Indenizações pagas pelas seguradoras aos produtores que contrataram seguro rural chegam a R$ 1,7 bilhão no primeiro semestre de 2021

Home/Informativo/Indenizações pagas pelas seguradoras aos produtores que contrataram seguro rural chegam a R$ 1,7 bilhão no primeiro semestre de 2021

Entre janeiro e junho de 2021, o valor de sinistros no seguro rural totalizou R$ 1,7 bilhão, de acordo com os dados da Superintendência de Seguros Privados (Susep). No acumulado dos últimos 10 anos, em valores atualizados, o montante total indenizado pelas seguradoras foi de R$ 15,2 bilhões. Para Guilherme Bastos, Secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SPA-Mapa), o volume elevado de indenizações pagas aos produtores demonstra que o seguro rural é um dos instrumentos mais importantes que o produtor possui à sua disposição para mitigar determinados riscos da atividade agropecuária. “O produtor rural precisa incorporar o seguro no seu custo de produção, deve ser um item permanente em todas as safras, o custo benefício da contratação é vantajoso, ainda mais se considerarmos o auxílio financeiro do governo federal na aquisição da apólice”. O montante pago em 2021 é um pouco inferior ao registrado no mesmo período do ano anterior, que foi de R$ 1,8 bilhão. Em 2020, o valor total pago pelas seguradoras aos produtores rurais que contrataram seguro rural fechou em R$ 2,5 bilhões. Ao contratar uma apólice de seguro rural, o produtor pode minimizar suas perdas em caso de quebra de safra, ao recuperar o capital investido na sua lavoura. O Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR) oferece ao produtor a oportunidade de segurar sua produção com custo reduzido, por meio de auxílio financeiro do governo federal. Atualmente o percentual de subvenção ao prêmio pode variar entre 20% e 40% do valor da apólice, a depender da atividade e cobertura contratada.

Senar-MT e Sindicato Rural capacitam bombeiros de Alta Floresta para operar drones

Entre os dias 18 a 20 de agosto, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) e o Sindicato Rural de Alta Floresta realizaram o treinamento de Operação de Aeronaves Remotamente Tripuladas – Asa Rotativa, informou a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). A turma era composta por civis e bombeiros militares da 7ª CIBM. O Senar-MT, em parceria com os Sindicatos Rurais, disponibiliza um portfólio com 350 treinamentos. Este foi solicitado pelos militares em função da aquisição de um drone pelo Comando Regional VII e 7ª CIBM. O equipamento pode voar controlado por celular ou controle remoto, cobrindo uma distância de até 13 quilômetros. Segundo o Superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia, a parceria entre as instituições beneficia o meio rural. De acordo com o comandante em exercício da 7ª CIBM, 1º TEN BM Lucas, a capacitação ampliou o conhecimento para mais militares. Como em muitos outros setores, os órgãos de emergência adotaram ou estão adotando a utilização do drone em situações variadas, como incêndios de grandes proporções, fiscalizações ambientais pelo CBM/MT, emergências químicas, busca e resgate em estruturas colapsadas, no trabalho de prevenção em locais de banho (salvamento aquático), dentre muitas outras situações de ocorrências. O curso foi realizado pelo instrutor Paulo Roberto de Oliveira Filho, credenciado ao Senar-MT. Está prevista para os dias 09 a 11 de setembro, a segunda turma de militares do Comando Regional VII.

Reforma do IR prevê dedução total de royalties pagos por empresas  

Sem fazer alarde, o deputado Celso Sabino (PSDB-PA) incluiu uma emenda no relatório do projeto de reforma do Imposto de Renda para agradar parte da bancada ruralista e tentar resolver um contencioso recente entre os “sementeiros” (aqueles que produzem e comercializam sementes) e a Receita Federal. A versão atual do substitutivo retira a limitação de 5% para a dedução de royalties repassados pelas empresas que vendem sementes no Brasil às multinacionais detentoras das tecnologias transgênicas usadas na fabricação no produto. O Fisco ainda tenta alterar o artigo para não deixar tão aberto como na proposta, segundo apurou o Valor Econômico. Mas oficialmente, nem o Fisco e nem o Ministério da Economia quiseram se manifestar. A assessoria do relator informou que, embora esteja na última versão do substitutivo, ainda não há martelo batido sobre o tema, que a frente parlamentar do agronegócio alega ser um problema de muito tempo. No Brasil, os multiplicadores cobram o royalty no preço da semente vendida ao produtor de grãos. Cabe a eles o ônus de recolher e repassar esses valores às multinacionais donas da biotecnologia, como a Bayer-Monsanto. Pela prática de mercado, os sementeiros consideram esses recursos como parte da despesa operacional da atividade e não lucro, e realizam a dedução no imposto de renda de pessoa jurídica (IRPJ) sem observar a restrição.

COP-26 deve abordar papel positivo do agro na mitigação de emissões, diz ministra

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, defendeu nesta terça-feira (24) que o papel positivo da agropecuária para a mitigação de emissões e adaptação às mudanças climáticas deve ser reconhecido durante as discussões da COP-26, que acontecerá em novembro em Glasgow, na Escócia. Ao participar do Fórum Brasil Pró Clima, realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo Canal Agromais, ela destacou as ações já praticadas no Brasil para garantir a sustentabilidade na agricultura. De acordo com o Mapa a ministra enfatizou que é preciso mostrar que a agropecuária brasileira promove, além da geração de renda e da segurança alimentar, a conservação ambiental e destacou a importância do setor privado para carregar essa mensagem ao mundo. O secretário de Comércio e Relações Internacionais do Mapa, Orlando Ribeiro Leite, também participou do evento e disse que o Mapa vai aproveitar a COP-26 para apresentar programas que representam o que há de mais moderno na agricultura brasileira, como o Plano ABC+ e o Cadastro Ambiental Rural (CAR). Segundo ele, um dos maiores desafios do agro brasileiro é a percepção no exterior sobre a sustentabilidade no país. O presidente do Conselho Temático de Meio Ambiente e Sustentabilidade da CNI, Marcelo Thomé, garantiu que o setor industrial já assumiu responsabilidade com a agenda ambiental.

 

Veja outras notícias

 

Agência Senado
É possível produzir carne com carbono neutro, aponta professor

Agência Senado
Governo é criticado por leniência com desmatamento em audiência pública

Agência Senado
Projeto em análise na CDH criminaliza entrada clandestina de espécies vegetais

Agência Senado
CDH muda Marco da Biodiversidade em favor de povos tradicionais e indígenas

Agência Senado
Roberto Rodrigues: Aumento na produção de alimentos do Brasil é uma demanda mundial

Agência Senado
Para debatedores, falta de reconhecimento de tema ambiental atrapalha comércio

Agência Senado
Para Kátia Abreu, agronegócio deve estar alinhado com fim do desmatamento

Folha de S.Paulo
Fumaça das queimadas agrava Covid-19 na Amazônia O Estado de S.Paulo
Milho deve ser foco de políticas públicas, pois é peça-chave para a segurança alimentar e energética

O Globo
Convergência pelo Brasil/Maílson da Nóbrega: Inflação verde é o novo vilão da economia de zero carbono

G1
Frio intenso e geadas de julho causaram perdas de até 8% em produção de hortaliças e frutas em SC

G1
Exportações do agro crescem 15,8% em julho, a US$ 11 bilhões

G1
Presidente da Aprosoja vai à PF em MT para dizer que vai se apresentar em Brasília

G1
Onda de calor continua no Brasil; frente fria deve chegar no fim da semana em algumas regiões

G1
Amazônia: especialistas pedem que governo casse registro de lotes com desmatamento ilegal

G1
Riqueza mineral do Afeganistão pode dar ao Talibã trilhões de dólares da luta contra o aquecimento global

Valor Econômico
Reforma do IR prevê dedução total de royalties pagos por empresas de sementes

Valor Econômico
Indenizações do seguro rural somaram R$ 1,7 bi no primeiro semestre

Valor Econômico
Fixação de preços do açúcar de 2022/23 já atingiu 27,5% 

Valor Econômico
Banco WTK Agro oferece a produtores abertura de contas digitais pelo WhatsApp

Valor Econômico
Falta de fiscais ‘acelera’ PL do autocontrole

Valor Econômico
Imea amplia previsão de confinamento em Mato Grosso em 2021

Valor Econômico
CVM autoriza retomada de oferta de CRAs de cooperativas do MST

Valor Econômico
Cerradinho Bioenergia protocola prospecto para IPO

Valor Econômico
Commodities: Após quatro quedas seguidas, soja volta a subir em Chicago

Valor Econômico
Distribuidora de insumos Pantanal Agrícola emite CRA de R$ 60 milhões

Mapa
COP-26 deve abordar papel positivo do agro na mitigação de emissões, diz ministra

Mapa
Indenizações pagas pelas seguradoras aos produtores que contrataram seguro rural chegam a R$ 1,7 bilhão no primeiro semestre de 2021

Mapa
Empresas falsificadoras de certificado fitossanitário são alvo da operação “Fitofake” do Mapa e PF

Embrapa
Embrapa é a primeira colocada na categoria agronegócio do ranking Top Open Corps 2021

Embrapa
Jornada Científica apresenta trabalhos que vão de feijão guandu a nanocompósitos de celulose

Embrapa
Aviso de Pauta: Webinar discute Startups e Bioinovação no Brasil

Embrapa
Madeira como material de construção é apontada como grande oportunidade

Embrapa
Contexto e tendências do mercado da madeira são tratados em palestra

Embrapa
Projeto Tech Maíz prevê maior produção de alimentos na América Latina

CNA
CNA discute Reforma Tributária no Senado Federal

CNA
Senar-MT e Sindicato Rural capacitam bombeiros de Alta Floresta para operar drones

CNA
CNA apresenta desafios e oportunidades da irrigação em audiência pública na Câmara

SBA
Cotações do açúcar registram alta, diz Cepea

SBA
Preços do trigo seguem em alta, diz Cepea

SBA
Receita das exportações do agronegócio supera US$ 11 bilhões em julho

AgroLink
Preços do trigo seguem em alta

AgroLink
Agro Fraterno é realizado no Espírito Santo

AgroLink
Webinar discute Startups e Bioinovação no Brasil

AgroLink
Produtores já compram fertilizante para 22/23

AgroLink
5 fatos do agro para acompanhar em Setembro

AgroLink
Agro brasileiro tem exportações de US$ 11,3 bilhões

AgroLink
Resultados e perspectivas para a produção brasileira de soja

AgroLink
Falsificadores de registros fitossanitários na mira da PF

AgroLink
MS: VBP da Agropecuária tem crescimento estimado em 18,29% em 2021

AgroLink
Importações de produtos químicos batem recorde

Canal Rural
Tereza Cristina pede reconhecimento ao agro nas discussões da COP26

Canal Rural
Volume processado de cana cai 6,70% desde o início da safra

Canal Rural
União vai repassar R$ 8,6 milhões para combate de incêndios em MS

Canal Rural
Federarroz solicita ao STF participação em ação de lei gaúcha

Canal Rural
Desaceleração da China não vai impactar demanda por alimentos, diz Daoud

Notícias Agrícolas
Governo pode abrir mão de arrecadação para aprovar mudanças no IR, diz Lira

Notícias Agrícolas
CNI mostra confiança de empresários em 30 setores industriais

Notícias Agrícolas
Governo usará COP26 para melhorar imagem da agropecuária brasileira

Portal do Agronegócio
Indústria agrícola estrutura Fundo Global de investimento de US$ 200 milhões

Portal do Agronegócio
Brasil faz primeira exportação de etanol usando sistema de dutos

Portal do Agronegócio
Pesquisa: cuidados na germinação incrementam a produtividade do feijão

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »