OMS QUER MAIOR TRANSPARÊNCIA E RENOVAÇÃO DO MERCADO PARA PREÇOS MAIS JUSTOS DE REMÉDIOS

//OMS QUER MAIOR TRANSPARÊNCIA E RENOVAÇÃO DO MERCADO PARA PREÇOS MAIS JUSTOS DE REMÉDIOS

O mundo precisa de maior transparência nos preços de remédios e uma inspeção de certas abordagens para poder aumentar o acesso a medicamentos que salvam vidas, disseram na quinta-feira (11) especialistas de saúde mundial. Conforme publicação da Reuters Brasil, fabricantes de remédios estão sob crescentes críticas à medida que uma onda de novos tratamentos para condições sérias como câncer e hepatite C chegam ao mercado com preços muito altos, colocando-os fora do alcance de muitos pacientes de serviços nacionais de saúde. “O problema se tornou global”, disse Suzanne Hill, chefe de remédios essenciais na Organização Mundial da Saúde (OMS). A diretora-geral assistente da OMS, Marie-Paule Kieny, disse que há concordância de que a indústria precisa de retornos razoáveis em pesquisa e desenvolvimento, mas que governos devem desempenhar uma função mais forte na taxação de preços e direção da agenda de pesquisas de remédios. “Uma falta de transparência em custos de desenvolvimento de remédios, como os preços são estabelecidos e as quantias variadas cobradas pelos mesmos remédios em diferentes países são vistos como obstáculos para construção de um sistema mais justo”, ressalta o texto.

Roche solicita suspensão de lote de medicamento para melanoma

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu o comércio do lote B1009M8 do medicamento Cotellic (hemifumarato de cobimetinibe), fabricado pela empresa Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A. Publicação do site da Anvisa diz que além da suspensão do comércio do lote, a Agência determinou, ainda, a suspensão do uso do lote para o tratamento de melanoma positivo para mutações BRAF V600 irressecável ou metastático. “Segundo um comunicado enviado pela empresa Roche, uma unidade de comprimido apresentou falha técnica durante produção. Um comprimido revestido de 20mg foi identificado com aproximadamente 40% acima do peso em relação à sua especificação original. Por esta razão, o lote B1009M8, validade 02/2018, do medicamento Cotellic se encontra suspenso e a empresa, Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A, responsável pela promoção do recolhimento do estoque do produto em questão”, destaca trecho da publicação.

Nova vacina contra gripe em idosos é avaliada pela Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) avalia o pedido de registro de uma nova vacina contra a gripe desenvolvida exclusivamente para idosos. De acordo com a Sanofi Pasteur, que produz o imunizante, a vacina apresentou 24,2% mais eficácia na proteção contra a gripe em comparação com a vacina contra influenza trivalente aprovada atualmente no Brasil. A nova vacina reduziu em 39,8% as pneumonias na população idosa. O imunizante foi lançado em 2010 nos Estados Unidos e, desde então, cerca de 67 milhões de idosos foram vacinados. Reportagem do jornal O Estado de S.Paulo destaca que o possível lançamento no Brasil leva em conta o crescimento da população idosa no país, segundo o diretor geral da Sanofi Pasteur, Hubert Guarino. Ele explica que, com o envelhecimento, ocorre um declínio da função imunológica e a resposta dos anticorpos após o recebimento da vacina tradicional não é tão alta quanto poderia ser. “A Anvisa informou que o registro foi solicitado pela Sanofi para a vacina influenza trivalente (fragmentada, inativada) e estão sendo apresentados os documentos preparatórios para análise do produto”, diz a reportagem.

Expectativa de vida para pessoas com Aids em tratamento cresce uma década

Pessoas com Aids que começaram a tomar antirretrovirais em 2010 têm uma expectativa de vida aproximadamente uma década maior do que aquelas que se submeteram ao mesmo tipo de tratamento em 1996, segundo revelou um estudo publicado na quarta-feira (10), no periódico “The Lancet HIV”. Mais especificamente, a expectativa de vida para pacientes de 20 anos no início do tratamento é hoje 9 anos maior entre mulheres e 10 anos maior entre homens, na comparação com os resultados nos anos 90. Hoje, na Europa, jovens sob tratamento com antirretrovirais têm expectativa de vida de aproximadamente 70 anos. Das 827 mil pessoas que vivem com HIV/Aids no Brasil, 372 mil (45%) ainda não estão em tratamento. De acordo com o jornal O Globo, esses são dados do Boletim Epidemiológico HIV/AIDS 2016, divulgado em dezembro de 2016 pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis, do Ministério da Saúde.

SAÚDE NA IMPRENSA
Ministério da Saúde – Ministério da Saúde declara fim da Emergência Nacional para Zika e microcefaliaAnvisa – Roche solicita suspensão de lote de medicamento para melanoma

Folha de S.Paulo – Anti-inflamatórios aumentam o risco de infarto, diz estudo

O Globo – Expectativa de vida para pessoas com Aids em tratamento cresce uma década

O Estado de S.Paulo – Nova vacina contra gripe em idosos é avaliada pela Anvisa

G1 – Médico testa na prática por que dormir menos aumenta o apetite

Correio Braziliense – Obesidade abdominal gera mais risco de AVC isquêmico em mulheres

Correio Braziliense – Ser humano tem senso olfativo tão bom quanto o cachorro, mostra estudo

Correio Braziliense – Traje robótico promete evitar que idoso caia

Jornal de Brasília – Base aprova relatório e CPI da Saúde é encerrada sem pedidos de investigação

Notícias Naturais – Curcumina Demonstrou Suprimir Vírus, Incluindo Hepatite, Herpes, Chikungunya e HPV

Portal do Holanda – O antioxidante do vinho tinto pode ser melhor para diabetes

Bonde – Nefrologistas esclarecem principais sintomas da doença renal crônica

Repórter News – Campanha de prevenção ao Glaucoma irá oferecer exame médico gratuito à população

Agência Reuters – OMS quer maior transparência e renovação do mercado para preços mais justos de remédios

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.