Projeto prevê tratamento gratuito para animal resgatado ou adotado

Home/Informativo/Projeto prevê tratamento gratuito para animal resgatado ou adotado

O Projeto de Lei 5291/20 prevê atendimento médico-veterinário gratuito a cães e gatos resgatados da rua ou adotados de abrigos para animais. O texto é do deputado Fred Costa (Patriota-MG) e tramita na Câmara dos Deputados. Pela proposta, a gratuidade se aplica a consultas, exames laboratoriais e procedimentos ambulatoriais e cirúrgicos, incluindo esterilizações, e ainda aplicação de vacinas e medicamentos necessários ao animal em tratamento, destacou a Agência Câmara nesta segunda-feira (30). O projeto também prevê reembolso integral, a ser realizado pela União, dos gastos referentes aos atendimentos. Um ato do Poder Executivo deverá definir a forma de reembolso e de realização de parcerias com estados, municípios e entidades da sociedade civil para garantir as medidas previstas. Fred Costa argumenta que boa parte das pessoas que desejam adotar um cão ou um gato no Brasil desistem da ideia por receio de não conseguir arcar com as despesas veterinárias do animal. “A aprovação do projeto favorecerá os animais e os adotantes e, indiretamente, toda a população brasileira, devido à gradativa e constante redução do número de animais nas ruas do País”, defende. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – atualizados pelo Instituto Pet Brasil, em 2018 – no Brasil, existem cerca de 54,2 milhões de cães e 23,9 milhões de gatos. Conforme esses dados, 5% dos cães e gatos do País estão em condição de vulnerabilidade, o que representa 3,9 milhões de pets. O número, diz ainda o parlamentar, pode ser maior em razão da pandemia de Covid-19, seja pela crise econômica decorrente ou pelo aumento de mortes de tutores de animais. Já a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que existam mais de 30 milhões de animais abandonados no Brasil, entre 10 milhões de gatos e 20 milhões de cães. O número preocupa Fred Costa, que lembra que a falta de controle dos animais de rua pode levar ao aumento de zoonoses, como raiva e leishmaniose.

Insensibilização de suínos é tema de reunião técnica nesta quinta-feira (3) no canal da Embrapa no YouTube

Na próxima quinta-feira (3), às 9h30, ocorre a reunião técnica “Sistemas de insensibilização para suínos: elétrico vs CO2“, que será conduzida por Osmar Dalla Costa, pesquisador da Embrapa Suínos e Aves. De acordo com a Embrapa o objetivo é debater os avanços, benefícios e limitações dos sistemas de insensibilização para suínos, como o elétrico e o de atmosfera controlada (CO2). Também será momento de prospectar e identificar projetos e parceiros a partir de um discussão e apresentação de experiências brasileira e europeia, especialmente para atender as necessidades identificadas pela indústria. A reunião será voltada para profissionais de empresas do setor frigorífico e fiscais agropecuários. As inscrições estão sendo feitas pelo link http://cutt.ly/reuniaotecnica, onde o interessado pode encaminhar as perguntas, questionamentos e considerações para serem esclarecidas durante a reunião pelos apresentadores. As inscrições são gratuitas e encerram nesta terça-feira (1), ao final do dia. Os debatedores do tema serão os pesquisadores Troy John Gibson – Royal Veterinary College (Inglaterra); Antonio Velarde – IRTA (Espanha); Antoni Dalmau Bueno – IRTA (Espanha); e Filipe Antônio Dalla Costa – Maneja Consultoria (Brasil). A mediação será conduzida pelo pesquisador Osmar Dalla Costa. A organização e realização é da Embrapa Suínos e Aves, com parceria do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa, Associação Brasileira dos Criadores de Suínos – ABCS, Maneja Consultoria e Fluxo Eletrônica Industrial. Também é apoiador a Associação Catarinense de Criadores de Suínos – ACCS. Os inscritos receberão o link de acesso ao evento, que será transmitido pelo canal do YouTube da Embrapa de modo restrito aos participantes.

Programa levará tecnologias para alimentação e melhoramento genético de caprinos e ovinos no Piauí

As cidades de Paulistana e Betânia do Piauí, na região do Vale do Itaim (PI), receberão, entre os dias 1º e 3 de dezembro, equipe de pesquisadores e analistas da Embrapa Caprinos e Ovinos (Sobral, CE), para ações voltadas à implementação de unidades de referência tecnológica e estrutura de laboratórios do programa AgroNordeste. A atuação no território contemplará a validação de soluções tecnológicas para as áreas de nutrição animal e melhoramento genético para a produção de caprinos e ovinos. Uma dessas articulações do AgroNordeste – programa coordenado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que tem Embrapa e Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida)/Projeto Dom Hélder Câmara entre as instituições integrantes – será para implementação de estrutura de laboratório para análise nutricional, em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI) – campus Paulistana. O objetivo será usar tecnologia de infravermelho (NIRS) para uma orientação mais precisa sobre a alimentação dos rebanhos de caprinos e ovinos, a partir de 2021, por meio de um serviço de assessoria nutricional. Inicialmente, o serviço de assessoria nutricional tomará dez propriedades rurais para um projeto piloto. De acordo com Bomfim, o principal objetivo será apoiar produtores rurais a usarem com maior eficiência os alimentos disponíveis e reduzir custos com suplementação. Outra atividade será a visita a cooperativa e propriedades rurais, também em Paulistana, para selecionar rebanhos e definir estratégia de melhoramento genético animal. A equipe da Embrapa também visitará propriedades para implantação de Unidade de Referência Tecnológica (URT) destinada a avaliar plantas forrageiras adaptadas às condições locais e a implantação de um sistema de produção de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), em Betânia do Piauí. As tecnologias para Nutrição, Forragicultura e Melhoramento Genético Animal em caprinos e ovinos também serão levadas a outros territórios de diferentes estados da região Nordeste, por meio do programa AgroNordeste, que também contemplará ações de Sanidade Animal e Tecnologia de Alimentos para caprinocultura e ovinocultura.

Produtores serão fundamentais no reforço à fiscalização da sanidade animal gaúcha

O Rio Grande do Sul está buscando a conquista do status de livre de Febre Aftosa sem vacinação, informou o Portal do Agronegócio nesta terça-feira (1). Este ano já ocorreu a aprovação dada pelo Ministério da Agricultura. O próximo passo, agora, é aguardar a sinalização da Organização Internacional de Saúde Animal (OIE), prevista para 2021. O trabalho para alcançar esta posição foi o tema do Agropauta Web Talks, organizado pela AgroEffective, na última quarta-feira (25). Participaram o diretor do Sindicato dos Médicos Veterinários no Estado do Rio Grande do Sul (Simvet/RS), João Júnior, o presidente da Federação Brasileira das Associações de Criadores de Animais de Raças (Febrac), Leonardo Lamachia, e o presidente do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal (Fundesa), Rogério Kerber. No evento virtual, os debatedores apontaram os avanços e também o que ainda deve ser melhorado até a confirmação oficial para alcançar este status, que trará para o Rio Grande do Sul novos mercados para a carne gaúcha com o reconhecimento. O ponto mais salientado pelos participantes foi o da fiscalização, no qual foram apresentadas iniciativas que já vem sendo realizadas pelas cadeias envolvidas e quais são ainda os gargalos que devem ser combatidos. O diretor do Simvet/RS salientou que a entidade apoiou as decisões técnicas sobre o tema e vem trabalhando junto aos médicos veterinários a importância e responsabilidade dos profissionais. Sobre a fiscalização, lembrou que a maior preocupação é sobre o controle das fronteiras secas. Já o diretor do Fundesa explicou que medidas vêm sendo tomadas, especialmente junto aos produtores rurais, como o convênio com Sindicatos Rurais de fronteira com apoio conjunto da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado (Fetag/RS). Para o presidente da Febrac, esta foi a decisão mais importante para a pecuária do Rio Grande do Sul nos últimos 30 anos e envolveu o trabalho da cadeia produtiva, no qual a entidade, juntamente com a Farsul, trabalhou na conscientização do setor. A próxima rodada do Agropauta Web Talks será no dia 02 de dezembro com o tema Comissões Jovens, que vai apresentar o trabalho realizado junto à juventude de entidades. Os eventos podem ser acompanhados pelo canal do Youtube da AgroEffective.

NA IMPRENSA

Agência Câmara – Projeto prevê tratamento gratuito para animal resgatado ou adotado

Agência Câmara – Projeto determina venda separada de produtos similares a queijo

Folha de S.Paulo – Brasil poderia reduzir em 70% a área usada e manter a mesma produção

O Estado de S.Paulo – Maior traficante de pássaros exóticos do mundo se arrepende e busca vida nova

O Globo – Projeto de ajuda a moradores de rua e animais abandonados ganha sede em Laranjeiras

G1 – Alta do desmatamento não é ‘surpresa’ diante do desmonte das políticas ambientais, dizem entidades

G1 – Pará concentra quase metade do desmatamento na Amazônia durante a temporada 2019/2020

G1 – Taxa oficial de desmatamento é 27% maior do que apontava sistema de alertas do Inpe para 2019/2020

G1 – ‘Podia ser pior ainda’, diz Mourão sobre aumento do desmatamento da Amazônia

G1 – Prefeitura do Rio abre quase 6 mil vagas de castração de animais

G1 – Crime de maus-tratos contra animais ganha lei mais rígida no Brasil

G1 – Pesquisadoras desenvolvem pele que substitui a de animais nos testes de comésticos

G1 – Crevisa disponibiliza vagas de dezembro para castração de animais domésticos em Divinópolis

G1 – Com seca severa em SC, produtores abatem animais por falta de água e alimentos

G1 – Pecuarista atropela tucano, posta foto com faca como se tivesse abatido animal e é indiciado e multado em MS

Valor Econômico – Bayer deverá arrecadar US$ 1,7 bi com venda de participação na Elanco

Valor Econômico – Marfrig estará da 16ª carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3

Valor Econômico – De olho nos “flexitarianos”

Valor Econômico – Seara conclui aquisição de margarina e maionese da Bunge

CNA – Faepa consegue prorrogação do prazo de vacinação contra aftosa até 31 de dezembro

Embrapa – Insensibilização de suínos é tema de reunião técnica nesta quinta-feira (3) no canal da Embrapa no YouTube

Embrapa – Programa levará tecnologias para alimentação e melhoramento genético de caprinos e ovinos no Piauí

AgroLink – Boi gordo: mercado calmo no início da semana

AgroLink – LACTALIS: Elegê é agraciada com o prêmio Carrinho Agas 2020

AgroLink – Angus elege diretoria no dia 4 de dezembro

AgroLink – Pandemia atinge indústria de frango da Argentina: exportações e preços caem

AgroLink – Peru abre temporariamente mercado para carne suína da Espanha

Canal Rural – Arroba tem nova queda no Brasil; valor passa de R$ 270 para R$ 265 em Goiás

Canal Rural – Nelore mais valioso do Brasil: vaca é arrematada por R$ 3,18 milhões

Canal Rural – ‘Onerar o agro com ICMS neste momento não é a atitude mais inteligente’

Canal Rural – Preço do leite ao produtor deve cair 2% em 2021, diz Rabobank

SBA – Preço do leite em outubro e pago em novembro registra queda de 11 centavos por litro

SBA – Prazo para vacinação contra febre aftosa é prorrogado na Paraíba

Globo Rural – Em alta desde junho, preço do leite pago ao produtor tem queda de 5,3% em novembro

Globo Rural – China reabilita importações de carne suína de frigorífico da BRF em Lajeado (RS)

Globo Rural – Cerco sobre pecuária em relação ao desmatamento está apertando, analisa Jank

Globo Rural – Cooperativas registram aumento de 36,4% na contratação de crédito rural

Portal do Agronegócio – Chegou a vez dos suinocultores de Santa Catarina serem desafiados no Campeonato OINK

Portal do Agronegócio – Produtores serão fundamentais no reforço à fiscalização da sanidade animal gaúcha

Portal do Agronegócio – Angus lança Selo para reprodutores melhoradores de Qualidade de Carne

Portal do Agronegócio – Desempenho do frango vivo em novembro e nos 11 primeiros meses de 2020

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »