Nova diretriz orienta sobre efeitos cardíacos dos tratamentos de câncer

//Nova diretriz orienta sobre efeitos cardíacos dos tratamentos de câncer
O cuidado com pacientes com câncer vai desde o diagnóstico até o tratamento mais indicado para cada tipo. Não raro, tais tratamentos levam a efeitos cardíacos que, se não observados, podem trazer complicações sérias e até a morte de pacientes. A causa principal de morte nos pacientes com câncer —se não por complicações do próprio câncer— são as doenças cardiovasculares. Estas são, inclusive, a primeira e segunda principais causas de morte por enfermidade no país, segundo dados do DataSUS. Assim, conhecer os efeitos da primeira na segunda é fundamental. Em vista disso, a Sociedade Brasileira de Cardiologia lançou, a segunda edição da diretriz brasileira de cardio-oncologia. A primeira edição, publicada em 2011, trazia informações ainda incipientes sobre os efeitos que alguns tipos de tratamentos de câncer, como a imunoterapia, à época ainda pouco difundida, causavam no coração. Após quase uma década, no entanto, o conhecimento da medicina sobre esses efeitos cresceu e, portanto, foi possível postular novas orientações mais direcionadas a alguns procedimentos terápicos contando, inclusive, com estudos randomizados e controlados feitos com pacientes com câncer. A Folha de S.Paulo conversou, na última sexta-feira (18), com a cardiologista Isabela Bispo Costa, uma das autoras da diretriz, ao lado de outros pesquisadores do Icesp (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo) e do Incor (Instituto do Coração) da USP. Entre as principais orientações estão as novas classificações de cardiotoxicidade dos tratamentos oncológicos. Diversos tipos de tratamentos além dos oncológicos têm efeitos tóxicos no coração; mas alguns tipos de tratamentos estão mais frequentemente associados a determinadas doenças cardiovasculares. É o caso, por exemplo, do uso de imunoterápicos que podem levar à miocardite, uma inflamação rara, porém que pode ser letal, no miocárdio. Disfunções ventriculares, doença arterial coronariana e hipertensão arterial são mais frequentemente associados à quimioterapia. Já a radioterapia pode também levar à doença arterial coronariana e a alguns tipos de complicações nas válvulas e no pericárdio. A diretriz também dá orientações para pacientes com condição cardiológica pré-existente, indicando por exemplo o tipo de stent a ser utilizado para tratar doenças coronárias.

Pazuello informa que fará pesquisa ampla para testar imunidade de Covid no Brasil

De acordo com a coluna Painel da Folha de S.Paulo o Ministério da Saúde avisou, neste sábado (19), os secretários estaduais que fará um inquérito sorológico com 600 mil pessoas no Brasil para dimensionar o total de infectados no país pela Covid-19. Segundo informou o governo, o estudo deverá ser conduzido pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). Em nota, a pasta disse que “trabalha em conjunto com o IBGE para a realização de um inquérito de soroprevalência da Covid-19 de abrangência nacional, utilizando amostra da PNAD Covid-19. O objetivo é estimar a prevalência da infecção pelos vírus SARS-CoV2 em residentes das capitais, estados e regiões do país.” “O projeto está em fase de elaboração e contará com a participação da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)”, acrescentou.

Brasil comemora a lei dos 30 anos da criação do SUS

O Sistema Único de Saúde é um dos maiores sistemas de saúde pública do mundo. Ele garante acesso integral, universal e gratuito para toda a população do Brasil, abrangendo desde o simples atendimento para avaliação da pressão arterial, até o transplante de órgãos. Esse complexo sistema está presente na vida de todos os brasileiros e completa, neste sábado (19), 30 anos da Lei 8080/1990 que o criou e levou a uma trajetória de muito esforço e desafios enfrentados, diariamente, para proporcionar e garantir o direito universal à saúde como dever do Estado. Segundo a Agência Saúde hoje, com a pandemia, é possível constatar a força e importância desse sistema de saúde, que atende cerca de 70% da população. Sob a gestão e união dos três entes – governo federal, estados e municípios – foi possível garantir assistência aos pacientes infectados pela Covid-19 e o atendimento daqueles que necessitam de tratamentos especializados. “Não existe outra saída para o nosso país com relação a saúde, que não seja o Sistema Único de Saúde forte e eficiente”, afirma o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Os próximos 20 anos já estão sendo elaborados pela atual equipe do Ministério da Saúde. “Estamos montando ações estruturantes com projetos estratégicos em todas as áreas, como Saúde Digital, Projeto Genoma entre outras que estão sendo finalizadas”, aponta o ministro. O sistema público de saúde no Brasil antes de 1988 atendia a quem contribuía para a Previdência Social. A saúde era centralizada e de responsabilidade federal, sem a participação dos usuários. A população que poderia usar recebia apenas o serviço de assistência médico-hospitalar. Antes da implementação do SUS, saúde era vista como ausência de doenças. Na época, cerca de 30 milhões de pessoas tinham acesso aos serviços hospitalares. As pessoas que não tinham dinheiro dependiam da caridade e da filantropia. Durante esses 30 anos, a evolução do sistema público de saúde foi importante para todos, sem discriminação. Atualmente, o sistema é descentralizado, municipalizado e participativo, com 100 mil conselheiros de saúde. Hoje, saúde é vista como qualidade de vida. O SUS não é apenas assistência médico-hospitalar. Também desenvolve, nas cidades, no interior, nas fronteiras, portos e aeroportos, outras ações importantes. Realiza vigilância permanente nas condições sanitárias, no saneamento, nos ambientes, na segurança do trabalho, na higiene dos estabelecimentos e serviços. Regula o registro de medicamentos, insumos e equipamentos, controla a qualidade dos alimentos e sua manipulação. Normaliza serviços e define padrões para garantir maior proteção à saúde.

Ministério da Saúde lança Manual de Cuidados Paliativos

O Ministério da Saúde lançou o Manual de Cuidados Paliativos, dedicado a pessoas com doenças crônicas, infecções por Covid-19 e outros problemas de saúde que geram dor e sofrimento, em estágio terminal ou não, informou a Agência Saúde na última sexta-feira (18). O documento foi elaborado pela Pasta em parceria com o Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (CONASS), Hospital Sírio-Libanês e Hospital Albert Einstein e envolve os familiares dos pacientes. Inicialmente, as estratégias do manual serão aplicadas em Brasília e São Paulo, mas devem ser expandidas para todo o território nacional. Além dos temas gerais que cobrem vários tipos de diagnóstico, como câncer, por exemplo, em função da pandemia também foram elaborados materiais específicos para o contexto atual da infecção e do distanciamento social para auxiliar as equipes de profissionais a ofertarem um cuidado adequado aos pacientes acometidos pela doença. “Sabemos que teremos muitos desafios ainda pela frente, mas este já é um bom início e as recompensas serão ainda maiores. Ainda não havia no Brasil uma iniciativa específica e integrada com orientações de cuidados paliativos. O objetivo é que nós sempre tenhamos algo a fazer para todos os pacientes. Ainda que não exista tratamento terapêutico específico ou cura, sempre há alguma forma de aliviar o sofrimento dos pacientes e seus familiares. São cuidados paliativos continuados e integrados em toda a rede de atenção à saúde. Essas iniciativas colaboram para a construção de um Sistema Único de Saúde cada vez mais humanizado”, explicou o Secretário de Atenção Especializada à Saúde do Ministério da Saúde, Luiz Otavio Franco Duarte. As medidas e ações de cuidados paliativos passaram a ser uma meta do SUS em outubro de 2018, quando houve pactuação com estados e municípios. Esta é a primeira iniciativa e contará com apoio dos hospitais Sírio-Libanês, na atenção especializada e domiciliar, e do Albert Einstein na atenção primária. As equipes se reuniram nesta semana para fazer diagnóstico das unidades hospitalares selecionadas – Hospital Regional de Ceilândia em Brasília e Hospital de Sapopemba em São Paulo. O próximo passo é traçar planos de ação para implantar as estratégias na prática, com a capacitação das equipes via EAD e por meio de workshops presenciais. O projeto está sendo desenvolvido no âmbito do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS), desenvolvido pelo Ministério da Saúde para colaborar com o fortalecimento do sistema público de saúde e promover a melhoria das condições de assistência à população.

SAÚDE NA IMPRENSA

Agência Câmara – Deputados retomam discussão sobre inclusão das pessoas com deficiência no Brasil

Agência Câmara – Projeto obriga hospitais a orientarem pais sobre teste do pezinho

Agência Câmara – Frente parlamentar e municípios criticam corte em verbas federais do programa Criança Feliz

Agência Senado – Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor

Folha de S.Paulo – Taxa de ocupação de UTI em SP chega aos menores índices desde plano de reabertura

Folha de S.Paulo – ONG que atende pacientes do SUS lança campanha para recuperar equipamentos

Folha de S.Paulo – Nenhuma vacina, existente ou em teste, vai bagunçar o seu genoma

Folha de S.Paulo – Pazuello informa que fará pesquisa ampla para testar imunidade de Covid no Brasil

Folha de S.Paulo – Bolsonaro tem cirurgia prevista em SP para retirada de cálculo da bexiga

Folha de S.Paulo – Médicos brasileiros resistem a usar psicodélicos em tratamentos, diz Dartiu Xavier

Folha de S.Paulo – ONU chega aos 75 sob as sombras da pandemia e da rivalidade EUA-China

Folha de S.Paulo – Quatorze estados aprovam efetivação de Pazuello na Saúde

Folha de S.Paulo – Ministra Damares Alves agiu para impedir aborto de criança de 10 anos

Folha de S.Paulo – Médicos de SP se reúnem com Boulos para discutir problemas da saúde

Folha de S.Paulo – Brasil decide entrar em aliança internacional por vacina contra Covid-19

Folha de S.Paulo – Sem sugerir datas, Ministério da Saúde orienta escalonar horários de aula e intervalo nas escolas

Folha de S.Paulo – Conhecimento sobre estrutura de proteína abre caminho para novas drogas anti-HIV

Folha de S.Paulo – O Supremo deve deixar sob a responsabilidade dos pais a decisão de vacinar seus filhos? SIM

Folha de S.Paulo – O Supremo deve deixar sob a responsabilidade dos pais a decisão de vacinar seus filhos? NÃO

Folha de S.Paulo – Trump promete vacinas suficientes contra Covid-19 para todos os americanos até abril

Folha de S.Paulo – Nova diretriz orienta sobre efeitos cardíacos dos tratamentos de câncer

Folha de S.Paulo – Verba para fiscalizações trabalhistas cai pela metade no governo Bolsonaro

Jornal Agora – Coceira persistente precisa ser analisada por um especialista

O Estado de S.Paulo – Ibope: Atuação de Covas contra covid-19 é aprovada por 54%

O Estado de S.Paulo – Alunos escrevem cartas de incentivo para profissionais de saúde

O Estado de S.Paulo – Reforma tributária e seus impactos no setor da saúde

O Estado de S.Paulo – Fleury quer ter maior marketplace de saúde do País

O Estado de S.Paulo – Saúde mental: veja dicas para evitar ansiedade na pandemia

O Estado de S.Paulo – No futuro, pode haver pandemia da saúde mental

O Estado de S.Paulo – Saúde é a prioridade para 33% dos paulistanos, diz Ibope

O Estado de S.Paulo – Com transtornos alimentares, a aparência pode enganar

O Estado de S.Paulo – Dia Nacional da Luta das Pessoas com Deficiência: retrocesso ou avanço?

O Estado de S.Paulo – Oncologia de precisão cada vez mais próxima

O Estado de S.Paulo – 30 anos do SUS, um patrimônio brasileiro!

O Estado de S.Paulo – Caiado elogia Bolsonaro e fala em reconhecimento da população ao presidente

O Estado de S.Paulo – “Pessoas com traqueostomia e laringectomia precisam ter seus direitos garantidos”

O Globo – Rio tinha cobrança de rachadinha na saúde sob suposto comando de Witzel, diz MPF

O Globo – ‘Ainda sofreremos por um ou dois anos com a pandemia do coronavírus’, diz epidemiologista

O Globo – ‘Setembro amarelo’: Encontros O GLOBO debaterá a prevenção ao suicídio e os efeitos da pandemia na saúde mental

Agência Brasil – Saúde atualiza números da pandemia: Brasil tem 363 novos óbitos

Agência Brasil – Saúde atualiza números da pandemia: Brasil tem 363 novos óbitos

Agência Brasil – Estado de SP atinge marca de 935.300 casos confirmados de covid-19

Agência Brasil – SUS completa 30 anos com conquistas e desafios

Agência Brasil – Dia do Doador de Medula Óssea: transplante une famílias no Recife

Agência Brasil – Tratamento de cardiopatias não piora quadro de covid-19, diz estudo

Agência Brasil – Governo brasileiro confirma intenção de aderir à Covax

Agência Brasil – Governo convoca médicos peritos para atendimento no INSS

Agência Brasil – ANS recebeu mais de 11 mil queixas relacionadas à covid-19 desde março

Agência Brasil – Covid-19: ocupação de leitos na rede privada cai para 57% em agosto

Agência Saúde – Brasil comemora a lei dos 30 anos da criação do SUS

Agência Saúde – Ministério da Saúde lança Manual de Cuidados Paliativos

Agência Saúde – Brasil registra 3.851.227 milhões de pessoas recuperadas

Agência Saúde – Saúde atualiza o balanço de ações contra a pandemia

Agência Saúde – Ministério da Saúde garante recursos e publica orientações sobre volta às aulas presenciais

Agência Saúde – Edital destina R$40 mi para projetos que tragam inovação e melhorem a qualidade de vida de pessoas com deficiência

Agência Saúde – Saúde reforça cuidado para populações vulneráveis com investimento de mais de R$ 319 milhões

G1 – O que é o treinamento de olfato que combate um dos sintomas da Covid-19

G1 – Doria afirma que SP vai receber 5 milhões de doses de vacina chinesa contra Covid-19 em outubro

G1 – Coronavírus: 7 avanços científicos conquistados em meio à pandemia

G1 – Vacina contra Covid-19: DF recebe testes de empresa da Bélgica em outubro

Anvisa – Reaberta consulta dirigida sobre serviços de saúde

Anvisa – Dispositivos médicos têm novo regime de regularização

Anvisa – Participe do Webinar sobre Boas Práticas Farmacêuticas

ANS – Boletim Covid-19: Nova edição atualiza dados sobre utilização dos planos de saúde na pandemia

ANS – ANS promove a 103ª reunião da Câmara de Saúde Suplementar

STJ – Plano de saúde coletivo deve ter condições paritárias entre ativos e inativos, decide Quarta Turma

Correio Braziliense – Pesquisas mostram novos caminhos para combater a depressão

Correio Braziliense – 25% dos jovens internados por covid-19 desenvolvem pneumonia, mostra estudo

Valor Econômico – Ministro tcheco renuncia ao cargo após alta de casos de covid-19

Valor Econômico – Alemanha planeja montar clínicas temporárias para covid-19 no inverno

Valor Econômico – Brasil decide entrar em aliança internacional por vacina contra a covid-19

Valor Econômico – Brasil vai se comprometer a comprar vacinas para imunizar 10% da população, dizem fontes

Governo Federal – Guia traz orientações para retorno seguro às aulas presenciais

______________________

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »