo genéricos, no país. E vale ressaltar: a indústria nacional não tem capacidade instalada para produzir quantidades suficientes para enfrentar a pandemia. Não por outra razão, a presença de laboratórios globais é fundamental para aumentar a produção ou ainda garantir que haja deslocamento de produção de outras nações para nossos pacientes”, diz o artigo. Veja o artigo completo.

SAÚDE NA IMPRENSA

Agência Senado – Pressão por salvar vidas na pandemia levou a avanços em dispositivos médicos

Agência Senado – Pandemia pode virar o jogo a favor da ciência e da inovação tecnológica

Agência Senado – Colégio de líderes debaterá projeto que permite o uso imediato de vacinas pelo setor privado

Agência Senado – Pandemia impacta vida de pessoas com autismo e evidencia necessidade de apoio do Estado

Agência Senado – Metade da população pode ser vacinada até junho se contratos forem cumpridos, diz Confúcio

Agência Senado – Pacheco defende alinhamento do governo na comunicação sobre prevenção à covid

Agência Câmara – Proposta destina prêmio de loteria não resgatado para a saúde pública

Agência Câmara – Comissão quer formar grupo de trabalho para acompanhar vacinação de idosos

Agência Câmara – Deputados aprovam texto-base de projeto que amplia categorias prioritárias na vacinação

Agência Câmara – Novo ministro da Saúde convoca população a usar máscara e a respeitar isolamento social

Agência Câmara – Câmara aprova projeto que permite uso de repasses de anos anteriores em serviços de saúde

Agência Câmara – Comissão do Esporte debate papel do educador físico com ministro da Cidadania na próxima segunda-feira

Agência Câmara – Câmara aprova doação de crédito de energia para hospitais e outras atividades essenciais

Agência Câmara – Comissão do Idoso recebe ministra Damares Alves

Anvisa – Sistema avalia adoção de cultura de segurança do paciente

Anvisa – Não haverá atendimento presencial na Anvisa nesta quinta-feira (1/4)

Anvisa – CMED autoriza ajuste de preços de medicamentos para 2021

Anvisa – Anvisa não autoriza importação da vacina Covaxin

Anvisa – Produtos para detectar anticorpos contra Covid-19: veja nota

Anvisa – Anvisa aprova uso emergencial da vacina da Janssen

Anvisa – Anvisa realiza reunião com SNVS sobre tecnovigilância

ANS – ANS prorroga prazo para envio de Formulário de Promoprev

ANS – ANS não terá expediente nesta quinta-feira, 01/04

ANS – Processo administrativo eletrônico entra em vigor

ANS – Planos de saúde: novas coberturas entram em vigor

ANS – ANS conclui migração e passa a integrar portal único do governo federal

Agência Saúde – Brasil registra 11.169.937 milhões de pessoas recuperadas

Agência Saúde – Ministro da Saúde fala sobre combate à pandemia em audiência da Câmara dos Deputados

Agência Saúde – Boletim de Ações Estratégicas Contra a Covid-19 – 31 de março de 2021

Agência Saúde – Saúde antecipa vacinação contra a covid-19 para parte das forças de segurança e salvamento e Forças Armadas

Agência Saúde – “A vacinação é o passaporte para o fim da pandemia”, diz ministro Queiroga após 1ª reunião do Comitê Nacional para Enfrentamento à Covid-19

Agência Saúde – EpiSUS Intermediário: Inscrições para especialização iniciam em 5 de abril

Agência Saúde – Boletim de Ações Estratégicas Contra a Covid-19 – 30 de março de 2021

MDH – Edital seleciona profissional para realizar estudos técnicos sobre políticas públicas e boas práticas a respeito das Doenças Raras

Governo Federal – Anvisa aprova uso emergencial da vacina da Janssen

Governo Federal – Anvisa aprova medicamento do kit intubação

Jota – Câmara aprova projeto que adiciona 20 profissões em grupo prioritário da vacinação

Agência Brasil – Forças de segurança terão vacinação antes de pessoas com comorbidades

Agência Brasil – Covid-19: Brasil registra 3.869 novas mortes, maior número em 24h

Agência Brasil – Anvisa nega pedido de importação da vacina Covaxin

Agência Brasil – Novas cepas do coronavírus pioram situação em Minas Gerais

Agência Brasil – Anvisa aprova autorização para uso emergencial da vacina da Janssen

Agência Brasil – Covid-19: comitê quer mais transparência na cobertura vacinal

Agência Brasil – Estoques de oxigênio estão em nível crítico em municípios paulistas

Agência Brasil – Butantan entrega mais 3,4 milhões de doses de vacina contra covid-19

Folha de S.Paulo – Na pandemia, governo reduz Farmácia Popular, que trata comorbidades da Covid

 

Folha de S.Paulo – Erro na fábrica causa perda de até 15 milhões de doses de vacinas da Johnson & Johnson

Folha de S.Paulo – Vacinação para pessoas de 68 anos começa só em UBS integrada a AMA e drive-thru em SP

Folha de S.Paulo – Entenda o motivo do atraso ainda maior da vacinação contra a Covid-19

Folha de S.Paulo – Deputada apresenta nova proposta de compra de vacinas por empresas que retira abatimento de impostos

Folha de S.Paulo – Brasil acelera vacinação para Covid após liberação da 2ª dose, mas 7 estados patinam

Folha de S.Paulo – Vacinação contra Covid-19 para jovens adultos na Guiana Francesa atrai brasileiros

Folha de S.Paulo – Com centenas na fila, país tem 19 capitais com lotação de UTIs acima de 90%

Folha de S.Paulo – Ministro da Saúde reduz quase pela metade previsão de vacina para abril

Folha de S.Paulo – Anvisa nega pedido do Ministério da Saúde para importação da vacina Covaxin

Folha de S.Paulo – Câmara aprova projeto que impede penalidades a estados endividados que descumprirem teto

Folha de S.Paulo – Câmara aprova texto-base de projeto que inclui coveiros, garis, taxistas e oficiais de justiça nas prioridades de vacinação

Folha de S.Paulo – Biden quer usar pacote de infraestrutura para agenda ambiental

O Estado de S.Paulo – Patentes: julgamento pelo STF e as consequências para a economia

O Estado de S.Paulo – Lira eleva teto de reembolso, e deputado terá R$ 135 mil para saúde

O Estado de S.Paulo – Congresso Nacional ‘turbina’ orçamento de órgãos controlados pelo Centrão

O Estado de S.Paulo – Evoluímos, mas o acesso a novas tecnologias na área da saúde ainda tem um caminho longo a ser percorrido

O Estado de S.Paulo – A revolução dos dados na gestão hospitalar precisa avançar no Brasil

O Estado de S.Paulo – Iniciativa privada se preocupa com eficácia das vacinas e relega, ao segundo plano, crise militar

O Estado de S.Paulo – Com covid-19, Branco melhora, deixa UTI e pode receber alta antes da Páscoa

O Estado de S.Paulo – Anvisa rejeita solicitação do Ministério da Saúde para importação da vacina contra covid-19 Covaxin

O Estado de S.Paulo – Comissão Arns se une à OAB para cobrar de Aras processo contra Bolsonaro por gestão da pandemia

O Estado de S.Paulo – O que precisamos saber sobre a MPS tipo 2

O Globo – Fiocruz entregou apenas 2,2 milhões de doses das 15 milhões prometidas para março

O Globo – Kit intubação: Estados estocam remédios e podem prejudicar outras unidades da federação

O Globo – Vacinação contra Covid: confira o calendário de hoje em Rio, SP, Salvador, Curitiba e mais cinco cidades

O Globo – Pesquisadores de SP identificam caso de reinfecção por variante de Manaus do coronavírus

G1 – Lentidão na vacinação contra Covid na Europa é inaceitável, diz OMS

G1 – O diagnóstico de demência pode ser fator de risco para o suicídio?

G1 – Ministério vai antecipar vacinação contra Covid nas Forças Armadas e entre agentes de segurança

G1 – Ministro diz que só deve entregar pouco mais da metade das vacinas contra Covid previstas para abril

G1 – Mistura de ingredientes na fabricação de vacinas contra a Covid-19 deve atrasar entrega de doses nos EUA, diz jornal

G1 – Sérvia abre vacinação contra a Covid-19 para moradores de países vizinhos

G1 – Fabricação brasileira de máscaras PFF2 triplicou em um ano, diz associação que representa o setor

G1 – Anvisa aprova uso emergencial da vacina da Johnson e nega pedido para importar a Covaxin

G1 – Anvisa nega autorização para que ministério importe 20 milhões de doses da vacina Covaxin

G1 – Vacina da Janssen contra a Covid é aprovada para uso emergencial no Brasil pela Anvisa

G1 – Vacinação contra Covid-19 para jovens adultos na Guiana Francesa atrai brasileiros

Correio Braziliense – Covid-19: 4 boas notícias sobre novos tratamentos em testes contra a doença

Correio Braziliense – Nova York legaliza uso recreativo da maconha; confira regras

Correio Braziliense – Covid-19: vacina da Pfizer é 100% eficaz em adolescentes de 12 a 15 anos

Correio Braziliense – Estresse pode estar ligado à perda de cabelo, aponta estudo

Valor Econômico – Rio observa diminuição de atendimento de pessoas com sintomas gripais

Valor Econômico – Situação sanitária exige um chamado aos capazes

Valor Econômico – Câmara amplia prioritários na vacinação

Valor Econômico – Para Queiroga, vacina privada não é melhor alternativa

Valor Econômico – Bolsonaro contraria comitê e volta a criticar isolamento

Valor Econômico – Para cientistas, é equívoco traçar cenário econômico condicionado a vacinação

Valor Econômico – SP confirma 1º caso de variante sul-africana

Valor Econômico – Vacinação acelera, mas ritmo ainda é ‘baixo’, diz cientista

Valor Econômico – Startup do Japão fará análise de 6 mil amostras de covid por dia para detectar variantes

Valor Econômico – Câmara aprova texto-base de PL que amplia lista prioritária para vacinação contra covid

Valor Econômico – Lote de vacinas da Johnson & Johnson não atendeu aos padrões de qualidade

Valor Econômico – Investidor começa a ponderar chance de vacinação mais rápida

Valor Econômico – Câmara prorroga prazo para que Estados usem recursos remanescentes em fundos de saúde

Valor Econômico – Anvisa rejeita pedido do governo para importar vacina indiana

CNN – Efeito da vacina dura 6 meses e protege contra variantes, diz Pfizer

CNN – OMS considera ‘inaceitável’ a lentidão na vacinação contra Covid-19 na Europa

CNN – Recorde: Brasil tem 3.869 mortes por Covid em 24 horas

CNN – Hospitais devem enfrentar novo colapso com doenças de inverno, alerta médico

CNN – Mesmo com exterior otimista, avanço local da pandemia pesa e dólar abre em alta

CNN – Inflação e pandemia podem empurrar Brasil ao Mapa da Fome

CNN – 1 a cada 5 brasileiros vítimas da Covid-19 morreu em março

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »