FAESC preocupada com nova normativa do MAPA que aprova diretrizes para a vigilância da febre aftosa

//FAESC preocupada com nova normativa do MAPA que aprova diretrizes para a vigilância da febre aftosa
 
Nesta terça-feira (21), a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) divulgou que, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC) vê com preocupação uma norma recém-editada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), publicada na última quarta-feira (15), no Diário Oficial da União. A Instrução Normativa Nº 48 regulamenta as diretrizes gerais para a vigilância da febre aftosa com vistas à execução do Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa, conforme estabelecido pelo Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (SUASA). Em seus aspectos gerais, a IN 48 atualiza atos normativos aos novos conceitos internacionais para o avanço do status sanitário do país para livre de febre aftosa sem vacinação, segundo diretrizes da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE). Ocorre que entre as principais mudanças estão a permissão do ingresso de animais vacinados contra a febre aftosa destinados para abate e exportação em zonas livres sem vacinação e a permissão do retorno de animal originário de zona livre sem vacinação, para participação em feiras ou centrais de inseminação localizadas em zona livre com vacinação. A norma traz também a adequação do trânsito de produtos de origem animal. O presidente da FAESC José Zeferino Pedrozo explica que a autorização para entrada e retorno de animais de outros Estados (especialmente reprodutores bovinos), que venham participar de feiras em território catarinense, preocupa o setor. O dirigente assinala que a alteração de normas de controle não pode, sob hipótese alguma, colocar em risco a atual condição sanitária catarinense, o que geraria prejuízos incalculáveis.  “Nosso compromisso é salvaguardar os interesses do Estado de Santa Catarina e dos produtores rurais na defesa da sanidade de nossos planteis, reconhecida internacionalmente há muitos anos. Preocupa-nos que a nova normativa possa afetar negativamente o mercado e prejudicar os nossos produtores que muito investiram e o nosso Estado”. Pedrozo expõe que a norma baixada pelo Ministério da Agricultura, aparentemente, conflita com a legislação catarinense. Ele conversou com o Secretário da Agricultura de SC Ricardo de Gouvêa, o qual relatou que a equipe técnica da secretaria já está analisando a nova normativa do MAPA, visando assegurar que não haverá prejuízos ao status sanitário alcançado a duras penas pelos produtores e pelo estado de Santa Catarina. “Temos certeza que, se for o caso, a ministra da Agricultura Tereza Cristina irá determinar o reexame da IN 48/2020, ela que é a grande defensora da agricultura e da pecuária brasileira”, manifesta o presidente da FAESC.

Rússia reporta dois surtos de peste suína africana
O Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária da Rússia reportou a Organização Mundial para Saúde Animal dois surtos de Peste Suína Africana em uma região próxima a fronteira com a Mongólia, destacou o portal AgroLink nesta terça-feira (21). De acordo com o relatório divulgado pela OIE 107 suínos morreram devido a doença, e 940 estão suscetíveis ao vírus. A origem do surto ainda é desconhecida. Segundo as informações passados pelo Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária russo medidas de contenção foram tomadas como Vigilância dentro da zona de contenção e / ou proteção, Triagem, Descarte oficial de carcaças, subprodutos e resíduos, Desinfecção. Ambos os surtos continuam em andamento e devem ter relatórios semanais de acompanhamento.

Nelore cria ação para valorização da raça

A Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB) iniciou, nesta terça-feira (21), uma ação de valorização da pecuária, da raça Nelore, da carne bovina e do agronegócio brasileiro. Segundo o portal AgroLink a entidade, que representa, reúne e fomenta a raça Nelore no país, está convidando artistas, personalidades do agro e de fora do agro e todos os apaixonados por pecuária e pela carne bovina para gravar depoimentos em prol da atividade. “A pecuária é um dos maiores negócios do agro brasileiro. O Brasil tem 214 milhões de bovinos, produz mais de 9,5 milhões de toneladas de carne por ano e exportou mais de 1,85 milhão de toneladas de carne em 2019 – número que aumentou 14% no 1º semestre deste ano. Em outras palavras, a atividade faz um excelente trabalho em prol da economia brasileira e da oferta de alimentos de qualidade para a população brasileira e mundial. São motivos mais do que justos para justificar depoimentos de pessoas reconhecidas e anônimas”, destaca Nabih Amin El Auoar, presidente da ACNB. Os depoimentos já estão chegando. As duplas sertanejas Jads e Jadson e Bimbo e Jonas foram as primeiras a enviar. Diego (da dupla Diego e Arnaldo) e Pedro Paulo e Alex também já enviaram. “Esperamos que mais pessoas se motivem e enviem seus depoimentos. A pecuária, o Nelore e o agronegócio brasileiro merecem”, diz o presidente da ACNB. Qualquer pessoa pode enviar depoimentos para essa ação da ACNB. Basta gravar um vídeo de até 1 minuto, com a câmera na horizontal, e enviar para imprensa@nelore.org.br ou marcar @neloreoficial nas redes sociais.

Hormônio induz lactação com descarte zero de leite

Muitas vacas têm dificuldade na reprodução e esse é o principal fator de descarte de animais de alta produção, informou o portal AgroLink nesta terça-feira (21). Uma solução para o criador é fazer a indução de lactação, revertendo a situação de animais inférteis e mantendo o rebanho lucrativo. A MSD Saúde Animal está lançando um novo hormônio focado em menos aplicações no animal e mais eficiência. Com o nome Valerol, o medicamento induz a lactação de vacas de leite secas que não estejam gestantes e a involução dos folículos do ovário. Com isso há sincronização da ovulação, ao mesmo tempo em que promove a luteólise (definida como a perda da função e da atividade do corpo lúteo) em vacas. O medicamento tem ação imediata e não apresenta período de carência para o leite ou para a carne (abate), dos animais tratados. O princípio do protocolo de indução da lactação consiste em simular os mesmos processos orgânicos e naturais do final da gestação da vaca.

NA IMPRENSA

 

Folha de S.Paulo – Aquecimento global pode levar à extinção de ursos polares antes de 2100, diz estudo

O Estado de S.Paulo – Crise põe em risco animais na África 

O Globo – OAB entra com processo para evitar eutanásia na égua Flor

G1 – Animais em cativeiro são apreendidos

G1 – Polícia apreende animais silvestres em BH

G1 – Protetores de animais sofrem impacto com pandemia da Covid-19

G1 – Decreto em Araraquara aumenta punição em casos de maus-tratos e abandono de animais

G1 – Homem filmado arremessando gato na parede é autuado por maus-tratos a animais, no Rio

G1 – Enxame de abelhas ataca e mata animais em Porto Velho; dono sobrevive

G1 – Bombeiros resgatam gato preso entre muro e parede de casa; animal foi adotado por militar

CNA – FAESC preocupada com nova normativa do MAPA que aprova diretrizes para a vigilância da febre aftosa

AgroLink – “De vilões a heróis”, queijos puxam valor de referência do leite

AgroLink – Nelore cria ação para valorização da raça

AgroLink – Hormônio induz lactação com descarte zero de leite

AgroLink – IMA registra entreposto de Queijo Minas Artesanal

AgroLink – MG: entidades promovem 1º Fórum de Suinocultura

AgroLink – Rússia reporta dois surtos de peste suína africana

AgroLink – Frigoríficos sondando o mercado

AgroLink – Valorização no mercado do sebo

Anda – Fotógrafo salva bebê pássaro que caiu do ninho

Anda – Morre o médico veterinário Werner Payne, a “lenda da castração”

Anda – Mulher que mantinha mais de 100 animais em chácara é presa por tráfico e maus-tratos

Anda – Galos explorados em rinhas são resgatados com lesões graves e cegueira

Anda – Grupo protesta contra casos de agressão e envenenamento de cães em Teresina (PI)

Anda – Ameaçado de extinção, filhote órfão de gato-mourisco é resgatado no Ceará

SBA – Portaria detalha diretrizes do AgroNordeste

SBA – Analista do Canal do Boi comenta relação das escalas de abate e boi gordo

SBA – Demanda por sebo bovino para produção de biodiesel mantém o mercado valorizado

SBA – Boi gordo: indústrias atentas ao consumo de carne e negócios estáveis em R$ 218/@

Canal Rural – Carne bovina: exportações podem ter 2º maior volume da história em julho

______________________
O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »