Reportagem destaca que mudança na divulgação de dados de covid ocorreu após pedido de Bolsonaro ao ministro interino da Saúde 

//Reportagem destaca que mudança na divulgação de dados de covid ocorreu após pedido de Bolsonaro ao ministro interino da Saúde 
O jornal O Estado de S.Paulo destaca em reportagem que a mudança na forma como o Ministério da Saúde divulga dados sobre a covid-19 ocorreu após o presidente Jair Bolsonaro determinar que o número de mortes ficasse abaixo de mil por dia. A ordem foi repassada ao ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, que entregou a demanda à sua equipe. Para se enquadrar no limite imposto pelo chefe do Executivo, a solução foi separar óbitos ocorridos nas últimas 24 horas das que haviam ocorrido em dias anteriores, mas só confirmadas naquele período.  Até a semana passada, o Ministério da Saúde somava todas as mortes registradas em um mesmo dia, independentemente de quando ela havia ocorrido. “A estratégia do Palácio do Planalto é uma tentativa de demonstrar que não há uma escalada da doença fora de controle e, ao mesmo tempo, apontar que há um exagero da imprensa. A ideia de Bolsonaro é mostrar que o número de mortes nunca esteve acima de mil por dia, mas apenas a consolidação dos dados de pacientes que morreram em datas anteriores”, afirma o Estadão. O Brasil tem 37.312 óbitos e 685.427 casos confirmados da covid-19. É o segundo país em número de contaminados, e o terceiro em mortes. A nova forma de tratar os dados foi sugerida em um vídeo do empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan e defensor de Bolsonaro, no qual diz “não condizer com a realidade” informar que mais de mil mortes pela covid-19 foram confirmadas num único dia. A publicação do apoiador do governo foi enviada pelo secretário-executivo da Saúde, coronel Elcio Franco Filho, para a sua equipe. A distribuição do vídeo foi noticiada pelo jornal Valor Econômico e confirmada pelo jornal O Estado de S.Paulo nesta segunda-feira (8).

Depois de polêmica, Wizard desiste de ir para o Ministério da Saúde

O empresário Carlos Wizard desistiu, neste domingo (7), de integrar a equipe do Ministério da Saúde.  Segundo o colunista Lauro Jardim do jornal O Globo, depois de sua polêmica entrevista à colunista Bela Megale, em que disse que o ministério recontaria o número de mortos por Covid-19 por serem “fantasiosos ou manipulados”, Wizard reuniu-se com assessores mais próximos e com os filhos e decidiu que a polêmica atrapalharia seus negócios — entre outros, Wizard é dono da rede Mundo Verde, master franqueado da Taco Bell e sócio da Wise Up, entre outros. Desde a primeira semana de maio estava informalmente trabalhando no ministério. E na semana passada foi anunciado como Secretário de Ciência e Tecnologia da pasta. Eis sua nota oficial de desistência: “Informo que, neste domingo (7), deixo de atuar como Conselheiro do Ministério da Saúde, na condição pro bono. Recebi o convite para assumir a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos da pasta. Agradeço ao ministro Eduardo Pazuello pela confiança, mas decidi não aceitar para continuar me dedicando de forma solidária e independente aos trabalhos sociais que iniciei em 2018 em Roraima. Peço desculpas por qualquer ato ou declaração de minha autoria que tenha sido interpretada como desrespeito aos familiares das vítimas do Covid-19 e profissionais de saúde que assumiram a nobre missão de salvar vidas”.

Em meio a pandemia, hospitais e clínicas fecham mais de 2 mil vagas em abril, com suspensão de procedimentos eletivos 

As dificuldades impostas ao setor de saúde pela pandemia já se refletem no mercado de trabalho, informou o jornal O Globo nesta segunda-feira (8). Em abril, mês em que tradicionalmente há saldo positivo de geração de empregos no segmento, foram fechados 2.369 postos de trabalho, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Segundo fontes, os cortes atingem, principalmente, áreas administrativas de hospitais e laboratórios, além de cargos como técnico de enfermagem e de análises laboratoriais clínicas e de imagem. Clovis Queiroz, coordenador-geral de Relações do Trabalho e Sindical da CNSaúde, confederação que representa hospitais, clínicas e laboratórios, destaca que, em abril do ano passado, o saldo positivo de criação de empregos no setor foi de 20 mil vagas. “Esperamos números piores em maio, pois muitas clínicas estão fechadas e já esgotaram recursos de suspensão de contrato, férias e redução de jornada”, diz. As demissões, segundo executivos do setor, estão vinculadas à suspensão de procedimentos eletivos. “Muitos hospitais não estão ganhando o suficiente nem para pagar os custos fixos, que ficam na casa dos 45% do faturamento. Se o quadro piorar, terão de cortar mais”, afirma Breno Monteiro, presidente da CNSaúde. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) decide nesta terça-feira se manterá o adiamento do atendimento pelos planos de saúde de procedimentos que não sejam de emergência, como consultas, exames e cirurgias eletivas. A princípio, a medida expirava em 31 de maio, mas a diretoria decidiu prorrogar o prazo para nova avaliação. As operadoras defendem um retorno escalonado, de modo que o processo seja normalizado em outubro. Para Patrícia Cardoso, coordenadora do Núcleo de Defesa do Consumidor (Nudecon), da Defensoria Pública, o médico é que deve determinar se o paciente deve postergar um exame ou tratamento: “Como está hoje estamos colocando em risco a saúde de pacientes que deveriam estar em tratamento e estão deixando de fazê-lo e podem ter a sua situação agravada”. Monteiro, da CNSaúde, concorda e acrescenta: “A resolução da ANS está sendo usada para negar procedimentos que deveriam estar sendo realizados. Essa postergação é ruim para os hospitais, mas também para os pacientes. Em muitos estados há taxas baixíssimas de ocupação por Covid-19 e nada justifica que não se volte a atender os procedimentos eletivos’. Vera Valente, diretora executiva da FenaSaúde — entidade que congrega as maiores operadoras do setor — diz que as empresas seguem rigorosamente as orientações das autoridades sanitárias do país: “A decisão de postergar procedimentos não parte das empresas. Elas respeitam estas diretrizes. A medida reflete também a decisão dos pacientes, no sentido de se precaver da Covid-19”. Em nota, a Associção Brasileira de Planos de Saúde (Abramge) também destacou que a suspensão de atendimentos ambulatorias e procedimentos eletivos foi recomendada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). Para a coordenadora de pesquisa em Saúde do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Ana Carolina Navarrete, o adiamento não é um problema. Sobre a situação de hospitais e clínicas, a especialista do Idec ressalta que há alternativas que não estão sendo levadas em contas e que poderiam resolver parcialmente a situação financeira das empresas e o problema de atendimento ao cidadão: “Os hospitais que não tem demanda e nem estrutura para atender a Covid-19 poderiam ceder a sua mão de obra para atender os cidadãos que recorrem ao SUS, onde falta mão de obra especializada. Com isso, garantiriam, ao menos, o pagamento da sua força de trabalho”, pondera.

Secretários estaduais articulam com organização internacional compra de medicamentos contra Covid

Os gestores locais se organizaram ainda para entregar a Opas (Organização Panamericana de Saúde), nesta segunda-feira (8), uma lista dos medicamentos usados no tratamento da Covid-19 que estão em falta. De acordo com a coluna Painel da Folha de S.Paulo eles querem que a organização internacional coordene uma compra coletiva para os estados, movimento novamente paralelo ao Ministério da Saúde. A comissão da Câmara criada para acompanhar o trabalho do governo durante a pandemia detectou que alguns remédios, como o sedativo Midazolam, subiram 287% e estão em falta em 76% dos estados. Segundo o presidente da comissão, Dr. Luizinho (PP-RJ), gestores estão temerosos em autorizar compras com tamanho sobrepreço e serem responsabilizados por órgãos de controle no futuro.

SAÚDE NA IMPRENSA

Agência Câmara – Comissão externa debate atuação de consórcios de saúde na pandemia

Agência Câmara – Comissão do coronavírus discute reabertura do comércio

Agência Câmara – Proposta flexibiliza uso de verbas federais de combate à pandemia nos municípios

Agência Câmara – Projeto suspende reajuste de medicamentos por 60 dias e de planos de saúde por 120 dias

Agência Câmara – Proposta eleva adicional de insalubridade para profissionais da saúde durante pandemia

Agência Senado – Senadores propõem CPI e acionam STF por divulgação de dados sobre covid-19

Agência Senado – Preenchimento de questionário será obrigatório para entrar no Senado

Agência Senado – Senado iniciou nesta sexta teste da covid-19 para quem trabalha presencialmente

Folha de S.Paulo – Após ameaçar sonegar dados, governo promove confusão com números da Covid-19

Folha de S.Paulo – Falta de informação sobre UTIs prejudica combate ao coronavírus

Folha de S.Paulo – O que aprendemos, em seis meses, sobre o coronavírus

Folha de S.Paulo – Pacientes com sangue tipo A podem ter maior risco de complicação por Covid-19

Folha de S.Paulo – Nova Zelândia anuncia que não tem mais casos ativos de coronavírus

Folha de S.Paulo – Flexibilização do isolamento e manifestações naturalizam as mortes: Bolsonaro tinha razão?

Folha de S.Paulo – Empresário Carlos Wizard deixa governo após polêmica sobre contagem de mortos do coronavírus

Folha de S.Paulo – Decisão de Ministério da Saúde de sonegar dados levou à profusão de bancos de dados paralelos

Folha de S.Paulo – Secretários estaduais articulam com organização internacional compra de medicamentos contra Covid

Folha de S.Paulo – Julio Abramczyk indica leitura sobre medicina do século 19

Jornal Agora – Benefícios negados pelo INSS superam concessões pela 1ª vez em dez anos

O Estado de S.Paulo – Veículos de comunicação formam parceria para dar transparência a dados de covid-19

O Estado de S.Paulo – Bolsonaro distorce decisão do STF e diz que cabe a governadores e prefeitos combater a covid

O Estado de S.Paulo – País tem cenário de várias pandemias e pode conviver mais tempo com covid

O Estado de S.Paulo – Empresas buscam auxílio de hospitais e infectologistas para a volta ao trabalho

O Estado de S.Paulo – Especialistas criticam recontagem de óbitos pelo governo; subnotificação é problema no País

O Estado de S.Paulo – O que ainda não temos certeza acerca do novo coronavírus

O Globo – ‘Brincar com a morte é perverso’, diz Maia sobre omissão de dados da Covid-19 no Brasil

O Globo – Manipular números de mortos numa pandemia é crime

O Globo – Os bastidores no Palácio do Planalto sobre a saída prematura de Wizard do governo

O Globo – Depois de polêmica, Wizard desiste de ir para o Ministério da Saúde

O Globo – Artigo: Bolsonaro dinamita a credibilidade do Ministério da Saúde

O Globo – Empresário suspeito de fraudes na Saúde é preso pela segunda vez pela Polícia Federal

O Globo – Na pandemia, negociar com planos de saúde é tarefa quase impossível

O Globo – Levantamento revela que Ministério da Saúde perdeu relevância nas redes desde a saída de Mandetta e Teich

O Globo – Após falar em recontagem de mortos, Carlos Wizard diz que recusou convite para integrar Ministério da Saúde

O Globo – Órgão da PGR abre investigação sobre exclusão de dados sobre Covid-19 em plataforma do Ministério da Saúde

O Globo – Pazuello altera regras de inspeção dos contratos no Ministério da Saúde

O Globo – Médicos recém-formados relatam drama na linha de frente da Covid-19

O Globo – Mortes em casa disparam: especialistas afirmam que números podem indicar subnotificação de Covid-19

O Globo – Em meio a pandemia, hospitais e clínicas fecham mais de 2 mil vagas em abril, com suspensão de procedimentos eletivos

Agência Brasil – Ministério da Saúde corrige dados sobre covid-19

Agência Brasil – Ministério da Saúde muda formato de divulgação de dados de covid-19

Agência Brasil – Agência Brasil explica o que é reprodução assistida

Agência Brasil – Conselho de secretários estaduais lança painel com números da covid-19

Agência Brasil – Estado do Rio registra 6,7 mil mortes por covid-19

Agência Brasil – MPF quer explicações sobre mudança na divulgação de dados da covid-19

Agência Brasil – Sociedade de Imunização lança cartilha de vacinação durante pandemia

Anvisa – Serviços de saúde podem fazer avaliação até 31 de julho

Agência Saúde – Ministério da Saúde corrige boletim sobre COVID-19

Agência Saúde – Ministério da Saúde divulgará dados de Covid-19 em plataforma interativa

Agência Saúde – Estão abertas as inscrições para projetos na área de emergência em saúde

Agência Saúde – Brasil registra quase 12 mil recuperados nas últimas 24 horas

Agência Saúde – Assessoria de Imprensa atende em regime de plantão

Agência Saúde – Brasil registra quase 12 mil recuperados nas últimas 24 horas

Agência Saúde – Mais de 2,2 milhões de recém-nascidos fizeram o teste em 2019

Correio Braziliense – Cientistas investigam como o novo coronavírus chega ao cérebro

Jota – O remédio certo na dose certa: como conciliar em tempos de pandemia

G1 – Ministério detalha erro que incluiu 857 mortes em balanço da Covid e reafirma 525 óbitos no domingo

G1 – OMS destaca necessidade de transparência nos dados sobre pandemia no Brasil

G1 – Uberaba suspende estágios de estudantes de Medicina em unidades de saúde

G1 – Bolsas da Europa perdem força com pressão de saúde e tecnologia

G1 – Luzes de aparelhos eletrônicos afetam a saúde

Valor Econômico – OMS pede que Brasil mantenha transparência em dados sobre a covid

Valor Econômico – Hapvida vê queda anual de 1 ponto percentual na inadimplência em abril

Valor Econômico – Confinamentos para combater a covid-19 salvaram milhões de vidas, dizem estudos

Valor Econômico – Manipular dados de covid-19 abala confiança, afirma Eduardo Leite

Valor Econômico – Fusões e aquisições dão sinais de retomada, dizem especialistas

Valor Econômico – Congresso discute criar ‘contagem paralela’ de dados da covid-19

Valor Econômico – Brasil poderá comprar futura vacina contra covid-19 mais barata, se aderir a iniciativa da OMS

Valor Econômico – ‘Brincar com a morte é perverso’, afirma Maia sobre confusão do governo nos dados sobre covid-19

______________________
O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »