Farsul aprova medidas para retirada da vacina  

//Farsul aprova medidas para retirada da vacina  
Em assembleia realizada nesta quarta-feira (19), a Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul) decidiu apoiar a continuidade do processo de antecipação da retirada da vacina contra a febre aftosa no estado. Segundo o portal AgroLink o placar da votação foi de 53 votos a favor e 11 contrários entre os representantes dos sindicatos rurais. A intenção do governo estadual é realizar a última vacinação em março e obter a nova certificação em maio de 2021, junto com o Paraná. De acordo com o presidente da Farsul, Gedeão Pereira, os produtores deram “voto de confiança” para a Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) encaminhar o pedido e fazer adequações no sistema de defesa animal até agosto, quando haverá consulta final sobre o tema. “Se até lá os requisitos forem cumpridos, bateremos o martelo sobre a retirada da vacina”, afirma o dirigente. A lista envolve 18 recomendações feitas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) após auditoria técnica sobre a qualidade do sistema estadual de vigilância. O relatório foi apresentado ao setor agropecuário em janeiro. “Apoiamos a continuidade dos procedimentos para não perdermos os prazos, e o governo estadual está agora pressionado a cumprir todos os requisitos até agosto, quando teremos nossa posição definitiva”, acrescenta Gedeão. A votação ocorreu após três horas de debate com representantes de entidades, técnicos da Seapdr e do Mapa e autoridades. Entre elas, o secretário estadual da Agricultura, Covatti Filho, e o seu antecessor na pasta, deputado Ernani Polo, atual presidente da Assembleia Legislativa gaúcha. O evento foi realizado no centro de eventos do Hotel Continental, em Porto Alegre. Estiveram presentes o presidente da Febrac, Leonardo Lamachia; o presidente do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal (Fundesa), Rogério Kerber; e o superintendente interino regional do Mapa, José Ricardo Cunha; o vice-presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag/RS), Nestor Bonfanti; o presidente do Sindicato da Indústria de Carnes e Derivados (Sicadergs), Ronei Alberto Lauxen; o presidente do Sindicato das Indústrias de Produtos Suínos (Sips), José Roberto Goulart; o presidente do Sindicato dos Leiloeiros Rurais (Sindiler/RS), Enio Dias; além de diretores e assessores técnicos do Sistema Farsul.

Startups do setor leiteiro são destaque na Expodireto Cotrijal

O portal AgroLink divulgou nesta quinta-feira (20) que, o Ideas for Milk estará presente na Expodireto 2020, que será realizada de 2 a 6 de março, na cidade de Não me Toque-RS. Representantes da Embrapa Gado de Leite, idealizadora da iniciativa com foco no Agro 4.0 que fomenta o surgimento de um ecossistema favorável ao desenvolvimento de startups para o agronegócio do leite, atenderão o público no Pavilhão 7 da feira. Junto com a Embrapa, participarão cinco startups que foram reveladas pelo Ideas for Milk: Bionexus: Plataforma de monitoramento e gestão diária da qualidade do leite. Intergado Criatech: Destinado aos produtores que fazem cria e recria, realiza o monitoramento diário de bezerras e novilhas. Voutech: Equipamento que monitora volume e temperatura do leite em tanques de resfriamento. Z2S: Conjunto de sistemas que promovem a limpeza automática dos equipamentos de ordenha. Zeit: Equipamento portátil para a análise e monitoramento da qualidade do leite realizado dentro da propriedade. Para as startups, esta é uma excelente oportunidade de fazer negócios. A Cowmed, que monitora nutrição, saúde e reprodução do gado de leite, uma das vencedoras do Desafio de Startups do Ideas for Milk, participou da Expodireto 2019 e foi contratada pela CCGL (Cooperativa Central Gaúcha). Este ano, a startup irá expor, no Pavilhão 5 da feira, os resultados das ações que conduziu. Na quarta-feira (4/3), as demais startups farão uma apresentação direcionada a técnicos e produtores da CCGL no espaço da Cooperativa na feira. O chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia da Embrapa Gado de Leite, Bruno Carvalho, ressalta que a Cotrijal, junto com outras cooperativas, está abrindo as portas para a agricultura digital, agregando ao setor soluções em softwares, aplicativos mobile e internet das coisas. Junto aos produtores de leite, a Cotrijal investe no Programa 4.0, do qual fazem parte as startups Cowmed e OnFarm. Em cinco meses, a cooperativa já colhe frutos na melhoria da qualidade do leite, aproveitamento de cios e redução da mastite. “Após um período de ‘choque’, as propriedades absorveram a tecnologia e os filhos dos produtores assumiram as responsabilidades na condução do Programa 4.0”, diz Renne Granato, gerente de Produção Animal da Cotrijal. Soluções para o leite – O Ideas for Milk é uma inciativa da Embrapa Gado de Leite surgida em 2016 apenas com o Desafio de Startups. Em sua segunda edição, incorporou um hackaton, que leva o nome de Vacathon, reunindo estudantes de várias instituições de ensino. Também faz parte do Ideas for Milk a Caravana 4.0, na qual pesquisadores e analistas da Embrapa percorrem universidades em todo o país, realizando palestras sobre empreendedorismo, transformação digital e o negócio do leite, estimulando os jovens a formarem startups para atuar no segmento. Cerca de três mil estudantes de cursos como Agronomia, Veterinária, Zootecnia, Engenharias, Ciência da Computação, Matemática, Química, Administração e Economia são impactados anualmente.

Los Angeles (EUA) está prestes a proibir a utilização de animais selvagens e exóticos para entretenimento

Na terça-feira (18), o poder Legislativo (deputados, vereadores e senadores) da cidade de Los Angeles (EUA), votou em unanimidade a favor de um projeto de lei que proíbe a utilização de animais selvagens e exóticos para fins de entretenimento. O projeto incluiu especialmente os animais de circo, além de qualquer tipo de evento que venha ocorrer com animais dentro dos limites da cidade norte-americana, destacou o portal Anda. David Ryu, membro do Conselho, disse em um comunicado à imprensa, que os animais selvagens são explorados em festas luxuosas em Hollywood Hills há anos e que ele defende a questão dos direitos animais desde 2016. “A questão de animais selvagens e exóticos sendo usados ​​para entretenimento entrou em discussão no Conselho há quatro anos, quando um bebê girafa e um elefante estavam subindo as colinas de Hollywood em direção a uma festa luxuosa e ficamos sabendo disso”, disse o conselheiro Ryu em comunicado à imprensa. “Está na hora da cidade de Los Angeles deixar absolutamente claro que esse abuso de animais selvagens é vergonhoso, e não vamos aceitá-lo”. O projeto de lei, que ainda deve ser aprovado pelo prefeito de Los Angeles, proíbe o uso de animais selvagens ou exóticos em festas e shows ao vivo. A proposta também proíbe as pessoas de montar animais selvagens ou exóticos para fins de entretenimento. No entanto, a medida não afetará o zoológico de Los Angeles, que ainda pode exibir animais silvestres para fins educacionais.

Cachorro ou gato: qual a preferência do brasileiro?

O Blog E+ do jornal O Estado de S.Paulo publicou nesta quarta-feira (19) que, segundo uma pesquisa feita online pelo Instituto Qualibest com 3163 entrevistados, 70% tem algum animal de estimação. Destes 80% são cães e 38% gatos. Apesar de cães serem a maioria entre os pets, é semelhante a proporção de donos de cães e gatos que concordam totalmente com a afirmação de que tratam seus animais “como gente” – 53% entre os donos dos caninos e 54% entre os de felinos. O estudo mostrou ainda que 40% dos donos têm cães sem raça definida (o famoso vira-lata). Já entre os tutores de gatos, o número de felinos domésticos sem raça definida sobe para 66%. Isso pode estar relacionado ao número muito maior de raças de cães do que de gatos. Ou ainda, ao fato de ter um cachorro de raça ser um status social. De acordo com a pesquisa, 25% dos donos de cães adquiriram seus animais através de uma pessoa próxima, e 20% acharam o animal abandonado. Entre os entrevistados que têm gatos, o número de internautas que encontraram seus animais abandonados na rua é de 40%. Enquanto a maioria dos entrevistados que tem um felino em casa gastam entre R$ 51 e R$ 100, a maior parte dos participantes com cães gastam entre R$ 101 e R$ 200. O aumento populacional nos últimos seis anos foi bastante grande. Sobretudo de gatos que cresceu mais que o dobro do que a de cães. O que muda drasticamente é o motivo para as pessoas não terem cães ou gatos. 41% dos respondentes não tem cão por falta de espaço. Sendo que 30% dos que não tem cachorro pretende ter um futuramente. Enquanto o principal motivo para os que não gato é não gostar do bichano. E o segundo motivo é alergia. Infelizmente ainda nos deparamos com diversos mitos que envolvem a espécie.

NA IMPRENSA
Folha de S.Paulo – O criacionismo não cria nada

O Globo – Visita da OAB a obras do Zoológico do Rio termina com boa notícia para casal de hipopótamos, separados há anos

O Estado de S.Paulo – Cachorro ou gato: qual a preferência do brasileiro?

AgroLink – Exportação de carne bovina pode ser recorde no primeiro bimestre

AgroLink – Escoamento impacta nos preços da carne no varejo

AgroLink – SC tem recorde nas exportações de carne suína

AgroLink – Industria de alimentos cresce 8,8% e atinge recorde

AgroLink – Marfrig bate recordes de receita

AgroLink – Startups do setor leiteiro são destaque na Expodireto Cotrijal

AgroLink – Farsul aprova medidas para retirada da vacina

Valor Econômico – Laticínio Scala diversifica produção de queijos

Valor Econômico – Com lucro de R$ 27 milhões, Marfrig entra na era pós-BNDES

Valor Econômico – Elanco registrou prejuízo de US$ 9,5 milhões no 4º tri

Anda – Los Angeles (EUA) está prestes a proibir a utilização de animais selvagens e exóticos para entretenimento

Anda – Jeff Bezos, dono da Amazon, doará US$10 bilhões para combater as mudanças climáticas

Anda – Animais são resgatados durante a tempestade Dennis, no País de Gales

Anda – Cães amarrados sem comida há mais de 15 dias são resgatados em Goiás

Anda – Galos mutilados são resgatados após serem explorados em rinha em SP

Anda – Lewis Hamilton crítica especismo e morte de milhões de animais para consumo

Folha Agrícola – Abate técnico prova potencial do gado Nelore selecionado a pasto

Folha Agrícola – Infestação de carrapatos em bovinos aumenta nos meses mais quentes do ano

Canal Rural – Boi gordo: mercado resiste em atingir preços maiores, diz Agrifatto

Canal Rural – Preço da carne bovina cai mas arroba do boi gordo segue estável

Canal Rural – Senecavírus: doença não deve causar embargo econômico, diz especialista

_______________________
O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »