Governo teme novas suspensões de frigoríficos pela China

//Governo teme novas suspensões de frigoríficos pela China
O governo brasileiro teme novas suspensões de frigoríficos pela China, além dos três já impedidos de exportar por determinação do país asiático e de outro barrado pelo próprio Ministério da Agricultura, num momento em que os chineses vêm endurecendo as restrições sanitárias à importação de alimentos diante de sinais de um novo surto de casos de covid-19 naquele país. Segundo o Valor Econômico apurou, nesta quarta-feira (1), mais duas unidades podem entrar na lista de Pequim, que vem pedindo informações sobre casos de contaminação de funcionários nas fábricas do segmento. Além de estabelecimentos de carnes bovina e frango, os chineses também fizeram questionamentos sobre plantas de abate de suínos – de grandes empresas e de frigoríficos de menor porte. Antes das suspensões, 102 frigoríficos do Brasil estavam habilitados a exportar à China, principal destino das exportações de carnes do país. Ainda que o número de plantas suspensas seja pequeno até agora, Brasília ainda busca entender quais critérios técnicos vêm sendo usados pela China para suspender as plantas, mesmo que temporariamente. Por ora, o esforço é para afastar a questão ideológica do debate comercial com a China e levantar as suspensões de forma “clara e técnica”. O governo brasileiro vê a ação da China como um movimento global, já que Pequim também suspendeu a importação de carnes de unidades de países como Reino Unido, Holanda, EUA, Canadá e Austrália. Mas há uma percepção de que ruídos recentes vêm tornando a relação bilateral com a China mais delicada, como ofensas de integrantes do governo Bolsonaro aos chineses e a intenção do Itamaraty de banir empresas chinesas do leilão da tecnologia de 5G no Brasil. “Antes da crise, a relação era excelente; agora está apenas normal”, diz uma fonte. Nesta terça-feira (30), a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, sustentou, em conversa com parlamentares da bancada ruralista e diretores de mais de 40 associações de produtores e exportadores, que não há “problema de relação” com a China. De acordo com informações de uma fonte, ela teria pedido para que sejam evitadas declarações à imprensa sobre o assunto. Na segunda-feira (29), o Ministério da Agricultura informou, em nota, que a China suspendeu a importação de carnes de três frigoríficos brasileiros após tomar conhecimento de casos de funcionários infectados com o novo coronavírus por notícias veiculadas na imprensa brasileira. “É uma questão de segurança alimentar. A população chinesa está com medo de um novo surto e eles têm que dar uma resposta”, afirmou a fonte.

Treinamento para estimular a produção de 10 mil aves caipiras por ano

Nesta quarta-feira (1), a Embrapa divulgou que, dez mil aves por ano, com produção “organizada e escalonada”, é a meta da primeira capacitação online em Gestão e Inovação na Produção e Comercialização de Ovos e Galinha Caipira, que o Emater-PI,  Embrapa Meio-Norte e o Instituto Federal do Piauí (campus do município de José de Freitas), querem alcançar. O curso começa no dia oito de julho próximo, e será desenvolvido das 18h45 às 21 horas. Cem pessoas já estão inscritas na primeira turma. O treinamento terá dez módulos e carga horária de 20 horas. As inscrições vão até a próxima sexta-feira, dia três, no endereço  https://cutt.ly/MikVhNN ou pelo número (86) 99543-8567. Esse estímulo à produção busca alcançar pessoas que já trabalham na produção de galinha caipira,bem como potenciais produtores, estudantes e técnicos de Assistência Técnica e Extensão Rural. “O objetivo é que cada família possa auferir um salário mínimo de renda só com galinha Canela-Preta, e que possam diversificar suas atividades com outros produtos da agricultura familiar. No futuro, os produtores podem se organizar em associação de criadores de galinha Canela-Preta, nativa da nossa região”, projeta o agrônomo Francisco Guedes, presidente do Emater-PI. Ao falar no lançamento do curso, em uma live, na sexta-feira (26), o governador Wellington Dias elogiou a parceria e garantiu que “há espaço para estimularmos a economia com outras áreas e culturas”. E foi mais além: “Que a pesquisa e a assistência técnica possam contribuir para esse momento tão desafiador de recuperação econômica após a pandemia”. Já o chefe-geral da Embrapa Meio-Norte,  Luiz Fernando Leite, disse que “o processo vai gerar novos  mecanismos de estímulo ao empreendedorismo e a inovação tecnológica”. E completou: “A missão da Embrapa nessa parceria  é apresentar o portfólio das soluções tecnológicas  para a sociedade brasileira, permitindo o avanço da produção familiar e agrícola no estado do Piauí”. No entender do empreendedor e consultor do Emater-PI Miguel Ítalo Cavalcante, “a ideia é que essas pessoas possam iniciar sua produção e ganhar um nível de tecnologia maior ao negócio”. E garantiu: “Vamos mostrar como o conhecimento pode melhorar o negócio, na prática, seja para consumo familiar ou comercialização”. A capacitação será coordenada pelo analista Marcos Jacob de Oliveira Almeida, da Embrapa Meio-Norte, e o consultor  Miguel Ítalo Cavalcante, com a participação efetiva da equipe técnica do Instituto Federal de Educação, em  José de Freitas, que é  liderada pelo professor José dos Santos. A Secretaria Estadual de Agricultura Familiar apoia o evento.

Soluções naturais na dieta das aves contribuem para garantia da segurança alimentar

Ocupando o posto de maior exportador de produtos de origem avícola, o Brasil possui um trabalho de segurança alimentar na avicultura que é referência mundial, destacou o portal AgroLink nesta quarta-feira (1). Neste cenário, constantemente, toda a cadeia produtiva busca melhorias para se manter na vanguarda, sempre buscando o cumprimento das regras e normativas. Entre as práticas está o uso de soluções naturais nas dietas, a fim de melhorar os índices zootécnicos e reduzir a contaminação por possíveis agentes patogênicos às aves e até ao ser humano, conforme apresentado no Alltech ONE Virtual Experience, simpósio virtual realizado para discutir o futuro da agroindústria. De acordo com o médico veterinário Fabrício Imperatori, gerente de vendas para Avicultura da Alltech, para que as agroindústrias obtenham melhores índices zootécnicos em suas criações através de animais mais bem protegidos contra diferentes agentes patogênicos, é essencial que os animais recebam as melhores condições no seu ambiente de criação e na alimentação para que possam expressar todo o seu potencial genético. “Caso isso não seja feito, as aves não irão expressar todo o seu potencial, tornando o desempenho aquém do esperado. As empresas que conseguem dar condições melhores para suas aves estão um, dois ou três passos à frente. Aqui orientamos o uso de aditivos naturais e matérias-primas de alta qualidade na alimentação, pois contribuem para reduzir a probabilidade de infecção ou, em caso de incidência, conseguir amenizar ou até mesmo eliminar rapidamente o problema”, explica. Segundo o médico veterinário, o uso dessas soluções naturais como probióticos, prebióticos com frações ativas e específicas com frações ativas e específicas, minerais orgânicos, entre outros, além de favorecer o desempenho e a saúde do animal, permitem que ovos comerciais e carne de frango possam ir de encontro a segurança alimentar que procuramos enquanto consumidores. A Alltech, por exemplo, conta com um programa de saúde intestinal, que oferece soluções naturais para granjas, permitindo que as agroindústrias reduzam ou até mesmo deixem de usar os antibióticos melhoradores de desempenho na produção avícola, atendendo as exigências dos principais mercados compradores. Para isso, o especialista destaca também a utilização enzimas, corroborando com a saúde e melhora na absorção de nutrientes pelos animais, assim como de soluções que focam na melhoria do microbioma intestinal, buscando o seu equilíbrio. Imperatori ainda reforça que cada produtor deve avaliar o seu contexto de produção, pontos críticos da cadeia produtiva, observando onde há possibilidade de melhoria. “No mundo, segundo dados da Organização Mundial da Saúde, anualmente cerca de uma a cada 10 pessoas é acometida por uma doença transmitida por alimentos. Estas doenças geralmente estão relacionadas a infecções causadas por agentes bacterianos como Salmonella ou Campylobacter. Sendo assim, o cuidado com este processo de segurança alimentar deve continuar sendo prioridade. E nisso, recomendamos cada vez mais o uso de tecnologias naturais como as desenvolvidas pela Alltech, para auxiliar o animal a desenvolver o seu máximo potencial produtivo, trazendo o menor impacto para o meio ambiente e um alimento mais seguro e nutritivo”, finaliza.

Clínicas são inauguradas para atender animais gratuitamente no Rio de Janeiro

De acordo com a publicação do portal Anda, desta quarta-feira (1), após inaugurar, no início de junho, um castramóvel para esterilizar animais das comunidades do Rio de Janeiro, a Subsecretaria de Bem-Estar Animal inaugurou, no sábado (27) e na segunda-feira (29), mais duas unidades de Saúde Médica Veterinária em Paciência e Flamengo, respectivamente. O serviço prestado pelas clínicas será gratuito e realizado mediante agendamento prévio, através do aplicativo Bicho Rio Subem. O Subsecretário de Bem-Estar Animal, Roberto de Paula, explicou que a unidade do Flamengo foi conquistada por meio de uma parceria entre a Prefeitura e o Instituto Ser Educacional, do Centro Universitário Universus Veritas. “Nós iremos fornecer o corpo médico, medicamentos e insumos para os procedimentos, e o Instituto fornecerá a estrutura da unidade. Estamos muito felizes com essa parceria, a zona sul estava precisando desta unidade. Quando oferecemos a castração gratuitamente nós estamos combatendo também o abandono”, afirmou Roberto ao Diário do Rio. A clínica do Flamengo deveria ter sido inaugurada em março, mas a inauguração teve que ser adiada por conta da pandemia de coronavírus. No entanto, também por conta da pandemia, a demanda por atendimento veterinário aumentou bastante e, então, as duas unidades da clínica foram inauguradas após decisão tomada durante reunião entre o presidente da Comissão dos Direitos dos Animais da Câmara, vereador Luiz Carlos Ramos Filho, e técnicos da Subem. A diretora da UNIVERITAS (Centro Universitário Universus Veritas), Adriana Garcia, comemorou a inauguração das unidades. “Estamos muito contentes em poder trabalhar com a extensão universitária disponibilizando serviços à população. Entendemos que todo centro universitário deve beneficiar uma cidade, assim como seu entorno, visando contribuir para o bem-estar social e fazendo o aluno perceber seu papel junto à população”, afirmou. Nas clínicas, são realizadas cirurgias emergenciais como Cesariana, Piometra, Mucometra, Hidrometra, retirada de fetos mortos, retirada de nódulos, mastectomia, amputação de membros, caldectomia por trauma, enterotomia devido à fecaloma, cistostomia (desobstrução em felinos), penectomia, prolapso retal e vaginal, enucleação, otohematoma, hérnia ingnal e umbilical, testículo ectópico, suturas de feridas e algumas cirurgias de retiradas de corpos estranhos. Nas novas unidades, 30 animais serão atendidos por dia. Serão distribuídas 15 senhas às 8h e outras 15 às 13h. Os atendimentos serão feitos de segunda a sexta-feira. As castrações das novas unidades serão agendadas a partir de 01/07, às 10h, pelo aplicativo. Nas demais unidades, o agendamento é feito através do aplicativo sempre no dia 25 de cada mês. Confira aqui as unidades de atendimento veterinário gratuito no Rio de Janeiro.

NA IMPRENSA

Folha de S.Paulo – Boteco clandestino na pet shop vendia whisky e Whiskas para os bebuns

Folha de S.Paulo – Pedágio Aumigo vai arrecadar ração e itens de inverno para ONGs de proteção animal

Folha de S.Paulo – Ameaça de uma nova pandemia

Folha de S.Paulo – Nova classificação de seres vivos com base apenas no parentesco é, enfim, publicada

O Estado de S.Paulo – Raiva humana: saiba os sintomas, os riscos e como se proteger

O Estado de S.Paulo – Tudo sobre a raça de cachorro Pastor Maremano Abruzês

G1 – Bife à base de plantas é produzido por impressora 3D em negócio de start-up israelense

G1 – Governo mapeia áreas com maior abandono de animais durante pandemia no RJ

G1 – Centro de Zoonoses cadastra responsáveis por animais para atendimento no Hospital Veterinário em Belém

G1 – Ministério Público investiga compra de milhares de garrafas pets pelo governo estadual

G1 – Hospital Público Veterinário de Belém deve ser inaugurado em agosto

Valor Econômico – Governo teme novas suspensões de frigoríficos pela China

CNA – Produção de leite aumenta 85% em propriedade assistida pelo Senar Goiás

CNA – CNA debate oportunidades no mercado futuro do boi gordo

Embrapa – Treinamento para estimular a produção de 10 mil aves caipiras por ano

AgroLink – Grupo investe R$ 10 milhões em confinamento

AgroLink – Soluções naturais na dieta das aves contribuem para garantia da segurança alimentar

AgroLink – Megaleilão Nelore CFM abre as vendas do ano com a oferta de 650 touros

AgroLink – China suspende grande parte das importações de carne suína holandesa após surtos de Covid-19

AgroLink – Agricultores caem no golpe do recibo frio

AgroLink – Tailândia quer exportar Aves e Suínos para China

AgroLink – Encontro de Confinamento e Recriadores da Scot Consultoria

AgroLink – Cenário positivo para o mercado do boi gordo

AgroLink – Preço da carne bovina subiu no varejo

AgroLink – Paraná: alta nos preços dos animais de reposição

Anda – Desmatamento está ligado ao aumento nos casos de malária, revela estudo

Anda – Porco e gato constroem laço de afeto e se tornam inseparáveis

Anda – Campanha arrecada mais de 80 kg de ração para protetora de animais em SP

Anda – Deputado denuncia morte de cachorro no estacionamento do Carrefour da Torre, no Recife (PE)

Anda – ONG de Caeté (MG) suspeita que armadilha mutilou cadela e faz denúncia

Anda – Retrocessos ambientais ameaçam espécies em extinção

Anda – Galos mutilados são resgatados após serem explorados em rinhas

Anda – Novo vírus gerado pela exploração de porcos para consumo pode desencadear pandemia

Anda – Clínicas são inauguradas para atender animais gratuitamente no Rio de Janeiro

______________________
O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »