PACIENTES AGUARDAM ATÉ QUATRO ANOS POR UM EXAME SIMPLES DE ONCOLOGIA

//PACIENTES AGUARDAM ATÉ QUATRO ANOS POR UM EXAME SIMPLES DE ONCOLOGIA
As dificuldades em concluir exames de biópsia estiveram entre os temas mais discutidos no primeiro dia do IX Fórum Nacional de Políticas de Saúde em Oncologia, do Instituto Oncoguia. De acordo com o jornal Correio Braziliense, o evento reuniu especialistas de diversas áreas para discutir assuntos como a percepção da sociedade sobre o câncer, o acesso justo à oncologia, as dificuldades do SUS com as biópsias e o resultado parcial de uma auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU) sobre a Política Nacional de Prevenção e Controle do Câncer. O presidente da Sociedade Brasileira de Patologia, Clovis Klock, comentou que há uma grande desistência de residentes na área de patologia do sistema de saúde devido às más condições de trabalho e à incapacidade de concluir um grande número de exames em tecidos de pacientes com suspeitas de câncer. Segundo Klock, em vários estados, há pacientes que aguardam até quatro anos por um exame simples e, também, muitos pacientes morrem à espera de um diagnóstico. Auditor da CGU, Rodrigo Eloy apresentou dados da auditoria feita pelo órgão na Política Nacional de Prevenção e Controle do Câncer. Os dois principais problemas do setor são estruturais e financeiros. Com isso, não consegue nem ampliar a rede nem otimizar os serviços que já são prestados. Os auditores concluíram que o melhor seria o governo federal transferir a verba por atendimento. “O levantamento constatou também a falta de padronização na compra de medicamentos, e a CGU teve de barrar licitações para impedir gastos abusivos”, informa o jornal.

Percepção da população sobre o câncer

O Instituto Oncoguia apresentou, no IX Fórum Nacional de Políticas de Saúde em Oncologia, uma pesquisa do Ibope que mostra o entendimento e a relação do brasileiro com o câncer. Conforme o jornal Correio Braziliense, a pesquisa foi realizada em fevereiro de 2019, com 2.002 pessoas entre 16 e 55 anos, sendo 48% mulheres e 52%, homens. Constatou-se que 8% da população ainda não relaciona o tabagismo à doença, por exemplo. Além disso, 62% ainda não relacionam o mal à obesidade e ao sobrepeso, e 1/3 acredita que a doença é resultado de traumas psicológicos. Por sua vez, 60% da população tem uma perspectiva positiva sobre a doença: 43% acham que o câncer pode ser curado se for detectado no início, e 56% ainda não acreditam que é possível um diagnóstico rápido da enfermidade. Um total de 73% não acha possível iniciar o tratamento em até 60 dias no Brasil. De acordo com a pesquisa, 38% têm uma perspectiva negativa sobre o câncer: desses, 16% veem a doença como uma sentença de morte, 15% pensam nela como uma fonte de sofrimento e dor e 7% temem até usar a palavra. Para a diretora executiva do Oncoguia, Luciana Holtz, “a perspectiva da população pode mudar para melhor se o Estado promover políticas robustas para combater a doença”.

Artigo aborda judicialização e direito à saúde no Brasil

Um estudo divulgado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em parceria com o Instituto de Ensino e Pesquisa, mostra um alarmante grau de judicialização das questões envolvendo saúde no Brasil. O período que vai de 2008 a 2017 registrou aumento de 130% do ajuizamento de ações judiciais envolvendo o direito à saúde, ao passo que outras matérias tiveram aumento de 50% no mesmo período. É o que informa o artigo da Luciana Freitas, sócia da Miceli Sociedade de Advogado, publicado no Valor Econômico. As ações analisadas englobam demandas envolvendo o direito à saúde, tanto junto ao SUS quantos às empresas privadas de saúde suplementar. Em meio a tantos dados que impressionam, vale destacar um aspecto do estudo, que diz respeito ao pouco uso pelos magistrados dos Núcleos de Avalição de Tecnologias e Saúde (NAT), bem como das orientações da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologia do SUS (Conitec) e de seus protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas. Esses dados são preocupantes na medida em que o magistrado não possui formação especializada na área de saúde, podendo dar azo a decisões impossíveis de serem cumpridas ou fora dos melhores protocolos clínicos. São frequentes as liminares, inclusive em plantão judiciário, determinando o fornecimento de medicamentos importados, às vezes sequer aprovados pela Anvisa, ou de tratamento médico fora dos padrões indicados pelo Ministério da Saúde. “Entende-se o drama dos demandantes e sua busca ao direito à vida e à saúde, que muitas vezes sensibilizam o julgador, porém estes devem ser sopesados com a razoabilidade e os parâmetros regulares das práticas médicas, sob pena de se impor aos planos de saúde um ônus excessivo”, destaca a notícia.

MS e Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional se reúnem para debater pautas da categoria

O portal do Ministério da Saúde destacou que com o objetivo de construir pautas deliberativas em conjunto com representantes das categorias de profissionais da saúde, a Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES) se reuniu, nessa segunda-feira (15), com o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO), na sede da autarquia, em Brasília (DF). Para a secretária da SGTES, Mayra Pinheiro, o encontro simbolizou o início de uma relação de parceria com o conselho, que se une aos demais em demonstração de apoio e cooperação às ações da pasta. A inclusão de fisioterapeutas para a composição de equipes multiprofissionais da Atenção Primária e a valorização da especialização profissional foram pautas levantadas pelo presidente do COFFITO, Roberto Mattar Cepeda. Ele explicou que a resolutividade e a boa prestação de serviços estão atreladas à economicidade de recursos e à qualidade da formação profissional. “A reforma do conteúdo pedagógico dos cursos de capacitação das plataformas online, as condições de trabalho dos profissionais e o redimensionamento da força de trabalho também foram pontos debatidos durante o diálogo”, afirma o portal.

SAÚDE NA IMPRENSA
Fiocruz – Conferência Livre de Saúde debateu saúde e democracia em Manguinhos

Fiocruz – Fiocruz arrecada donativos para Manguinhos e comunidade do Brejinho

Fiocruz – Austeridade fiscal e saúde é tema do ‘Conversas Contemporâneas’

Fiocruz – Doença de Chagas: evento destacou estudos voltados ao tratamento e atenção integral

Ministério da Saúde – Ministério da Saúde debate exercício profissional no Mercosul

Ministério da Saúde – MS e Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional se reúnem para debater pautas da categoria

SUS Conecta – Porto Alegre define prioridades para a Saúde e elege delegados para etapa estadual da 16ª Conferência

Alesp – Comissão de Saúde elege presidente e vice-presidente

Alesp – Servidores pedem ajuda para melhorar atendimento no Iamspe

Alesp – Trabalho em defesa de hospital regional

Câmara dos Deputados – Profissionais de enfermagem lotam audiência para pedir jornada semanal de 30 horas

Câmara dos Deputados – Deputados tentam reestruturar Consea por meio de emendas à MP 870

Câmara dos Deputados – Nova audiência discute proteção de dados na saúde e pesquisa científica

Correio Braziliense – Casos de sarampo têm aumento de 300% no mundo, diz OMS

Correio Braziliense – Pacientes aguardam até quatro anos por um exame simples de oncologia

Folha de S. Paulo – Médico hemofílico comanda ambulatório para pacientes com a doença

Folha de S. Paulo – Jairo Marques – Os abortados da escola: criança com deficiência e o ensino domiciliar

G1 – Doença de Lyme: ‘Vivi meses de dores insuportáveis até descobrir que um carrapato me passou um mal grave’

G1 – Uma fatia de bacon por dia é suficiente para ‘aumentar risco de câncer’, diz estudo

G1 – O que é kratom, a planta que já matou mais de 90 pessoas nos EUA

G1 – As fotos que retratam a longa batalha de bebê que nasceu com 310 gramas para deixar o hospital

G1 – Vacina contra meningite: entenda os tipos e quem deve tomar

G1 – A terapia genética que pode reverter uma dolorosa doença e transformar a medicina

G1 – É #FAKE que fenilpropanolamina está presente em 22 medicamentos vendidos no Brasil

G1 – Brasileira ajuda na luta contra cólera em região devastada pelo ciclone Idai em Moçambique

G1 – ‘É outra vida’, diz mãe que obteve na Justiça o direito de plantar maconha medicinal para filha de 9 anos no RS

G1 – Endocrinologista explica o que pode desregular os hormônios

G1 – Médico acusado de deformar rosto de pacientes é condenado a indenizar mulher que ficou com sequelas após tratamento estético

G1 – Após 16 cirurgias, menino de 4 anos usa boneco como apoio na recuperação: ‘Se faz curativo em um, precisa fazer no outro’

O Estado de S. Paulo – Aedes com bactéria que impede transmissão de dengue e zika serão testados em 3 cidades

O Estado de S. Paulo – Vencer Limites – Damares calada sobre o fim do Conade

O Estado de S. Paulo – Vencer Limites – Secretária nacional da Pessoa com Deficiência garante que o Conade não acaba

O Estado de S. Paulo – Venezuela recebe ajuda humanitária da Cruz Vermelha pela primeira vez

O Estado de S. Paulo – Repórter da Globo é afastada após suspeita de chikungunya: ‘Dói tudo!’

O Estado de S. Paulo – Cérebro pode ser treinado para curar doenças, diz estudo

O Estado de S. Paulo – Coluna do Broadcast – Após negociar hospital com Rede D’or, família Cury fecha com Prevent Senior

O Estado de S. Paulo – Colégio Santa Amália – Desafios para a educação de surdos

O Globo – Doutor Bumbum ficou apenas poucos minutos em hospital onde paciente foi atendida, diz enfermeiro

O Globo – Casos de doença neurológica decorrentes da chikungunya alertam médicos no Rio

Valor Econômico – Judicialização e direito à saúde no Brasil

Valor Econômico – Ex-trader aposta em demanda por maconha medicinal no Brasil

Zero Hora – Prefeitura lança edital para terceirizar gestão dos pronto-atendimentos da Bom Jesus e da Lomba do Pinheiro

Zero Hora – Família de bebê com doença rara faz campanha para conseguir dinheiro do tratamento

Panorama Farmacêutico – Anvisa aprova novo medicamento para tratar leucemia mieloide aguda

Panorama Farmacêutico – Remédio traz benefícios para os rins e coração de diabéticos, aponta estudo

Panorama Farmacêutico – Terapia genética pode reverter uma dolorosa doença e transformar a medicina

__________________________________________________

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.