Normas tratam de resíduos de medicamentos veterinários

//Normas tratam de resíduos de medicamentos veterinários
Entrou em vigor nesta quinta-feira (26) a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 328/2019, que trata da avaliação do risco à saúde humana de medicamentos veterinários e dos métodos de análise para fins de avaliação da conformidade. As informações são do portal da Anvisa. Paralelamente, foi publicada a Instrução Normativa (IN) 51/2019, que estabelece a lista de limites máximos de resíduos, ingestão diária aceitável e dose de referência aguda para insumos farmacêuticos ativos de medicamentos veterinários em alimentos de origem animal. Os medicamentos veterinários são utilizados para o tratamento, a prevenção e a promoção do crescimento de animais produtores de alimentos. Mesmo com a aplicação das boas práticas veterinárias, o uso desses medicamentos pode resultar em resíduos nos alimentos de origem animal, como carne, leite e ovos. De acordo com a RDC, o risco à saúde humana devido ao emprego de medicamentos veterinários em animais pode ser reavaliado a qualquer tempo e, sempre que justificado, a ingestão diária aceitável (IDA), a dose de referência aguda (DRfA), quando aplicável, e o limite máximo de resíduos (LMR) podem ser alterados. A partir da vigência da RDC 328/2019, três resoluções foram revogadas. São elas: RDC 4/2001 (regulamento técnico de glossário de termos e definições para resíduos de medicamentos veterinários); RDC 5/2001 (regulamento técnico para métodos de amostragem para programas de controle de resíduos de medicamentos veterinários em alimentos de origem animal); e RDC 53/2012 (regulamento técnico do Mercosul). Com a aprovação desses novos regulamentos pela Diretoria Colegiada da Anvisa, foram ampliados de 24 para 658 o número de insumos farmacêuticos ativos (IFAs) com limites estabelecidos. Isso se traduz em mais proteção à saúde da população brasileira e a um ambiente de maior segurança jurídica para os setores envolvidos na produção de alimentos de origem animal, favorecendo o comércio internacional de alimentos. Acesse a íntegra da RDC 328/2019 e da IN 51/2019.

Proposta inclui cuidado com saúde animal entre atividades dos agentes comunitários

O Projeto de Lei 5400/19 inclui entre as atividades dos agentes comunitários de saúde a identificação e o acompanhamento dos animais domésticos, buscando assegurar a saúde animal. O texto insere dispositivo na Lei 11.350/06, que trata das atividades desse profissionais e dos agentes de combate às endemias, destacou a Agência Câmara nesta quinta-feira (26). A proposta está em tramitação na Câmara dos Deputados. “A medida pode se revelar como um excelente indicador global da saúde de cada família, porque os animais domésticos não são meras coisas, mas seres sencientes que, como tal, indicam e refletem a condição estruturante da qual fazem parte”, disse o autor, deputado Fred Costa (Patriota-MG). “Assim, partindo de uma perspectiva de saúde integral, achei por bem aumentar o rol de ação dos agentes comunitários de saúde, de maneira a não tratar a questão animal somente no âmbito das endemias, mas também no âmbito preventivo, tendo em vista uma compreensão mais ampla e orgânica da interação entre os homens e os animais”, continuou o parlamentar. O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Índia vai importar material genético de raças zebuínas melhoradas no Brasil

De acordo com publicação do portal da Embrapa desta sexta-feira (27), os chefes de P&D e TT da embrapa Gado de Leite (Juíz de Fora, MG), Pedro Arcuri e Bruno Carvalho, estiveram em Brasília (DF) a pedido do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa),  no dia 16/12, para auxiliar nas tratativas dos entendimentos da National Dairy Development Board (NDBB), órgão do Ministério da Agricultura da Índia, com o governo brasileiro, com vistas à importação de material genético (sêmen e embriões) e, eventualmente, animais das raças zebuínas leiteiras originárias daquele país, Gir e Guzerá, melhoradas no Brasil. “A iniciativa é um indicativo de excelência do trabalho realizado no Brasil, da qual a Embrapa Gado de Leite é ponta de lança desde o início do programa de melhoramento, iniciado em 1985”, comentou Arcuri. Na sexta-feira, um diretor da NDDB e um gerente técnico da área de melhoramento animal estiveram reunidos na Unidade para conhecer melhor os programas de melhoramento, os protocolos sanitários e de reprodução e se certificarem das possibilidades de entendimentos. Na oportunidade, os pesquisadores da área, Frank Bruneli (coordenador do programa de melhoramento genético da raça Guzerá) Naiara Saraiva e Luiz Gustavo Siqueira participaram do encontro. O pesquisador Luiz Sergio Camargo, que está regressado das atividades como cientista visitante, aproveitou a visita e encontrou-se com os colegas indianos, com quem havia trabalhado quando realizou missão na Índia. Arucri lembrou que o intercâmbio com a NDDB começou em 2016, quando foram realizadas visitas técnicas de pesquisadores à Índia por solicitação da instituição indiana. Passaram por lá Marcos Vinícius, Bruno Carvalho, Luiz Sérgio e Luiz Gustavo Siqueira. A Unidade também recebeu técnicos da NDDB para treinamento em 2017 e 2018. Ao longo da Semana, a comitiva indiana também visitará propriedades associadas aos programas de melhoramento e outras instituições brasileiras. O chefe de TT reforça que a Embrapa não participa da parte comercial, mas como coordenadora dos programas de melhoramento genético de Gir e Guzerá, a Unidade presta todos os esclarecimentos necessários para a concretização do acordo entre os governos. A reunião desta segunda-feira (23) no MAPA envolveu os departamentos de saúde animal e de temas técnicos sanitários e fitossanitários, além de representantes da Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ).

Recuos nos preços da carne bovina sem osso no atacado

O baixo fluxo de vendas nos últimos dias de 2019 gerou pressão no mercado atacadista de carne bovina sem osso. Na comparação semanal, na média de todos os cortes pesquisados pela Scot Consultoria, as cotações recuaram 1,3% nos últimos sete dias. Segundo publicou o portal AgroLink nesta sexta-feira (27), as quedas foram puxadas principalmente pelos cortes de traseiro, que tem as cotações mais elevadas e, portanto, são mais sensíveis às variações de demanda. A alcatra completa, por exemplo, teve a maior desvalorização e os preços deste corte caíram 4,5% no período analisado.

NA IMPRENSA
Agência Câmara – Proposta inclui cuidado com saúde animal entre atividades dos agentes comunitários

Folha de S.Paulo – Em documento, chefes de fiscalização do Ibama alertam para risco de apagão

Folha de S.Paulo – Cães escolhem presentes de Natal em abrigos e ficam muito felizes; veja

G1 – Abandono de animais aumenta no fim do ano e ONGs de Teresina fazem apelo

Anvisa – Normas tratam de resíduos de medicamentos veterinários

Embrapa – Índia vai importar material genético de raças zebuínas melhoradas no Brasil

AgroLink – Preço de carne de frango deve subir em 2020

AgroLink – Recuos nos preços da carne bovina sem osso no atacado

AgroLink – Boi gordo subiu em Rondônia e em Goiás

AgroLink – Boa demanda mantém viés de alta no mercado de suínos

AgroLink – Ano começa com preço dos ovos em queda

Folha Agrícola – Produtor aposta na exportação de gado vivo e diversifica negócios

Sapo – Na Tailândia, há elefantes a ser escravizados e mal-tratados para sustentar indústria

Vale do Itajaí Notícias – Semmas orienta tutores de animais para as férias de verão

SEAGRI – Sergipe supera percentual nacional de vacinação contra a Febre Aftosa em 2019

Gazeta Norte Mineira – Arcebispo critica excessiva humanização dos animais

Anda – Ceará: Guaramiranga e Quixadá terão Réveillon com fogos silenciosos

Anda – Aquário com 2 mil animais aprisionados será inaugurado em SC

Anda – Holanda não vai proibir uso do termo “carne vegetal”

Anda – Indústria televisiva investe em canais e programas para cachorros

Anda – A obesidade é a principal doença nutricional em animais domésticos brasileiros

__________________________________________________
O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »