Programa para gestores de Saúde deve chegar a todos os estados em 2020

//Programa para gestores de Saúde deve chegar a todos os estados em 2020
O Ministério da Saúde anunciou que o projeto Gestão Itinerante, que promove oficinas, ciclos de palestras e debates sobre saúde pública, deve percorrer todos os estados brasileiros em 2020, informou a Agência Brasil. O projeto, que já estava em andamento desde setembro deste ano, já foi levado para os estados de Alagoas, Roraima, Piauí e Ceará. Segundo a nota divulgada pelo ministério, o objetivo da iniciativa é descentralizar o treinamento de gestores e profissionais de saúde que não estão próximos da capital, Brasília. “Fazemos um levantamento direcionado para cada estado que nós vamos visitar para saber quais são as principais dúvidas dos gestores. Dessa forma, estamos fazendo um modelo de gestão descentralizada, de aproximação do Ministério da Saúde com os entes federados, o que não existia antes”, explicou em nota o diretor de Gestão Interfederativa e Participativa do Ministério da Saúde, Allan Quadros Garcês. O programa também apresenta aos servidores as iniciativas mais modernas do ministério. Programas estratégicos, como o Conecte SUS, que informatiza o atendimento na rede pública, e o Movimento Vacina Brasil, que visa aumentar a cobertura vacinal de doenças consideradas erradicadas no país, fazem parte do ciclo de treinamento dado aos profissionais.

STJ deve julgar cobertura de fertilização in vitro e homecare por planos de saúde em 2020

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) vai julgar, em 2020, se os planos de saúde têm a obrigação de cobrir casos de fertilização in vitro e homecare, destacou o portal Bahia Notícias nesta terça-feira (31). Segundo o blog do Ancelmo Gois, de O Globo, a decisão vai virar jurisprudência. A questão da fertilização é discutida no REsp 1794629/SP e o julgamento ainda não foi concluído. No entanto, já existem dois votos a favor de que os planos de saúde arquem com os custos do serviço. O ministro Moura Ribeiro, relator do caso na 3ª Turma, votou pela inclusão do procedimento na cobertura obrigatória justificando, dentre outras coisas, a lei de planejamento familiar. “A chamada lei de planejamento familiar diz que devem ser oferecidos todos os métodos e técnicas de concepção e contracepção cientificamente aceitos e que não coloquem em risco a vida e a saúde das pessoas, garantida a liberdade de opção”, afirmou, completando que a infertilidade e a esterilidade são consideradas doenças. O ministro Paulo de Tarso Sanseverino acompanhou o relator, mas o julgamento foi interrompido após pedido de vista do ministro Ricardo Villas Bôas Cueva.  A inseminação artificial já possui exclusão expressa na lei dos planos de saúde (Lei 9656/98), no artigo 10, inc. III. Já a fertilização não tem exclusão prevista na lei dos planos.

Estudo europeu consegue aprimorar eficácia de imunoterapia contra câncer 

Reportagem do jornal O Globo, desta quarta-feira (1), conta que um novo estudo de pesquisadores da Universidade da Basileia, na Suiça, mostrou que o uso simultâneo de anticorpos baseados em dois mecanismos de ação diferentes pode levar a uma destruição mais eficaz dos tumores. Os resultados do trabalho foram publicados na revista científica PNAS, da Academia Nacional de Ciências dos EUA, e sinalizam nova alternativa a pacientes que não respondem às opções atualmente oferecidas de imunoterapia. Nos últimos anos, as imunoterapias contra o câncer aumentaram as esperanças de médicos e pacientes. O tratamento recruta o sistema imunológico do corpo para destruir o tecido cancerígeno. Um anticorpo ativa uma proteína chamada CD40 na superfície das células imunes, estimulando a produção das chamadas células T killer naturais, que tiveram resultados promissores em estudos pré-clínicos. No entanto, em ensaios clínicos seguintes, o sucesso do anticorpo CD40 ficou aquém das expectativas — menos de 20% dos pacientes responderam positivamente aos testes. O grupo de pesquisa de Imunologia do Câncer da Universidade de Basileia mostrou agora – em modelos animais – que o efeito do anticorpo anti-CD40 pode ser aumentado significativamente se combinado com outros dois anticorpos que se ligam aos vasos sanguíneos do tumor. “Normalmente, os vasos sanguíneos de um tumor estão vazando ou atrofiados. Portanto, não há uma boa maneira de as células T killer entrarem”, explicou o líder do estudo, Dr. Abhishek Kashyap. “Nossa hipótese é a de que as células assassinas são capazes de invadir o tumor e destruí-lo apenas se houver vasos sanguíneos saudáveis o suficiente”. Os pesquisadores combinaram o anticorpo anti-CD40 com dois outros anticorpos antiangiogênicos capazes de estabilizar os vasos sanguíneos do tumor. Um dos anticorpos já está aprovado para terapia contra o câncer sob o nome Avastin, enquanto o outro ainda está em desenvolvimento clínico.

China condena cientista que editou genes de bebês 

He Jiankui chocou o mundo científico em 2018 ao anunciar o nascimento dos primeiros bebês geneticamente editados. Agora, ele e mais dois assistentes terão que ir para a prisão. De acordo com a Folha de S.Paulo a China anunciou nesta segunda-feira (30) a condenação de três cientistas que alegam terem criado os primeiros bebês geneticamente editados. Segundo a imprensa estatal chinesa, He Jiankui recebeu pena de três anos de prisão e multa de US$ 430 mil (R$ 1,7 mi) por ter realizado o experimento. Dois outros cientistas receberam penas menores por terem o auxiliado: Zhang Renli terá que passar dois anos na prisão, e Qin Jinzhou, 18 meses. Chefe do experimento, He Jiankui chocou o mundo científico em novembro de 2018 ao anunciar o nascimento de duas gêmeas que tiveram seus DNAs alterados para prevenir a infecção por HIV. Na ocasião, ele disse que alterou embriões durante os tratamentos de fertilidade de sete casais, nos quais todos os homens eram HIV positivos, tendo resultado numa gravidez até aquele momento. Nesta segunda, a imprensa estatal confirmou os rumores de que o experimento teria resultado numa segunda mulher grávida, além da mãe das bebês gêmeas inicialmente divulgadas. As alterações genéticas foram feitas com a ferramenta chamada CRISPR-cas9, que possibilita editar o DNA de maneira relativamente fácil e com elevada precisão. Na condenação, o tribunal chinês disse que os três pesquisadores não obtiveram qualificação como médicos para exercer medicina, perseguiam a fama e os lucros, violavam deliberadamente os regulamentos chineses sobre investigação científica e atravessavam uma linha ética tanto na investigação científica como medicina. Após o anúncio em 2018, mais de 120 cientistas chineses divulgaram uma carta aberta a He Jiankui, na qual condenam a sua experiência de edição genética e alertam sobre profundas implicações médicas e éticas. Experiências em seres humanos são uma insanidade e podem gerar graves consequências, afirmaram os signatários, de várias instituições, incluindo as renomadas universidades de Tsinghua e Pequim e a Acadêmica Chinesa de Ciências. “Essas irreversíveis transformações de material genético humano, que são altamente incertas na ciência, serão inevitavelmente misturadas no pool genético humano”, dizia a carta aberta. Os cientistas afirmaram que as crianças nascidas do experimento podem ser saudáveis por algum tempo, “mas os riscos potenciais e os prejuízos para o grupo humano são imensuráveis”.

SAÚDE NA IMPRENSA
Agência Senado – Senado ampliou em 2019 direito a exames para detectar câncer

Agência Senado – Executivo veta extensão de oferta de sangue e hemoderivados pelo SUS

Agência Senado – Pacientes com fibromialgia e fadiga crônica podem ter atendimento integral

Folha de S.Paulo – Câncer de mama: inteligência artificial bate médicos em diagnósticos

Folha de S.Paulo – Como os amigos podem fazer bem ou mal para sua saúde

Folha de S.Paulo – Exageros com álcool, sol e alimentação no verão ameaçam saúde

Folha de S.Paulo – Paciente recebe diagnóstico de possessão e receita de mantras em hospital do Rio

Folha de S.Paulo – China condena cientista que editou genes de bebês

Folha de S.Paulo – Os altos e baixos da Cannabis medicinal em 2019 e as perspectivas para 2020

Folha de S.Paulo – Congresso dos EUA aprova idade mínima de 21 anos para compra de cigarros eletrônicos

Folha de S.Paulo – Onze fatos sobre coceira que você talvez não saiba

Folha de S.Paulo – Por que um país inteiro declarou guerra a protetores solares

Jornal Agora – Protetor solar e hidratação são essenciais no calor do verão

O Globo – Saúde nas eleições de 2020

O Globo – Plano de saúde: STJ julga casos de fertilização in vitro e homecare

O Globo – Artigo: O cérebro conectado dos fetos humanos

O Globo – Estudo europeu consegue aprimorar eficácia de imunoterapia contra câncer

O Estado de S.Paulo – Só 7% dos paulistanos apresentam saúde cardiovascular ideal, diz estudo da USP

O Estado de S.Paulo – Leitor cobra ressarcimento de plano de saúde

O Estado de S.Paulo – Em bares de Paraisópolis, enfermeiro oferece informações sobre saúde para homens

O Estado de S.Paulo – Supremo declara inconstitucional pagamento mínimo de planos a dentistas no Paraná

O Estado de S.Paulo – Um dos rios mais poluídos do mundo, Ganges está cheio de bactérias resistentes a medicamentos

O Estado de S.Paulo – Quer atingir suas metas de 2020 com sucesso e saúde mental? Faça terapia

Agência Brasil – Visita ao oftalmologista pode prevenir câncer nos olhos

Agência Brasil – Programa para gestores de Saúde deve chegar a todos os estados em 2020

Agência Brasil – Saúde faz consulta pública sobre remédio para hipertensão pulmonar

Agência Brasil – Hemocentro de SP está com estoque de sangue em estado crítico

Anvisa – Publicados guias sobre dispositivos médicos

Anvisa – Publicada nova versão do guia de amostras laboratoriais

Agência Saúde – TUBERCULOSE: abertas inscrições para pesquisas no âmbito dos BRICS

Agência Saúde – Portal do Datasus está mais rápido e acessível

Agência Saúde – Governo Federal antecipa R$ 76 milhões para a saúde do Rio de Janeiro

Agência Saúde – Resultado da seleção para capacitação em Assistência Farmacêutica com uso de simulação realística

Agência Saúde – ATENÇÃO PRIMÁRIA: Mais 20 mil novas equipes e serviços no SUS em 2020

Agência Saúde – Gestão Itinerante: Ministério da Saúde vai até você

Agência Saúde – Atenção Primária recebe R$ 50 milhões para informatização

Agência Saúde – Ministério da Saúde quer saber sua opinião

ANS – A saúde suplementar em 2019

Jota – TJSP condena Bradesco Saúde a custear cirurgia de transgenitalização

__________________________________________________
O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »