Exigência de atestado dificulta que pacientes com câncer se vacinem contra a Covid

Home/Informativo/Exigência de atestado dificulta que pacientes com câncer se vacinem contra a Covid

 

Nesta segunda-feira (5) a colunista Cláudia Collucci da Folha de S.Paulo destacou que a exigência de atestado médico está dificultando o acesso de pacientes oncológicos à imunização contra a Covid-19 apesar de estarem na faixa etária indicada para receber a vacina. O alerta é de entidades de apoio ao paciente com câncer. A obrigatoriedade consta no Plano Nacional de Operacionalização da Vacina Contra a Covid-19 do Ministério da Saúde. Para as entidades, a exigência é desnecessária e configura uma barreira ao paciente SUS, que têm dificuldade de acesso ao seu médico. Além disso, obriga os doentes a se deslocarem até os hospitais em busca do atestado, não raro mais de uma vez, expondo-os a riscos de infecção pelo coronavírus. A Femama (federação que reúne mais de 70 ONGs de apoio à saúde das mamas) encaminhou ofício ao ministério pedindo a suspensão imediata da medida, mas não obteve retorno. No documento, a entidade diz que não há risco diferente observado ao imunizar pessoas com histórico de câncer e que todas as vacinas disponíveis são seguras e eficazes, inclusive para pacientes oncológicos. “Os infectologistas são taxativos: as vacinas não utilizam o vírus vivo e, assim, não causam a doença sob hipótese alguma. Podem ser administradas em todos os pacientes imunocomprometidos com tranquilidade”, diz a mastologista Maira Caleffi, presidente da Femama. A médica afirma que nenhum outro país tem exigido o atestado. Caleffi lembra que muitos podem ter que esperar meses por uma nova consulta para solicitar o documento. Na opinião da psicóloga Luciana Holtz, do Instituto Oncoguia, é preocupante ver pacientes com câncer, dentro da idade permitida para a imunização, enfrentando barreiras para tomar a vacina. “Se os técnicos estão inseguros, precisamos de uma nota técnica do Secretaria de Vigilância do Ministério da Saúde que esclareça isso”. Na opinião do oncologista Drauzio Varella, embora seja recomendável que o paciente consulte o seu médico antes da vacinação, a exigência de atestado médico não faz sentido porque pode, sim, dificultar o acesso à vacina. O próprio plano de vacinação diz que, embora a eficácia e a segurança das vacinas contra a Covid-19 não tenham sido avaliadas na população de pacientes oncológicos, considerando as plataformas das vacinas disponíveis (vetor viral não replicante e vírus inativado) é improvável que exista risco aumentado de eventos adversos. Para o oncologista Bruno Ferrari, do grupo Oncoclínicas, é importante que o paciente tenha o aval do oncologista que o acompanha. Ele não vê a exigência como um fator limitante ao acesso, mesmo no SUS.

Queiroga promove mudanças na equipe e retira indicados na gestão Pazuello

Desde a chegada de Marcelo Queiroga ao cargo de ministro da Saúde, a pasta já exonerou três militares que ocupavam postos importantes e três integrantes do time de Eduardo Pazuello envolvidos em polêmicas, informou a coluna Painel da Folha de S.Paulo no sábado (3). Na quarta-feira (31), o tenente-coronel da reserva Jorge Luiz Kormann, que em novembro havia sido indicado para ocupar cadeira na diretoria da Anvisa por Jair Bolsonaro (que depois recuou), foi exonerado do posto de secretário-executivo adjunto do Ministério da Saúde. Kormann disse ao Painel que não entregou o cargo e que foi uma “substituição natural”. Ele foi internado na UTI no começo do ano com Covid-19. À época, ele defendia o kit composto por medicamentos sem eficácia comprovada contra o coronavírus. “Antes dele, o coronel Élcio Franco, o número dois da pasta, e o coronel e médico Roberto Batista, diretor do departamento de engenharia de Saúde Pública da Funasa, também foram exonerados. Airton Cascavel, empresário que encabeçou ações sem ter vínculo oficial (ele foi nomeado após revelação do Painel), Zoser Hardman, criminalista que defendeu milicianos do Rio (como mostrou a coluna), e Marcos Arnoud, hipnólogo conhecido como Marquinhos Show que trabalhava como marqueteiro de Pazuello, perderam os cargos. Queiroga tem dito que pretende colocar nomes técnicos”, destaca a publicação. O presidente afirmou que além de ter um posto Ipiranga, Paulo Guedes, agora tem um posto de Saúde. Na terça-feira (30), Queiroga nomeou o engenheiro e servidor da Infraestrutura Rodrigo Otávio Moreira da Cruz como novo secretário-executivo, vaga que era de Élcio Franco. Ele também anunciou colaboração com o Carlos Carvalho, professor da USP e médico de renome na comunidade científica.

Emergentes pedem liberalização de patentes para vacinas contra a covid-19

As economias emergentes que formam o G24 conclamaram nesta segunda-feira as nações ricas a aumentar o financiamento para compras de vacinas contra a covid-19 pelo Covax, mecanismo multilateral para acesso equitativo das doses, e avançar na liberalização de patentes a fim de impulsionar a produção global. Segundo o Valor Econômico o G24 é considerado um dos grupos de países em desenvolvimento mais influentes no Banco Mundial e no Fundo Monetário Internacional (FMI). Participam Índia, Brasil, África do Sul, México, Egito, Irã, Nigéria e outros. O comunicado do grupo é tradicionalmente o primeiro no encontro do banco e do fundo iniciado nesta segunda de forma virtual. Em seu comunicado, o G24 nota que a economia global mostra sinais de recuperação da crise da covid-19. Mas que o caminho para uma recuperação ampla e inclusiva está repleto de incertezas em relação à disponibilidade e ao acesso a vacinas seguras e acessíveis para todos. Também há dúvidas sobre a dimensão do apoio financeiro externo a países em desenvolvimento. Os países do grupo se comprometem a continuar “a responder com medidas políticas excepcionais, enquanto as circunstâncias nacionais o permitirem, a fim de apoiar a atividade econômica para proteger empregos e rendas, proporcionar proteção social especialmente às populações vulneráveis”, entre outros. Também pedem aos países ricos que não retirem prematuramente os grandes pacotes de estímulo que amorteceram o impacto global da pandemia. Notam que a assistência internacional para países em desenvolvimento, no entanto, ficou aquém de suas necessidades financeiras adicionais estimadas em US$ 2,5 trilhões. O grupo reitera que a disponibilidade precoce e o acesso equitativo a vacinas a preços acessíveis em todos os lugares representam o bem público mais crítico neste momento. É essencial conter a pandemia e assegurar uma ampla recuperação global.

Farmacêuticas podem rever estratégias mesmo após alta de 8% para remédios

Mesmo com reajuste médio de 8,15% para medicamentos, definido na quinta-feira pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed), os altos custos de produção podem levar as farmacêuticas no Brasil a rever algumas estratégias no país, destacou o Valor Econômico nesta segunda-feira (5). Entre as áreas que podem ser atingidas está a de pesquisa. Segundo o presidente do Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos (Sindusfarma), Nelson Mussolini, as despesas com insumos estão ainda maiores neste ano, além da variação cambial que já está acima do estimado pelas empresas para 2021. Conforme Mussolini, os custos com embalagens, como alumínio e papel ondulado, por exemplo, aumentaram em 55% a 45% nos últimos três meses. O câmbio em 2020 subiu 30%. Isso sem contar o frete que sofre reajustes desde o início da pandemia. Segundo Mussolini, a forte recuperação do setor industrial como um todo no ano passado deve permanecer em 2021 e, com isso, os custos gerais não devem cair no mercado nacional. Este ano, a expectativa é de crescimento do mercado entre 8% a 10% no Brasil, mas isso por si só não garante recuperação das margens na produção de medicamentos, segundo o dirigente. O reajuste dos medicamentos anunciado na última quinta-feira (1) não recompõe sequer a alta dos custos do ano passado, segundo o Sindusfarma, provocada principalmente pela crise sanitária. “O enorme impacto econômico provocado pela pandemia resultou numa crise mundial de fornecimento de insumos farmacêuticos ativos (IFAs) e outras matérias-primas, além de aumentos nas tarifas de logística e numa forte variação cambial, entre outros fatores, que elevaram os custos de produção da indústria farmacêutica instalada no Brasil, em valores muito superiores aos esperados”, informou em nota o Sindusfarma após a divulgação do índice de reajuste. Segundo a entidade, a recomposição de preços dos medicamentos serve para compensar os custos já absorvidos pela indústria farmacêutica nos últimos 12 meses.

SAÚDE NA IMPRENSA

Agência Câmara – Projeto prevê contrato emergencial para médicos formados no exterior

Anvisa – Entra em vigor novo modelo de monitoramento econômico de dispositivos médicos

Anvisa – Kit de intubação: disponível código para envio de resultados de controle de qualidade

Anvisa – Atualização da análise do pedido de uso emergencial da vacina Sputnik V

Anvisa – Anvisa recebe pedido de importação da vacina Sputnik V

Anvisa – Anvisa recebe pedido de uso emergencial de medicamento contra a Covid-19

Agência Saúde – Brasil registra 11.357.521 milhões de pessoas recuperadas

Agência Saúde – Ministério da Saúde, OPAS e OMS trabalham para ampliar produção de vacinas do país

ANS – Planos de saúde: novas coberturas entram em vigor

MDH – Ministra Damares destaca ações voltadas a pessoas com deficiência em live

Jota – Taxatividade do rol da ANS: o caso do Transtorno do Espectro Autista

Jota – Alguns apontamentos sobre inovação, biodiversidade brasileira e patentes

Agência Brasil – Butantan entrega mais 1 milhão de doses de vacina contra covid-19

Agência Brasil – Agentes das forças de segurança começam a ser vacinados no DF

Agência Brasil – Média de mortes por covid-19 no país recua pelo terceiro dia

Agência Brasil – Brasil tem 1.240 mortes por covid-19 em 24 horas

Agência Brasil – Pontos de vacinação arrecadam alimentos em São Paulo

Agência Brasil – Covid-19: entidades destacam importância de higienização bucal

Agência Brasil – Pandemia: governo do Rio divulga novas medidas para conter contágio

Agência Brasil – Governo do Rio inaugura hospital para tratar pacientes com covid-19

Agência Brasil – Opas vai auxiliar Brasil na compra de medicamentos para intubação

Agência Brasil – Mais de 70 mil vacinados da Paraíba não retornaram para segunda dose

Folha de S.Paulo – Covid-19 e gripe: 6 respostas sobre a vacinação simultânea prestes a começar no Brasil

Folha de S.Paulo – Genéricos e biossimilares aumentam acesso à saúde

Folha de S.Paulo – Biden intensifica esforços federais para combater extremismo dentro dos EUA

Folha de S.Paulo – Combatendo os efeitos colaterais da pandemia: como uma ideia do Chile pode ajudar a reduzir a obesidade infantil

Folha de S.Paulo – Exigência de atestado dificulta que pacientes com câncer se vacinem contra a Covid

Folha de S.Paulo – Exigência de leitos de UTI Covid expõe falta de médico e equipe

Folha de S.Paulo – Nas UTIs de Covid, prática de contenção se espalha e pacientes intubados são amarrados às camas

Folha de S.Paulo – China doará 150 mil doses de vacinas contra Covid para El Salvador

Folha de S.Paulo – Quem pode se vacinar agora? Veja o cronograma pelo país

Folha de S.Paulo – Cai número de internados em hospitais do estado de São Paulo

Folha de S.Paulo – Para amparar intubados com Covid, enfermeiros usam ‘mãozinha do amor’

Folha de S.Paulo – Médicos da linha de frente vivem esgotamento e dizem que só consciência coletiva pode ajudá-los

Folha de S.Paulo – Queiroga corta militares e pazuellistas polêmicos para montar equipe com seus escolhidos na Saúde

Folha de S.Paulo – Com plano de imunização alterado, comorbidades podem ficar para trás

Folha de S.Paulo – Discurso do CFM é de quem não usa a ciência como norteador, diz presidente do Einstein

Folha de S.Paulo – Transferências de pacientes indicam UTIs paulistas à beira do colapso

Folha de S.Paulo – Alteração em patentes pode prejudicar acesso a novos medicamentos no país

O Estado de S.Paulo – Alô Saúde Floripa: prazer em conhecê-lo!

O Estado de S.Paulo – Pandemia fez surgir um novo tipo de inadimplente

O Estado de S.Paulo – Acesso amplo à ciência como direito fundamental

O Estado de S.Paulo – Reino Unido vai testar toda a população a cada 15 dias para sair do lockdown

O Estado de S.Paulo – E se o paciente for você?

O Estado de S.Paulo – O STF e o preço dos medicamentos

O Estado de S.Paulo – Estados acertam estratégia própria contra a pandemia

O Estado de S.Paulo – Variantes ameaçam prolongar crise sanitária nos EUA

O Estado de S.Paulo – Cuba bate recorde de casos diários do novo coronavírus

O Estado de S.Paulo – Brasil pode chegar a 562,8 mil mortes por covid até julho, projeta universidade americana

O Estado de S.Paulo – ‘Mando para hospital, não tem vaga e voltam piores. É enxugar gelo’, diz médico de posto de saúde

O Estado de S.Paulo – A maconha medicinal não é regulada como a maioria dos medicamentos

O Estado de S.Paulo – Brasileiros nos EUA contam o que mudou em suas vidas após receberem a vacina contra a covid

O Estado de S.Paulo – Leito improvisado e intubação precária: falta de vaga faz posto de saúde virar hospital

O Estado de S.Paulo – ‘Dependemos da morte de uns para dar chance a outros pacientes’, diz médica recém-formada

O Estado de S.Paulo – Bolsonaro diz que poderá tomar a vacina, mas que já está imunizado contra a covid

O Estado de S.Paulo – Brasil pode receber em até 4 semanas remédios para intubação, diz representante da Opas

O Estado de S.Paulo – Com nova remessa de vacinas contra covid, Butantan entrega mais de 80% do lote previsto para abril

O Globo – Conselho de Medicina do Rio denuncia ‘vereador youtuber’ por prender médica em UPA

O Globo – Covid-19: dirigente da Anvisa diz que testes de vacina em adolescentes devem ser aprovados em breve

O Globo – Riscos do ‘kit Covid’: casos de efeitos adversos do uso de cloroquina crescem 558%; Anvisa registra 9 mortes

O Globo – Liminar suspende retorno às aulas nas redes privada e municipal do Rio e deixa pais desorientados

O Globo – Estudo da USP tenta entender por que jovens saudáveis estão morrendo pelo novo coronavírus

O Globo – Cinquenta doses de CoronaVac são furtadas em centro municipal de Saúde do Rio

O Globo – Vacinação hoje: confira o calendário em Rio, Niterói, São Paulo, Salvador, Curitiba e mais quatro cidades

G1 – Butantan entrega 1 milhão de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde nesta segunda

G1 – Baixa vigilância sobre variantes na América Latina vira ameaça ao mundo

G1 – EUA lançam competição de US$ 500 mil para melhorar design de máscaras

G1 – Covid-19 e gripe: 6 respostas sobre a vacinação simultânea prestes a começar no Brasil

G1 – Parar com o cigarro na pandemia: fumantes e médicos mapeiam estratégias – e obstáculos – para largar o hábito agora

G1 – Estados Unidos dizem ter aplicado 165 milhões de doses de vacina contra Covid-19 até o momento

G1 – Governo dos EUA ordena que Johnson intervenha em fábrica de terceirizada e proíbe produção de vacina da AstraZeneca

G1 – Funcionárias públicas da Bolívia são presas por roubo de 500 vacinas em cidade de fronteira com o Brasil

G1 – Médicos lembram histórias marcantes com seus pacientes

G1 – Brasil aplicou ao menos uma dose de vacina em mais de 19,1 milhões, aponta consórcio de veículos de imprensa

G1 – Infectado pela Covid, presidente argentino diz que sem vacina ‘estaria passando mal’

G1 – Forças Armadas vão ajudar na vacinação, diz ministro da Saúde

G1 – Ministro da Saúde diz que fábricas de vacinas para animais podem ser adaptadas para produzir imunizante contra Covid-19

G1 – Pandemia atinge pacientes que têm outras doenças e não conseguem atendimento

G1 – Vacina da gripe ou da Covid: qual tomar primeiro?

G1 – Secretário de Saúde de SP prevê abril ‘ainda pior’ na pandemia

G1 – Paciente com Covid recebe bilhetes da equipe médica avisando da extubação

Correio Braziliense – Novos modelos de embriões ajudariam pesquisas sobre abortos espontâneos

Correio Braziliense – Vitamina D e covid-19: as falhas que levaram estudo a ser tirado do ar por revista científica

Correio Braziliense – Covid-19: entidades destacam importância de higienização bucal

Correio Braziliense – AstraZeneca: agência britânica vê baixo risco para formação de coágulos

Correio Braziliense – Como funciona a vacina da Johnson, aprovada para uso emergencial no Brasil

Valor Econômico – Emergentes pedem liberalização de patentes para vacinas contra a covid-19

Valor Econômico – Como os super-heróis podem ajudar a combater as consequências de COVID-19 em crianças

Valor Econômico – Alemanha planeja vacinar 20% da população até o fim de abril

Valor Econômico – Presidente não pode usar Forças Armadas para fazer política, diz Santos Cruz

Valor Econômico – Doria diz que governadores têm assumido papel oposto ao de Bolsonaro, “notório negacionista”

Valor Econômico – Tratamento da dependência química na clínica de recuperação

Valor Econômico – Julgamento sobre patentes pode impactar inovação no País

Valor Econômico – Farmacêuticas podem rever estratégias mesmo após alta de 8% para remédios

Valor Econômico – Médicos temem piora na “temporada de gripe”

Valor Econômico – Senador antecipa reunião para tratar de conversão de fábricas para produzir vacina

Valor Econômico – Erros, cansaço e nova cepa impulsionam a ‘3ª onda’ na Europa

Alesp – Nova lei vai capacitar profissionais da beleza para prevenção de violência contra a mulher

Alesp – Lei que institui Semana de Conscientização sobre o Autismo no Estado de São Paulo é sancionada

CLDF – Audiência debate PL que altera carreira de Assistência Pública à Saúde no DF

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »