GESTÃO DORIA DEMITE 3 POR CARNE DE FRIGORÍFICO INTERDITADO NA MERENDA

//GESTÃO DORIA DEMITE 3 POR CARNE DE FRIGORÍFICO INTERDITADO NA MERENDA

A gestão do governador João Doria (PSDB) demitiu nesta quinta-feira (21) três funcionários responsáveis pela merenda escolar em São Paulo após o jornal Folha de S. Paulo, revelar que escolas estaduais receberam carne de frigorífico interditado pelo Ministério da Agricultura. O chefe da Coordenadoria de Infraestrutura e Serviços Escolares da Secretaria da Educação, Júlio César Forte Ramos foi um dos exonerados. Ele assinou em fevereiro contratos para o fornecimento de carne com empresas que já haviam tido atividades suspensas pelo Ministério da Agricultura. Em nota, a Secretaria Estadual da Educação afirmou nesta quinta-feira (21) que “ao tomar ciência pela Folha de S.Paulo de que carne de frigoríficos com atividades suspensas pelo Ministério da Agricultura foram distribuídas nas escolas estaduais, o governador João Doria determinou que todo o produto fosse imediatamente recolhido”. Segundo o secretário Rossieli Soares, foi aberta uma comissão de apuração interna e será contratada uma auditoria para avaliar a merenda da rede. “Ele afirmou que a carne dos frigoríficos interditados não oferecia riscos à saúde. A irregularidade delas consistia no fato de a secretaria ter pago por um produto diferente do que veio —por exemplo, com mais água para aumentar o peso”, afirmou a notícia.

 

Publicada norma sobre aditivos em carnes



O portal da Anvisa destacou que foi publicada na última segunda-feira (18), no Diário Oficial da União, a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 272, que estabelece os aditivos alimentares autorizados para uso em carnes e produtos cárneos. A proposta insere ao ordenamento jurídico brasileiro a Resolução do Grupo Mercado Comum – GMC 63/2018, ou seja, uma resolução que já havia sido harmonizada no Mercosul. Ela substitui normas que estavam desatualizadas, considerando as principais referências internacionais utilizadas pelo Brasil. A Consulta Pública 363/2017, que tratou do assunto, recebeu 53 contribuições válidas de 13 respondentes, em sua maioria representantes de empresas e entidades do setor regulado, com 93% de relatos de impactos positivos. 42% das contribuições foram aceitas área de Alimentos da Anvisa. A norma que entrou em vigor apresenta uma lista dos aditivos alimentares autorizados para uso em carnes e produtos cárneos, suas respectivas funções, limites máximos e condições de uso. “A Anvisa lembra que, para autorizar o uso de aditivos alimentares e coadjuvantes de tecnologia, é realizada uma avaliação de segurança com vistas a garantir que o consumo desses aditivos nas condições e nos limites aprovados não irá expor a população a um risco relevante. Além disso, é necessária a demonstração de sua necessidade tecnológica”, destacou a matéria.

 

China deve dobrar importação de carne suína após peste derrubar produção



As importações chinesas de carne suína em 2019 devem dobrar em relação ao ano passado, para 2 milhões de toneladas, disse um analista do Rabobank nesta quinta-feira (21), enquanto a peste suína africana atinge a produção no maior mercado de suínos do mundo. De acordo com o portal do G1, a China registrou 113 surtos da doença contagiosa desde agosto passado, apesar de agricultores e especialistas do setor dizerem que vários focos não foram contabilizados. A peste suína africana, que não agride os seres humanos, tem uma alta taxa de mortalidade em porcos e não tem vacina ou cura. A produção de carne suína chinesa cairá em até 20% em 2019, disse Oscar Tjakra, diretor de pesquisa sobre alimentos e agronegócios do Rabobank, em uma conferência no leste do país. A China normalmente responde por cerca de metade da produção mundial da proteína. “A produção local deste ano está entre 50 milhões e 51 milhões de toneladas”, disse Tjakra.

 

Mapa publica Instrução Normativa sobre novos procedimentos de registro de estabelecimentos



Foi publicada nesta quinta-feira (21), no Diário Oficial da União, a Instrução Normativa (IN) nº 3, que detalha procedimentos de aprovação prévia de projeto, reforma e ampliação, registro de estabelecimento, alterações cadastrais e cancelamento de registro junto ao Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa). É o que informa o portal do Mapa. A IN trata ainda da relação dos estabelecimentos junto ao Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sipoa). De acordo com a diretora do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal da Secretaria de Defesa Agropecuária, Ana Lucia Viana, “além da definição de procedimentos, houve também simplificação de documentação e modernização de processo”. O registro de estabelecimentos, reforma e ampliação em processo online, diminui o tempo de tramitação. Informações higiênico-sanitárias e descritivo da construção passam a ser unificadas em um único documento, havendo ainda descentralização de aprovações de reforma e de ampliação, que passam a ser feitas por todas as unidades do Sipoa. “A instrução, assinada pelo secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, José Guilherme Leal, entra em vigor 30 dias após a data de sua publicação”, informa a nota.

 

NA IMPRENSA
Anvisa – Publicada norma sobre aditivos em carnes 

 

Embrapa – Pururuca de Ideias discute inovação na suinocultura em Chapecó

 

Embrapa – Embrapa Meio-Norte estabelece metas para inovação até 2030

 

Mapa – Mapa publica IN sobre novos procedimentos de registro de estabelecimentos

 

Mapa – Comitê Técnico de Pescados é criado pelo Mapa

 

Senado Federal – CRE pode debater entrada do Brasil na OCDE com ministros da Economia, da Agricultura e das Relações Exteriores

 

Correio Braziliense – Encontrado peixe-lua encalhado em praia na Austrália

 

Correio Braziliense – Criação de cavalos movimenta R$ 16,5 bi e gera 3,2 milhões de empregos

 

Folha de S. Paulo – Bom pra Cachorro – Cães permanecem ao lado de motorista após acidente e são resgatados pela Polícia Rodoviária

 

Folha de S. Paulo – Na 1ª reunião de conselho nacional ambiental, Salles ignora regimento e barra suplentes

 

Folha de S. Paulo – Gestão Doria demite 3 por carne de frigorífico interditado na merenda

 

G1 – China deve dobrar importação de carne suína após peste derrubar produção

 

O Estado de S. Paulo – Homem descobre que rato arruma suas ferramentas durante a noite

 

Valor Econômico – Minerva faz roadshow em Londres para IPO da Athena Foods

 

Zero Hora – Gisele Loeblein – Venda de animais da BM soma R$ 279,9 mil

 

Anda – Sucesso de teste em miniórgãos artificiais pode por fim a experimentos com animais no futuro

 

Anda – Exposição retrata força e superação de animais especiais no RJ

 

Anda – Baleia-jubarte é considerado o animal mais acusticamente complexo do mundo

 

Anda – Grife Zadig & Voltaire anuncia fim do uso de pele animal

 

Anda – Lei permite a entrada de animais em hospitais do Rio

 

Anda – Carne cultivada em laboratório pode chegar aos supermercados em cinco anos

 

Anda – Ativistas pedem que Maia paute PL que proíbe o abate de jumentos

 

Anda – Animais podem ajudar no tratamento de problemas psicológicos e cardíacos

 

Veja – Luisa Mell, a melhor amiga dos bichos

__________________________________________________________________________________________

 

 

 

O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »