PROPOSTA DE REFORMA DA PREVIDÊNCIA AMEAÇA A APOSENTADORIA RURAL

//PROPOSTA DE REFORMA DA PREVIDÊNCIA AMEAÇA A APOSENTADORIA RURAL
O jornal Valor Econômico publica reportagem, nesta segunda-feira (6), destacando que a proposta de reforma da Previdência Social que o governo enviou ao Congresso Nacional pode empurrar os trabalhadores rurais para a assistência social. “Com uma exigência maior de contribuição para ter direito à aposentadoria, fontes de dentro e fora do governo reconhecem que há risco de esses trabalhadores não conseguirem cumprir os requisitos mínimos e terem que pedir o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Uma fonte do governo reconheceu o risco de migração de trabalhadores rurais da aposentadoria por idade para o BPC, mas ponderou que a ideia é que, uma vez aprovada a reforma, sejam feitas campanhas de conscientização dos trabalhadores rurais sobre a importância de contribuir”, diz trecho da reportagem.

Campanha para estimular contribuição

O interlocutor explica que tal campanha visa mostrar que o sistema previdenciário é maior do que simplesmente pagar aposentadorias e conta com outros elementos de segurança que só o trabalhador que contribui tem direito, como auxílio-doença e acidente e pensão por morte. “Nós vamos ter que fazer uma conscientização e mostrar os benefícios que a Previdência tem”, disse a fonte ao Valor Econômico. “Pela legislação atual, a aposentadoria por idade pode ser solicitada por homens com 65 anos e mulheres com 60, desde que tenham feito 15 anos de contribuição para a Previdência Social. O trabalhador rural, assim como pescador artesanal e indígena, é considerado um segurado especial e tem a idade mínima reduzida em cinco anos. Para conter a expansão das despesas previdenciárias, a proposta de reforma do governo prevê a fixação de uma idade mínima de aposentadoria de 65 anos para homens e mulheres com a exigência de um tempo de contribuição de 25 anos”, ressalta a reportagem.

Agroquímicos em culturas de pequeno porte

O site Notícias de Mato Grosso destaca que a comissão especial da Câmara dos Deputados, que analisa a regulamentação de defensivos fitossanitários (PL 6299/02), debate em audiência pública, na quarta-feira (8), a disponibilidade e a utilização desses produtos no contexto de pequenas culturas, chamadas “minor crops”. Foram convidados o diretor-associado do Projeto IR-4, focado em soluções para o manejo de pragas em pequenas culturas (‘minor crops’), vinculado à Universidade Estadual de New Jersey/EUA, Daniel Kunkel; o diretor do Departamento de Agricultura e Agro Alimentos do Canadá (AAFC), Marcos Alvarez; e o diretor-executivo de Registro e Avaliações da Autoridade de Pesticidas e Medicamentos Veterinários da Austrália, Alan Norden. “Um dos autores do requerimento para a realização do debate, deputado Luiz Nishimori (PR-PR), afirma que os entraves para o registro de novas tecnologias no trato fitossanitário de pequenas culturas são ainda maiores que os enfrentados pelas culturas tradicionais, como milho, soja, algodão e cana-de-açúcar”, diz a publicação. A audiência ocorrerá no auditório Freitas Nobre do anexo IV da Câmara, às 14h30.

NA IMPRENSA
Mapa – Mapa aproveita Expodireto Cotrijal para atrair investimentos externos

Mapa – Governo começa levantamento de estoque privado de arroz

Mapa – Brasil vai conhecer sistema de melhoramento de desempenho da pecuário dos EUA

Mapa – Publicada instrução normativa que fortalece controle da gripe aviária

Embrapa – Seminário discute alternativas para produção em períodos de seca prolongada

Embrapa – Publicada na revista Nature importante descoberta sobre polinizadores de interesse agrícola

Embrapa – Workshop discute respiração e química dos solos da Amazônia

Agência Senado – Comissão promove audiências sobre MP que prorroga concessões no setor de transportes

Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul – Operação Ducato prende sete pessoas por roubos de agrotóxicos no norte do estado

Notícias de Mato Grosso – Comissão discute uso de agrotóxicos em culturas de pequeno porte

Canal Rural – Brasil: sobra eficiência da produção agrícola, mas falta na logística para escoamento

G1 – Latam diz que vai cobrar a partir de R$ 50 por mala despachada em voo nacional

Airway – Brasil cai de 5º para 9º maior mercado aéreo mundial

Panrotas – Greve de controladores na França cancelará mais de mil voos

Folha de S.Paulo – Marcos Sawaya Jank – Novo protecionismo dos EUA pode criar oportunidades para o Brasil

Folha de S.Paulo – Editorial – Feudo sindical

Folha de S.Paulo – Vinicius Torres Freire – A gente morre na BR-163

Valor Econômico – Reforma ameaça a aposentadoria rural

Valor Econômico – Transporte aéreo de cargas avança 6,9% em janeiro, segundo Iata

Valor Econômico – UE vincula acordo agrícola a proteção de indicação geográfica

Valor Econômico – Chuvas atrasam cultivo de milho e safrinha em MT

Valor Econômico – Bourbon amarelo ‘apressado’ chega mais cedo na O’Coffee

Valor Econômico – Novos plantios para atender demanda

Correio Braziliense – Pesquisa da Embrapa identifica microalgas que geram biocombustíveis

Zero Hora – Rodrigo Lopes – Imagens confirmam que avião militar britânico pousou no Salgado Filho em agosto de 2016

Zero Hora – “Imunes” à crise, municípios ligados à agropecuária mantêm expansão das vagas de emprego

Zero Hora – Expodireto 2017 começa com expectativa de voltar a crescer

Zero Hora – Otimismo com safra e insegurança no campo marcam abertura da Expodireto 2017

Zero Hora – Voz Campeira – Simers – 40 anos em prol das máquinas agrícolas

Zero Hora – Carlos Nabinger – Resiliência produtiva e mudanças climáticas

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »