PACIENTES COM ATROFIA MUSCULAR ESPINHAL PEDEM FIM DAS RESTRIÇÕES AO REMÉDIO PARA TRATAMENTO

//PACIENTES COM ATROFIA MUSCULAR ESPINHAL PEDEM FIM DAS RESTRIÇÕES AO REMÉDIO PARA TRATAMENTO

A atrofia muscular espinhal, doença degenerativa de origem genética, pode ser tratada pelo medicamento Spinraza, que sofreu recentemente restrições para uso. Conforme destacado pela Agência Senado, o assunto foi debatido em audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa nesta quarta-feira (8). Segundo o senador Romário (Pode-RJ), que propôs a discussão, o remédio foi inicialmente liberado sem limitações a tipos de casos ou à idade do paciente. Atualmente, o Ministério da Saúde impõe algumas restrições ao uso da medicação, dificultando que pessoas com atrofia muscular espinhal possam iniciar o tratamento. Para a presidente da Associação Carioca de Distrofia Muscular, Maria Clara Migowski, as pessoas que têm doenças raras precisam de facilidade no acesso aos remédios para tratamento, mesmo que as doenças ainda não tenham cura. “Pacientes como a menina Laissa Silva, 12 anos, aguardam a liberação do remédio para retomar o tratamento. Para ela, cada segundo sem o medicamento afeta diretamente sua recuperação”, destaca a Agência.

 

40% fazem autodiagnóstico médico pela internet; e maioria tem ensino superior

 

O Estado de S.Paulo destacou que pessoas das classes A e B, com curso superior e jovens, são o perfil dos pacientes que usam a internet para se autodiagnosticar, segundo levantamento do Instituto de Ciência, Tecnologia e Qualidade (ICTQ), entidade de pesquisa e pós-graduação na área farmacêutica. O terceiro estudo do instituto sobre o tema apontou que 40,9% dos brasileiros fazem autodiagnóstico pela internet. Desses, 63,84% têm formação superior. Na edição atual, os pesquisadores resolveram traçar o perfil de quem busca diagnósticos na internet e foram surpreendidos pelo resultado. Na classificação econômica, 55% das pessoas que fazem autodiagnóstico são das classes A e B e 26%, das classes D e E. O levantamento foi feito em maio deste ano em 120 municípios, incluindo todas as capitais, e ouviu 2.090 pessoas com mais de 16 anos. “Para os pesquisadores, o imediatismo está entre as motivações”, informa a notícia.

 

ANS faz seminário para empresas contratantes de planos coletivos

 

Dos 47 milhões de contratos da saúde suplementar, 31,5 milhões são de planos empresariais. Já os coletivos por adesão representam apenas 6,4 milhões. Ou seja, os planos contratados por empresas representam 67% do mercado. De acordo com o jornal O Globo, como esses contratantes podem influenciar na regulação do setor é o tema do evento que a Agência ANS realiza no próximo dia 28. A agenda acontece uma semana antes da audiência pública na qual será reaberto o debate sobre franquia e coparticipação marcada para 4 de setembro. A Resolução Normativa 433, suspensa na semana passada, previa teto de 40% para coparticipação, que poderia chegar a 60% nos planos empresariais, caso houvesse acordo com os trabalhadores. “Nos últimos dois anos, o investimento médio em saúde por funcionário subiu para R$ 271,21, um aumento de 21%, segundo pesquisa da consultoria Mercer Marsh Benefícios, que entrevistou 690 empresas de diversos setores, em que dois terços delas têm o faturamento anual superior a R$ 100 milhões”, ressalta o jornal.

 

Startups conectam pequenas empresas a serviços médicos

 

Donos de uma agência de publicidade no Rio, Gabriel Medeiros e Alexandre Stefani decidiram neste ano oferecer um plano de saúde para os 11 funcionários. O problema era o custo. Em busca de um plano B, eles recorreram a uma startup, que dá acesso a consultas e exames com preços mais baratos. É o que informa O Estado de S.Paulo. Diante do valor elevado dos convênios médicos tradicionais, plataformas que conectam pequenas e médias empresas a serviços médicos têm ganhado força. Eles escolheram a startup Doutor Já, que em maio lançou cartão com foco em pequenas e médias empresas. “A demanda delas por esse tipo de benefício para colaboradores é uma tendência”, diz Gustavo Valente, CEO da Doutor Já. O serviço dá acesso a descontos em farmácia, acesso telefônico a farmacêuticos e consultas a partir de R$ 55. “A Consulta do Bem descobriu esse nicho quando percebeu que parte dos agendamentos de consulta feitos na plataforma informava não o CPF de um paciente, mas sim o CNPJ de uma empresa”, afirma a matéria.

 

SAÚDE NA IMPRENSA
Ministério da Saúde – Delegação de Honduras visita centros de referência em Saúde Mental 

 

Ministério da Saúde – Saúde indígena conta com reforço de novos veículos

 

ANS – ANS realiza evento voltado às pessoas jurídicas contratantes de planos de saúde

 

SUS Conecta – Vacinação no Brasil em 2018 pode não bater metas devido a fake news e desinformação

 

Fiocruz – Nova edição da revista ‘Memórias do IOC’ está online

 

Anvisa – Proibido veneno para rato e suspensa água sanitária

 

Alesp – Ex-secretário de Saúde da capital presta esclarecimentos em CPI

 

Câmara dos Deputados – Comissão isenta do IPI acessórios que adaptam veículos para pessoas com deficiência

 

Câmara dos Deputados – Na Semana Mundial da Amamentação, especialistas defendem incentivos ao aleitamento materno

 

Senado Federal – Plenário aprova proposta que considera perda auditiva unilateral como deficiência

 

Senado Federal – Pacientes com atrofia muscular espinhal pedem fim das restrições ao remédio para tratamento

 

Senado Federal – Deixar de avisar risco de transmissão de zoonoses pode se tornar infração sanitária

 

O Estado de S.Paulo – Casos de sarampo chegam a 1.100 no ano no País, com cinco mortes

 

O Estado de S.Paulo – 40% fazem autodiagnóstico médico pela internet; e maioria tem ensino superior

 

O Estado de S.Paulo – Startups conectam pequenas empresas a serviços médicos

 

O Estado de S.Paulo – Samsung investirá US$ 22 bilhões em inovações como inteligência artificial

 

O Estado de S.Paulo – É a saúde cara demais

 

O Estado de S.Paulo – De olho em alto custo de planos, Ticket lança “vale saúde”

 

O Estado de S.Paulo – Longevidade e oncologia: duas faces de um futuro e suas perspectivas

 

Folha de S.Paulo – Morte por gripe em 1 mês em SP beira 2017 inteiro, mas segue abaixo de 2016

 

Folha de S.Paulo – Setor de plano de saúde segue em baixa após revisão

 

Folha de S.Paulo – Senado derruba lei do aborto na Argentina

 

G1 – PMMA, silicone industrial e prótese de silicone: Bem Estar fala sobre procedimentos estéticos

 

G1 – Parto induzido na 39ª semana de gestação não aumenta probabilidade de cesárea, diz estudo

 

G1 – Enxerto de gordura: conheça o método seguro de preenchimento do bumbum que substitui o PMMA

 

G1 – Enquanto a catarata não vem…

 

G1 – República Democrática do Congo usa vacina experimental contra Ebola para controlar novo surto

 

G1 – José Serra tem câncer de baixa agressividade na próstata, diz boletim médico

 

O Globo – É #FAKE que aspartame gera falso quadro de esclerose múltipla e faz desenvolver lúpus

 

O Globo – ANS faz seminário para empresas contratantes de planos coletivos

 

Zero Hora – “São ignorantes”, diz Drauzio Varella sobre pessoas de classe média alta que deixam de vacinar filhos

 

Zero Hora – Sarampo: Brasil tem 1,1 mil casos confirmados e cinco mortes registradas

 

Zero Hora – Dia de Combate ao Colesterol: saiba as consequências e como evitar

 

Zero Hora – Reabertura do Hospital de Charqueadas será mais uma vez adiada

 

Correio Braziliense – Primeira-dama síria, Asma al-Assad, é diagnosticada com câncer de mama

 

Correio Braziliense – Aumenta o uso do cartão de crédito para comprar remédios e alimentos

 

Sua Cidade – Brasil e mais onze países assinam documento para prevenção e enfretamento do AVC

 

Click Sergipe – HU está inserido em projeto internacional para detecção precoce do câncer

 

______________________________________________________

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em
meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.