Governo diz à Petrobras que não há estudos para privatização

Home/Informativo/Governo diz à Petrobras que não há estudos para privatização

Governo diz à Petrobras que não há estudos para privatização

A Petrobras informou nesta sexta-feira (5) que o Ministério da Economia encaminhou comunicação à empresa afirmando que não há estudos para a privatização da empresa, após o presidente Jair Bolsonaro ter feito declarações sobre o tema, informou o portal Notícias Agrícolas. Segundo o ministério, não há fato relevante a ser informado ao mercado pela União neste momento sobre a eventual inclusão da desestatização da petroleira no Programa de Parcerias de Investimentos. O ministério disse ainda à companhia, na véspera, que não há avaliações em curso que tratem da privatização no âmbito da Secretária Especial do Programa de Parcerias de Investimentos da pasta.A comunicação ocorreu após a empresa ter questionado o acionista controlador sobre o tema, diante de afirmações de Bolsonaro, que disse ter pedido ao ministro da Economia, Paulo Guedes, para colocar a privatização ’no radar’. Já o Ministério de Minas e Energia afirmou à empresa que não tem conhecimento da existência de qualquer decisão, ato ou fato relevante da União Federal que deva ser comunicado à Petrobras para subsequente divulgação ao mercado.

ANP inicia consulta e audiência pública sobre especificações e controle de qualidade do biodiesel

A Diretoria Colegiada da ANP aprovou nesta quinta (04/11) a análise de impacto regulatório (AIR) e a realização de consulta e audiência públicas relativo à minuta de resolução que estabelece as novas especificações nacionais de biodiesel e as medidas de controle de qualidade, informou o portal Notícias Agrícolas. O biodiesel é importante biocombustível utilizado no país e foi introduzido de maneira compulsória na matriz de combustíveis brasileira em 2008. Desde então, seu teor no óleo diesel rodoviário, comercializado em território nacional, cresceu gradualmente de 2% (B2) até 13% (B13), devendo chegar a 15% (B15) em 2023, conforme estabelecido pela Resolução CNPE n° 16, de 2018. Cumprindo sua missão estratégica de aperfeiçoar a qualidade dos produtos e em face do teor crescente de biodiesel no óleo diesel que influencia na qualidade do produto final, a ANP realizou estudos técnicos para aprimorar as especificações técnicas do biodiesel e óleo diesel, que culminaram com a proposição de novas regras de especificação e controle de qualidade que visam melhorar a satisfação do consumidor com o produto. A AIR envolveu a utilização de ferramentas de matriz GUT, análise SWOT e análise de riscos dos eixos analisados relativos à qualidade do produto. A Agência espera que as propostas quando aprovadas resultem em produto com qualidade superior. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

Governo anuncia corte de 10% em tarifas de importação

As tarifas de importação do Brasil serão reduzidas em 10%, informou nesta sexta-feira (5) o governo federal por meio de nota conjunta dos ministérios da Economia e das Relações Exteriores. Segundo informou o Valor Econômico, o corte atinge 87% do universo tarifário e não abrange exceções já existentes no Mercosul. De acordo com a nota, a redução vigorará até 31 de dezembro de 2022. A redução tarifária foi formalizada por meio da Resolução 269 do Comitê-Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Camex). A medida é baseada em uma cláusula do Tratado de Montevidéu que permite a adoção de medidas voltadas para a proteção da vida e da saúde das pessoas. A cláusula foi acionada como resposta aos efeitos da pandemia “e pela necessidade de poder contar, de forma imediata, com instrumento que possa contribuir para aliviar seus efeitos negativos sobre a vida e a saúde de população brasileira”, diz a nota. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

Custos elevados ameaçam futuro do setor agropecuário pós-pandemia

Em encontro foi realizado na manhã desta quinta-feira (04), de forma remota. Em reunião mediada pelo presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado Sérgio Souza (MDB-PR), nesta quinta (4), representantes dizem que insumos e fertilizantes interferem diretamente no aumento dos custos de produção. Na reunião o deputado Sérgio Souza explicou que o produtor rural, quando se depara com situações de alterações de preços dos insumos, tem a possibilidade de “em certas situações ganhar e em outras perder”. O parlamentar citou como exemplo da possibilidade negativa, o caso da compra de insumos caros no começo do plantio, que se traduzem em prejuízo ao produtor no final da safra, se o preço das commodities caírem. Arnaldo Jardim, coordenador de Infraestrutura e Logística da FPA, ressaltou a importância do debate acerca dos custos de produção no país. O superintendente técnico da CNA, Bruno Lucchi, disse que é muito bom debater o tema de aumento de custos de produção o que, segundo ele, tem preocupado os produtores rurais. Ao tratar da inflação dos alimentos, Lucchi lembrou que “o país está vivendo os reflexos de uma pandemia e o setor agropecuário não é semelhante à indústria, nós dependemos de clima e épocas específicas para desenvolver as atividades”. A diretora da divisão de Defensivos Químicos da Croplife Brasil, Andreza Martinez, pontuou que são diversos os setores que estão tendo desafios, principalmente pela escassez de matérias-primas que ocorreram de forma simultânea e foram agravadas pela pandemia, nos últimos dois anos. Ela ressaltou ainda que com a crise enfrentada, as restrições logísticas que já vinham sendo observadas por empresas de diversos setores, vêm sendo impactadas com a elevação do custo de fretes, o que segundo ela, “causa a elevação de custos para produtos no mercado interno”. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

 

Veja outras notícias

Agência Brasil
Preço dos combustíveis volta a ter dois dígitos após vírgula na bomba

Folha de S. Paulo
Gargalos na indústria podem durar até 2023 com freio da China, dizem analistas

ANAC
Segurança em Foco: 7ª edição vai acontecer entre os dias 9 e 11 de novembro

SBA
Governo de MS prorroga proibição de queima controlada na planície pantaneira

SBA
Defensivo agrícola: mais de meia tonelada é apreendida pela PRF

Valor Econômico
Governo anuncia corte de 10% em tarifas de importação

Valor Econômico
Contratação de crédito rural aumenta 39%

AgroLink
Pesquisadores querem parar declínio global das abelhas

AgroLink
Cigarrinha-do-milho duplica gasto com inseticidas

AgroLink
Plano Nacional dos Fertilizantes é defendido pelos Senadores

Portal do Agronegócio
Produtores de citros comprovam benefícios de fertilizantes minerais

Portal do Agronegócio
Aprosoja/MS acredita que agropecuária neutralizará o carbono antes de 2050

Portal do Agronegócio
Custos elevados ameaçam futuro do setor agropecuário pós-pandemia

Portal do Agronegócio
Redução na importação de fertilizantes alavanca uso de big bags

Portal do Agronegócio
Campeão na produção de etanol, Brasil tem vantagens na era do hidrogênio verde

Revista Globo Rural
Mudança no modelo de comercialização de biodiesel desagrada produtores

Aeroin
Empresas Aéreas vão reavaliar proposta para renovação da CCT dos Aeronautas

Notícias Agrícolas
Metade dos combustíveis fósseis poderá ser inútil em 2036, diz estudo

Notícias Agrícolas
ANP inicia consulta e audiência pública sobre especificações e controle de qualidade do biodiesel

Notícias Agrícolas
Governo diz à Petrobras que não há estudos para privatização

 

 

 

 

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »