Ministério da Saúde anuncia que distribuirá vacina do Butantan a todos estados

//Ministério da Saúde anuncia que distribuirá vacina do Butantan a todos estados

O Ministério da Saúde anunciou neste sábado (9) que fechou acordo com o Instituto Butantan de exclusividade na distribuição da Coronavac pelo SUS (Sistema Único de Saúde). De acordo com a Folha de S.Paulo a vacina será disponibilizada simultaneamente a todos os estados. Segundo a pasta, o contrato de exclusividade centraliza compra e distribuição da vacina contra o novo coronavírus pelo Ministério da Saúde. Dessa forma, impede que o imunizante seja comercializado entre o Instituto Butantan e estados. Com a medida, a ideia do governo é que brasileiros de todo o país recebam a vacina simultaneamente. De acordo com o ministério, a distribuição será feita dentro da logística integrada e tripartite. A estratégia envolverá governo federal e as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde. Os estados receberão as doses em quantidade proporcional à população e farão a distribuição aos 5.570 municípios brasileiros, de forma que todas as salas de vacinação do país recebam as vacinas. O acordo foi firmado em reunião nesta sexta-feira (8), na qual representantes do Ministério da Saúde e do Instituto Butantan trataram da estratégia do governo federal. Serão adquiridas pelo ministério 100 milhões de doses da Coronavac. O imunizante, após embates abertos entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e governador João Doria (PSDB), será incorporado ao Plano de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19. Na quinta-feira (7), a pasta e o Butantan, ligado ao governo paulista, já haviam assinado contrato para a aquisição de 46 milhões de doses da vacina fabricada pelo instituto. A primeira remessa está com entrega prevista, segundo o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, até abril. Mais 54 milhões de doses serão distribuídas até o fim deste ano. Além da vacina fabricada pelo Butantan, outros imunizantes adquiridos ou em negociação pelo Ministério da Saúde, que tenham aval da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), deverão ser incorporados e distribuídos a toda a população, ao mesmo tempo, segundo a pasta.

Janeiro é mês de conscientização sobre a hanseníase

O Janeiro Roxo foi criado em 2016 e tem o último domingo do mês como data símbolo. Segundo a Agência Brasil nesse dia é celebrado o Dia Mundial de Combate e Prevenção da Hanseníase. São 30 mil novos casos da doença por ano no Brasil, que é o país com o segundo maior número de casos, perdendo apenas para a Índia.Neste mês, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) vai divulgar, com apoio de médicos da área, material sobre a doença. Entre as informações, a descrição de sinais e sintomas da hanseníase e orientações sobre onde buscar diagnóstico e iniciar o tratamento. A hanseníase, segundo especialistas, é uma doença estigmatizada e cercada de preconceito. “Combater o estigma é salvar vidas. Por isso, queremos auxiliar a sociedade a compreender essa doença. Desfazer mitos e fazer prevalecer a verdade sobre a hanseníase são as principais formas de ajudar profissionais da área de saúde, familiares, amigos e principalmente aqueles que buscam por tratamento”, afirmou o vice-presidente da SBD, Heitor Gonçalves. De acordo com a Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM), a partir de dados do Ministério da Saúde, a doença é mais frequente nas regiões Nordeste, Centro-Oeste e Norte, que respondem por quase 85% dos casos do país. O Brasil concentra mais de 90% dos casos da América Latina. A campanha de 2021 tem como slogan: A hanseníase é negligenciada, mas a saúde não!. Além da SBD, participam da campanha de esclarecimento à população as secretarias de Saúde dos estados, o Conselho Federal de Medicina (CFM), a Associação Médica Brasileira (AMB), a Confederação Nacional de Municípios (CNM), a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). “Os portadores da doença eram, até a década de 70, excluídos do convívio social e condenados ao confinamento em colônias”, explica o Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase, em seu site. A hanseníase é uma doença causada pela bactéria Mycobacterium Leprae que atinge os nervos e se manifesta na pele. Apesar do passado triste envolvendo a hanseníase, a doença tem cura, seu tratamento é simples e custeado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). E tão logo ele seja iniciado, a doença deixa de ser transmissível. O tratamento pode ser buscado, no caso da rede pública, em postos de saúde ou com uma equipe de saúde da família.

Janeiro Branco alerta para importância de cuidados com a saúde mental

Neste mês da campanha Janeiro Branco, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) chama a atenção para a importância dos cuidados com a saúde mental, que vem sendo afetada em todo o mundo pela pandemia do novo coronavírus, informou o Correio Braziliense nesta segunda-feira (11). Em março do ano passado, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) já advertia, em artigo internacional publicado no ‘Brazilian Journal of Psychiatry’, que a pandemia traria uma quarta onda relativa às doenças mentais. Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) relatam que o Brasil é o segundo país das Américas com maior número de pessoas depressivas, equivalentes a 5,8% da população, atrás dos Estados Unidos, com 5,9%. A depressão é uma doença que afeta 4,4% da população mundial. O Brasil é ainda o país com maior prevalência de ansiedade no mundo (9,3%). Esta é a 8ª edição da campanha Janeiro Branco, com o lema “Todo Cuidado Conta”. A ação deste ano busca promover um pacto pela saúde mental em meio à pandemia da covid-19. A ideia da campanha foi criada em 2014, por um grupo de psicólogos de Uberlândia (MG), e faz alusão ao início do ano, considerando janeiro como uma “página em branco” para ser preenchida com novas metas, objetivando o bem-estar da saúde mental.  Na avaliação da psiquiatra Emanuella Halabi, a campanha é essencial para todas as pessoas, principalmente para os pacientes psiquiátricos que sofrem muito preconceito ainda com relação a isso. “É preciso incentivar cada vez mais as pessoas a procurarem ajuda, a buscarem auxílio, porque muitas vezes, também, as pessoas que possuem algum transtorno psiquiátrico sentem muita vergonha de procurar sua saúde mental, procurar se cuidar pelo estigma que isso causa”. A psiquiatra insistiu que o Janeiro Branco é importante para todos. “Foi criado em janeiro porque é um ano novo, de renovação. A gente considera como um período de renovação de projeções e uma delas é poder se cuidar, é a gente investir na nossa saúde mental, em tratamento”. De acordo com a ANS, a saúde mental provoca reflexos também na economia, constituindo causa de afastamento do trabalho e caracterizando muitas vezes a pessoa como incapaz. Pesquisa realizada pelo professor Alberto Filgueiras, do Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) sobre o comportamento dos brasileiros durante o isolamento revelou que a prevalência de pessoas com estresse agudo na primeira coleta de dados, realizada de 20 a 25 de março de 2020 foi de 6,9% contra 10,3%, na segunda, efetuada entre 15 e 20 de abril, evoluindo em junho, na sondagem mais recente, para 14,7%.

‘Planos de saúde podem ter um alcance maior’

A união das operadoras Hapvida e Grupo Notredame Intermédica (GNDI), que está sendo negociada, traz, à primeira vista, uma maior concentração no mercado de planos de saúde. Mas, para o presidente da Hapvida, Jorge Pinheiro Koren de Lima, é uma operação que pode ser positiva não apenas para as empresas, mas também para os clientes, já que eventuais ganhos de sinergia seriam repassados aos preços, destacou o jornal O Estado de S.Paulo nesta segunda-feira (11). Juntas, as duas empresas teriam um valor de mercado de R$ 120 bilhões e receita líquida anual na casa dos R$ 18 bilhões. Segundo o executivo, a fusão entre as empresas é bastante antiga. A Hapvida nasceu em 1979, quando o pai de Jorge, Cândido Pinheiro, médico oncologista, abriu uma clínica, que mais tarde se tornou um hospital com planos de saúde – hoje, o médico-empresário está à frente do conselho de administração da empresa. Ainda de acordo com o executivo “As duas empresas têm modelos de negócios bem semelhantes, mas, foram criadas em regiões diferentes e atuam em posições geográficas diferentes (Hapvida é mais concentrada no Norte e Nordeste e o GNDI em São Paulo). E as empresas são verticalizadas. No nosso caso, somos a empresa mais verticalizada do mundo, com 80% das consultas e 90% das internações feitas dentro das nossas unidades próprias. Essa possibilidade de fusão é algo transformacional e muito positiva. A missão das empresas é oferecer medicina de alto padrão e de forma acessível. Com a combinação, isso ocorrerá de forma muito mais intensa. Estamos a um passo da criação de uma das maiores operadoras de saúde do mundo todo”. Confira os principais trechos da entrevista, clique aqui.

SAÚDE NA IMPRENSA

Anvisa – Nota: uso emergencial Butantan

Anvisa – Nota: uso emergencial Fiocruz

Anvisa – Painel: acompanhe o andamento da análise das vacinas – uso emergencial

Anvisa – Nota: Situação da vacina Sputnik V no Brasil

Anvisa – Anvisa está avaliando dois pedidos de uso emergencial de vacina

Anvisa – Anvisa recebeu notificação de evento adverso grave da Janssen

Anvisa – Anvisa recebe pedido da Fiocruz para uso emergencial

Anvisa – Anvisa disponibiliza dez novas bases de dados abertos

Anvisa – Anvisa recebe pedido de uso emergencial do Butantan

Agência Saúde – Brasil registra 7.167.651 milhões de pessoas recuperadas

Agência Saúde – Pazuello vai a Manaus para lançamento de ações de enfrentamento à Covid-19

Agência Saúde – Ministério da Saúde é notificado sobre nova cepa do coronavírus em viajantes provenientes do Brasil

Agência Saúde – Ministério da Saúde e Instituto Butantan acertam exclusividade na distribuição da vacina pelo SUS, que será disponibilizada simultaneamente a todos os estados

Agência Saúde – Reforço na segurança do tratamento de pacientes renais

Agência Saúde – Saúde detalha medida provisória que acelera processo de vacinação contra a Covid-19

Opas – OPAS firma parceria com município do Rio de Janeiro para criação de Centro de Operações de Emergências para enfrentamento da pandemia

Jota – Fake news sobre pandemia gera multa de R$ 10 mil

Jota – Propriedade intelectual e inovação no Brasil: balanço de 2020 e desafios de 2021

Jota – Inteligência artificial e discriminação algorítmica

Jota – O que Covid-19 pode nos ensinar sobre as falhas de mercado e o monopólio estatal

Jota – Nunes Marques relatará ação contra fim da isenção do ICMS sobre medicamentos em SP

Agência Brasil – Brasil tem 8,1 milhões de casos acumulados de covid-19

Agência Brasil – Pazuello vai a Manaus anunciar novas ações de combate à covid-19

Agência Brasil – Janeiro Branco alerta para importância de cuidados com a saúde mental

Agência Brasil – Japão detecta nova variante de coronavírus em viajantes do Brasil

Agência Brasil – Cidade do Rio de Janeiro recebe 10 mil testes para covid-19

Agência Brasil – Edital para combate à covid-19 em favelas do RJ deve sair em fevereiro

Agência Brasil – Janeiro é mês de conscientização sobre a hanseníase

Agência Brasil – Anvisa atualiza pedidos emergenciais e solicita mais dados ao Butantan

Agência Brasil – Saúde atualiza dados e confirma 62.290 novos casos de covid-19

Agência Brasil – SUS terá exclusividade sobre a CoronaVac, afirma Ministério da Saúde

Agência Brasil – Com estoque em nível crítico, Amazonas tenta atrair doadores de sangue

Agência Brasil – Hospital de Bonsucesso retoma transplantes de córnea após incêndio

Agência Brasil – Presidente envia carta à Índia pedindo agilidade no envio de vacina

Correio Braziliense – Governo mostra limitações ao arriscar atraso na distribuição de vacina

Correio Braziliense – Mudanças climáticas: 5 razões porque 2021 pode ser um ano crucial na luta contra o aquecimento global

Correio Braziliense – Janeiro Branco alerta para importância de cuidados com a saúde mental

Correio Braziliense – Cidade do Rio de Janeiro recebe 10 mil testes para covid-19

Correio Braziliense – Edital para combate à covid-19 em favelas do RJ deve sair em fevereiro

Correio Braziliense – Janeiro é mês de conscientização sobre a Hanseníase

Correio Braziliense – Covid-19: USP disponibiliza áudios e vídeos para combater fake news

Correio Braziliense – Japão encontra nova variante do coronavírus em viajantes brasileiros

Correio Braziliense – Cientistas focam no tratamento precoce da covid-19

Correio Braziliense – Alemã CureVac fará testes de vacina contra covid no Peru

Folha de S.Paulo – Dano causado por assédio sexual na saúde mental da mulher é tema de live da ABP

Folha de S.Paulo – Com 65% de eficácia, Indonésia aprova uso emergencial da Coronavac

Folha de S.Paulo – Procon-SP entrará na Justiça contra planos de saúde para suspender ou diminuir reajuste

Folha de S.Paulo – 1º diretor do Butantan, Vital Brazil defendeu vacina obrigatória contra tifo à Folha

Folha de S.Paulo – Maia sobe tom contra Bolsonaro, mas deve deixar pedidos de impeachment na gaveta para Baleia ou Lira

Folha de S.Paulo – Governo restringe produção de seringas contra a Covid, diz indústria

Folha de S.Paulo – Apesar de liderar vacinação, Reino Unido vê pressão máxima em hospitais

Folha de S.Paulo – Japão notifica Brasil sobre mutação do coronavírus em 4 viajantes provenientes do Amazonas

Folha de S.Paulo – Justiça de SP rejeita recurso do setor de saúde contra ajuste fiscal

Folha de S.Paulo – Doria cobra ‘senso de urgência’ da Anvisa para liberação da Coronavac

Folha de S.Paulo – Verão exige mais cuidados com a higiene para evitar as micoses

Folha de S.Paulo – Casal de idosos com Covid se despede antes da intubação e comove equipe médica

Folha de S.Paulo – Réplica: A miséria da crítica jornalística

Folha de S.Paulo – Vacina brasileira contra Covid-19 só deve concluir testes a partir de 2022

Folha de S.Paulo – ‘Não podemos mais aceitar um ministro que não entende de saúde e um presidente irresponsável’, diz Maia

Folha de S.Paulo – Anvisa diz que Fiocruz enviou todos documentos de vacina contra Covid e cobra mais dados do Butantan

Folha de S.Paulo – Maia chama Bolsonaro de covarde em meio a disputas da vacinação e na Câmara

Folha de S.Paulo – Vacina é prioridade para a recuperação econômica, diz ex-presidente do BC

Folha de S.Paulo – Ministério da Saúde anuncia que distribuirá vacina do Butantan a todos estados

O Estado de S.Paulo – Rotina na linha de frente contra covid mistura solidariedade e indignação

O Estado de S.Paulo – Doria diz que informações complementares sobre Coronavac foram repassadas à Anvisa no fim de semana

O Estado de S.Paulo – A União federal não pode requisitar insumos contratados por outro ente federativo

O Estado de S.Paulo – Indonésia aprova uso emergencial da Coronavac após eficácia de 65,3% em testes no país

O Estado de S.Paulo – Após 20 anos, STF declara ilegal lei do Rio que garante desconto de até 30% em medicamentos para idosos

O Estado de S.Paulo – Sugestões de compromissos para candidaturas à presidência da Câmara e Senado

O Estado de S.Paulo – ‘Planos de saúde podem ter um alcance maior’

O Estado de S.Paulo – Governadores querem fechar com Pazuello a data entre 22 e 27 de janeiro para vacinação

O Estado de S.Paulo – A cláusula de não indenizar na questão da vacinação

O Estado de S.Paulo – Janeiro Branco: como diminuir a ansiedade por meio da alimentação saudável

O Estado de S.Paulo – Vacinação no Rio será junto com a nacional

O Globo – Covid-19: Indonésia afirma que CoronaVac tem eficácia de 65,3%

O Globo – Secretário diz que governo de SP divulgará dados de eficácia global da CoronaVac nesta terça

O Globo – Grupo Dasa prepara nova oferta de ações ao mercado

G1 – Dados da eficácia global da CoronaVac no Brasil serão apresentados pelo Butantan nesta terça, diz secretário da Saúde de SP

G1 – China registra maior nº diário de casos de Covid-19 desde julho

G1 – Micronésia registra 1º caso de Covid-19

G1 – Indonésia aprova uso emergencial da CoronaVac e diz que vacina teve 65,3% de eficácia em testes no país

G1 – China confirma que missão da OMS irá ao país investigar origem da Covid-19

G1 – Casos de coronavírus no mundo passam de 90 milhões, diz levantamento

G1 – Reino Unido vacina 200 mil por dia contra a Covid-19 e caminha para cumprir meta, diz secretário

G1 – Doria diz que Anvisa tem de ter ‘senso de urgência’ para aprovar vacina produzida pelo Butantan

G1 – A preocupação na Coreia do Sul pelo 1º ano com mais mortes que nascimentos na história

G1 – Farmacêutica anuncia produção de vacina Sputnik V em Brasília; imunizante precisa de aprovação da Anvisa

G1 – Benjamin Netanyahu recebe 2ª dose de vacina contra a Covid-19 em Israel

G1 – Variante do coronavírus é encontrada em pessoas no Japão que estiveram no Brasil

G1 – Farmacêutica alemã CureVac vai fazer testes de vacina contra a Covid-19 no Peru

Valor Econômico – Reino Unido alerta para piora da pandemia de covid-19 nas próximas semanas

Valor Econômico – Rússia autoriza estudos para versão “light” da Sputnik V

Valor Econômico – China registra maior número de casos de covid-19 em 5 meses

Valor Econômico – Indonésia aprova uso emergencial da Coronavac e diz que vacina teve 65,3% de eficácia

Valor Econômico – União pode ser acionada no STF por vacinação

Valor Econômico – Intermédica decide se aceita fusão com Hapvida

Valor Econômico – Com 10% dos acidentes de trabalho, covid é maior causa de afastamento

Valor Econômico – Saúde revê plano para requisição de seringas e agulhas

Valor Econômico – Unimed estuda criar plano para a base da pirâmide

Valor Econômico – Em busca de vacina, emergentes e pobres recorrem a China e Rússia

Valor Econômico – China permite que especialistas da OMS investiguem as origens da covid-19

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »