PRESIDENTE DA EMBRAER DEIXARÁ A COMPANHIA EM ABRIL

//PRESIDENTE DA EMBRAER DEIXARÁ A COMPANHIA EM ABRIL

A Embraer, após a aprovação pelos acionistas da parceria estratégica com a Boeing, informou nesta segunda-feira (18), que Paulo Cesar de Souza e Silva, presidente da companhia, “encerra seu ciclo profissional” na empresa no próximo dia 22 de abril, término de seu atual mandato. É o que informa o jornal O Estado de S. Paulo. Segundo a empresa, o futuro presidente será anunciado até 22 de abril. “Paulo Cesar foi convidado para ser consultor sênior do Conselho de Administração da companhia, com a incumbência de facilitar a integração do novo diretor presidente e também para assessorar o colegiado até o fechamento da operação com a Boeing”, informa o jornal.

 

Negociações do agro têm pouco a evoluir entre Estados Unidos e Brasil



O presidente Jair Bolsonaro começa as suas viagens internacionais por um país admirado pelo novo governo, mas que tem pouco a oferecer para o agronegócio brasileiro, pelo menos a curto prazo. Conforme a coluna Vaivém das Commodities do jornal Folha de S. Paulo, são economias complementares no setor, e as negociações serão muito difíceis. A complementaridade dos dois países é tão forte que tanto as exportações brasileiras para os EUA como as importações de lá, no setor de alimentos, foram de US$ 1,24 bilhão, nas duas direções em 2018. No saldo global do agronegócio, o Brasil ainda leva vantagem em relação aos Estados Unidos, quando incluída a comercialização de produtos como celulose e madeiras. As exportações totais do agronegócio brasileiro para os americanos somaram US$ 3,5 bilhões, enquanto as importações ficaram em US$ 2,7 bilhões no ano passado, conforme dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior). “Porém, o Brasil leva uma forte desvantagem no setor de agroquímicos. As importações brasileiras de inseticidas, herbicidas e fungicidas somaram US$ 710 milhões, enquanto as de adubo atingiram US$ 727 milhões no ano passado”, afirma a nota.

 

Agronegócio se queixa de declarações de Araújo



O setor agropecuário manifestou, em carta, preocupação quanto às declarações do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, sobre a relação do Brasil com a China. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, a carta foi enviada por associações que integram o Instituto Pensar Agro como sugestão para a presidência da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). O presidente da FPA, Alceu Moreira, decidiu não entregar a manifestação, depois de encontros com o governo e, principalmente, após a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, anunciar uma missão para a China. “A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) gostaria de externar a sua preocupação em relação às supostas declarações reproduzidas pelo noticiário nacional, nas quais teriam sido feitas afirmações no sentido de diminuir a importância das relações comerciais entre Brasil e China”, diz a carta. A carta destaca que a China se tornou o principal parceiro comercial do País desde 2009. “O desenvolvimento da economia chinesa tem elevado as demandas dos produtos agrícolas brasileiros”, diz a carta, ressaltando que o Brasil tem superávit de US$ 32 bilhões com os chineses e que os produtos mais exportados aos chineses são soja, celulose, carne bovina, frango, açúcar e algodão.

 

Integrantes da cadeia produtiva do arroz realizam visita técnica a Embrapa



O portal da Embrapa destacou que produtores, consultores e representantes de indústrias arrozeiras do Centro-Oeste participaram, na sexta-feira passada (15), da visita técnica na sede da Embrapa Arroz e Feijão, localizada em Santo Antonio de Goiás (GO), para melhor conhecimento de opção de culturas e linhagens para o sistema de produção de arroz em pivô central. O engenheiro agrônomo, Ricardo Aparecido da silva, trabalha na região de Rio Verde, prestando consultaria voltada, principalmente, à produção de soja, milho, cana, sementes de forrageiras e sementes de arroz. “A Embrapa tem cultivares de arroz que a gente está vendo que tem possibilidade de atingir produtividade maiores aos que a gente vê hoje, que é de 70 a 80 sacas/ha; a questão é conciliar isto para a indústria e para o produtor; então o projeto visa compartilhar experiências, construindo o sistema de produção de arroz em pivô central e, desta forma, ser conduzido de forma consciente e racional, melhorando a questão de população, densidade e espaçamento das culturas e trazer o manejo para consorciar estas duas situações”. Para Ulisses Gonçalves, encarregado de compras da Cristal Alimentos, “anos atrás o consumo do arroz tipo 2 ou 3 era até aceito; mas hoje, o consumidor está muito mais exigente e só quer o arroz tipo 1, e quase ninguém compra mais esses outros tipos de arroz”.

 

NA IMPRENSA
ANAC – Governo anuncia vinte e dois aeroportos para a 6ª rodada de concessões de aeroportos 

 

ANAC – ANAC atualiza Dicionários online de termos da Aviação (ANACpédia)

 

ANAC – Gerenciamento de risco da fauna em aeródromos ganha página no Portal

 

Embrapa – Prefeito confirma o AGTech Meio-Norte na programação do aniversário de Teresina

 

Embrapa – Integrantes da cadeia produtiva do arroz realizam vista técnica a Embrapa

 

Embrapa – Programa Bacias Jaguariúna é ampliado

 

Embrapa – Evento vai apresentar potencial da canola no Brasil

 

Embrapa – Ministério da Agricultura do Paraguai e Embrapa reafirmam cooperação técnica bilateral

 

Fiocruz – Seminários Fiocruz Mata Atlântica voltam com nova edição

 

Ibama – Sinaflor: dados indicam ampla adesão dos estados ao Sistema

 

Mapa – Em Washington, ministra ressalta importância da reaproximação com os EUA

 

Mapa – Exportação de soja ultrapassa US$ 2,5 bi em fevereiro e total do agro vai a US$ 7,25 bi

 

Mapa – Tereza Cristina: “A agricultura brasileira vai continuar crescendo sem destruir sequer uma árvore”

 

Alesp – Segurança alimentar e nutricional são tema em audiência

 

Senado Federal – Leilão de 12 aeroportos foi um sucesso, afirma Bezerra

 

Senado Federal – Paim alerta para uso descontrolado de agrotóxicos no Brasil

 

Correio Braziliense – Maia critica proposta do Benefício de Previdência Continuada e da rural

 

Folha de S. Paulo – Colheita de maçã atrai 5.000 trabalhadores a São Joaquim

 

Folha de S. Paulo Vaivém das Commodities – Negociações do agro têm pouco a evoluir entre Estados Unidos e Brasil

 

G1 – Irrigação com tecnologia ajuda lavouras brasileiras

 

O Estado de S. Paulo – Presidente da Embraer deixará a companhia em abril

 

O Estado de S. Paulo – Agronegócio se queixa de declarações de Araújo

 

O Estado de S. Paulo – Coluna do Estadão – Governo quer plantar cacau na Amazônia

 

O Estado de S. Paulo – Assembleia paulista articula bancada do agronegócio

 

Valor Econômico – GranBio confirma aquisição da totalidade das ações da API

 

Valor Econômico – Amyris fecha acordo para vender canabinoide feito a partir da cana

 

Valor Econômico – Aumenta a venda de orgânicos

 

Zero Hora – Aposentadoria rural: nova regra para pedir o benefício começa a valer nesta quarta-feira

 

Zero Hora – Gisele Loeblein – Mudança na aposentadoria rural causa desconforto

 

Zero Hora – José Luiz Tejon – Agronegócio cada vez mais global

 

Mais Soja – Exigências de irrigação de soja no sul do Brasil

 

Mais Soja – Expectativas positivas com relação à segunda safra de milho

 

__________________________________________________________________________________________

 

 

 

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.