Nas redes sociais, Bolsonaro destaca trabalho de Eduardo Pazuello no Ministério da Saúde

//Nas redes sociais, Bolsonaro destaca trabalho de Eduardo Pazuello no Ministério da Saúde
 
Em meio a rumores sobre a possibilidade de substituição do ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, o presidente Jair Bolsonaro fez, na tarde desta quarta-feira (15), uma série de elogios ao general da ativa do Exército que comanda a pasta há dois meses. Em uma postagem nas suas redes sociais, ele chamou Pazuello de “um predestinado”, que “nos momentos difíceis sempre está no lugar certo para melhor servir a sua Pátria”. E disse que o Exército “se orgulha desse nobre soldado”. Ainda segundo o presidente, o ministro interino levou apenas 15 militares para a pasta, que conta com 5.500 servidores, destacou reportagem de O Globo. Na terça-feira (14), o jornal O Globo havia publicado que Bolsonaro estaria sendo pressionado pela ala militar do Palácio do Planalto e pelo centrão a escolher o sucessor Pazuello. Conforme a reportagem, o ministro, por sua vez, teria dito a aliados que já está de saída do ministério e que quer voltar à carreira militar para se aposentar como general quatro estrelas — uma a mais do que detém hoje. No texto divulgado nesta quarta, intitulado “Todos nós queremos o melhor para o Brasil”, Bolsonaro apontou que Pazuello é formado na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) e possui mais de 40 anos de experiêncial em logístca e administração. O presidente relatou ainda que o ministro interino teve, entre 2014 e 2015, a sua primeira grande missão como oficial general, na criação do Centro de Obtenções do Comando Logístico do Exército, e citou sua experiência nos Jogos Olímpicos de 2016, competição que “foi um sucesso e elogiada no mundo todo”. Bolsonaro lembrou ainda que Pazuello comandou a Operação Acolhida entre 2018 e 2020, quando “a situação de Roraima foi agravada com um crescente número de venezuelanos fugindo da ditadura e fome de Maduro”. “A ONU e o mundo elogiam até hoje as ações do Exército na região”, escreveu. “Quis o destino que o Gen Pazuello assumisse a interinidade da Saúde em maio último. Com 5.500 servidores no Ministério o Gen levou consigo apenas 15 militares para a pasta. Grupo esse que já o acompanhava desde antes das Olimpíadas do Rio. Pazuello é um predestinado, nos momentos difíceis sempre está no lugar certo para melhor servir a sua Pátria. O nosso Exército se orgulha desse nobre soldado”, concluiu o presidente. A reportagem de O Globo relatou ainda que, na semana passada, Bolsonaro disse a jornalistas que Pazuello “é um nome que não vai ficar para sempre” e “já deu uma excelente contribuição para nós”. Desde o início, o plano era que ele ficasse à frente da pasta durante a crise do coronavírus, mas depois voltasse para o Exército.

Centrão quer ‘ter voz’ em escolha de eventual substituto de Pazuello na Saúde

Lideranças do Centrão já sinalizaram ao governo que querem fazer sugestões caso o presidente Jair Bolsonaro bata o martelo sobre a substituição de Eduardo Pazuello no comando do Ministério da Saúde, destacou o Valor Econômico nesta quarta-feira (15). Conforme a publicação, em conversas reservadas, os integrantes desses partidos consideram que Pazuello estaria “desgastado” e, por isso, pedem pela mudança. “Eles já indicaram ao Palácio do Planalto que gostariam de participar ativamente da escolha do sucessor”, diz trecho da reportagem. Desde que assumiu como ministro interino da Saúde, após a saída de Nelson Teich, Pazuello sempre indicou que “cumpriria a missão” e retornaria ao antigo posto. Ele já sinalizou ao presidente que estará disponível para realizar um processo de transição com o futuro ministro, permanecendo temporariamente como secretário-executivo da pasta. A reportagem ressalta ainda que, nos bastidores, parlamentares que apoiam o presidente Jair Bolsonaro pedem para, em caso de troca, que ela ocorra no “timing adequado”, de forma que a substituição não valide as críticas feitas por Gilmar Mendes.

Brasil precisará pagar US$ 2 bi para comprar vacinas contra covid-19 e imunizar 20% da população

O Brasil terá de desembolsar cerca de US$ 2 bilhões se quiser comprar vacinas para imunizar pelo menos 20% de sua população contra o covid-19 por um mecanismo da Gavi Aliança (Aliança Global para Vacinas e Imunização), conforme o Valor Econômico apurou nesta quarta-feira (15). O “número mágico” entre analistas, segundo fontes, é de que inicialmente basta que 20% da população de cada país seja vacinada para construir uma certa imunidade. Até porque num primeiro momento não haverá doses suficientes para todo mundo. A Gavi tem duas iniciativas para facilitar acesso a futuras vacinas contra a pandemia: o Covax Advanced Market Commitments (AMC) para países de renda baixa ou média apoiados pela própria Gavi, financiados por ajuda externa, e que vão receber a vacina de graça; e o Covid-19 Global Access Facility (Covax Facility), para países de renda média-alta e alta, que vão pagar pela vacina. No Covax Facility, países do porte do Brasil ou desenvolvidos podem participar de um “pool financeiro” para ajudar empresas a desenvolver vacinas mais rapidamente e garantir acesso ao produto. Assim, em vez de acordo bilateral, com um só laboratório, compartilham o risco e apostam em número maior de vacinas potenciais (atualmente em nove projetos, incluindo a vacina de Oxford, mas aberta a participação de outros). A embaixadora brasileira junto às Nações Unidas em Genebra, Maria Nazareth Farani Azevêdo, enviou cartas tanto ao Gavi como a diferentes entidades internacionais, incluindo Organização Mundial da Saúde (OMS), Unitaid, Fundo Global de Combate à Aids, Tuberculose e Malária, manifestando interesse do Brasil nos projetos e produtos nas áreas de diagnósticos, medicamentos e vacinas para covid-19 e dar acesso equitativo às soluções tecnológicas encontradas. “Para sermos eficientes no combate global ao covid-19, temos que buscar mecanismos que garantam a distribuição equitativa da vacina. O Covax Facility da Gavi defende essa linha de ação”, afirmou a embaixadora. A premissa básica é de que ninguém estará seguro a menos que todos estejam seguros. Se o Brasil concretizar seu interesse no Covax Facility, só para entrar, precisará pagar cerca de US$ 197 milhões. Depois, pode decidir sobre o número de doses que vai querer comprar. Como na fase inicial não haverá vacina para todo mundo, o preço da dose, pela Gavi, é estimado em US$ 20. A fatura de US$ 2 bilhões no caso do Brasil leva em conta pelo menos duas vacinas por pessoa. Mas ninguém tem certeza ainda sobre as doses necessárias por pessoa, inclusive porque haverá múltiplos tipos de vacina. Em junho, o Brasil fez acordo bilateral com o laboratório farmacêutico AstraZeneca para o desenvolvimento de uma vacina contra a covid-19. Na fase inicial, de risco assumido, o país compra 30,4 milhões de doses, ao custo de US$ 2,30 por dose. O valor total da compra chega a US$ 127 milhões, incluídos os custos da transferência de tecnologia e do processo produtivo pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Ao mesmo tempo, a AstraZeneca faz testes da vacina junto a brasileiros. Em Genebra, participantes do Covax Facility acreditam que, passada a fase inicial, o preço das vacinas vai baixar. Na quinta-feira (16), representantes de governos terão reunião para discutir detalhes técnicos do mecanismo da Gavi para países de renda média alta e alta. Por exemplo, programa de desembolso, expectativa sobre a confirmação de vacinas, distribuição, grupos prioritários para receber a vacinação. Tudo isso pode ajudar vários países a decidir pela entrada no mecanismo. Para o presidente do Fórum Mundial de Economia, Klaus Schwab, o compartilhamento das vacinas será um teste sobre a cooperação na área internacional. Ele diz ter constatado aumento generalizado de egoísmo de indivíduos e entre os países em meio à pandemia.

Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) decide se teste para covid-19 é procedimento obrigatório de planos

Nesta quarta-feira (15), a Agência Brasil divulgou que, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) decide na próxima reunião de diretoria, marcada para nesta quinta-feira (16), se o teste para detecção de covid-19 continua no rol de procedimentos obrigatórios dos planos de saúde. Os exames foram incluídos no dia 29 de junho, por causa de uma decisão judicial. A liminar, no entanto, foi derrubada pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), a pedido da própria ANS. A agência informou que entrou com o recurso porque há risco para os beneficiários quando se incorporam novas tecnologias sem uma devida análise criteriosa. “Estudos e análises de diversas sociedades médicas e de medicina diagnóstica mostram controvérsias técnicas em relação aos resultados desse tipo de exame e a possibilidade de ocorrência de alto percentual de falso-negativo. Suscitam dúvidas também quanto ao uso desses exames para o controle epidemiológico da covid-19. A decisão do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, portanto, visa a proteger os indivíduos e promover a saúde pública num cenário ainda incerto em relação à pandemia”, diz nota da ANS. A agência informou que, independentemente das decisões judiciais, já faz avaliações técnicas sobre a incorporação de testes sorológicos para o novo coronavírus no rol de procedimentos. Enquanto a diretoria colegiada da ANS não decide sobre o assunto, os testes IgA, IgC e IgM continuam obrigatórios em algumas situações clínicas, como gripe com quadro respiratório agudo (com febre, tosse, dor de garanta, coriza ou dificuldade respiratória) e síndrome respiratória aguda grave (dificuldade para respirar, pressão persistente no tórax, saturação de oxigênio menor que 95% em ar ambiente ou coloração azulada nos lábios e rosto).

SAÚDE NA IMPRENSA

STF – Lei sobre reestruturação de Santas Casas e hospitais filantrópicos em SP é inconstitucional

Agência Senado – Senado avaliará suspensão de metas de prestadores do SUS na pandemia

Agência Senado – Comissão convida ministro da Saúde para explicar distribuição de medicamentos

Agência Senado – Ministro da CGU defende aumento da produção de cloroquina

Agência Senado – Carlos Fávaro pede validação de diplomas para aumentar número de médicos em Mato Grosso

Agência Câmara – Projeto garante coleta domiciliar de exames diagnósticos de Covid-19 para idosos

Agência Câmara – Aprovada indenização a profissionais de saúde incapacitados pela Covid-19

Agência Câmara – Câmara aprova ampliação do rol de profissionais de saúde indenizáveis por Covid-19

Agência Câmara – Parlamentares e médicos defendem reajuste anual de bolsas de residência

Agência Câmara – Oposição cobra derrubada de vetos à prevenção de Covid-19 entre indígenas

Agência Câmara – Comissão externa discute manejo clínico em pacientes críticos de Covid-19

Agência Câmara – Câmara aprova nova prorrogação da suspensão de metas de prestador de serviços do SUS

Agência Câmara – Aprovada urgência para projeto que prevê linha de crédito para profissionais liberais

Agência Câmara – Uso precoce de cloroquina e ivermectina opõe médicos e pesquisadores

Folha de S.Paulo – O melhor remédio contra a Covid-19

Folha de S.Paulo – Crise com Gilmar aumenta pressão sobre Pazuello, e interino da Saúde já vê janelas para deixar pasta

Folha de S.Paulo – Plataforma de teste de vacina chinesa em SP recebe 600 mil acessos em 24h

Folha de S.Paulo – Defesa do consumidor hiberna no inverno quente do Brasil

Folha de S.Paulo – Sem dados nem apresentação, representante do Ministério da Saúde toma bronca em comissão da Câmara

Folha de S.Paulo – Bolsonaro orienta e Pazuello telefona para Gilmar Mendes

Folha de S.Paulo – Medo da Covid está desaparecendo, alerta chefe do setor de pneumologia do InCor

Folha de S.Paulo – Ciência e epidemia são construções coletivas

Jornal Agora – Espera causa aglomeração em farmácias do governo estadual

Jornal Agora – Vacina contra sarampo é intensificada em São Paulo

O Estado de S.Paulo – Plano de saúde não pode negar tratamento prescrito por médico e deve cobrir teste de covid

O Estado de S.Paulo – Com 97% dos leitos de UTI ocupados, sistema de saúde de Roraima entra em colapso

O Estado de S.Paulo – Carreta itinerante faz coleta de sangue para incentivar doação de forma segura

O Estado de S.Paulo – Thelma e Drauzio Varella fazem live sobre saúde da população negra

O Estado de S.Paulo – Instituto Vencer o Câncer promove movimento para conscientizar sobre tratamento durante pandemia

O Estado de S.Paulo – Sob pressão, Bolsonaro vai avaliar nomes para a Saúde

O Estado de S.Paulo – Gestantes que o coronavírus levou deixaram gêmeos saudáveis em SP

O Estado de S.Paulo – Covid-19 mata mais grávidas no Brasil

O Estado de S.Paulo – Vacina americana da Moderna induz resposta imunológica e iniciará terceira fase de testes

O Estado de S.Paulo – É falso que receita de ‘medicina natural’ combata a covid-19

O Estado de S.Paulo – Novo coronavírus também causa morte por insuficiência cardíaca

O Estado de S.Paulo – Abertura de Mercado: Esperanças por vacina contra a Covid-19 animam investidores

BR Político – Ministério da saúde há dois meses sem ministro

O Globo – Bolsonaro chama Pazuello de ‘predestinado’ e diz que ele levou ‘apenas 15 militares’ para o Ministério da Saúde

O Globo – Sem ministro há dois meses, Saúde navega às cegas na pandemia

O Globo – Witzel diz que determinou a quebra de sigilo de documentos da Secretaria de Saúde após denúncias de irregularidades

O Globo – Brasil completa dois meses sem titular à frente do Ministério da Saúde

O Globo – Pazuello diz a aliados que Bolsonaro nunca falou com ele sobre substituição na pasta da Saúde

O Globo – UnB expulsa 15 estudantes, cassa diplomas e anula créditos por fraude em cotas raciais

O Globo – O Holocausto e a cloroquina

Jota – TRF5 suspende liminar que obriga planos a realizar teste sorológico da Covid-19

G1 – Profissionais da saúde terão prioridades nos testes

G1 – Brasileiros têm piora em saúde dos olhos em meio à pandemia

G1 – Estado de saúde de Bolsonaro está ‘evoluindo bem’, diz Planalto

G1 – Negócios de medicina e saúde reabrem com cuidados redobrados

G1 – Os polêmicos vídeos de médicos que recomendam tratamentos sem comprovação para a Covid-19

G1 – Brasileiros têm piora em saúde dos olhos em meio à pandemia

G1 – Idosa de 98 anos se cura da Covid-19 em Uberlândia; evolução no tratamento surpreendeu geriatra

G1 – Estado de saúde de Bolsonaro está ‘evoluindo bem’, diz Planalto

G1 – Vacina contra Covid-19 da Oxford pode ter efeito duplo, com produção de anticorpos e células T, diz jornalista de TV britânica

G1 – Bem Estar #47: por que a ivermectina não é a pílula mágica contra a Covid-19

G1 – ‘Estamos fazendo em meses o que costuma levar anos para chegar a uma vacina’

G1 – Vacina contra Covid-19 testada no Brasil pode ter registro liberado em junho de 2021, diz reitora da Unifesp

G1 – Usa celular demais? Pandemia eleva contato com tecnologia e telas, mas efeito sobre saúde mental ainda não está claro

Anvisa – Insumos farmacêuticos: publicado relatório de inspeções

Anvisa – Solicita: incluídas petições pós-registro de saneantes

ANS – Nota de esclarecimento

Agência Brasil – Ao vivo: governo sanciona novo Marco Legal do Saneamento Básico

Agência Brasil – Mapa Social do Corona indica acesso desigual à saúde na pandemia

Agência Brasil – São Paulo reforça vacinação contra sarampo a partir de hoje

Agência Brasil – Revogada portaria que extinguia serviço a presos com transtorno mental

Agência Brasil – ANS decide se teste para covid-19 é procedimento obrigatório de planos

Agência Saúde – Covid-19: Brasil já tem mais de 1,2 milhão de curados

Valor Econômico – Brasil precisará pagar US$ 2 bi para comprar vacinas contra covid-19 e imunizar 20% da população

Valor Econômico – Em meio à crise com militares, Gilmar liga para Pazuello e diz que conversa foi ‘cordial’

Valor Econômico – Centrão quer ‘ter voz’ em escolha de eventual substituto de Pazuello na Saúde

Valor Econômico – Hapvida compra 85,7% do Grupo São José

Valor Econômico – Na média, covid tem semana mais letal no Brasil

Valor Econômico – Em ‘missão’, Pazuello tem apoio do Planalto para seguir na ativa

Valor Econômico – Gilmar reforça críticas e avalia ‘militarização’ da Saúde

Valor Econômico – Governo tenta barrar, mas Câmara amplia beneficiários de indenização

Correio Braziliense – Após promessa russa, EUA anunciam vacina para covid em fase final

Correio Braziliense – Covid-19: Estudo francês confirma a transmissão intrauterina

______________________
O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »