MINISTÉRIO DA SAÚDE DIVULGA NOVO GUIA PARA DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DE CHIKUNGUNYA

//MINISTÉRIO DA SAÚDE DIVULGA NOVO GUIA PARA DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DE CHIKUNGUNYA

Informamos que, entre os dias 26 de dezembro de 2016 e 20 de janeiro de 2017, o Informativo Político será enviado uma vez por semana, sempre nas sextas-feiras, compilando as notícias mais importantes sobre o setor da saúde.

MINISTÉRIO DA SAÚDE DIVULGA NOVO GUIA PARA DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DE CHIKUNGUNYA

O Ministério da Saúde divulgou nesta sexta-feira (23) um novo documento que deve guiar profissionais da área no diagnóstico e tratamento de pacientes com chikungunya. Conforme destaca reportagem do G1, o texto esclarece, com base em pesquisas recentes e estudos de especialistas consultados, algumas características da doença. “No Brasil, todos os estados apresentaram casos de transmissão local. Até 10 de dezembro, foram notificados 263.598 casos prováveis da doença, número que supera o zika no país. A chikungunya tem sinais parecidos com os da dengue – a maioria dos infectados apresentam sintomas, de acordo com as pesquisas. O que diferencia a chikungunya são as fortes dores nas articulações, que muitas vezes podem estar acompanhadas de inchaço. O texto divide a evolução da doença em três fases: aguda, subaguda e crônica”, destaca a publicação do G1.

Brasileiras adiam maternidade por causa da zika

Muitas mulheres brasileiras escolheram adiar os planos de gravidez devido a epidemia de zika no país, revelou um estudo divulgado nesta quinta-feira (22). Os jornais Folha de S.Paulo e Correio Braziliense destacaram os dados, que foram publicados no “Journal of Family Planning and Reproductive Health Care” e fazem parte da Pesquisa Nacional de Aborto 2016 (PNA 2016). “O objetivo da PNA 2016 foi estimar a magnitude do aborto no Brasil e, para isso, realizou um inquérito domiciliar com 2.002 mulheres com idade de 18 a 39 anos, alfabetizadas e residentes em centros urbanos. Entre as perguntas presentes no formulário havia uma relacionada à zika e o adiamento da gravidez. O medo do vírus fez com que 56% das entrevistadas adiassem ou tentassem adiar engravidar no ano de 2016. Enquanto isso, 27% não se preocuparam em evitar a gravidez por conta da epidemia e 16% não planejavam ter filhos, independentemente do vírus da zika”, destaca trecho da reportagem da Folha.

Vacina contra o ebola

Uma vacina de origem canadense contra o ebola, doença que causou mais de 11 mil mortes na África Ocidental, pode ter “até 100%” de eficácia, declarou nesta sexta-feira (23) a Organização Mundial da Saúde (OMS). “Nenhum caso de ebola foi registrado entre as cerca de seis mil pessoas que receberam essa vacina na Guiné, no ano passado, contra os 23 casos de pessoas não vacinadas. O que sugere “claramente que a vacina é muito eficaz e poderá ter uma eficácia de até 100%”, disse à AFP a vice-diretora-geral da OMS, Marie-Paule Kieny. A equipe de pesquisadores de Kieny calculou que no caso de uma epidemia de grandes proporções, há 90% de possibilidades de que a vacina experimental, denominada rVSV-ZEBOV, seja mais de 80% eficaz” destaca reportagem da Folha de S.Paulo.

Vacinação em anel

Os resultados dos ensaios confirmam que a vacina rVSV-ZEBOV tem uma eficácia de 100% nos dez dias posteriores à administração de uma dose por injeção intramuscular em uma pessoa não infectada mas em contato com doentes. “A vacina, cujos direitos de comercialização foram comprados pela empresa americana Merck, poderia ser registrada em 2018, depois que o dossiê for apresentado às autoridades americanas (FDA) e europeias (EMA)”, afirma a reportagem. Os testes foram realizados em uma região litorânea da Guiné que ainda registrava casos de ebola quando começaram, em 2015. “Durante o ensaio, não foi possível reunir amostras biológicas de pessoas vacinadas com a finalidade de analisar sua resposta imunológica. Mas outros estudos estão sendo realizados sobre esse aspecto, especialmente com trabalhadores que estão na linha de frente do ebola na Guiné. O ensaio foi realizado usando um método chamado vacinação em anel, ou seja, em círculos ou grupos de pessoas que estiveram em contato com um doente –primeiro pessoas próximas, depois indivíduos que estiveram em contato com eles e assim por diante. Essa foi a estratégia utilizada para erradicar a varíola”, destaca trecho da publicação na Folha de S.Paulo.

SAÚDE NA IMPRENSA

Ministério da Saúde – Saúde publica novo guia de manejo clínico para chikungunya – http://ow.ly/pAW0307pIUs

Ministério da Saúde – Hospital dos Estivadores é inaugurado em Santos –http://ow.ly/8veU307pIW2

Anvisa – Regra de lactose sairá no início de 2017 – http://ow.ly/eQm1307pIY4

Anvisa – Nomeados novos diretores para Anvisa – http://ow.ly/B7rV307pJ00

Anvisa – Mudança na orientação sobre alegação de propriedades –http://ow.ly/feQR307pJ3d

ANS – ANS fixa regras para o monitoramento do risco assistencial –http://ow.ly/Q4FA307pJ56

ANS – Projeto Parto Adequado – Fase 2: últimos dias para inscrições –http://ow.ly/Kigo307pJ6N

Inca – INCA lança selo em comemoração aos 80 anos do Instituto –http://ow.ly/Zi1k307pJ86

Portal Brasil – Guia orienta profissionais da saúde sobre chikungunya –http://ow.ly/Hrrk307pJb9

Folha de S.Paulo – Medo de zika faz brasileiras adiarem plano de ser mãe –http://ow.ly/mkx6307pGJg

Folha de S.Paulo – OMS anuncia vacina eficaz contra o ebola –http://ow.ly/vSwi307pGNZ

Folha de S.Paulo – Mercado Aberto – Custe o que custar –http://ow.ly/NLsA307pGCA

Correio Braziliense – Mulheres adiam maternidade por medo do zika –http://ow.ly/z9pS307pHfq

Correio Braziliense – Sem família para assumir cuidados médicos, pacientes moram em hospitais – http://ow.ly/BybO307pH7z

O Globo – Neurônios armazenam moléculas para reagir rapidamente a estímulos – http://ow.ly/zu5d307pHki

O Estado de S.Paulo – Hypermarcas vende negócio de fraldas por R$ 1 bi –http://ow.ly/XIlM307pHBU

G1 – Ministério da Saúde divulga novo guia para diagnóstico e tratamento de chikungunya – http://ow.ly/azAo307pJ9j

Sul 21 – Em meio à epidemia de zika, o país acelerou para o desmantelamento do SUS – http://ow.ly/IXKT307pJhJ

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.