SUS INCORPORA NOVO MEDICAMENTO PARA O TRATAMENTO DE INFLAMAÇÃO CRÔNICA DE ARTICULAÇÕES

//SUS INCORPORA NOVO MEDICAMENTO PARA O TRATAMENTO DE INFLAMAÇÃO CRÔNICA DE ARTICULAÇÕES
O Sistema Único de Saúde disponibilizará em até 180 dias mais um medicamento para tratar a espondilite anquilosante, uma inflamação sistêmica crônica, de causa desconhecida, que afeta, principalmente as articulações da coluna vertebral: o secuquinumabe. A decisão de incorporar essa alternativa terapêutica foi publicada no Diário Oficial da União de quarta-feira (17). É o que informa o portal da Conitec. O novo medicamento se destinará aos pacientes adultos que não obtiveram melhorias com o uso do tratamento convencional. A Conitec avaliou o secuquinumabe 150 mg e considerou que se trata de uma alternativa terapêutica segura, com a mesma eficácia que outros medicamentos biológicos. Conheça o relatório técnico da CONITEC com informações detalhadas sobre a recomendação de incorporação do secuquinumabe.

Projeto concede benefício tributário a hospitais privados que fazem hemodiálise em pacientes do SUS

A Câmara dos Deputados analisa proposta que permite aos hospitais e clínicas privados que prestam serviços de hemodiálise a pacientes do SUS deduzir do Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas as receitas provenientes de repasses do SUS em remuneração dos serviços de hemodiálise prestados. A medida é Projeto de Lei 8310/17, da deputada Renata Abreu (Pode-SP). De acordo com a Agência Câmara Notícias, o objetivo da deputada é “oferecer um alívio a essas empresas, ainda que pequeno, por meio da redução da carga tributária relativa ao imposto de renda sobre as receitas auferidas com o atendimento de pacientes do SUS”.

Anvisa define planejamento regulatório até 2020

Anvisa em seu portal enfatiza a definição da Agenda Regulatória da instituição até 2020 com foco no fortalecimento e aprimoramento do marco regulatório. Ao todo, são 126 temas distribuídos entre 15 grandes áreas de atuação, tais como a vigilância sanitária de alimentos, agrotóxicos, medicamentos, produtos para a saúde, cosméticos, entre outros. O planejamento regulatório, orientado pelo planejamento estratégico do órgão e por outros instrumentos de gestão do Governo Federal, dá transparência às ações e aos processos regulatórios em andamento. Uma das novidades da Agenda Regulatória 2017/2020 foi sua forma de elaboração mais participativa. A Anvisa decidiu perguntar para a sociedade sobre os problemas enfrentados com o marco regulatório atual.

Ministério lança site com informações sobre nova prevenção contra HIV/aids

O Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis, do HIV/Aids e das Hepatites Virais do Ministério da Saúde colocou à disposição do público, em seu site, uma página dedicada exclusivamente à Profilaxia Pré-Exposição ao Risco à Infecção pelo HIV. Conforme o portal Saúde informou, no site, o usuário saberá tudo sobre essa importante alternativa de prevenção ao HIV. Na página, nove ícones – “O que é”, “Onde encontrar”, “Perguntas e respostas”, “Protocolo clínico”, “Notícias”, “Biblioteca”, “Materiais informativos, “Capacitação” e “Contato”. “São enumerados também outros serviços de saúde e organizações da sociedade civil que realizam ações de assistência, prevenção, diagnóstico e tratamento a pessoas vivendo com HIV/aids”, diz o portal.

SAÚDE NA IMPRENSA
Ministério da Saúde – DSEI Médio Rio Purus promove primeira Oficina de Crescimento e Desenvolvimento Infantil

Ministério da Saúde – Ministério lança site com informações sobre nova prevenção contra HIV/aids

Ministério da Saúde – Em visita à Cuba, Ministro da Saúde fez balanço do Mais Médicos e conheceu programas de saúde do país

Anvisa – Anvisa define planejamento regulatório até 2020

Fiocruz – Ministério da Saúde atualiza casos de febre amarela no país

Conitec – SUS incorpora novo medicamento para o tratamento de inflamação crônica de articulações

Câmara dos Deputados – Projeto concede benefício tributário a hospitais privados que fazem hemodiálise em pacientes do SUS

Folha de S.Paulo – Moscas podem ajudar a mapear e prevenir doenças

Folha de S.Paulo – Certificado internacional de vacina da febre amarela demora até três meses

G1 – “Chulé não é falta de higiene”, explica dermatologista

O Estado de S.Paulo – Procura deixa postos da capital sem vacina e Doria pede ‘calma’

O Estado de S.Paulo – SP estuda antecipar ainda mais fracionamento de vacina da febre amarela

O Estado de S.Paulo – Em um dia, mais de 25 mil pessoas tomam vacina da febre amarela no Rio

O Estado de S.Paulo – 3 em cada 4 casos de febre amarela em SP são em cidades fora do mapa de risco

O Estado de S.Paulo – Governo prevê campanha contra febre amarela para grupo específico

O Estado de S.Paulo – Estudo aponta falha na vacinação da febre amarela das áreas rurais

Valor Econômico –  Bolsa exige e BR Pharma muda laudo 

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.