SUS COLOCA REMÉDIO CONTRA DOENÇA RARA EM LISTA DE MEDICAMENTOS ESSENCIAIS

//SUS COLOCA REMÉDIO CONTRA DOENÇA RARA EM LISTA DE MEDICAMENTOS ESSENCIAIS
O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, assinou nesta quarta-feira (24), no Senado a portaria de incorporação do medicamento nusinersena (spinraza) na Relação Nacional de Medicamentos Essenciais do SUS. É o que informa o jornal Correio Braziliense. Conforme o próprio ministério informou em fevereiro, ele deve ser o primeiro a ser comprado na modalidade agora chamada de compartilhamento de risco. O remédio indicado para atrofia muscular espinhal (AME) tem um tratamento que custa R$ 1,3 milhão por paciente ao ano. A ideia do governo é fazer o compartilhamento de riscos com os laboratórios, de modo que o pagamento pelos medicamentos de alto custo, como é o caso, seja feito mediante o progresso no tratamento do paciente. Entidades ligadas a pacientes com doenças raras, que necessitam desses medicamentos, defendem a medida. Pelo menos 13 milhões de brasileiros têm doenças raras, como a AME. “Desde 2014, quando o País adotou a Política Nacional de Atenção Integral às Pessoas com Doenças Raras, 22 medicamentos para doenças raras foram incorporados ao SUS”, informa o jornal.

OMS inicia primeiro teste em larga escala de vacina contra malária

A Organização Mundial de Saúde (OMS) implementará a primeira campanha em grande escala da vacina experimental contra a malária. Conforme o jornal O Globo, o primeiro país a receber a ação é o Malaui, no sudeste africano, que lançou a iniciativa nessa terça-feira (23). A doença causa milhares de mortes todos os anos na África. A vacina é o resultado de mais de trinta anos de trabalho, um investimento de milhões de dólares. A campanha tem como objetivo confirmar a eficácia da vacina em crianças menores de dois anos, as mais vulneráveis à doença. A OMS pretende vacinar 120.000 crianças em cada um desses três países até 2020. As primeiras doses foram administradas no Centro de Saúde de Mitundu, 45 km a oeste da capital do Malaui, Lilongwe. Nomeada de “Mosquirix” ou RTS,S, esta vacina foi desenvolvida pela gigante farmacêutica GlaxoSmithKline com a ONG Path, e financiada pela Aliança Global para Vacinas (GAVI), o Fundo Global de Combate à Aids e à Malária e o UNICEF. Com testes preliminares realizados entre 2009 e 2015, o número de episódios de malária em crianças de 17 meses a 5 anos de idade foi reduzido em 39%. “Sua eficácia é relativa, mas os pesquisadores e autoridades de saúde esperam que, associada a métodos de prevenção como mosquiteiros impregnados com repelente, reduza significativamente o número de vítimas”, destaca a notícia.

Debatedores reclamam de defasagem nos valores da tabela do SUS

Agência Câmara destacou que em audiência pública na Comissão de Seguridade Social e Família, nessa terça-feira (23), participantes reclamaram que a tabela do SUS não é reajustada há 17 anos. Os recursos repassados pelo governo para pagar procedimentos hospitalares de média e alta complexidade, além da atenção básica de saúde, estariam defasados. Um dos setores mais afetados é o dos hospitais filantrópicos, responsáveis por boa parte do atendimento do SUS. Levantamento da Federação das Santas Casas do Espírito Santo divulgado em março deste ano mostra que a diária paga pelo SUS tem um valor médio de R$ 4 reais para cada paciente, insuficiente para cobrir os custos. O presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Leonardo Vilela, foi um dos convidados que salientou o que foi chamado de “subfinanciamento” do SUS. Ele diz que os baixos valores da tabela do SUS obrigam os governos estaduais a recorrerem ao orçamento próprio para garantir a continuidade dos serviços. Para a representante do Ministério da Saúde, Maria Inez Gadelha, mais do que o reajuste na tabela, a discussão principal é sobre financiamento. Ela acha fundamental que os recursos disponibilizados por estados e municípios para a saúde pública tenham a mesma transparência dos recursos federais. “A Comissão de Seguridade Social e Família criou um Grupo de Trabalho para estudar a atualização da tabela do SUS. O objetivo é identificar os gargalos e estabelecer as prioridades dentro do rol de procedimentos médico-hospitalares financiados pelo SUS”, enfatiza a matéria.

Sumiço de app que ajuda no controle glicêmico prejudica milhares de diabéticos

Cerca de 27 mil diabéticos em 94 países estão sendo prejudicados por causa da revogação do certificado de um aplicativo para iPhone que ajuda no gerenciamento do controle glicêmico. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o Spike, criado para o manejo dos níveis de açúcar no sangue em diabéticos do tipo 1, que precisam usar insulina diariamente, deixou de funcionar no dia 4 de abril. A situação tem atrapalhado a vida de famílias com crianças diabéticas e causado comoção em grupos de pacientes no Facebook. O app estava disponível para download desde fevereiro de 2018, mas foi barrado pela Apple porque era distribuído pela App Center, loja de aplicativos paralela à Apple Store oficial. O desenvolvedor, programador e educador físico português Miguel Kennedy, conta que teve a ideia de criar o Spike quando foi diagnosticado com diabetes tipo 1, há cerca de três anos. Para que o Spike seja distribuído pela loja oficial da Apple, o aplicativo precisaria passar por estudos em humanos e ser aprovado por órgãos reguladores, como a Anvisa, no Brasil, e a FDA, nos Estados Unidos. Kennedy estima que o processo levaria ao menos um ano e custaria por volta de meio milhão de dólares, mas ele não tem previsão de que isso aconteça. “O desenvolvedor afirmou no domingo (21), em uma rede social, que deve voltar a distribuir o aplicativo até o final desta semana, por um novo sistema cujos detalhes ainda não foram informados”, afirma a nota.

SAÚDE NA IMPRENSA
Conitec – Atualização da Diretriz de Impacto Orçamentário é tema de WebConferência

Hemobrás – Hemobrás participa de ação no Hemope no Dia Mundial da Hemofilia (17/04)

Hemobrás – Diálogo aberto com a ABRAPHEM

Ministério da Saúde – Começa o Mês de Vacinação dos Povos Indígenas

Ministério da Saúde – SUS ofertará medicamento para tratar AME

Alesp – Gil Diniz parabeniza comunidade surda por suas conquistas

Alesp – CPI da Fundação para o Remédio Popular elege presidente e vice

Alesp – Celeridade nos agendamentos de radioterapias no Estado

Alesp – Perdão de dívidas de hospitais e santas casas

Câmara dos Deputados – Seguridade discute estratégias para o tratamento das hepatites virais

Câmara dos Deputados – Frente Parlamentar defende comunidades terapêuticas

Câmara dos Deputados – Debatedores reclamam de defasagem nos valores da tabela do SUS

Câmara dos Deputados – Comissão pode votar nesta quarta-feira MP sobre proteção de dados pessoais

Câmara dos Deputados – Pesquisadores e indígenas denunciam danos do garimpo ilegal à saúde humana

Câmara dos Deputados – Comissão pode votar hoje MP sobre proteção de dados pessoais

Câmara dos Deputados – Comissão debate falta de acesso a medicamentos para doenças raras

Câmara dos Deputados – Plenário pode votar MP que viabiliza empréstimos para santas casas

Senado Federal – No Senado, ministro assina portaria que libera distribuição de Spinraza pelo SUS

Correio Braziliense – Estudo abre caminho para desenvolvimento de terapias contra AVC e Parkinson

Correio Braziliense – SUS coloca remédio contra doença rara em lista de medicamentos essenciais

Folha de S. Paulo – Maria Inês Dolci – Frota velha e sem inspeção lota hospitais brasileiros

Folha de S. Paulo – ANS deveria adotar cirurgia menos invasiva

Folha de S. Paulo – Conheça a história de João, o bebê que surpreendeu familiares e médicos

Folha de S. Paulo – Em dia de greve, Samu leva 3 horas para atender paciente na rua

Folha de S. Paulo – Sumiço de app que ajuda no controle glicêmico prejudica milhares de diabéticos

Folha de S. Paulo – Novo código de ética médico abre brecha para consultas a distância

Folha de S. Paulo – Alzheimer: cura continua distante, apesar dos avanços

G1 – Tratamento inovador devolve movimentos a pacientes crônicos de Parkinson

G1 – Por que os pombos podem ser um risco grave para a saúde?

G1 – Médica é demitida por liberar paciente com perfuração no pulmão e mandá-lo para casa em MT

G1 – Jovem de SP troca férias em resort para cuidar de crianças com HIV no Quênia

G1 – Sem quimioterapia há dois meses, menina de 3 anos com câncer espera novo cateter para continuar tratamento

G1 – Menores de 5 anos devem passar no máximo uma hora por dia diante de telas, diz OMS

O Estado de S. Paulo – Dengue se expande no interior e já registra mais de 5 mil casos em Campinas

O Estado de S. Paulo – SPFW apoia campanha de conscientização sobre urticária crônica espontânea

O Estado de S. Paulo – ‘Não fumo maconha, mas tenho uma vivência longa com a droga’, diz Drauzio Varella sobre nova série

O Estado de S. Paulo – Fausto Macedo – Justiça condena churrascaria Rodeio a indenizar em R$ 100 mil funcionário demitido com câncer

O Estado de S. Paulo – No Sudão, médicos lideram revolução contra o governo

O Estado de S. Paulo – Número de jogos com temáticas sobre saúde mental tem aumentado

O Estado de S. Paulo – Bebida brasileira promete maior desempenho cognitivo e recuperação muscular

O Estado de S. Paulo – Transmissores de meningite, adolescentes também precisam se vacinar

O Globo – UPA Pediátrica na Ilha do Governador tem falha no fornecimento de oxigênio para bebês

O Globo – Governo multiplica investimento em comunidades terapêuticas de cunho religioso para atender usuários de droga

O Globo – OMS inicia primeiro teste em larga escala de vacina contra malária

Valor Econômico – Dedução de despesas médicas não tem limite, mas requer atenção

Panorama Farmacêutico – Empresas de saúde lideram lista de maiores empregadores do país

Panorama Farmacêutico – Estudo indica que uso de Ibuprofeno aumenta em 31% o risco de parada cardíaca

Panorama Farmacêutico – Instituto promove workshop sobre medicamentos perigosos

Panorama Farmacêutico – Mulher faz transplante de córnea após diagnóstico errado de conjuntivite

__________________________________________________

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.