MINISTÉRIO DA SAÚDE PLANEJA MUDANÇAS NO PADRÃO DE RECEITUÁRIO MÉDICO

//MINISTÉRIO DA SAÚDE PLANEJA MUDANÇAS NO PADRÃO DE RECEITUÁRIO MÉDICO
 O Ministério da Saúde vai investir R$ 54 milhões na compra de novos equipamentos e melhorias de infraestrutura do Instituto Butantan para produção de biológicos. O convênio foi assinado nesta quarta-feira (8), em São Paulo, pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, e pelo presidente do Butantan, Jorge Kalil. Nos discursos da cerimônia, um dos temas abordados foi a judicialização da saúde. Conforme reportagem publicada no site da revista Isto É, o ministro da Saúde declarou que a judicialização da distribuição de remédios virou um “business”. “E nem sempre tem objetivo de resolver os problemas da pessoa que necessita de um atendimento especializado. Reconhecemos que há doenças raras, mas o que está no SUS é bastante suficiente”, disse, de acordo com a publicação. “Atualmente, 844 medicamentos estão na lista a ser oferecida pelo SUS. Em prescrições médicas com demanda de outros remédios, os pacientes tentam distribuição do governo pela via judicial. Como medida, o ministro anunciou que o padrão de receituário médico será alterado. Se o médico receita um remédio que não está na lista da Relação de Medicamentos Essenciais (Rename), ele terá de explicar por que os medicamentos oferecidos pelo SUS não servem e ao final prescrever o medicamento que ele acha necessário”, ressalta a reportagem. O ministro também declarou que uma versão do prontuário foi aprovada na Comissão Tripartite e que agora o modelo está sendo finalizado.

“Juízes estão prescrevendo mais que os médicos”

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, durante o ato desta quarta-feira (8) no Instituto Butantan, destacou que foi montada uma máquina judicial para tirar dinheiro público. Conforme a reportagem publicada pela Isto É, ele classificou a estrutura de médicos e laboratórios para pedir remédios via judicial como “criativa” e prejudicial para o sistema. “Com a judicialização, gastamos R$ 1,2 bilhão no ano passado, os juízes estão prescrevendo mais que os médicos”, disse Alckmin, conforme a reportagem. O ministro da Saúde, Ricardo Barros, destacou que as decisões judiciais no setor da saúde custaram R$ 7 bilhões em todo o país.

Ministro vai propor criação do Conselhão da Saúde

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, deve propor nesta quarta-feira (8), em São Paulo, a criação de um segmento para a área da saúde dentro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o Conselhão, que foi reestruturado pelo presidente Michel Temer (PMDB) com a participação de 96 integrantes da sociedade civil. Barros tem reunião com membros do Conselhão marcada para as 17h, na sede do prédio do Banco do Brasil, na Avenida Paulista. “Ele vai propor que haja um conselho dentro do Conselhão com membros já nomeados por Temer e que são da área da saúde e assim sejam discutidos temas específicos da área, conforme informou a assessoria de imprensa de Barros ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado. Não serão nomeados novos conselheiros, disse a assessoria”.

Marta Suplicy na Comissão de Assuntos Sociais

A Comissão de Assuntos Sociais do Senado será presidida pela senadora Marta Suplicy (PMDB-SP) nos próximos dois anos. Sua indicação foi parte da negociação para resolver o impasse em relação à presidência da Comissão de Constituição e Justiça, ficará com o senador Edison Lobão (PMDB-MA). Lobão era o favorito para assumir o cargo, mas concorria com Raimundo Lira (PB), que presidiu a comissão especial do impeachment no ano passado. Conforme destaca reportagem desta quarta-feira (8) da Folha de S.Paulo, a Comissão de Assuntos Sociais já havia sido prometida ao PT em troca do apoio do partido à Eunício na eleição à presidência do Senado. “Como a bancada petista chegou rachada ao dia 1º de fevereiro, quando o senador peemedebista se confirmou no comando do Senado, ele se viu desobrigado de cumprir o acordo anterior. O PT pretende agora exigir a presidência da CRE (Comissão de Relações Exteriores), um colegiado considerado pelo partido estratégico no Senado, responsável pela sabatina de embaixadores e também pelas tomadas da conta da pasta correspondente, o Itamaraty, cujo ministro é o tucano José Serra”, afirma a reportagem da Folha. De volta ao PMDB, o partido também irá comandar a Comissão de Infraestrutura, que deve ser comandada pelo senador Eduardo Braga (AM).

SAÚDE NA IMPRENSA
Ministério da Saúde – Saúde e Butantan assinam convênio de R$ 54 milhões para produção de biológicos

Anvisa – Organismos auditores são reconhecidos pela Anvisa

Anvisa – Empresas de produtos fumígenos devem atualizar dados cadastrais

Anvisa – Farmacopeia terá aumento de 50% no total de monografias

Anvisa – Regra garante informações precisas e atuais

Fiocruz – Farmanguinhos produz os primeiros cristais de insulina

Fiocruz – Edição de janeiro da revista Cadernos de Saúde Pública está disponível online

Agência Senado – PMDB define Marta para presidir a CAS e adia decisão sobre a CCJ

G1 – PMDB indica senador Edison Lobão para presidir Comissão de Constituição e Justiça

Folha de S.Paulo – Lobão será presidente da CCJ; nome será oficializado à tarde

Folha de S.Paulo – Hospitais e conselhos médicos querem reforçar regras sobre redes sociais

Folha de S.Paulo – Droga para artrite reumatoide passará a ser distribuída no SUS

Folha de S.Paulo – Gel contraceptivo masculino é aprovado em testes com macacos

Folha de S.Paulo – Óculos de lentes líquidas se adaptam a quase qualquer problema de visão

O Estado de S.Paulo – SP vai vacinar de forma gradativa toda a população contra febre amarela

O Estado de S.Paulo – Médica demitida do Sírio nega divulgação de dados e diz ser alvo de ameaças de morte

O Globo – Sem acordo, bancada do PMDB vota na quarta-feira quem será o candidato a presidente da CCJ do Senado

Correio Braziliense – Dieta baseada em redução de carboidrato emagrece mais

Correio Braziliense – Extrato da folha da maçaranduba é usada em tratamento contra DST

G1 – Fígado, rins e córneas de dona Marisa Letícia foram doados, diz secretaria

G1 – Estoque de vacinas contra a febre amarela se esgota no Tocantins

UOL – Ricardo Barros vai propor criação de ‘Conselhão da Saúde’

UOL – Barros afirma que movimentos de imigração trazem risco de endemias ao Brasil

Governo de São Paulo – Butantan recebe verba para modernizar produção de vacinas

Isto É – Hoje, juízes estão prescrevendo medicamentos mais do que médicos, diz Alckmin

GP1 – Ciro Nogueira confirma vinda do ministro Ricardo Barros ao Piauí

O Rio Branco – Em Brasília, Tião Viana discute a implantação do Hospital de Barretos no Acre

RBJ – Prefeitos vão a Brasília pleitear construção de hospital na fronteira

Folha Nobre – Governo pretende viabilizar medicamento contra sífilis

Rádio EBC – Meditação, reiki e arteterapia são oferecidos pelo SUS

Correio do Estado – Médicos serão investigados por receber sem trabalhar em Campo Grande

Gazeta de Alagoas – Casos de microcefalia caem e ações aumentam

O Liberal – Casos de hanseníase despencam 54% em 15 anos

Diário Catarinense – Universidade de Lages cancela curso de Medicina Veterinária a distância após repercussão negativa

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.