PROJETO SOBRE VENDA DE TERRAS A ESTRANGEIROS TEM DEPUTADO DO SETOR RURAL COMO RELATOR

//PROJETO SOBRE VENDA DE TERRAS A ESTRANGEIROS TEM DEPUTADO DO SETOR RURAL COMO RELATOR

O jornal O Estado de S.Paulo apresenta, na edição desta quinta-feira (3), matéria sobre o projeto (PL 4059/2012), que trata da venda de terras a estrangeiros. “O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), designou o deputado Newton Cardoso Júnior (PMDB-MG) para relatar o projeto de lei que regula a venda de terras brasileiras a estrangeiros. Cardoso Júnior vem de tradicional família ruralista em Minas”, ressalta a publicação. O jornal apresenta críticas de organizações e entidades de direitos humanos, que temem o aumento da violência no campo com o comércio de terras a estrangeiros. O deputado declarou que o fato de sua família possuir grandes extensões de terra não causa conflito de interesse. O parlamentar disse ainda que pretende apresentar um texto substitutivo para votação no plenário após ouvir o Planalto e partidos. “Em agosto, quando já fazia parte da comissão que analisa o projeto, Cardoso Júnior afirmou que o texto autorizaria a compra de terras, com limites”, destaca o Estadão.

Boa vontade, mas com pouco tempo

No Valor Econômico desta quinta-feira (3), o ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, avalia que o governo do presidente Michel Temer deu atenção ao setor ao escolher o senador Blairo Maggi para comandar o ministério. Mas ele não acredita que até 2018, quando termina o mandato de Temer, haverá tempo hábil para a implantação das políticas modernas necessárias voltadas ao campo. “O governo não vai conseguir construir muita coisa na área do agronegócio. Só vai dar para colocar os trilhos, nem pôr os trens para andar vai dar tempo. O ministro Maggi tem boa vontade e está decidido a criar um seguro de renda nesse país, mas ele terá pouco tempo para isso”, declarou ao jornal Valor Econômico. Apesar das dificuldades, Rodrigues disse estar confiante na estratégia do atual governo para a abertura de novos mercados para os produtos do agronegócio do país.

Ibama recorre a dinheiro internacional

O Ibama precisou recorrer a recursos internacionais para bancar as operações de rotina de fiscalizar e proteger a Amazônia. O site da revista Isto É destaca, nesta quinta-feira (3), que depois de ficar sem verba para alugar helicópteros e carros ou até mesmo pagar o combustível usado nas ações de fiscalização, o órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente (MMA) conseguiu aprovar contrato para receber R$ 56,3 milhões do chamado “Fundo Amazônia”. Esse fundo, administrado pelo BNDES, é majoritariamente bancado com recursos doados pelos governos da Noruega e da Alemanha. “Trata-se de algo inédito na história do Ibama, que desde a criação, em 1989, tem financiado as próprias ações de fiscalização em campo, ainda que com limitações. Hoje, o órgão aluga 175 picapes e sete helicópteros para fazer a vigilância da floresta”, enfatiza a publicação.

Dispositivo para evitar contato com defensivo agrícola

A multinacional de agroquímicos Basf desenvolveu um dispositivo com o objetivo de evitar o contato humano com o defensivo agrícola no abastecimento dos pulverizadores. Destacado em reportagem desta quinta-feira (3) do portal Agrolink, o aparelho é acoplado ao bidão de um modo que o operador não precise abrir e despejar o produto. “Além da diminuição da exposição do operador ao produto químico, outro benefício da tecnologia é que o bidão já sai com a tríplice lavagem realizada, que é o recomendado pelos órgãos de recolhimento de envases, estando pronto para ser reutilizado ou reciclado”, diz o texto. O dispositivo já está desenvolvido e se encontra em período de testes na Europa, devendo chegar na América do Sul nos próximos meses.

NA IMPRENSA

Portal do Agronegócio – Filme pulverizado sobre o pomar protege frutas de pragas e doenças – http://ow.ly/NEeD305P6zO

Agrolink – Basf cria dispositivo que evita contato humano com defensivo agrícola – http://ow.ly/kteB305P7n1

GAZ – Moradores denunciam descarte de embalagens de agrotóxico –http://ow.ly/xyPF305P6Hq

Sul 21 – Região Sul consome 23% dos agrotóxicos do país –http://ow.ly/bO5U305P6NO

Gazeta do Povo – Custo de produção da soja dispara 35% na região de Dourados – http://ow.ly/vYvK305P6Uj

Sepaf – Derrubar ‘barreira de adoção’ é desafio para que novas tecnologias cheguem ao campo – http://ow.ly/irWI305P7fW

Isto É – Fundo internacional vai bancar Ibama – http://ow.ly/WAia305Pcue

Rádio EBC – “Sem abelha não há alimentos”, frisa apicultor do DF –http://ow.ly/lkdu305P6sT

O Estado de S.Paulo – Projeto sobre venda de terras fica com ruralista –http://ow.ly/3IyW305P3HM

O Estado de S.Paulo – Procuradoria pede mudança no Ibama-SP –http://ow.ly/BXc8305P3O0

Zero Hora – Campo Aberto – Arrozeiros querem repasse efetivo ao Irga –http://ow.ly/cbvn305P3Xv

Zero Hora – Campo Aberto – Seguro brotando – http://ow.ly/wg6t305P4oM

Zero Hora – Blog Acerto de Contas – Declarada emergência fitossanitária para combater praga em acácias no Rio Grande do Sul –http://ow.ly/6M7C305P74G

Valor Econômico – Brasil vai à CoP-22 com 7 propostas –http://ow.ly/lz8l305P8lo

Valor Econômico – Movimento de cargas no porto de Santos mantém resultado negativo – http://ow.ly/yFY1305P8pZ

Valor Econômico – Açúcar bate recorde no mercado interno –http://ow.ly/wuJ4305P8Q3

Valor Econômico – ‘Blairo Maggi tem boa vontade, mas o tempo é curto’ –http://ow.ly/zlyh305P93c

Valor Econômico – Menos alho chinês no mercado – http://ow.ly/GXP7305P9eY

Valor Econômico – Commodities Agrícolas – http://ow.ly/yz48305P8YO

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.