Governo prevê vacinar grupo prioritário até o meio do ano que vem e concluir imunização só em 2022

//Governo prevê vacinar grupo prioritário até o meio do ano que vem e concluir imunização só em 2022

O governo estima conseguir, até a metade de 2022, imunizar toda a população do Brasil, destacou o jornal O Estado de S.Paulo nesta sexta-feira (18). Embora ainda não haja uma data precisa para o começo da campanha, a previsão é de vacinar no primeiro semestre de 2021 grupos prioritários, que somam 49,6 milhões de pessoas, como profissionais de saúde e idosos. Essa etapa deve durar quatro meses. O restante da população, segundo o plano nacional de imunização, será imunizado nos 12 meses seguintes. O governo federal ainda negocia a compra de vacinas e até de seringas para a campanha. Após meses de brigas com o governo de São Paulo, de João Doria, o Ministério da Saúde prevê a compra de pelo menos 46 milhões de doses da Coronavac, sendo que 9 milhões já seriam entregues em janeiro, segundo afirmou ontem o ministro Eduardo Pazuello. Em outubro, quando as negociações começaram, o presidente Jair Bolsonaro chegou a vetar a aquisição do produto da chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantã. Ao participar de audiência no Senado ontem, Pazuello disse que o Brasil não está atrasado, mas “na vanguarda” do processo de imunização. Ele calcula que a aplicação deve começar em “meados de fevereiro”.

STF: vacinação compulsória é constitucional e pode ser definida por entes federados

O Supremo Tribunal Federal (STF) considerou, nesta quinta-feira (17), constitucional a vacinação compulsória. Segundo o Jota o colegiado reforçou, mais uma vez, que a obrigatoriedade não pressupõem forçar, mas depende do consentimento do cidadão. Contudo, os entes federados podem definir medidas restritivas para incentivar a vacinação. As vacinas devem ter registro em órgão de vigilância sanitária, mas não necessariamente na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A depender do caso, excepcionalmente, os entes podem importar materiais, medicamentos, equipamentos ou vacinas registrados em agências de vigilância sanitária dos Estados Unidos, Japão, Europa ou China. Nos votos, os ministros ressaltaram a importância da valorização da ciência, retomaram a história das vacinas como forma de ampliar a proteção da população contra doenças transmissíveis e ampliar a expectativa de vida da humanidade, além de enfatizar que, neste caso, o direito coletivo à saúde pública deve prevalecer sobre entendimentos individuais. Três ações discutem se o poder público pode determinar a obrigatoriedade de vacinação e são analisadas pelo Supremo. Duas delas são relatadas pelo ministro Ricardo Lewandowski: um processo tratava da política de imunização para a Covid-19 e um recurso extraordinário questionava o dever de pais de vacinar filhos, mesmo quando possuem convicções filosóficas contrárias à vacinação. Os relatores foram acompanhados pelos ministros Alexandre de Moraes, Luiz Edson Fachin, Rosa Weber, Dias Toffoli, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Marco Aurélio. Já o ministro Nunes Marques, ainda que tenha acompanhado os votos endossados pelo plenário, apresentou uma ressalva para definir que a vacinação será obrigatória depois que a União for consultada por entender que a legislação assim o define.

Lote com mais 2 milhões de doses da Coronavac chega a São Paulo

O terceiro lote da Coronavac, com 2 milhões de doses prontas da vacina contra a covid-19, chegou a São Paulo na manhã desta sexta-feira (18). De acordo com o jornal O Estado de S.Paulo o Instituto Butantã, que desenvolve o imunizante em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, deve pedir autorização de uso emergencial da Coronavac à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no dia 23 de dezembro. De acordo com o Governo de São Paulo, com a chegada do novo lote, o Butantã já tem 3,12 milhões de doses da Coronavac prontas para uso imediato após aprovação da Anvisa, que estabeleceu dez dias para a avaliação do pedido. Segundo Dimas Covas, diretor do Butantã, 9 milhões de doses da vacina devem estar disponíveis a partir do dia 15 de janeiro, antes da data divulgada anteriormente pelo governo de São Paulo, que previa iniciar a vacinação em 25 de janeiro. As 3,12 milhões de doses já prontas são suficientes para imunizar o primeiro grupo prioritário definido pelo Estado de São Paulo, formado por profissionais de saúde, indígenas e quilombolas, num total de 1,5 milhão de pessoas. A vacina é aplicada em duas doses, com intervalo de 21 dias entre elas. A primeira remessa chegou ao Brasil em novembro, com 120 mil doses da vacina. No início deste mês, o Butantã recebeu 600 litros de insumos para fabricação da Coronavac no País. Cerca de 40 milhões de doses devem ser produzidas pelo instituto até o fim de janeiro. Os resultados da fase 3 de estudos clínicos da Coronavac, que determinam a eficácia do imunizante, ainda não foram divulgados. As etapas anteriores mostraram que a vacina é segura e capaz de produzir respostas imunes. Em audiência no Senado nesta quinta-feira (17), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que o governo federal está “partindo para um contrato” com a Sinovac e o Butantã para garantir 9 milhões de doses da vacina em janeiro. A estimativa é de que a vacinação deve começar em “meados” de fevereiro.

Comitê dá sinal verde para aprovação da vacina da Moderna nos EUA; agência deverá autorizar

Um comitê de cientistas americanos decidiu nesta quinta-feira (17) se posicionar a favor da aprovação da vacina da Covid-19 da empresa americana Moderna, que pode abrir caminho para seu uso nos Estados Unidos nos próximos dias, informou o G1. O parecer favorável à vacina da Moderna recebeu 20 votos a favor e nenhum contra, com somente uma abstenção. A recomendação vale para o uso do imunizante em maiores de 18 anos. Para começar a ser distribuída nos EUA, a vacina ainda depende de aprovação da FDA — agência americana equivalente à Anvisa — e do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês). A reunião favorável à vacina da Moderna aconteceu depois que a vacina da Pfizer-BioNTech recebeu autorização de uso emergencial pelas autoridades americanas, o que permitiu a aplicação dos primeiros três milhões de vacinas esta semana no país, o mais afetado no mundo pela pandemia. Ambas as vacinas Pfizer e Moderna usam moléculas de mRNA (ácido ribonucléico mensageiro) para fazer com que as células humanas gerem a espícula do coronavírus e, assim, evitar que o coronavírus grude.

SAÚDE NA IMPRENSA

Agência Câmara – Aprovado texto-base de projeto que libera recursos para combate à pandemia

Agência Câmara – Projeto que libera recursos para combate à pandemia está em análise no Plenário da Câmara

Agência Câmara – Projeto assegura o direito à fertilização assistida para as pessoas com deficiência no SUS

Agência Câmara –  MP abre crédito extraordinário de R$ 20 bi para compra de vacinas contra a Covid-19

Agência Câmara – Câmara aprova projeto que proíbe bloqueio de recursos do Fundo de Desenvolvimento Científico

Agência Senado – Senadores destacam atuação do Congresso e mostram esperança com vacina

Agência Senado – Jayme Campos propõe que INSS aceite pareceres médicos particulares para agilizar atendimento

Agência Senado – Comissão mista que acompanha ações contra a covid-19 vota relatório nesta sexta

ANS – ANS realiza nova reunião do Diálogos sobre a Agenda Regulatória

Agência Saúde – Brasil registra 6.177.702 milhões de pessoas recuperadas

Agência Saúde – Saúde fecha acordo com todas as aéreas brasileiras para transporte gratuito de vacinas contra a Covid-19

Agência Saúde – Ministério da Saúde prorroga 1.475 leitos de UTI em 11 estados

Agência Saúde – Ministério da Saúde vai repassar mais de R$ 20 bilhões para financiamento da Atenção Primária em 2021

Agência Saúde – Presidente da República assina MP que autoriza crédito extra de R$ 20 bilhões para vacinação contra o coronavírus

Agência Saúde – Nota de esclarecimento

Agência Saúde – Saúde fecha acordo com Fiocruz e UFRJ para disponibilização de exame de genotipagem para pacientes com HIV

Agência Saúde – Saúde leva atendimento oftalmológico à indígenas do Rio Grande do Sul

Governo Federal – Assinada MP de R$ 20 bilhões para vacinação contra a Covid-19

Governo Federal – Governo Federal sanciona lei que impulsionará a Internet das Coisas

Jota – STF: vacinação compulsória é constitucional e pode ser definida por entes federados

Agência Brasil – Covid-19: Brasil registra 7.110.434 casos e 1.092 mortes

Agência Brasil – Prefeitura do Rio proíbe festas e eventos em quiosques da orla

Agência Brasil – São Paulo confirma primeiro caso de reinfecção por covid-19 no estado

Agência Brasil – Brasil ultrapassa 7 milhões de infectados pela covid-19

Agência Brasil – Fiocruz dá orientações para diminuir riscos nas festas de fim de ano

Correio Braziliense – Vacina contra a covid-19 é escolhida como feito científico de 2020

Correio Braziliense – CB.Saúde: médica dá dicas para confraternizações seguras

Correio Braziliense – Pediatra dá dicas para encarar férias escolares no isolamento social

Correio Braziliense – Por que nosso corpo não produz vitaminas suficientes (e por que isso é perigoso)

Folha de S.Paulo – Covid pega no trabalho amplia benefícios do INSS

Folha de S.Paulo – Pandemia favoreceu subnotificação de crimes sexuais cometidos contra crianças em SP

Folha de S.Paulo – Brasileiro precisará de exame negativo de Covid-19 para embarcar para o país

Folha de S.Paulo – Julgamento no STF foi resposta clara às investidas de Bolsonaro contra a vacinação

Folha de S.Paulo – Fabricante diz que mercado brasileiro vai atender demanda por seringas para vacina contra Covid-19

Folha de S.Paulo – STF permite que Estado imponha restrições a quem não tomar vacina contra Covid-19

O Estado de S.Paulo – SP recebe mais 2 milhões de doses da vacina CoronaVac

O Estado de S.Paulo – Lote com mais 2 milhões de doses da Coronavac chega a São Paulo

O Estado de S.Paulo – Governo prevê vacinar grupo prioritário até o meio do ano que vem e concluir imunização só em 2022

O Estado de S.Paulo – Ainda sem vacina, mas com muitas ‘fake news’

O Estado de S.Paulo – O que sobrará da Anvisa após a pandemia?

O Estado de S.Paulo – Hospitais privados se reunirão com saúde para ajudar em vacinação

O Estado de S.Paulo – Congresso atropela Economia em votações de fim de ano e amarra Orçamento de 2021

O Estado de S.Paulo – Os desafios logísticos no transporte das vacinas contra a covid-19

O Estado de S.Paulo – Câmara aprova projeto que libera R$ 177,7 bi de fundos públicos para combate à covid-19

O Estado de S.Paulo – Lewandowski permite uso de vacinas aprovadas no exterior

O Estado de S.Paulo – Covid é dez vezes mais mortal em pessoas com síndrome de Down

O Estado de S.Paulo – Médicos não provaram que uma vacina precisa de 10 anos de pesquisa para ser segura

O Estado de S.Paulo – Células-tronco extraídas dos dentes serão usadas em estudo para tratar idosos infectado pela covid

O Estado de S.Paulo – Registro de aparelho usado para lipoaspiração LAD ou HD está inválido

O Estado de S.Paulo – Divulgação de lipo LAD com permutas no Instagram é prejudicial

O Globo – A vacina já, e o direito constitucional à saúde

O Globo – Vacina da Moderna se aproxima ainda mais da aprovação pela agência regulatória de saúde dos EUA

O Globo – Ex-secretário de vigilância do Ministério da Saúde defende inclusão de professores como atividade essencial

G1 – Governo vai exigir exame negativo de Covid-19 para brasileiro ou estrangeiro entrar no país

G1 – Israel acena com ‘passaporte verde’ para vencer alta resistência à vacinação

G1 – Mais 2 milhões de doses da vacina CoronaVac chegam a São Paulo

G1 – Câmara aprova projeto que libera saldo de fundos públicos para uso no combate à Covid-19

G1 – Empresas aéreas farão transporte gratuito de vacinas contra a Covid-19, diz Ministério da Saúde

G1 – Comitê dá sinal verde para aprovação da vacina da Moderna nos EUA; agência deverá autorizar

G1 – STF rejeita por unanimidade recurso que pretendia desobrigar pais de vacinarem os filhos

G1 – Lewandowski autoriza que estados e municípios importem vacinas usadas em outros países se Anvisa descumprir prazo

G1 – Relator vota no STF contra autorização para pais deixarem de vacinar filhos por razão pessoal

G1 – Governo de SP volta atrás e diz que pedirá uso emergencial da Coronavac à Anvisa; Doria aguarda formalização da compra pelo governo federal

G1 – Hospitais do Japão suspendem tratamentos eletivos para evitar colapso na pandemia

G1 – Brasil volta a superar mais de 1 mil mortes por Covid-19; 16 estados e o DF estão com tendência de alta

G1 – Ministério da Saúde prevê receber 93,4 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 até março

Valor Econômico – Mourão considera “normal” imposição de restrições a quem não for vacinado contra covid-19

Valor Econômico – OMS alerta para crise de saúde mental na Europa

Valor Econômico – EUA batem novo recorde de hospitalizações por covid-19

Valor Econômico – Vacinação obrigatória é direito de municípios, Estados e União, diz STF

Valor Econômico – Lewandowski libera entrada de produto sem aval da Anvisa

Valor Econômico – Governos de 12 Estados e quase mil prefeituras já procuraram o Butantan

Valor Econômico – Brasil volta a ultrapassar mil mortes por covid em um dia

Valor Econômico – UE dará início à vacinação em menos de dez dias

Valor Econômico – Lewandowski autoriza Estados a importar e distribuir vacinas em caso de demora da Anvisa

Valor Econômico – Arábia Saudita começa vacinação contra a covid-19

Valor Econômico – Pazuello prevê que Brasil poderá receber 24,5 milhões de doses de vacina em janeiro

Valor Econômico – Pfizer diz que negocia com governo brasileiro; cláusulas estão em linha com outros acordos

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »