INDÚSTRIA FARMACÊUTICA SE PREOCUPA COM CORTE NO FARMÁCIA POPULAR

//INDÚSTRIA FARMACÊUTICA SE PREOCUPA COM CORTE NO FARMÁCIA POPULAR
O fim da rede própria do programa Farmácia Popular terá impacto baixo na indústria farmacêutica. O setor, porém, teme novos cortes de orçamento no projeto – cuja maior operação é feita por meio da rede privada. O governo federal oferece medicamentos gratuitos ou com descontos em 35 mil farmácias privadas e 367 unidades próprias – apenas as últimas serão eliminadas. Maria Cristina Frias, jornalista e colunista do Mercado Aberto, do jornal Folha de S.Paulo, destaca que a mudança não deverá provocar impacto na demanda por remédios, conforme declarou Bruno Abreu, diretor do Sindusfarma. A nota publicada nesta terça-feira (4) enfatiza que a maior preocupação da indústria é em relação ao Aqui Tem Farmácia Popular – eixo do programa que usa as farmácias privadas para distribuir os medicamentos. O orçamento aprovado para este ano é 18,8% menor que o gasto em 2016. O corte é decorrente da redução nos preços de referência (aqueles repassados à indústria), segundo o Ministério da Saúde. As farmacêuticas que participam do programa têm feito grandes descontos ao governo e chegaram a uma margem muito baixa, avalia Pedro Bernardo, diretor da Interfarma, que representa o setor. “As farmácias também reduziram suas margens e alguns chegaram a abandonar o programa após a redução dos preços de referência”, afirma à coluna, Sergio Mena Barreto, presidente da Abrafarma.

Liberação de emagrecedores é jabuticaba venenosa

Em artigo no jornal Folha de S.Paulo, o presidente-executivo da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), Antônio Britto, afirma que a decisão do Congresso Nacional de liberar para venda no Brasil três medicamentos anorexígenos (emagrecedores) é uma “jabuticaba” muito perigosa. “A jabuticaba – como se sabe – é uma exclusividade brasileira. Só existe aqui. Apenas no Brasil – para desprestígio de quem trata a saúde tecnicamente – deputados e senadores, com a conivência do Palácio do Planalto, decidem, deliberadamente, autorizar ou negar registros de medicamentos”, diz trecho do texto. “Com o interesse em alguns votos, destrói-se a ideia de que agências reguladoras independentes, tecnicamente capazes e isentas, possam analisar um medicamento e responder por sua segurança e eficácia, garantindo a saúde da população”, diz ele em outra parte do artigo.

Software desenvolvido em MG contribui no diagnóstico de doenças genéticas

Um software criado por pesquisadores do Laboratório de Genômica Clínica da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em parceria com o Núcleo de Genética Médica de Minas Gerais (Gene) e com o Hospital Universitário Infantil de Dublin, é a prova de que entender o genoma humano e combinar sua análise à biogenética e à informática pode resultar em grandes benefícios à saúde da população. O jornal Correio Braziliense destaca que a nova ferramenta está sendo usada em outros países. Batizado Mendel, MD, em homenagem ao austríaco Gregor Mendel (1822-1884), considerado o pai da genética, o programa foi desenvolvido pelo bioinformata Raony Guimarães e sua equipe com o intuito de ajudar médicos a identificar, nos dados laboratoriais obtidos pelo sequenciamento dos genes, qual anormalidade é responsável pela doença de um paciente. O aplicativo utiliza bancos de dados para facilitar a leitura do exoma — a fração do genoma que codifica os genes —, objetivando a obtenção de diagnósticos mais rápidos de doenças causadas por anomalias gênicas. “O software conseguiu encontrar a variante causadora da doença, localizando a mutação genética responsável, e emitiu um diagnóstico definitivo na maioria dos casos”, afirma o bioinformata ao Correio.

Brasil terá fábrica de testes de zika e chikungunya  

Conforme noticiou o jornal Valor Econômico, a fabricante alemã de testes de diagnóstico Euroimmun, que acaba de ser comprada pela americana PerkinElmer por US$ 1,3 bilhão, se prepara para colocar em operação sua primeira fábrica no Brasil. A unidade, localizada em São Caetano do Sul (SP), será também a primeira no país voltada à produção de testes de zika e chikungunya. Apesar do investimento inicial ser relativamente baixo, de R$ 8,5 milhões, a nova fábrica trará inovação ao mercado brasileiro e a filial será a única, fora da Alemanha, a contar com um centro de pesquisa e desenvolvimento, de acordo com o executivo-chefe da operação local, Gustavo Janaudis. O Valor enfatiza que a Euroimmun já obteve da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a licença para a produção local de testes de diagnóstico de zika, dengue e chikungunya, que hoje são importados. De acordo com Janaudis, a produção nacional poderá chegar a até 80 mil unidades por dia numa segunda fase de expansão da fábrica. “No primeiro momento, a capacidade produtiva será de 40 mil unidades, frente a 18 mil unidades diárias importadas atualmente”, ressalta Janaudis.

SAÚDE NA IMPRENSA
Ministério da Saúde – Rio de Janeiro passa a ser área de recomendação para vacinação

Ministério da Saúde – Ministério da Saúde garante R$ 120 milhões para reforçar atenção básica no município do Rio de Janeiro

Anvisa – Captopril 25mg do Lafepe tem 10 lotes suspensos

Anvisa – Participe da CP: tecnologia para rastreamento

CNS – ‘Novo marco legal dos planos de saúde só beneficiará operadoras’, diz presidente do CNS

CNS – CNS passará a integrar a Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde

Fiocruz – Infectologista alerta para os riscos da meningite

Fiocruz – CSP lança suplemento temático sobre raça, saúde e discriminação

Fiocruz – China e Brasil debatem parcerias em pesquisas sobre ebola e zika

Senado Federal – Regulamentação do Estatuto da Pessoa com Deficiência é defendido na CDH

Senado Federal – Venda fracionada de medicamentos evita desperdício e automedicação, dizem especialistas

Senado Federal – Projeto autoriza estados e municípios a comprar remédios de laboratórios

Câmara dos Deputados – Comissão discute prevenção do câncer de cabeça e pescoço

Câmara dos Deputados – Audiência discute dificuldades enfrentadas por quem tem lábio leporino

Câmara dos Deputados – Nutrição parenteral é tema de debate nesta quarta-feira

Câmara dos Deputados – Direitos Humanos debate questões relacionadas à adoção no Brasil

Folha de S.Paulo – Cláudia Collucci – Será que nunca vamos deixar de ser o país da ‘ambulancioterapia’?

Folha de S.Paulo – Clínicas usam realidade virtual contra medo de injeção

Folha de S.Paulo – Mercado Aberto – Indústria farmacêutica se preocupa com corte em programa do governo

Folha de S.Paulo – Antônio Britto – Liberação de emagrecedores é jabuticaba venenosa

Folha de S.Paulo – Hélio Schwartsman – Sala de emergência homeopática

O Estado de S.Paulo – Falta de médicos pode se agravar nos hospitais federais do Rio

O Estado de S.Paulo – Governo recomenda vacina contra febre amarela para quem vai ao Rio

O Globo – Ativação do ovário é nova esperança para mulheres com menopausa precoce

O Globo – Pesquisa afirma que menstruação não afeta cognição das mulheres

Correio Braziliense – Instituto Vital Brazil desenvolve remédio inédito contra veneno de abelha

Correio Braziliense – Software desenvolvido em MG contribui no diagnóstico de doenças genéticas

G1 – Teste rápido para HIV passa a ser vendido em farmácias do Brasil

G1 – Game que ‘treina o cérebro’ melhora memória de pessoas com perda cognitiva

Valor Econômico – Brasil terá fábrica de testes de zika e chikungunya 

Mundo Boa Forma – Equipe de Cientistas Cura Diabetes em Ratos Sem Efeitos Colaterais

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »