MINISTRO DIZ QUE SUS OFERECERÁ ‘EXAME PRÉ-NUPCIAL’ COM TESTE GENÉTICO A CASAIS

//MINISTRO DIZ QUE SUS OFERECERÁ ‘EXAME PRÉ-NUPCIAL’ COM TESTE GENÉTICO A CASAIS

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciou no evento Summit Saúde Brasil promovido pelo jornal O Estado de S.Paulo, na segunda-feira (14), que o Sistema Único de Saúde (SUS) oferecerá um exame “pré-nupcial” aos casais que quiserem saber se há maior risco de gerarem um bebê com alguma doença genética. O teste analisaria ainda outras condições de saúde dos futuros pais, como a presença de problemas crônicos. “Uma das nossas diretrizes novas será o exame pré-nupcial, que vai garantir o exame de compatibilidade genética para noivos, para que eles saibam da possibilidade de terem filhos com doenças raras, que causam muita dificuldade para a família no tratamento e muito custo para o governo”, disse ele, em entrevista após apresentação do Summit. Professora titular de genética da Universidade de São Paulo (USP) e diretora do Centro de Genoma Humano e Células Tronco, Mayana Zatz comemorou a possibilidade de expansão do uso de testes genéticos. “Caso isso ocorra, os geneticistas vão bater palma, pois é algo que estamos batalhando há muito tempo para ocorrer”, disse. Mayana explica que o exame é direcionado para identificação de doenças recessivas, como fibrose cística e algumas doenças neuromusculares, que causam degeneração da musculatura e a perda da capacidade de andar da criança afetada. “Há pais que descobrem que são portadores dos genes apenas quando a criança nasce. Com o teste, essa gravidez poderia ser evitada”, disse. Ela exaltou a possibilidade de economia que o método levaria ante gastos com diagnóstico e tratamento futuros.

Em evento, ministro promete informatizar UBSs até o fim de 2018

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou na segunda-feira, 14, que todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) estarão informatizadas até o final do próximo ano. A declaração foi dada durante a abertura do Summit Saúde Brasil 2017, evento promovido pelo jornal O Estado de S.Paulo que reúne alguns dos maiores especialistas no tema. Segundo Barros, todas as UBSs devem passar pelo processo, que inclui a implantação do prontuário eletrônico dos pacientes. As medidas para modernização do SUS incluem ainda mais interatividade com os pacientes que, por meio do aplicativo E-Saúde, vão poder inclusive avisar quando não for possível comparecer a uma consulta. Para informatizar as UBSs, o ministério deve fazer um contrato com duração de 60 meses, que será pago mensalmente. “Em sua apresentação, o ministro apresentou ainda o projeto de criação de uma fila única para procedimentos cirúrgicos, cuja posição também poderá ser consultada por smartphones”, enfatiza parte da apresentação.

Acesso à medicina de precisão é desafio no Brasil

Que a medicina personalizada é o futuro do cuidado em saúde, ninguém duvida, mas quantos brasileiros terão acesso às terapias individualizadas? O desafio foi apontado por especialistas que participaram de painel do Summit Saúde Brasil, evento promovido pelo Estado na segunda-feira (14). Diretor geral do centro de oncologia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Riad Younes, destacou o surgimento, nos últimos anos, de testes laboratoriais que identificam detalhes dos tumores e sinalizam os tratamentos mais eficazes, mas lembrou que os medicamentos indicados para cada subtipo da doença estão cada vez mais caros. Trabalhar de forma colaborativa com outros centros no mundo é o caminho para descobrir avanços médicos de forma mais barata e rápida, na opinião de Iscia Lopes Cendes, porta-voz da BIPMed. “Não temos que começar do zero ou tentar reinventar a roda. Temos de nos associar a organismos internacionais para avançar juntos.” Diretor do laboratório de genética e cardiologia molecular do Instituto do Coração (InCor), José Eduardo Krieger destacou outro dilema da medicina personalizada além do alto custo. “Com esses testes genéticos, será que eu quero saber antecipadamente se tenho suscetibilidade a uma determinada doença, principalmente se eu não tiver muito o que fazer quanto a isso, como no caso do Alzheimer?”, perguntou Krieger em evento.

Medicamentos do futuro devem ter foco no paciente

“Os medicamentos do futuro deverão focar no paciente e ter mais disponibilidade de acesso”. É o que defendeu o presidente da Roche Farma Brasil, Rolf Hoenger, no painel Medicamentos do Amanhã, realizado durante o Summit Saúde Brasil 2017, organizado pelo Estado de S.Paulo. “Lembro muito de um paciente que me falou: todos queremos não só viver, mas ter também as mesmas oportunidades de tratamento. Esse é um resumo do que a medicina deve ser no futuro”, ressalta. “Quando se pensa no futuro, falamos de personalização. E isso já é realidade. Você faz um teste, detecta mutações e consegue individualizar um tratamento. Se o paciente não tem informação, provavelmente vai chegar muito tarde na cadeia dos medicamentos, e aí não é possível prolongar sua vida com boa qualidade.” Jorge Alves, da BMS, lembrou que a enorme quantidade de informações geradas hoje no setor da saúde poderá evitar desperdícios e fazer com que, cada vez mais, o paciente consiga usar exatamente a medicação que precisa. De acordo com o Estadão, um dos cuidados que essas mudanças devem ter, segundo Luciana Holtz, do Oncoguia, é que novos remédios devem vir também com o maior acesso pela população. “A palavra-chave de tudo que estamos discutindo é o acesso. É preciso discutir o acesso ao exame, ao especialista, ao tratamento e à equipe multidisciplinar”. Ela destacou que, mesmo com a existência de uma lei que garante o acesso ao tratamento pelo SUS ao paciente com câncer dentro e 60 dias, há ainda uma disparidade. “Há necessidade de um esforço muito grande para que isso vire uma prática”ressaltou Holtz.

SAÚDE NA IMPRENSA
Ministério da Saúde – Município de Sarandi ganha reforço de mais R$ 5,2 milhões na Saúde ANS – ANS lança edital em conjunto com a OPAS sobre Experiências de Atenção Primária 

Anvisa – Anvisa dirige consulta sobre estabelecimentos de saúde

Anvisa – Dicol debate mudança de prazo em RDC sobre medicamentos

Anvisa – Lote de nimesulida da Brainfarma é interditado

Anvisa – Proibido equipamento que alegava tonificação muscular

Anvisa – Inspetores de alimento são capacitados em Boas Práticas

Anvisa – Análise de LI poderá ser feita por todas as PAFs

Conitec – UFMG lança o primeiro Portal de análise de notícias em saúde do país

Fiocruz – Reunião do CNS termina com assinatura de Carta de Intenções

Folha de S.Paulo – Folha realiza fórum sobre redução de danos de tabaco e álcool

Folha de S.Paulo – Cláudia Collucci – STF julga futuro do amianto, que está na maioria nos telhados do país

Folha de S.Paulo – Suzana Herculano-Houzel – Como cérebro sabe onde estão os pés? 

Folha de S.Paulo – Jairo Bouer – Sexo e resistência bacteriana

O Estado de S.Paulo – Summit Saúde Brasil: Ser médico sem entender a tecnologia será ‘impossível’, diz especialista

O Estado de S.Paulo – Summit Saúde Brasil: Acesso à medicina de precisão é desafio no Brasil

O Estado de S.Paulo – Ministro diz que SUS oferecerá ‘exame pré-nupcial’ com teste genético a casais

O Estado de S.Paulo – Summit Saúde Brasil: Medicamentos do futuro devem ter foco no paciente

O Estado de S.Paulo – Summit Saúde Brasil: Menos da metade das unidades de saúde usa soluções digitais

O Estado de S.Paulo – Summit Saúde Brasil: Big Data vai permitir tratamentos mais específicos, dizem especialistas

O Estado de S.Paulo – Summit Saúde Brasil: Em evento, ministro promete informatizar UBSs até o fim de 2018

O Estado de S.Paulo – Summit Saúde Brasil: Risco de complicação poderá ser previsto 5 dias antes

O Estado de S.Paulo – Summit Saúde Brasil: Inovação na saúde é necessária para equilibrar contas

O Estado de S.Paulo – Summit Saúde Brasil: ‘Inovação na saúde é cada vez mais imperativa’, diz especialista

O Estado de S.Paulo – Summit Saúde Brasil: Crise faz planos repensarem estratégias para evitar desperdício

Correio Braziliense – Pesquisa: 88% dos pacientes com desordens neurais tiveram zika vírus

O Globo – Cientistas desenvolvem adesivo para reparar órgãos

O Globo – Cientistas derrubam mito do ‘obeso saudável’

O Globo – Células novas são produzidas em área cerebral que se achava não produzir

G1 – Iêmen já tem meio milhão de casos de cólera, diz OMS

G1 – Estudo brasileiro mostra efeitos neurológicos do zika em adultos

G1 – Pesquisa encontra 10 mil fungos e bactérias em fones de ouvido; há risco de otites e até perda de audição

G1 – Conselho Federal de Medicina altera regras para cirurgia em doenças mentais 

G1 – Psiconeuroimunologia: a intrigante técnica de escrever sobre traumas que ajuda a curar o corpo

Valor Econômico – Crédito para Santas Casas tem alta chance de aprovação 

Valor Econômico – Duração de licença-paternidade reforça desigualdade entre gêneros 

Valor Econômico – Família Bueno investe em startup de saúde 

Blog Robson Sampaio – “É preciso evitar que a Hemobrás morra por inanição”, diz Luciana 

Blog da Saúde – SUS oferece diagnóstico e tratamento contra a leishmaniose 

Jornal Dia Dia – Agente reversor de anticoagulante oral é utilizado pela primeira vez no Brasil após aprovação regulatória, confirmando eficácia e segurança do medicamento 

SBPPC – Padronização da construção do DDCM e Dossiê Específico de Ensaio Clínico (Anvisa) 

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.