ITÁLIA VETA MATRÍCULA DE CRIANÇAS SEM VACINA, E MÉDICOS DEBATEM REGRA

//ITÁLIA VETA MATRÍCULA DE CRIANÇAS SEM VACINA, E MÉDICOS DEBATEM REGRA

Crianças sem vacinas não podem mais se matricular em escolas na Itália, numa reação do governo contra os movimentos antivacinação e os casos de sarampo no país. É o que informa o jornal Folha de S. Paulo. A regra, que prevê 10 vacinas obrigatórias, ​​entre elas a de sarampo, foi originalmente instituída em 2017, porém, no ano seguinte, acabou temporariamente suspensa. Até semana passada. O país não é o único a apelar à medida. Instrumentos semelhantes existem nos EUA, na Austrália e na Alemanha. Em 2017, foram registrados 4.885 casos de sarampo no país, o segundo índice mais alto da Europa atrás apenas da Romênia. Incentivos financeiros para médicos e pais vacinarem crianças também são usados no país e ajudaram a elevar as taxas de vacinação, de acordo com Guido Levi, diretor da Sbim (Sociedade Brasileira de Imunizações). A eficácia da proibição da matrícula de crianças não vacinadas depende da cultura e da realidade local, diz Isabella Ballalai, vice-presidente da Sbim. No ano passado, o governo brasileiro começou a discutir uma regra federal para tornar obrigatória a exigência da carteirinha de vacinação para matrícula diante da queda da cobertura vacinal. Não ficou claro, porém, se o plano incluía uma proibição do acesso à escola. Para Ballalai, a restrição a matrículas não parece adequada para o Brasil por causa do risco de evasão escolar no país. “Além disso, diz ela, a vacinação já é obrigatória e, caso não cumprida, pode gerar multas e até a suspensão da guarda da criança. As penalidades, porém, não costumam ser aplicadas”, ressalta o jornal.

 

Pesquisadores da Fiocruz desenvolvem teste que custa R$ 1 para detectar zika em menos de uma hora



Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em Pernambuco desenvolveram uma técnica mais barata e mais rápida para detectar o vírus da zika. Conforme o portal do G1, depois de cinco meses de pesquisa, foi desenvolvido um teste que custa R$ 1 e apresenta resultados em menos de uma hora. O padrão utilizado atualmente, o PCR, tem custo unitário de R$ 40 e mostra resultados após cinco horas. De acordo com o estudante Seferino Jefferson, autor da pesquisa, a tecnologia não necessita o uso de equipamentos complexos ou caros para apresentar o resultado. Chamada de amplificação isotérmica mediada por alça, a técnica mistura agentes moleculares com o material genético do indivíduo em teste. O método também diminui o tempo de obtenção dos resultados em relação à técnica PCR. “O método, no entanto, apresenta resultados específicos para zika e não apresentou reação cruzada para outras arboviroses”, afirma a nota.

 

Anvisa orienta sobre desvinculação de registro



O portal da Anvisa destacou que esclarecer os procedimentos a serem seguidos pelas empresas para desvinculação de processos de registros de medicamentos concedidos por meio do procedimento simplificado (medicamentos clones), é o objetivo da Nota Técnica 32/2019, publicada pela Anvisa no início deste mês. Com a adoção do procedimento simplificado para esses medicamentos, a Anvisa pretende reduzir o tempo para a concessão do registro, considerando as recorrentes solicitações de registro de um mesmo medicamento por diferentes empresas e, ainda, as solicitações do mesmo medicamento, por exemplo, como similar e genérico, pela mesma empresa. “O procedimento de desvinculação de um medicamento clone do respectivo medicamento eleito como matriz só pode ser feito pelo detentor do registro do clone e em casos específicos, conforme regulamentado pela Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 43/2014”, informa a matéria.

 

Frente da Saúde participa de ato que pede prazo para diagnóstico de câncer



A Associação de Mulheres Mastectomizadas de Brasília (Recomeçar), em parceria com a Frente Parlamentar Mista da Saúde, promove, nesta quarta-feira (20), um ato no gramado do Congresso Nacional pedindo a aprovação da proposta que garante aos pacientes do SUS com suspeita de câncer o direito ao exame de biópsia em no máximo 30 dias. De acordo com a Agência Câmara, o prazo de 30 dias valerá para os casos em que a neoplasia maligna (termo médico que se refere aos tumores malignos) seja a principal hipótese do médico. “O objetivo de se estipular um prazo máximo é evitar que o tumor evolua durante a investigação, levando à necessidade de tratamentos mais complexos, invasivos e caros, bem como ao aumento da mortalidade pela doença”, destaca a notícia.

 

SAÚDE NA IMPRENSA

ANS – Dia Mundial do Consumidor

 

Anvisa – Anvisa orienta sobre desvinculação de registro

 

Anvisa – Rede de agências discute avaliação da qualidade da AIR

 

Embrapa – Pesquisa mostra vantagens da ingestão de amendoim com a película

 

Fiocruz – Revista Memórias do IOC traz análise sobre surto de chikungunya em Salvador

 

Fiocruz – Pesquisadores da Fiocruz PE desenvolvem nova técnica para detecção do vírus zika

 

Ministério da Saúde – Cresce 46% procura por Práticas Integrativas Complementares no SUS

 

Ministério da Saúde – Ministro da Saúde participa da abertura da 3ª Jornada de Direito da Saúde

 

SUS Conecta – Presidentes do CNS, Fiocruz e Conasems recebem Prêmio 100 mais influentes da Saúde 2019

 

Tecpar – Incubadora do Tecpar apoia negócios inovadores no Paraná

 

Alesp – Deputados eleitos para a 19ª Legislatura tomam posse na Alesp

 

Alesp – Parlamentares elegem nova Mesa Diretora

 

Câmara dos Deputados – Projeto exige que escolas protejam saúde vocal do professor

 

Câmara dos Deputados – Governo pede crédito suplementar de R$ 248,9 bilhões para cumprir “regra de ouro”

 

Câmara dos Deputados – Frente parlamentar vai defender os direitos da mulher

 

Câmara dos Deputados – Frente da Saúde participa de ato que pede prazo para diagnóstico de câncer

 

Senado Federal – Projeto cria incentivo para a doação de sangue

 

Senado Federal – Empresa de telemarketing poderá ter de dar atendimento psicológico a empregado

 

Senado Federal – Substituição da prisão preventiva por domiciliar para lactantes está na pauta do Plenário

 

Senado Federal – CAS vai celebrar o Dia Internacional da Síndrome de Down

 

Correio Braziliense – Cientistas observam relação entre consumo de azeite e prevenção de AVC

 

Correio Braziliense – Pesquisadores conseguem criar objeto mil vezes menor que o tamanho original

 

Folha de S. Paulo – Mercado Aberto – Saúde além do remédio

 

Folha de S. Paulo – Mercado Aberto – Não precisa de receita

 

Folha de S. Paulo – Jornalista da zona leste lança livro sobre a saúde sexual de lésbicas e bissexuais

 

Folha de S. Paulo – Saiba o que fazer e para onde ir em caso de acidente com escorpião

 

Folha de S. Paulo – Campanha nacional de vacinação contra gripe começará em 10 de abril

 

Folha de S. Paulo – Pílula anti-HIV tem alta adesão entre gays, mas falha em alcançar trans

 

Folha de S. Paulo – Vale a pena tomar probiótico após tratamento com antibiótico?

 

Folha de S. Paulo – Itália veta matrícula de crianças sem vacina, e médicos debatem regra

 

G1 – Pesquisadores da Fiocruz desenvolvem teste que custa R$ 1 para detectar zika em menos de uma hora

 

G1 – Tragédia em Suzano: os cuidados para impedir que traumas afetem a saúde mental

 

G1 – Como a IA detecta sinais de doenças que humanos não podem enxergar

 

G1 – Comer cogumelos duas vezes por semana reduz risco de perda de memória, sugere estudo

 

G1 – CNPEM testa paracetamol em miniórgãos artificiais com sucesso e resultado pode excluir uso de cobaias

 

G1 – Parentes de pacientes compram remédios e insumos que faltam em hospital no Rio

 

G1 – Imposto de Renda 2019: veja quais despesas médicas podem ser descontadas

 

O Estado de S. Paulo – Me arrependi, e agora? Saiba o que é possível remover dos procedimentos estéticos

 

O Estado de S. Paulo – Vencer Limites – GOL ganha selo de acessibilidade por rampa móvel

 

O Estado de S. Paulo – Pesquisa identifica mosquitos que causaram surtos de febre amarela em cidades do Brasil

 

O Estado de S. Paulo – Seus Direitos – Leitor enfrenta dificuldade para agendar consulta por plano de saúde

 

O Estado de S. Paulo – Fausto Macedo – Isenção de IR para portadores de doenças graves

 

O Estado de S. Paulo – Potencial curativo de fezes humanas divide a medicina

 

O Estado de S. Paulo – Fausto Macedo – Aeronautas gestantes têm dificuldades para receber benefício

 

O Estado de S. Paulo – Consumo de ovo está associado a alto risco de doença cardíaca, diz estudo

 

O Estado de S. Paulo – Chavismo usou médicos cubanos para coagir eleitor venezuelano

 

O Estado de S. Paulo – Escola de Suzano reabre para atendimento psicológico de funcionários e alunos

 

O Globo – Telemedicina é um direito da sociedade em um mundo digital

 

O Globo – Hospital Antonio Pedro, em Niterói, recebe campanha de doação de cabelos

 

O Globo – Teste de câncer de mama pode prever chances de retorno da doença 20 anos depois, mostra estudo

 

Zero Hora – Secretaria da Saúde investiga suspeita de morte por meningite em São Leopoldo

 

Panorama Farmacêutico – Remédios podem subir até 4,46%, estima setor farmacêutico

 

Panorama Farmacêutico – Venda de medicamentos isentos de prescrição médica cresceu 11,94%

 

__________________________________________________________________________________________

 

 

 

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.