Novo guia auxilia financiadores da pecuária sustentável

Home/Informativo/Novo guia auxilia financiadores da pecuária sustentável

 

Os financiadores da pecuária contam a partir desta quarta-feira (31) com um guia unificado que apresenta práticas mínimas e ações complementares para garantir que o crédito disponibilizado à criação de gado não esteja associado à derrubada de vegetação nativa na Amazônia e no Cerrado. Segundo o Valor Econômico o guia está sendo lançado pela ONG The Nature Conservancy (TNC), que há seis meses publicou um trabalho semelhante voltado à cadeia produtiva de soja. O material foi desenvolvido com o apoio de especialistas do setor financeiro, da cadeia produtiva, de universidade e de organizações não-governamentais. Ele busca padronizar a conduta de financiadores e investidores interessados em promover uma pecuária considerada “sustentável”. Segundo Anna Lucia Horta, gerente de finanças da TNC, o guia para a pecuária soma-se ao da soja para orientar financiadores que serão apoiados pela iniciativa Finanças Inovadoras para a Amazônia, Cerrado e Chaco (IFACC, na sigla em inglês), da qual a ONG faz parte junto com a Iniciativa Financeira do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma FI) e a Tropical Forest Alliance (TFA). O primeiro requisito mínimo estabelecido pelo novo guia para um financiamento adequado compreende a adequação do pecuarista à legislação em vigor em todas as suas propriedades, e não apenas à que recebe o financiamento. O segundo ponto estabelece que os financiadores não devem apoiar propriedades que desmataram após janeiro de 2018, mesmo legalmente, ou que receberam animais de propriedades que realizaram desmatamentos depois dessa data. Esta última medida busca restringir a “lavagem” do gado, que ocorre quando os animais passam pelos estágios iniciais da criação em propriedades associadas a desmatamento e são engordados, antes do abate, em fazendas que preservam suas vegetações. Para os pecuaristas que desmataram dentro da lei entre outubro de 2009 e janeiro de 2018 – o que os impediria de vender animais aos frigoríficos signatários do Compromisso Público da Pecuária (CPP) -, o novo guia estabelece que o financiamento só deve ser concedido caso o tomador dos recursos demonstre cumprir as exigências de desbloqueio previstas no acordo.

Marfrig alcança Tier 2 no BBFAW 2020, maior ranking global de gestão de bem-estar animal 

A Marfrig conquista a melhor classificação entre as empresas de carne bovina das Américas em gestão de bem-estar animal segundo o BBFAW 2021 (Business Benchmark on Farm Animal Welfare), o maior e mais importante ranking global de gestão do bem-estar de animais para alimentação. O ranking considera a atuação da companhia e toda a sua cadeia de suprimentos no mundo todo, destacou o portal Notícias Agrícolas. Presente no BBFAW desde o primeiro ranking em 2012, a Marfrig atingiu o Tier 2 do ranking pela segunda vez, subindo duas posições desde a última avaliação em 2019, quando ocupou o Tier 4. O resultado alcançado dessa edição foi possível devido à implementação de melhorias e revisões de políticas internas, além da maior disponibilidade de informações nas operações fora do Brasil. A cada edição, o BBFAW torna-se mais exigente e criterioso, elevando o número de aspectos avaliados. O ranking é dividido em seis níveis: Tier 6 – empresas com nenhuma evidência de processos e práticas na agenda de negócios; Tier 5 – com previsão na agenda, mas limitações na implementação; Tier 4 – progredindo na implementação; Tier 3 – processos estabelecidos, mas com ajustes a fazer; Tier 2 – processos integrados à estratégia de negócios; e Tier 1 – empresas líderes em gestão do bem-estar animal. Para alcançar o melhor nível, as companhias devem reportar indicadores anuais de bem-estar dos animais presentes em toda a cadeia de suprimentos, além dos treinamentos e práticas utilizadas desde a criação de animais, transporte e abate, sempre detalhando a metodologia e a conexão com a estratégia do negócio. Paulo Pianez, diretor de sustentabilidade e comunicação da Marfrig, destaca a importância da criação de políticas globais, considerando todos os países de atuação da companhia: “além de disponibilizar os registros sobre processos internos e implementação dessas políticas na cadeia de suprimentos, melhoramos significativamente nossos índices nos principais aspectos do bem-estar animal. Um dos exemplos foi a maior disseminação de melhores práticas, como evitar o confinamento fechado, não submeter animais à engenharia genética ou clonagem e suspender o uso rotineiro de substâncias promotoras de crescimento (hormônios) nas operações em todo o mundo”.

Rússia registra primeira vacina contra a Covid-19 para animais

A Rússia anunciou, nesta quarta-feira (31), a aprovação da primeira vacina contra a Covid-19 para animais, a Carnivac-Cov. Segundo a agência reguladora russa, o imunizante garante ter um índice de eficácia de 100% e começará a ser produzido em massa a partir de abril. “Os ensaios clínicos da Carnivac-Cov, que começaram em outubro do ano passado (…) concluíram que a vacina é segura e altamente eficaz, já que 100% dos animais testados desenvolveram anticorpos”, afirmou Konstantin Savenkov, vice-diretor da agência veterinária e fitossanitária nacional, a Rosselkhoznadzor, em um comunicado. De acordo com o jornal O Globo os animais analisados foram gatos, cães, raposas vermelhas e polares e visons. De acordo com a Rosselkhoznadzor, a vacina é apenas para carnívoros e os animais continuaram a mostrar uma resposta imunológica por pelo menos seis meses. O imunizante continuará sendo estudado. A vacina foi desenvolvida por uma filial da Rosselkhoznadzor, o Centro Federal de Saúde Animal, que está em contato com empresas de peles de vários países como Grécia, Polônia e Áustria, interessados em comprá-la. Segundo a agência reguladora russa, a vacina seria capaz de proteger espécies vulneráveis e impedir mutações virais.

Plenário da Câmara Legislativa do Distrito Federal proíbe realização de tatuagens e piercings em animais

A realização de tatuagens e piercings em animais serão proibidas no Distrito Federal. É o que determina do projeto de lei nº 1.372/2020, do deputado Daniel Donizet (PL), aprovado nesta terça-feira (30), em sessão extraordinária remota da Câmara Legislativa do Distrito Federal. O texto foi aprovado em segundo turno e redação final e segue agora para sanção do governador. De acordo com o projeto, quem descumprir a proibição, estará sujeito a multa de cinco salários mínimos, por cada tatuagem ou piercing, “sem prejuízo das demais sanções penais, cíveis e administrativas do estabelecimento e seus responsáveis legais”. Em caso de reincidência, os valores da multa serão aplicados em dobro. ​​Na justificativa da proposta, o deputado Daniel Donizet argumenta que “infringir dor e sofrimento a um animal é uma prática cruel, proibida pela nossa Carta Magna, e que pode levar à prisão os infratores, de acordo com o art. 32 da Lei 9.605, de 1998 – Lei de Crimes Ambientais”.

NA IMPRENSA

Agência Câmara – Projeto exige proteção de aves em prédios construídos com painéis de vidro

Agência Câmara – Meio Ambiente rejeita delegação de licença de pesca para estados

Jota – Juiz condena ex-marido a pagar metade de despesas de cães adquiridos no casamento

O Globo – Rússia registra primeira vacina contra a Covid-19 para animais

O Globo – Pequim pede que OMS respeite relatório sobre origem da pandemia, e cientistas chineses negam omissão de dados

G1 – Origem do coronavírus: de morcegos a laboratório, veja as conclusões da investigação da OMS na China

G1 – Área registrada como propriedade particular em terras indígenas da Amazônia cresce 55%, diz estudo

G1 – Incêndio destrói casa de madeira no DF; bombeiros apagam fogo e resgatam animais

G1 – Alcoa fortalece conservação da fauna de Juruti com o Centro de Reabilitação de Animais

G1 – Dupla é detida por tráfico e maus-tratos de animais ao negociar venda de sagui em Paulínia

G1 – Shoppings do RJ fazem campanha de doações para pessoas com necessidades especiais e animais abandonados

G1 – Não é o que parece: vídeo ‘fofo’ de preguiça em barco na verdade revela animal sob intenso estresse

Correio Braziliense – Estudo preliminar avalia se variantes do coronavírus podem infectar camundongos

Valor Econômico – Preço do bezerro bate recorde e passa de R$ 3 mil por cabeça

Valor Econômico – Ministério da Agricultura habilita primeira embarcação para exportar pescados à UE

Valor Econômico – BRF vai doar mais R$ 50 milhões para ajudar a combater covid-19 e seus efeitos

Valor Econômico – Avine inova para ampliar suas vendas na pandemia

Valor Econômico – Novo guia auxilia financiadores da pecuária sustentável

Valor Econômico – Projeto Carbono Araguaia comprova redução de emissões da pecuária sustentável

Valor Econômico – Rio Branco Alimentos, dona da Pif Paf, lança hambúrguer vegetal

Mapa – Mapa certifica primeira embarcação pesqueira para participar da cadeia de exportação para União Europeia

Embrapa – Pesquisa desenvolve material de referência para fábricas de ração destinada a tilápia

CNA – Casal triplica produção de peixe com assistência técnica do Senar

CNA – Sucesso com o ATeG Leite: pecuarista tem aumento de 325% na produção

SBA – Silvana Covatti assume Secretaria da Agricultura do RS

SBA – Leilão Fazenda Canaã Top Produção registra médias acima de R$ 4 mil

SBA – Ladrões dão prejuízo de R$ 300 mil a pecuarista

SBA – Mapa certifica primeira embarcação para exportação a União Europeia

SBA – Preço do leite pago ao produtor cai 10% no primeiro trimestre de 2021

SBA – Cotação do boi gordo permanece com arroba estável em R$ 314 nesta terça-feira

SBA – De Olho na Fazenda e Leilão TABG G4 encerra semana com média acima de R$ 20 mil

AgroLink – AL: criadores de animais terão nova remessa de mil toneladas de milho para compra

AgroLink – Piauí confirma casos de Peste Suína Clássica

AgroLink – Genética poderia prevenir pandemia de gripe aviária? 

AgroLink – Ovos: antecipações dão maior dinamismo aos negócios e reduz as ofertas na base de produção

AgroLink – A importância do diálogo na sucessão familiar

AgroLink – RS: declaração anual do rebanho vai até 31/5

AgroLink – Oferta reduzida de boiadas para abate dando sustentação aos preços da arroba

Anda – Homem é criticado após soltar rojão com rato preso ao explosivo: ‘Maldade pura’

Anda – ONG denuncia maus-tratos a gatos pintados com tinta e alerta para risco dos animais adoecerem

Anda – Cadela com cinomose que corre risco de ficar paraplégica é jogada de carro em movimento

Anda – Cachorros são internados após serem esfaqueados na barriga e no pescoço

Anda – PL semelhante ao proposto na Câmara quer que exploração animal seja considerada patrimônio cultural no PR

Anda – PL incentiva exploração animal ao propor que vaquejada seja considerada esporte

Anda – Cachorro chora de dor ao ser puxado pela cabeça e arremessado contra o chão

Anda – Polícia investiga farra do boi que culminou na morte de boi após queda em piscina

Anda – Porcos morrem de calor em caminhão em SC e caso expõe crueldade da agropecuária

Anda – PL ignora sofrimento animal e prevê obrigatoriedade da oferta de carne de porco na merenda escolar

Canal Rural – Surto viral mata cavalos na Europa e acende alerta entre criadores

Canal Rural – Leite: preço recua quase 10% em 2021 e aperta margem do produtor

Notícias Agrícolas – Marfrig alcança Tier 2 no BBFAW 2020, maior ranking global de gestão de bem-estar animal

Notícias Agrícolas – Boi, suíno e frango: desempenho em março e no primeiro trimestre de 2021

Notícias Agrícolas – Argentina suspende 15 exportadores de carne por descumprir regulação

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »