Frota de aeronaves agrícolas brasileiras cresceu 3,16% em 2020, de acordo com o Sindag

//Frota de aeronaves agrícolas brasileiras cresceu 3,16% em 2020, de acordo com o Sindag

 

A frota de aviões agrícolas no Brasil aumentou 3,16% em 2020, chegando a 2.352 unidades, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira (7), pelo Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag). Segundo a Revista Globo Rural o crescimento foi menor que o visto em 2018 (3,74%) e 2019 (3,92%). Mas, de acordo com a entidade, o resultado já era esperado por conta da alta e da instabilidade do dólar a partir de março do ano passado. Segundo o presidente da instituição, Thiago Magalhães Silva, a pandemia junto à crise do petróleo entre Rússia e Arábia Saudita no ano passado congelaram algumas compras previstas. Mas o setor logo retomou fôlego com a alta das commodities. As perspectivas para 2021 são ainda mais positivas, a partir do anúncio feito pela Embraer da venda de 27 aeronaves só no primeiro bimestre, 8% a mais do que as vendas de todo o ano passado. Para Magalhães, essa tendência de crescimento só não se confirma em caso de queda nos preços de commodities em um cenário de dólar mais alto ou se os efeitos do clima forem singificativos sobre a safra agrícola. Ainda de acordo com o balanço divulgado pelo Sindag, 1.135 aeronaves são movidas a gasolina de aviação, 744 utilizam etanol e 473 são movidas por querosene de aviação. No caso da proporção entre aviões e helicópteros, a frota aeroagrícola do brasileira entrou em 2021 com 2331 aeronaves de asas fixas contra 21 aparelhos de asas rotativas. Segundo a instituição isso significa que a volta dos helicópteros ao mercado está se consolidando aos poucos, especialmente em terrenos acidentados ou sem pista de pouso. O Estado com maior frota aeroagrícola continua sendo o Mato Grosso, que em 2020 recebeu mais 26 aeronaves, somando agora 550 aparelhos. O segundo lugar na lista é o Rio Grande do Sul, apesar de ter sentido uma diminuição de cinco aviões em sua frota no ano passado. Também mantendo a posição em terceiro lugar vem o Estado de São Paulo, que teve sua frota diminuída em seis unidades. No geral, o relatório aponta para um aumento da frota em 14 Estados e uma redução em seis deles, além dos quatro que permaneceram estáveis.

Comissão de Economia, Orçamento e Finanças da Câmara Legislativa do Distrito Federal aprova projeto que libera o uso de drones para fiscalização ambiental

Foi aprovado na reunião da tarde desta terça-feira (6) pela Comissão de Economia, Orçamento e Finanças da Câmara Legislativa do Distrito Federal o Projeto de Lei nº 1466/17. A proposta do deputado Robério Negreiros (PSD) que autoriza a utilização de drones para monitoramento na fiscalização ambiental. A liberação é voltada para servidores com poder de polícia administrativa ambiental, que devem ter autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para operar o equipamento. Segundo o deputado, outros estados já utilizam os aparelhos como novo método de fiscalização e o DF também deve se adequar à nova tecnologia para aumentar a eficácia da atuação em prol do meio ambiente local. “A matéria viabiliza um novo método de monitoramento de grandes áreas que garante maior economia e facilita o trabalho do órgão responsável. Os drones vão auxiliar na medição de áreas de desmatamento, controle de caça e poluição sonora em locais públicos através de imagens de tempo real, já que o mesmo chega a percorrer 90 quilômetros por hora a uma altura de 500 metros de seu operador”, explicou o parlamentar.

Estados podem ajudar a promover a produção e o uso de bioinsumos no país, diz ministra

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) disse nesta terça-feira (6) que as iniciativas estaduais para promover os bioinsumos são fundamentais para aumentar a oferta desse tipo de produtos no Brasil, destacou o Mapa. A ministra participou da live “A Tecnologia em Prol da Sustentabilidade”, promovida pelo sistema Faeg. Ela comentou o exemplo de Goiás, que já apresentou uma proposta para estabelecer um programa estadual com o objetivo de ampliar o uso de insumos biológicos no estado, desenvolvendo alternativas de produção agrícola e pecuária economicamente viáveis e ecologicamente sustentáveis. “Já avançamos muito, mas podemos ir além com o empenho dos estados, seguindo o exemplo de Goiás. Fico feliz em ver uma proposta pioneira e arrojada. Um regramento e guia que promoverá um acompanhamento profissional, com protocolos para produção, capacitação e treinamentos, aumentando a eficiência, a qualidade, a segurança e a sustentabilidade no uso de bioinsumos”, destacou Tereza Cristina. O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, disse que os bioinsumos podem ser alternativas para complementar as ferramentas já utilizadas pela agropecuária brasileira. “Pelo volume de produção que temos, os bioinsumos são importantes para que possamos trabalhar com essa tecnologia em prol da sustentabilidade, em um mercado cada vez mais exigente. Aqui em Goiás já estamos dedicados a expandir essa técnica e promover uma produção sustentável em nosso estado, e com certeza seremos seguidos por outros estados”, disse. O secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Goiás, Antônio Carlos de Souza Lima Neto, explicou que a proposta de um programa estadual, encaminhada à Assembleia Legislativa do estado, foi baseada no Programa Nacional de Bioinsumos, lançado pelo Mapa em 2020. O uso de bioinsumos cresce globalmente em uma taxa de 15% ao ano e no Brasil o mercado nacional já apresenta taxas de 28% de crescimento em bioinsumos no segmento de proteção de plantas. Em 2020, foram registrados 95 produtos fitossanitários de base biológica registrados. “Com isso, já temos mais de 400 produtos biológicos de baixo impacto disponíveis para os agricultores”, destacou a ministra.

Preocupações com o meio ambiente não devem ser barreiras ao comércio, diz ministra da Agricultura a secretário dos EUA

Preocupações com o meio ambiente não devem se transformar em barreiras ao comércio, disse a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, ao secretário da Agricultura dos Estados Unidos, Tom Vilsack, em reunião virtual nesta terça-feira (6). O encontro teve como objetivo discutir a cooperação entre os dois países na área agrícola. “A existência de um comércio livre e desimpedido é, na minha visão, um importante elemento para o fortalecimento de uma agricultura sustentável”, disse a ministra. Analistas ouvidos pelo G1 após a posse de Joe Biden na presidência dos EUA entendem que, no novo governo, o agronegócio brasileiro pode sofrer uma pressão maior para reforçar medidas de combate ao desmatamento. Sustentabilidade foi um dos temas abordados no encontro desta terça. Segundo o ministério, Tereza Cristina ressaltou a importância dos EUA, Brasil, Canadá, Argentina e México, que compõem o AG-5 (grupo dos cinco países americanos que têm participação no G20) debaterem questões baseadas na ciência para desmistificar dúvidas ligadas à agricultura mundial. O secretário norte-americano informou que os Estados Unidos estão prontos para assumir compromissos ambientais conforme o Acordo de Paris. De acordo com Vilsack, o presidente Joe Biden preparou uma proposta de infraestrutura que tem como base investimentos de energia limpa, que será negociada no Congresso do país.

NA IMPRENSA

Agência Câmara – Diego Andrade é novo líder da Maioria na Câmara

Governo Federal – Mais de 30 municípios do Maranhão aderem ao programa

Jota – A importância da CPR para os negócios do Agro

G1 – Cresce a procura por profissionais no agronegócio; veja cargos e salários

G1 – Preocupações com o meio ambiente não devem ser barreiras ao comércio, diz ministra da Agricultura a secretário dos EUA

G1 – Fome no mundo pode aumentar com forte alta dos preços dos alimentos, diz FMI

G1 – ‘Big techs’ pagam 76% menos imposto no Brasil

CLDF – CEOF aprova projeto que libera o uso de drones para fiscalização ambiental

Valor Econômico – Crescem desembolsos no Programa ABC

Valor Econômico – Vendas do Syngenta Group somaram US$ 23,1 bi em 2020

Valor Econômico – Beyond Meat abrirá fábrica na China, a primeira fora dos EUA

Valor Econômico – Índice de preços da Ceagesp caiu 5,02% em março

Valor Econômico – Jalles Machado inicia moagem de cana da safra 2021/22

Valor Econômico – Piora da pandemia limita os embarques de frutas do país

Valor Econômico – Projeto no Maranhão ‘precifica’ serviços ambientais

Valor Econômico – Com mercado interno fraco, Frigol aposta na exportação

Mapa – Contratação do crédito rural chega a R$ 169 bilhões em nove meses

Mapa – Estados podem ajudar a promover a produção e o uso de bioinsumos no país, diz ministra

Embrapa – Publicação auxilia produtor a identificar deficiência nutricional em capim

Embrapa – Embrapa Meio-Norte perde um forte parceiro

Embrapa – Emendas parlamentares possibilitam ampliação de pesquisas com erva-mate

CNA – Agronordeste incrementa produção agropecuária em PE

CNA – Senar-AR/AM realiza aula inaugural dos cursos técnicos em agronegócio e fruticultura no Amazonas

CNA – Senar Roraima completa 28 anos de trabalho e atuação em prol do Produtor Rural Roraimense

CNA – Senar Paraíba amplia participação no Agronordeste com mais 10 turmas de ATeG

CNA – Cultivo personalizado de hortaliças-fruto é tema de curso oferecido pelo Senar/MS

CNA – Senar Sergipe realiza Dia de Campo remoto sobre palma forrageira

CNA – CNA participa de evento sobre desafios e perspectivas para uso da água na agricultura

SBA – Custos de produção da cana-de-açúcar devem subir após alta no preço dos insumos

SBA – Universidades Federais desenvolveram 21 novas variantes de cana-de-açúcar

SBA – Entrevista: Roberto Rodrigues, ex-ministro da Agricultura, analisa mercado de exportações brasileiras

SBA – Safra de soja 2020/21 deve alcançar 134 milhões de toneladas, diz StoneX

SBA – Consultor ressalta importância do seguro paramétrico para o agronegócio

AgroLink – Mato Grosso é líder em frota aeroagrícola

AgroLink – “Prosa Sementeira” estreia com debate sobre o negócio de sementes no Brasil

AgroLink – CerradinhoBio encerra safra 2020/21 com resultados sólidos

AgroLink – A importância de cadastrar apiários nos órgãos competentes

AgroLink – “Estados podem promover bioinsumos”, diz ministra

AgroLink – Governo privatiza mais 22 aeroportos

AgroLink – Governo de Goiás dá início às entregas do Programa de Aquisição de Alimentos Estadual

AgroLink – ATeG mais de 5 mil visitas no 1º trimestre na regional de Uberaba

AgroLink – Argentina vai banir inseticida clorpirifós

AgroLink – Milho bate os R$ 100 para Maio

AgroLink – Safra de soja chega a 137,1 milhões de toneladas

AgroLink – Poluição por ozônio prejudica milho híbrido

AgroLink – Oeste baiano já colheu 60% da soja

Notícias Agrícolas – Leilão de 5G deve ser aberto a todos os fabricantes e ser realizado o mais breve possível, avalia deputado

Revista Globo Rural – Frota de aeronaves agrícolas brasileiras cresceu 3,16% em 2020, de acordo com o Sindag

Revista Globo Rural – Defensivos agrícolas são destaque da edição de abril da Globo Rural

Revista Globo Rural – BNDES reabre no dia 9 pedidos de financiamento dentro do Plano de Agricultura de Baixo Carbono

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »