EXAMES COM RESULTADO NORMAL SÃO DESPERDÍCIO PARA O SUS, DIZ MINISTRO DA SAÚDE

//EXAMES COM RESULTADO NORMAL SÃO DESPERDÍCIO PARA O SUS, DIZ MINISTRO DA SAÚDE
O BBC Brasil destaca o evento a participação do ministro da Saúde, Ricardo Barros, na manhã de sábado (8), em Cambridge (EUA), da Brazil Conference, organizado pela Universidade Harvard e o Instituto de Tecnologia de Massachussetts (MIT). Em apresentação e posteriormente em entrevista à BBC Brasil, Ricardo Barros defendeu a necessidade de controlar a prescrição de exames. “Temos que ter controle da demanda que os médicos fazem destes exames e passar a avaliar como utilizam sua capacidade de demandar do SUS. Se o médico solicita muitos exames que dão resultado normal, ele não está agindo de forma correta com o sistema”, afirmou o ministro. Questionado se os exames precisam revelar problemas para serem considerados necessários, Barros disse que não quer interferir na capacidade de tomada de decisões dos médicos. “Mas os médicos não podem pedir exame como forma de transferir sua responsabilidade de emitir diagnósticos”, declarou o ministro.

Ministério da Saúde enviou medicamento para teste de qualidade

Para restabelecer a segurança sobre o uso da L-asparaginase no tratamento de câncer infantil junto aos profissionais de saúde, pacientes e familiares, o Ministério da Saúde enviou, na sexta-feira (7), o padrão do medicamento Chinês para a realização de testes que verifiquem o princípio ativo e a concentração do insumo. Os testes ficarão a cargo do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) e vem em resposta à reportagem veiculada no Fantástico que aponta preocupação na segurança e eficácia do medicamento. “A verificação também atende a um pedido feito pela Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (SOBOPE), cujos representantes foram convidados a participar de uma reunião no Ministério da Saúde na última quarta-feira (5) para, com transparência, informar sobre o processo de compra e buscar sanar as preocupações apresentadas na reportagem”, diz o texto publicado no site do Ministério da Saúde. Também participaram da reunião representantes do INCA (Instituto Nacional de Câncer), CFM (Conselho Federal de Medicina) e CFF (Conselho Federal de Farmácia).

Novo serviço vai ajudar pessoas com doenças raras a tirarem dúvidas

Reportagem do Correio Braziliense destaca informação do Instituto Vidas Raras, que estima em pelo menos 13 milhões de pessoas o número de pacientes com uma doença rara no Brasil. “A entidade sem fins lucrativos implantou um canal de acesso à informação para atenuar o sofrimento dos pacientes. O modelo é originário de Portugal, onde existe há oito anos. No Brasil, foi implantado há pouco mais de um mês e funciona assim: por telefone ou por e-mail, atendentes recebem as dúvidas, e a resposta, ancorada na consultoria de especialistas, vem em até uma semana. Brasília se destaca. A cidade é responsável por 7% de toda a procura”, afirma a publicação. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), doença rara é a enfermidade que afeta até 65 pessoas. Em oito anos de funcionamento, a Linha Rara Portugal recebeu 9 mil solicitações e atendeu 6 mil pessoas.

ANS quer estimular participação do paciente, promovendo melhoria do cuidado em saúde

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) destaca que quer estimular uma maior participação do paciente nas decisões relacionadas à saúde, contribuindo, assim, para qualificar o cuidado e tornar o usuário mais consciente sobre suas necessidades. Para isso, a reguladora está lançando o projeto Sua Saúde: Informe-se e Faça Boas Escolhas. A iniciativa é inspirada em ações desenvolvidas em outros países e busca falar diretamente com o paciente, fornecendo informações relevantes e orientando sobre questões relacionadas ao cuidado e tecnologias utilizadas no diagnóstico e tratamento de doenças. “O projeto conta com a parceria de 17 instituições, incluindo entidades médicas, acadêmicas e de apoio ao paciente”, destaca a publicação da ANS.

SAÚDE NA IMPRENSA

Ministério da Saúde – Ministério da Saúde enviou medicamento para teste de qualidade

ANS – ANS quer estimular participação do paciente, promovendo melhoria do cuidado em saúde

Anvisa – Análise processual para radiofármacos será otimizada

BBC – Exames com resultado normal são ‘desperdício’ para o SUS, diz ministro da Saúde

Folha de S.Paulo – Projeto dará nota para reportagens da área da saúde

Correio Braziliense – Instituto cria linha para tirar dúvidas e ajudar a identificar doenças

Correio Braziliense – Secretaria de Saúde espera vacinar 687 mil pessoas contra a gripe

Zero Hora – Em mensagem, secretário de Saúde de Caxias diz que médicos “nunca foram tão menosprezados”

Revista Nordeste – Ministério deve habilitar processo de transexualização em três estados

Notícias R7 – Governo proíbe a venda de amendoim fabricado em Goiás por alto teor de substância que provoca câncer

Folha de Londrina – HU de Londrina realiza cirurgia inédita pelo SUS

Tribuna do Norte – Portadores de doenças raras sofrem com falta de apoio

Diarinho – Justiça sequestra valores para garantir exames e remédios

Folha Max – Consórcio pode reduzir valor de medicamentos em 70%

Digoreste Notícias – Entidades médicas lançam manifesto contra plano de saúde popular

G1 – Defensoria Pública orienta a população sobre processos relacionados à saúde 

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.