Pela primeira vez no século, Brasil não atinge meta para nenhuma das principais vacinas infantis

//Pela primeira vez no século, Brasil não atinge meta para nenhuma das principais vacinas infantis
Pela primeira vez em quase 20 anos, o Brasil não atingiu a meta para nenhuma das principais vacinas indicadas a crianças de até um ano, apontam dados de 2019 do Programa Nacional de Imunizações, analisados pela Folha de S.Paulo nesta segunda-feira (7). A situação ocorre em um contexto de queda nas coberturas vacinais nos últimos cinco anos, cuja redução já chega a até 27% para alguns imunizantes. Para complicar, em meio a pandemia do novo coronavírus, equipes de saúde dizem ver atrasos na busca pela vacinação também neste ano —o que indica a possibilidade de nova queda histórica nos índices. Em geral, a meta de vacinação de bebês e crianças costuma variar entre 90% e 95%. O primeiro patamar vale para vacinas contra tuberculose e rotavírus, e o segundo para as demais. Abaixo desse valor, há forte risco de retorno de doenças eliminadas, como já ocorreu com o sarampo, ou aumento na transmissão daquelas que até então vinham sendo controladas. Em 2019, porém, nenhuma vacina atingiu a meta entre o grupo de bebês e crianças até um ano completo —em 2018, mesmo em queda, 3 das 9 principais indicadas a esse grupo atingiram o patamar ideal. Em outros momentos, o Brasil também chegou a ter até sete vacinas com cobertura dentro do ideal, com as demais próximas desse cenário. Os números de 2019, assim, trazem um novo alerta a um país reconhecido por ter um dos maiores e mais bem-sucedidos programas de imunização do mundo. O maior índice de cobertura na vacinação de rotina (91,6%) foi registrado para a vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo, o que pode estar ligado ao aumento nas informações sobre a doença (em geral, os dados de campanhas específicas pra reforço são registrados à parte). Já o menor (69%) foi registrado para a pentavalente, que protege contra difteria, tétano e coqueluche, entre outras, e alvo de desabastecimento em boa parte do último ano. Na prática, os dados de 2019 mostram que 8 das 9 vacinas indicadas a crianças de até um ano tiveram queda na adesão. Em alguns casos, como as vacinas contra poliomielite e tuberculose, a cobertura vacinal já chega ao menor índice em ao menos 23 anos. Em outros, como a pentavalente, a cobertura é a menor desde que houve a incorporação completa no SUS.

Nove grandes farmacêuticas se comprometem a respeitar protocolos para desenvolver vacina contra Covid-19

Os diretores-executivos de nove grandes farmacêuticas dos Estados Unidos e da Europa assumiram um compromisso público, nesta terça-feira (8), de garantir que os padrões científicos serão respeitados na busca por uma vacina contra a Covid-19. Segundo o G1, as empresas tornaram pública uma promessa de observar padrões de segurança e eficácia. As signatárias são Pfizer, GlaxoSmithKline, AstraZeneca, Johnson & Johnson, Merck & Co, Moderna, Novavax, Sanofi e BioNTech. Elas afirmaram em comunicado que manterão “a integridade do processo científico enquanto trabalhavam para os registros regulatórios globais e aprovações das primeiras vacinas contras Covid-19″. Há um debate sobre acelerar as ações necessárias para controlar a Covid-19 e impulsionar os negócios e o comércio globais. A agência americana que regula drogas e alimentos (FDA, na sigla em inglês) disse no mês passado que as vacinas contra a Covid-19 poderiam estar isentas da fase três dos ensaios clínicos (procedimento para validar uma vacina), caso as autoridades considerem que os benefícios superam os riscos. A Organização Mundial da Saúde (OMS) reagiu com um pedido de cautela. Os desenvolvedores de vacina ainda não têm dados de ensaios em grande escala que mostram os resultados das vacinas, mas a Rússia concedeu aprovação para uma vacina contra Covid-19 no mês passado. Nesta terça (8), o governo russo liberou o primeiro lote para aplicação na população em geral. A aprovação deve ser baseada em ensaios clínicos com grupos controle que não receberam a vacina em questão. Os participantes e aqueles que trabalham no ensaio não devem saber a que grupo pertencem. O chefe da Sinovac Biotech da China disse que a maioria de seus funcionários e suas famílias já tomou uma vacina experimental desenvolvida pela empresa chinesa dentro do programa de uso de emergência do país. As empresas ou instituições chinesas que estão envolvidas em vários projetos importantes de vacinas, não assinaram a declaração. A BioNTech e a Pfizer podem apresentar dados de testes essenciais já em outubro. As nove empresas disseram que seguirão as orientações estabelecidas de autoridades regulatórias especializadas, como o FDA.

Pandemia elevou preços de medicamentos para os hospitais em até 92,6%

A pandemia da Covid-19 levou a um aumento de até 92,6% nos preços dos medicamentos adquiridos pelos hospitais de março a julho deste ano, informou a Folha de S.Paulo nesta segunda-feira (7). Os dados são de uma pesquisa inédita realizada pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisa Econômica) em parceria com a Bionexo. O instituto criou um índice para calcular o preço dos medicamentos hospitalares, o IPM-H (Índice de Preços de Medicamentos para Hospitais). Na avaliação geral, o aumento foi de 16,44% de março a julho. Isso porque a pesquisa, que levou em consideração mais de 1.500 tipos de medicamentos, avalia produtos tão distintos como remédios para dor de cabeça até aqueles que atuam em órgãos e sistemas diretamente afetados pelo coronavírus. Os medicamentos que mais tiveram alta nesse período foram utilizados no tratamento de pacientes com Covid-19 para ajudar no sistema cardiovascular (+92,6%), sistema nervoso (+66%) e aparelho digestivo e metabolismo (+50,4%). Outros remédios indiretamente usados no tratamento de pacientes, mas que tiveram aumento expressivo, foram aqueles para o sistema hormonal (+21,8%) e para músculos e ossos (+18,2%). Para calcular o índice, os pesquisadores utilizaram a base de dados da empresa de soluções digitais em saúde Bionexo, cuja rede conta com mais de 20 mil fornecedores de medicamentos e suprimentos hospitalares no Brasil, Argentina, Colômbia e México. Monitorando as transações realizadas entre hospitais e fornecedores nos últimos doze meses, os pesquisadores observaram um aumento no período de março a julho, justamente quando teve início e se agravou a pandemia da Covid-19 no país. Em todo o período, o aumento foi de 19,83%. Observando mês a mês, os autores chegaram a um índice cujo uso pode ajudar a pautar decisões dos administradores de hospitais na compra de medicamentos, bem como repassar aos fornecedores qual a atual demanda para cada tipo de medicamento. Para o coordenador de pesquisas da Fipe e um dos autores do estudo, Bruno Oliva, é a primeira vez que uma base de referência para preços de medicamentos hospitalares é calculada no Brasil.

Campanha alerta para necessidade de prevenção do câncer de intestino

Com a mudança do padrão internacional de 50 anos para 45 anos de idade, por causa do aumento da frequência do câncer colorretal na população adulta , especialistas passaram a recomendar às pessoas que façam a prevenção da doença na faixa de 45 anos a 50 anos e não mais somente a partir dos 50 anos. Os casos têm aumentado em todo o mundo . “Acima dos 45 anos, é uma recomendação forte para fazer a prevenção. E acima dos 50 anos, é obrigatória a prevenção”, disse nesta segunda-feira (7) à Agência Brasil  o coloproctologista Paulo Maurício Chagas Bruno, membro titular da Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP) e diretor da Associação Brasileira de Prevenção do Câncer de Intestino (Abrapreci). A morte do ator Chadwick Boseman, que interpretou o personagem Pantera Negra no cinema, em decorrência do câncer de cólon, serviu como alerta para a prevenção do câncer colorretal, que abrange o cólon e o reto. A necessidade de prevenção da doença que matou o ator aos 43 anos está sendo lembrada neste mês de setembro. Para informar a população sobre  hábitos que podem prevenir o câncer colorretal, a SBCP está promovendo a Campanha de Prevenção do Câncer de Intestino. Em razão da pandemia do novo coronavírus, a campanha será divulgada este ano no Facebook, no Instagram e no Portal da Coloproctologia. A Abrapreci também está divulgando vídeos sobre a importância da prevenção do câncer colorretal, que é o terceiro e quarto mais frequentemente encontrado em homens e mulheres, respectivamente, informou Chagas Bruno. O Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) estima que, em 2020, serão registrados no Brasil mais 40.990 casos da doença – 20.520 em homens e 20.470 em mulheres –, com aumento de mais de 12% em relação ao índice anterior. Maurício Chagas Bruno explicou que, inicialmente, a prevenção em grande escala é feita em pesquisa de sangue oculto nas fezes por meio do exame de hemoglobina humana, que não precisa de dieta prévia. Se o resultado for positivo, o paciente deve fazer a colonoscopia, quando os médicos colhem materiais e tiram pólipos, que são precursores do câncer. Os pólipos de pequeno tamanho têm baixa malignidade, mas, à medida que vão crescendo, aumenta a possibilidade de tumor. A retirada dos pólipos reduz a incidência de câncer em quase 40% da população. Estima-se que, em média, 28% das pessoas com mais de 50 anos tenhampólipos no intestino. A colonoscopia é um exame de imagem feito com a introdução de um aparelho flexível do ânus até o intestino, com o paciente anestesiado. O médico destacou também a importância de hábitos alimentares saudáveis, com o consumo de muitas frutas, legumes, verduras e cereais, que “diminuem substancialmente a incidência de câncer”. Ele alertou que carnes vermelhas e alimentos defumados e com conservantes “aumentam a incidência de câncer”; assim como o consumo de álcool em excesso. De acordo com o coloproctologista, a obesidade mórbida também é fator de aumento da incidência do câncer colorretal. Isso ocorre também com o tabagismo, hábito que chega a ampliar em 21% a incidência da doença em homens  e em 12% nas mulheres. Para evitar o câncer colorretal, os especialistas recomendam ainda a prática de exercícios físicos regulares e a ingestão de muita água – cerca de 2 litros por dia. De acordo com a SBCP, o principal sinal de alerta para o câncer colorretal é a presença de sangue nas fezes, mas outros sintomas podem ocorrer, entre os quais alterações dos hábitos intestinais (diarreia ou prisão de ventre persistente), cólica, dor na região anal, fraqueza, anemia e emagrecimento. Ao notar qualquer desses sintomas, a recomendação é procurar um coloproctologista para diagnóstico e tratamento adequado.

SAÚDE NA IMPRENSA

Agência Câmara – Comissão Mista da Covid-19 promove debate sobre testes, tratamentos e vacina

Agência Câmara – Projeto permite que empresa deduza em dobro, do IR, gastos com testes de Covid

Agência Câmara – Projeto prevê atendimento psicológico obrigatório para grávidas no SUS

Agência Câmara – Secretárias do Nordeste pedem revogação da portaria do Ministério da Saúde sobre aborto

Agência Câmara – Câmara promove 2º Simpósio Nacional de Prevenção do Suicídio

Agência Câmara – Projeto pune com até 2 anos de prisão quem invadir hospitais e clínicas

Agência Senado – Na comissão mista, especialistas analisam estágio atual da covid-19 no Brasil

Agência Senado – Veja os principais pontos da reforma administrativa proposta pelo governo

Agência Senado – Simone Tebet propõe mais um ano para uso de recursos contra covid-19

Folha de S.Paulo – Graduados no Brasil têm maior vantagem salarial, mostra estudo da OCDE

Folha de S.Paulo – Redes sociais bloqueiam contas de profissionais da Cannabis medicinal

Folha de S.Paulo – Covid-19 ameaça os frágeis avanços na igualdade feminina

Folha de S.Paulo – Pela primeira vez no século, Brasil não atinge meta para nenhuma das principais vacinas infantis

Folha de S.Paulo – Projeto de lei não prevê prisão para quem recusar a se vacinar contra a Covid-19

Folha de S.Paulo – Pandemia elevou preços de medicamentos para os hospitais em até 92,6%

Folha de S.Paulo – ‘Pessoas não procuram unicórnios’, mas informação honesta sobre Covid-19, diz OMS

Folha de S.Paulo – Porta-voz e mãe da Cannabis ensina o cultivo doméstico a pacientes

Folha de S.Paulo – Governo de SP faz teste sorológico em 2.004 detentas

Folha de S.Paulo – Precisamos resgatar a ideia de que a ciência é apartidária, diz epidemiologista de Harvard

Folha de S.Paulo – Políticas de uso medicinal puxam avanço da maconha nas Américas e Caribe

O Estado de S.Paulo – Portaria do Ministério da Saúde sobre o aborto só tem o poder de criar constrangimento, nada mais

O Estado de S.Paulo – Será que coletar mais dados sobre saúde nos tornará mais saudáveis?

O Estado de S.Paulo – Informações manipuladas e distorcidas podem ter efeito negativo no combate à covid-19, diz OMS

O Estado de S.Paulo – Pesquisadores descobrem mecanismo que causa inflamação em crianças com covid-19

O Estado de S.Paulo – Corrida pela vacina contra o coronavírus cria duelo entre agências de espionagem 

O Estado de S.Paulo – Bancos devem seguir recomendações da OMS ou tribunais estaduais?

O Estado de S.Paulo – Farmacêuticas planejam declaração contra uso político da vacina e para não queimar etapas

O Estado de S.Paulo – IoT tem tudo para revolucionar a saúde mundial

O Estado de S.Paulo – Bactérias que se alimentam de bactérias podem ajudar a vencer a guerra contra os germes

O Estado de S.Paulo – Pandemia faz empresas incluírem telemediciana e terapia em seguro de saúde

O Estado de S.Paulo – Brasil registra média diária de 819 mortes pelo novo coronavírus, a mais baixa desde 21 de maio

O Estado de S.Paulo – Presidente deposto do Mali deixa o país para tratamento médico

O Estado de S.Paulo – Sintomas persistentes de covid-19 podem afetar nove em cada dez infectados

O Estado de S.Paulo – Aborto espontâneo: entenda quais os sintomas e como lidar com o luto

O Estado de S.Paulo – O futuro da telemedicina pós-covid-19

O Estado de S.Paulo – Um estudo sobre pesticidas deve afetar o uso que fazemos deles?

BR Político – Diretor da OMS pede transparência nas informações ao ser perguntado sobre Brasil

O Globo – Volta às aulas presenciais só após a vacina contra a Covid-19 não é consenso entre especialistas da educação e da saúde

O Globo – Pesquisa revela que síndrome de ‘burnout’ atinge 83% dos profissionais de saúde na linha de frente contra a Covid-19

O Globo – Levantamento do Ministério da Saúde mostra que houve redução de motoqueiros mortos

O Globo – Depressão e suicídio devem marcar nova onda da Covid-19

Agência Brasil – Desenvolvedores de vacina da Europa e EUA prometem rigor em testes

Agência Brasil – Cerrado: brincar na natureza traz benefícios para a saúde das crianças

Agência Brasil – Campanha alerta para necessidade de prevenção do câncer de intestino

Agência Brasil – ABP treina profissionais para identificar e tratar tendências suicidas

Agência Brasil – Congresso será iluminado de roxo para lembrar fibrose cística

Anvisa – Anvisa agora é parceira do Projeto Orbis

Anvisa – Alerta: uso do nome da Anvisa em novo golpe

ANS – ANS recebe sugestões para aprimorar normativa sobre movimentação de ativos garantidores

Agência Saúde – Brasil registra 3.317.227 de pessoas recuperadas

Agência Saúde – Equipes da Saúde da Família já atendem a 44 milhões de domicílios

Agência Saúde – Saúde investe no acompanhamento de pessoas que tiveram contato com casos de Covid-19

G1 – Nove grandes farmacêuticas se comprometem a respeitar protocolos para desenvolver vacina contra Covid-19

G1 – Do que realmente é feito o corpo humano?

G1 – Primeiro lote da vacina russa contra Covid-19 é liberado para a população

G1 – Para 83% da população das classes A, B e C, uso de máscara deve ser obrigatório em locais públicos, diz Ibope

G1 – Biden questiona promessa de Trump de uma vacina antes das eleições, e presidente responde dizendo que adversário tem retórica ‘antivacina’

G1 – Curados da Covid-19: paciente 1.500 recebe alta no Hospital de Campanha do Estádio Mané Garrincha, no DF

G1 – Covid-19: qual o risco de contágio que cada atividade oferece?

G1 – ‘É importante buscar várias fontes de informação’, diz diretor da OMS sobre forma como governo Bolsonaro trata da Covid-19

G1 – Desde o início da pandemia, 244 médicos brasileiros morreram de Covid-19, aponta sindicato

G1 – Vacina da Rússia pode receber aval esta semana para início da aplicação na população do país

G1 – Vacina chinesa que está em teste no Butantan é segura para idosos, mas gera menor resposta imunológica no grupo, diz empresa

G1 – ‘Esta não será a última pandemia’, alerta diretor-geral da OMS

G1 – Venezuela testará vacinas russa e cubana, diz Maduro

G1 – Cientista critica visão da OMS sobre contágio pelo ar: ‘Não deixam a gente se proteger direito’

STF – Plenário admite a contagem do tempo em atividade insalubre ou perigosa para aposentadoria especial

STF – Portaria do Ministério da Saúde sobre aborto é questionada no STF por cinco partidos políticos

Uol – OMS minimiza casos de reinfecção do novo coronavírus

Uol – OMS revisará resposta à pandemia de covid-19 nesta semana

Uol – Empresa faz acordo com governo australiano para produzir vacina contra covid-19

Uol – Mundo deve estar mais bem preparado para próxima pandemia, diz chefe da OMS

Correio Braziliense – Covid-19 pode causar diabetes tipo 1, indicam diferentes estudos

Correio Braziliense – Vacina testada na UnB é segura para idosos, mas protege mais os jovens, diz empresa

Correio Braziliense – Corticoides contra casos graves de covid-19 salvarão vidas, diz especialista

Correio Braziliense – Progresso científico da pandemia pode ajudar no enfrentamento a outras doenças

Valor Econômico – Hapvida vai aumentar verticalização da Promed

Valor Econômico – Ação da Hapvida sobe mais de 4% com aquisição de grupo de saúde de MG

Valor Econômico – Retomada no Brasil continua a se fortalecer, enquanto desacelera no mundo, aponta OCDE

Valor Econômico – IPC-S fica em 0,48% na 1ª medição de setembro

Valor Econômico – Desvinculação para saúde e educação sofre resistência

Valor Econômico – Necessidade de câmaras superfrias será desafio à distribuição de vacina de covid-19

Valor Econômico – Ministério da Saúde tenta desovar estoque de cloroquina recebido dos EUA

Governo Federal – Impacto fiscal das medidas de enfrentamento à Covid-19 é de R$ 650 bilhões

Governo Federal – Ação alerta jovens sobre importância do diálogo para prevenção ao suicídio

______________________

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »