Mapa publica os requisitos básicos para capacitação dos peritos agrícolas do seguro rural

//Mapa publica os requisitos básicos para capacitação dos peritos agrícolas do seguro rural
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou nesta quarta-feira (28) o documento Requisitos Básicos para Capacitação de Peritos Rurais. A publicação é um complemento da Resolução nº 77, do Comitê Gestor Interministerial do Seguro Rural, que estabeleceu os parâmetros mínimos a serem observados na capacitação técnica dos peritos agrícolas que atuam na regulação de sinistros de apólices contratadas no âmbito do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR). De acordo com o diretor do Departamento de Gestão de Riscos do Mapa, Pedro Loyola, esse conteúdo foi elaborado em parceria com a Comissão de Seguro Rural da Federação Nacional dos Seguros Gerais (FenSeg) e visa fomentar a capacitação profissional indicando o conteúdo mínimo que as instituições públicas ou privadas devem observar na oferta de cursos de capacitação para esses profissionais. “Temos expectativa de que instituições públicas ou privadas e até mesmo as seguradoras comecem a ofertar esse curso básico no sistema de ensino à distância (EAD) ainda em 2020”. Segundo Loyola, está previsto para o próximo ano, a elaboração do escopo de conteúdos da capacitação avançada, que terá atividades práticas de campo e de certificação dos peritos de seguro rural. A publicação de 112 páginas tem 8 capítulos, que contemplam conhecimentos básicos da política agrícola e dos produtos e das modalidades de seguro rural, assim como os temas relevantes para a capacitação de peritos em vistorias prévias e de monitoramento para aceitação e acompanhamento dos riscos cobertos pelas apólices, inclusive perícias de sinistros, com objetivo de caracterizar e quantificar as perdas no campo. O capítulo final do documento é dedicado a orientações de conduta ética dos profissionais.

ICMBio recebe reforço de R$ 19 milhões para combater incêndios florestais

O Governo Federal informou, nesta quarta-feira (28), por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), repassou R$ 19 milhões para o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Os recursos poderão ser utilizados pelo instituto em duas situações: ações de resposta aos incêndios florestais ainda não controlados e ressarcimento de despesas em ações já realizadas.O recurso só pode ser usado quando vinculado a ações em locais onde há decreto de emergência vigente e reconhecido pelo Governo Federal, como ocorre nos estados do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul. Desta forma, o recurso pode ser utilizado para pagar despesas, por exemplo, com aeronaves, brigadistas, aluguéis de veículos, alimentação, hospedagem e demais atividades, produtos e serviços relacionadas às ações de combate aos incêndios. “A orientação do Presidente é não poupar esforços para debelar o fogo no Pantanal. O repasse possibilita apoiar os órgãos responsáveis no combate aos incêndios, na compra de equipamentos, na aquisição de bens e serviços e na contratação de pessoas para enfrentar o problema”, destaca o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. Desde setembro, o Governo Federal já repassou mais de R$ 18,9 milhões para ações de resposta aos incêndios na região do Pantanal em Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e para o município de Barão de Melgaço (MT).

Com isenção de tarifa de importação, Estados Unidos vendem carga de soja ao Brasil

Após a Câmara de Comércio Exterior (Camex) zerar temporariamente as tarifas de importação de milho e soja, os EUA começaram a vender oleaginosa para o Brasil, de acordo com a Bloomberg. Trata-se de um evento raro, já que os brasileiros lideram a produção e a exportação de oleaginosa, destacou o Valor Econômico nesta quarta-feira (28). Citando fontes próximas ao assunto, o agência Bloomberg informou que importadores teriam comprado ao menos uma carga dos americanos para o Brasil na semana passada. A compra brasileira ocorre em um ano em que o país superou em 51,4% o volume exportado do grão para a China em relação ao mesmo período do ano passado. No mercado doméstico, o preço do grão e dos derivados — óleo e farelo de soja — dispararam, o que preocupa criadores de aves e suínos. Nesse cenário, a retirada da tarifa de importação para a compra de soja de fora do Mercosul é uma tentativa de segurar o preço interno. De acordo com a Bloomberg, a carga contendo a soja americana tem previsão de embarque ainda neste ano em um porto da Costa do Golfo dos Estados Unidos. “Já começamos a notar alguns movimentos, mas os volumes realmente dependerão das empresas interessadas e de onde elas estão localizadas”, disse Tarso Veloso, analista da consultoria AgResource, à Bloomberg. Mas os analistas não esperam grandes compras do lado sul-americano, já que os portos brasileiros estão preparados para exportações e a lógica reversa “exige muito tempo e recursos”, apontou recente relatório do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA).

Webinar sobre transformação digital marca o aniversário de 35 anos da Embrapa Informática Agropecuária

Nesta quinta-feira (29) a Embrapa informou que a transformação digital da agricultura será o tema central das comemorações dos 35 anos da Embrapa Informática Agropecuária (Campinas, SP). O evento on-line acontece no dia 6 de novembro, a partir das 10h, com transmissão ao vivo no canal da Embrapa no YouTube. A programação contará com um webinar com a participação de especialistas e representantes da área de inovação no agronegócio, a apresentação do novo data center científico da Embrapa e o lançamento do livro “Agricultura Digital: pesquisa, desenvolvimento e inovação nas cadeias produtivas”. Para debater a nova revolução tecnológica no campo, o webinar vai reunir Roberto Rodrigues, ex-ministro da Agricultura e coordenador do FGV Agro, Paulo Hermann, presidente da John Deere Brasil,  Francisco Jardim, sócio-diretor da SP Ventures,  e Silvia Massruhá, chefe-geral da Embrapa Informática Agropecuária. A moderação será do jornalista José Luiz Tejon. O objetivo é trazer a visão de diferentes atores sobre a agricultura digital no Brasil, as tendências e os desafios futuros. De acordo com Silvia Massruhá, tecnologias inovadoras, como inteligência artificial, Big Data, robótica, blockchain e a internet das coisas, já estão impactando toda a cadeia produtiva. “A agricultura caminha para uma produção cada vez mais baseada em conteúdo digital e conectada, que chamamos de agricultura digital ou agricultura 4.0, onde a convergência dessas tecnologias será fator chave para atender ao desafio de aumentar a produtividade com sustentabilidade ambiental, econômica e social”, completa. A abertura do evento terá a presença de Celso Moretti, presidente da Embrapa,  de Fernando Camargo,  secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e de Paulo Alvim, secretário de Empreendedorismo e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI).

NA IMPRENSA

Agência Câmara – Frente detalha queda no orçamento ambiental e busca soluções para reverter o rombo

Agência Câmara – Projeto incentiva ações para beneficiar trabalhadora rural familiar com título da reforma agrária

Agência Câmara – rente Parlamentar Ambientalista promove debate sobre mobilidade sustentável

Governo Federal – ICMBio recebe reforço de R$ 19 milhões para combater incêndios florestais

Folha de S.Paulo – Rosa Weber derruba decisão de Ricardo Salles que tirava proteção de restingas e manguezais

O Estado de S.Paulo – Inflação e redução do auxílio emergencial começam a derrubar vendas nos supermercados

G1 – Venda de vinhos dispara no Brasil durante a pandemia e produtores tentam segurar o novo consumidor

G1 – Produtores apostam em clones de café robusta e colheita por hectare aumenta 90% em RO

Valor Econômico – Exportações de frutas resistem à pandemia

Valor Econômico – Raízen fecha venda de pellets de biomassa a empresas europeias

Valor Econômico – Fretes rodoviários para escoamento de grãos pelo Norte caíram 11% em setembro, diz Conab

Valor Econômico – Com isenção de tarifa de importação, Estados Unidos vendem carga de soja ao Brasil

CNA – Faculdade CNA abre inscrições para cursos de graduação EaD para o agronegócio

CNA – Programa Agronordeste transforma a vida de produtores rurais de Timon

CNA – CNA debate mudanças nas normas trabalhistas

CNA – Criminosos especializados miram máquinas e insumos agrícolas no Paraná

Mapa – Mapa publica os requisitos básicos para capacitação dos peritos agrícolas do seguro rural

Mapa – Zoneamento orienta sobre riscos climáticos no cultivo de cevada

Embrapa – Agricultores familiares cultivam soja convencional (BRS 511) em Mato Grosso do Sul

Embrapa – Webinar sobre transformação digital marca o aniversário de 35 anos da Embrapa Informática Agropecuária

AgroLink – É possível facilitar o acesso do produtor às novas tecnologias?

AgroLink – Mercado interno puxa venda de máquinas

AgroLink – Safra nova do Brasil entra no radar da China

AgroLink – RO: acordo com Seagri e Fetagro que unifica preços do PAA é renovado

AgroLink – Zarc para cultivo de cevada é publicado

AgroLink – MA: Programa Agronordeste transforma a vida de produtores rurais de Timon

AgroLink – Startup mecaniza plantio de MPB em cana

AgroLink – Compêndio do PAA mostra aumento da ação de mulheres na agricultura familiar

AgroLink – Programa ensina a aplicar defensivos de forma segura

A Redação – Aviação agrícola é um dos temas do 2º Encontro de Direito Aeronáutico da OAB

______________________
O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »