Governo vai investigar uso de dados pessoais em programas de descontos de redes de farmácias

Home/Informativo/Governo vai investigar uso de dados pessoais em programas de descontos de redes de farmácias

Governo vai investigar uso de dados pessoais em programas de descontos de redes de farmácias

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) decidiu investigar cinco das principais redes de drogarias do país, por indícios de violação de proteção de dados dos consumidores atendidos, informou o Valor Econômico. Para o órgão, falta transparência no processo de obtenção e tratamento de informações pessoais fornecidas às empresas pelos clientes. Raia Drogasil, Drogarias Pacheco, Drogaria São Paulo, Pague Menos e Panvel terão até dez dias para prestar esclarecimentos. As notificações já foram enviadas às empresas pela Secretaria, que é vinculada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública.O fornecimento de informações pessoais, como o CPF, condicionado a desconto no produto ou no serviço que está sendo oferecido, é uma das justificativas para a abertura de uma averiguação preliminar. Informações provenientes de planos de saúde e convênios com associações e entidades de classe também preocupam a área técnica da Senacon. O órgão quer saber como se dão as relações que envolvam o compartilhamento de dados entre as drogarias, os laboratórios e os consultórios médicos. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

Pílula contra covid-19: Pfizer abre mão de royalties e fecha acordo com ONU

A Pfizer informou nesta terça-feira (16) que assinou um acordo de licença voluntária com a organização de saúde pública apoiada pela Organização das Nações Unidas (ONU), a Medicines Patent Pool, que permitirá a fabricantes de medicamento genéricos produzirem sua pílula contra covid-19. Segundo o Valor Econômico, a mudança ajudará a expandir o acesso ao medicamento para países de baixa e média renda. Sob os termos do contrato de licença principal, fabricantes de medicamentos genéricos qualificadas em todo o mundo que recebem sublicenças “serão capazes de fornecer o ‘PF-07321332’ em combinação com ritonavir para 95 países, cobrindo até aproximadamente 53% da população mundial”, disse a empresa em comunicado.A Pfizer não receberá royalties sobre as vendas nesses países e também renunciará aos royalties sobre as vendas em todos os países cobertos pelo acordo, desde que a covid-19 permaneça classificada como Emergência de Saúde Pública de Preocupação Internacional pela Organização Mundial de Saúde. A companhia disse na semana passada que buscará uma autorização de uso emergencial para o tratamento “o mais rápido possível”.

Imunizados com vacina da Janssen tomarão segunda e terceira dose de reforço, diz Ministério da Saúde

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta terça-feira (16) que as pessoas que tomaram a vacina da Janssen, da farmacêutica Johnson & Johnson, precisarão tomar uma segunda dose do imunizante. A aplicação deverá ser feita dois meses após a primeira dose, informou o Estado de S. Paulo. O reforço para essas pessoas será feito cinco meses após o esquema vacinal completo. Queiroga disse que a quantidade de vacinas da Janssen aplicadas no País foi pequena e que há imunizantes suficientes para a segunda dose. De acordo com a secretária de Enfrentamento à Covid, Rosana Leite de Melo, o Ministério da Saúde vai seguir a recomendação do Food and Drug Administration (FDA), agência reguladora dos EUA, e aplicar a segunda dose da Janssen dois meses após a primeira aplicação. A secretária disse que as vacinas chegaram nesta segunda-feira, 15, e devem ser distribuídas aos Estados e municípios a partir de sexta-feira, 19, ’com todas as orientações’. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

Com 21 milhões em atraso para segunda dose, Ministério da Saúde lança campanha para correr atrás dos ‘faltosos’

Cerca de 21 milhões de pessoas perderam o prazo para tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19, o equivalente a 9,81% da população brasileira, com base na projeção de dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Nessa esteira, o Ministério da Saúde lançou nesta terça-feira (16) a campanha “Megavacinação contra a Covid-19’. Segundo o Globo, o objetivo é ampliar a cobertura vacinal da população ao incentivar a busca pela segunda dose para quem está atrasado e pela dose de reforço para os que completaram o ciclo de imunização há pelo menos cinco meses. A ação começa neste sábado (20), que será o Dia ’D’ da vacinação, e vai até 26 de novembro. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

 

Veja outras notícias

Anvisa
Anvisa analisa pedido da Pfizer para incluir crianças em vacina contra Covid

Anvisa
Projeto de cooperação entre Anvisa e PNUD contrata consultor

Anvisa
Anvisa promove webinar sobre gerenciamento do uso de antimicrobianos

Anvisa
Anvisa altera importação de cosméticos, saneantes e alimentos

Anvisa
Vacinas: esclarecimentos sobre doses adicionais ou de reforço

Agência Saúde
Em agenda diplomática, Ministério da Saúde agradece ao Japão por doação de tomógrafos

Agência Saúde
’Vamos melhorar a qualidade de vida da infância e adolescência do nosso País’, diz ministro em evento no Ceará

Agência Saúde
Política Nacional de Promoção da Saúde completa 15 anos com seminário comemorativo

Agência Saúde
Ministério da Saúde lança linha de cuidado para prevenção e controle do tabagismo

Agência Saúde
Dia Mundial do Diabetes comemora os 100 anos da descoberta da insulina

Agência Saúde
Ministério da Saúde lança protocolo de uso do Guia Alimentar para gestantes

Agência Saúde
Ministério da Saúde lança campanha “Mega Vacinação” para reforçar imunização dos brasileiros contra Covid-19

Agência Brasil
Cientistas aproveitam o pequi como anti-inflamatório e protetor solar

Agência Brasil
Oftalmologistas oferecem orientação online sobre retinopatia diabética

Agência Brasil
Covid-19: ministério reduz intervalo de reforço e amplia público

Agência Brasil
É preciso olhar o que acontece em outros países, diz ministro da Saúde

Agência Brasil
Campanha alerta sobre riscos do diabetes para a saúde dos olhos

Agência Brasil
Laboratório lança teste para alertar sobre risco de diabetes tipo 2

O Estado de S. Paulo
Melatonina: entenda as orientações médicas para uso do ‘hormônio do sono’Correio Braziliense

O Estado de S. Paulo
Imunizados com vacina da Janssen tomarão segunda e terceira dose de reforço, diz Ministério da Saúde

O Globo
Com 21 milhões em atraso para segunda dose, Ministério da Saúde lança campanha para correr atrás dos ‘faltosos’

O Globo
Covid-19: Ministério da Saúde reduzirá intervalo de dose de reforço

O Globo
‘Excluir a CoronaVac é mais um erro do ministério’, diz presidente do Butantan

O Globo
Parasita da toxoplasmose pode ajudar no tratamento do câncer

O Globo
Diabetes: medicamentos para pressão alta reduzem em até 16% o risco da doença, diz estudo

O Globo
Diabetes: tratamentos para domar a glicemia se multiplicaram

O Globo
PF encerra diligências e deve responsabilizar empresário por ameaças a diretores da Anvisa

Valor Econômico
Governo vai investigar uso de dados pessoais em programas de descontos de redes de farmácias

Valor Econômico
Pílula contra covid-19: Pfizer abre mão de royalties e fecha acordo com ONU

Medicina S/A
Preço de medicamentos vendidos a hospitais bate recorde de queda

Medicina S/A
Medicina da família cresce 30% em dois anos e 171% na última década

UOL
Anvisa diz que não foi consultada pela Saúde sobre 3ª dose em adultos