MINISTÉRIO DA SAÚDE NÃO RECOMENDA USO DE POLVOS DE CROCHÊ EM INCUBADORAS

//MINISTÉRIO DA SAÚDE NÃO RECOMENDA USO DE POLVOS DE CROCHÊ EM INCUBADORAS
O Ministério da Saúde enviou uma nota técnica a todas as secretarias estaduais do país, no último mês, informando que não recomenda o uso de polvos de crochê em incubadoras de recém-nascidos. Para o governo, não há comprovação científica sobre os benefícios do bichinho como instrumento terapêutico. Em nota ao G1, o ministério informou que isso não significa que o polvo está proibido, ou que faça mal aos bebês. A nota indica que esse tipo de tratamento não é chancelado pelo ministério – ou seja, a adoção do método é de responsabilidade de cada médico ou gestor local. O neonatologista Marc Ruberto, do Hospital Regional de Santa Maria no Distrito Federal, diz que o polvo gera alívio também para as mães, conforme os sinais de melhora vão aparecendo nas crianças. “São bebês que ainda precisam de ventilação mecânica, uso de medicamentos e ainda estão em estado grave. Mesmo que ainda sejam muito pequenos, eles fazem a interação com o polvo”, afirma Marc ao G1.

Duas pessoas cobram auxílio médico na Justiça a cada hora

A cada hora, uma média de duas pessoas entra na Justiça pleiteando tratamento médico ou remédios em Minas Gerais. O site Boa Informação destaca que, entre 2013 e 2016, foram 77.426 processos contra o Estado, os planos e as seguradoras de saúde. O número de ações contra o Poder Público subiu 84,5% nesse período. “Contra planos e seguradoras, o crescimento foi de 37,4%. Para o desembargador e coordenador do Comitê Executivo Estadual da Saúde, Renato Dresch, a tendência é que a judicialização continue, em especial por causa da crise econômica. Outro aspecto que eleva o número de processos é a conscientização da população com relação ao direito de ter acesso à saúde. Na análise do desembargador, a crise reduz o poder do Estado de custear tratamentos. As doenças continuam surgindo, mas a capacidade do Estado de arcar com os custos do tratamento fica limitada. As demandas (judiciais) estão crescendo, e grande parte delas consegue liminar (decisão de urgência)”, diz trecho da publicação.

Presidente de ONG americana destaca dificuldade para convencer jovens a usar camisinha

Em Entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o americano Kevin Frost, de 54 anos, gay e ex-aspirante a músico, conta que tornou-se ativista na luta contra a Aids após ver amigos morrendo no início dos anos 1990 durante a epidemia que assustou o mundo. Hoje, porém, ele afirma que é mais difícil convencer pessoas a se proteger de uma doença da qual elas não têm medo. “A realidade é que os jovens não querem usar camisinha, assim como a maioria das pessoas, que só usam porque precisam.” Como presidente da amfAR, uma das mais importantes ONGs que atuam na área de HIV e Aids no mundo, um de seus desafios é entender como convencer os jovens sobre os riscos.

Souza Cruz quer tirar advertência de cigarros
A empresa Souza Cruz ingressou com uma ação na Justiça em que pede o fim das mensagens de advertência estampadas na parte frontal das embalagens de cigarro. A regra é considerada essencial por especialistas em controle do tabagismo por tornar o produto menos atraente para os jovens e para motivar os fumantes a procurarem ajuda para tratar a dependência. Reportagem do jornal O Estado de S.Paulo destaca que, na ação, a Souza Cruz argumenta que as advertências sobre os riscos provocados pelo cigarro já estão presentes na parte posterior e nas laterais da embalagem, que a sociedade brasileira está consciente sobre os riscos associados ao cigarro e, ainda, que nenhuma outra indústria nacional fabricante de produtos de periculosidade inerente, como a de defensivos agrícolas e de bebidas, sofre imposições tão pesadas. “É uma clara afronta ao princípio da igualdade”, defende a empresa.
SAÚDE NA IMPRENSA
Ministério da Saúde – Ministro da Saúde visita escola em Brasília para vacinação dos professores contra a gripe

Senado Federal – Projeto define custeio pelo SUS de tratamentos de saúde no exterior

Conselho Nacional da Saúde – Comissões da 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde reúnem-se em Natal

Folha de S.Paulo – Não é possível dissociar o HIV e a Aids dos direitos dos gays

O Estado de S.Paulo – Souza Cruz quer tirar advertência de cigarros

O Globo – Ouvir, literalmente, as batidas do coração pode tornar as pessoas mais empáticas

O Globo – ‘Pílula do exercício’ dá resistência e queima gordura sem atividade física

O Globo – Exame consegue detectar glaucoma mesmo 10 anos antes dos sintomas

O Globo – Estudante inventa sutiã que detecta câncer de mama

Correio Braziliense – Pesquisa mostra que a yoga é importante aliada contra câncer de próstata

G1 – Substância encontrada no queijo pode prolongar vida e evitar câncer

G1 – Ministério da Saúde não recomenda uso de polvos de crochê em incubadoras; entenda

G1 – Anel que monitora batimentos cardíacos a longo prazo é desenvolvido em Divinópolis

G1 – Brasil tem 240 mortes confirmadas devido à febre amarela, diz ministério

Araruna 1 – Saúde faz recadastramento obrigatório de farmácias no programa Farmácia Popular

O Estado de S.Paulo – Mudança de Estilo de vida pode melhorar sintomas de síndrome de ovários policísticos

Estado de Minas – Ministério da saúde amplia para 19 o número de terapias alternativas disponíveis no SUS

Blog Robson Sampaio – Almir Fernando critica redução do programa Farmácia Popular

Nova Edição – Tomada de Contas em Colíder vai apurar sobre preço em compra de medicamentos

Blog Casa Saudável – Ação de saúde gratuita no Imip marca Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos

Tribuna do Norte – SUS mediado não avança e a judicialização aumenta

Boa Informação – Duas pessoas cobram auxílio médico na Justiça a cada hora

Jus – Como uma assistência jurídica pode prevenir contra possíveis processos médicos

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.