EUA compram todas as vacinas contra covid-19 produzidas pela Pfizer e BioNTech em 2020

//EUA compram todas as vacinas contra covid-19 produzidas pela Pfizer e BioNTech em 2020
Os Estados Unidos fecharam, nesta quarta-feira (22), um acordo com as farmacêuticas Pfizer e BioNTech para comprar, ainda em 2020, 100 milhões de doses da vacina contra a covid-19. Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, as empresas informaram que não devem conseguir produzir mais do que isso neste ano. Comunicado emitido pelas farmacêuticas afirma que o governo americano fez um pedido inicial de 100 milhões de doses e vai desembolsar um total de US$ 1,95 bilhão por elas, após a aprovação da profilaxia FDA, a agência reguladora de medicamentos no país. O acordo firmado ainda prevê entrega de até 600 milhões de doses aos EUA ao longo do ano seguinte. O governo de Donald Trump concordou em gastar a quantia para busca de uma vacina potencial. O Departamento de Saúde e Serviços Humanos e o Departamento de Defesa dos Estados Unidos lançaram a Operação Warp Speed para acelerar o desenvolvimento de imunização, tratamentos e testes contra o coronavírus. Mais de 150 vacinas no mundo estão com produção em curso, sendo cerca de 20 em fase de testes em humanos. Governos têm assinado acordo com as farmacêuticas para assegurar o suprimento dessas candidatas a vacina. Até o final de 2021, Pfizer e BioNTech planejam produzir mais de 1,3 bilhão de doses,  que deve ser entregue ao restante do mundo. “Estamos satisfeitos por termos assinado este importante acordo com o governo dos EUA para fornecer as 100 milhões de doses iniciais”, disse o CEO da BioNTech, Ugur Sahin. Na segunda-feira (21), as duas farmacêuticas anunciaram resultados positivos nos estudos da vacina experimental que desenvolvem juntas. De acordo com as farmacêuticas, foram verificadas respostas imunes em velocidade anterior ao prazo estimado das chamadas células T, consideradas fundamentais para protegerem um organismo do novo coronavírus. A pesquisa, que ainda precisa ser avaliada por pares para posterior publicação em revista científica, não registrou efeitos colaterais graves em indivíduos que receberam a vacina.

Reportagem destaca que medicamento com alíquota zerada ainda não tem registro na Anvisa 

O governo Jair Bolsonaro (sem partido) zerou a alíquota de importação do medicamento conhecido pelo nome comercial de Zolgensma. O presidente comemorou a decisão em suas redes sociais na segunda-feira (13). Utilizado no tratamento de crianças com atrofia muscular espinhal (AME), o remédio é tido como o mais caro do mundo –atualmente, custa cerca de R$ 12 milhões (dose única, valor levantado pelo próprio governo federal). No entanto, ele ainda não foi registrado na Anvisa, procedimento necessário para assegurar que o medicamento está de acordo com a legislação sanitária e para minimizar eventuais riscos à saúde. Ex-diretores da Anvisa e ex-membros do Ministério da Saúde disseram à Folha de S.Paulo, nesta quarta-feira (22), que não se lembram de outra ocasião em que o Executivo tenha zerado a alíquota de importação de um medicamento que não tivesse passado antes pelo controle da Anvisa, o que é visto como a criação de um precedente. Ao zerar a alíquota, argumentam, o governo brasileiro estaria dando reconhecimento de que se trata de uma terapia válida. Para Diovana Loriato, diretora nacional do Iname (Instituto Nacional de Atrofia Muscular Espinhal), a medida do governo ajuda, mas ainda é um primeiro passo. “Além do custo da medicação, tinha o imposto da importação, de cerca de 4%, e tem também o ICMS, que gira em torno de 18% do valor da medicação. A medida é importante, passo positivo, mas a gente precisa que os governadores tenham a mesma sensibilidade do governo federal para que as famílias não tenham esse pesado custo”, argumenta. Ela diz que mais de 20 famílias no Brasil têm feito campanhas nas redes sociais para conseguir arrecadar os valores necessários para importar o Zolgensma. “É um primeiro passo de uma longa jornada, com alíquota zerada, ICMS zerado, incorporação no SUS e inclusão do medicamento no rol da ANS para que seja de fornecimento obrigatório pelos planos de saúde”, continua. Sobre a decisão da zerar o imposto ter precedido o registro na Anvisa, Diovana não vê problemas de segurança. Em nota, a Anvisa diz que o processo de registro do Zolgensma foi peticionado em 13 de janeiro de 2020. Após análise inicial, a agência pediu à Novartis alguns “dados necessários para comprovar a eficácia e segurança da medicação”. A empresa, então, enviou o que foi requisitado em 26 de junho e a Anvisa avalia a possibilidade de registro. O Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Camex), órgão interministerial responsável pela resolução de zerar a alíquota de importação, diz que o Ministério da Saúde foi consultado e não apresentou objeções. “Segundo informou o Ministério da Saúde, trata-se de terapia experimental e a importação é permitida, sob conta e risco dos interessados.” Sobre a ausência de registro na Anvisa, disse que ele é sujeito a prazos e regulamentos próprios e “não tem correlação com o imposto de importação”. “A partir do estudo sobre a classificação fiscal, confirmada a não produção e não havendo óbice do Ministério da Saúde, o governo brasileiro conferiu tratamento similar ao que é concedido aos demais produtos de saúde na mesma situação”, completou. A decisão foi motivada, afirmam, pelo pleito oficial de uma família que tem uma criança que sofre de AME. O Ministério da Saúde diz que o fim da alíquota não interfere nos valores pagos nas aquisições feitas pela pasta, “uma vez que é isenta”. “Logo, não haverá impacto em eventuais processos judiciais nos quais a União seja parte.”

Para Denizar Vianna, é preciso rever a participação social nas consultas públicas

O Instituto Nacional de Assistência Farmacêutica e Farmacoeconomia (INAFF) promoveu nesta terça-feira (21) a live Participação da sociedade civil em consulta pública com a presença do Dr. Denizar Vianna, ex-secretário da SCTIE, à qual a Conitec está vinculada. Este evento teve patrocínio da Roche, informou o blog Academia de Pacientes, que é mantido pelo pesqusiador Claudio Cordovil. O autor do blog destaca que na Live, Denizar insistiu muito na importância da Consulta Pública como verdadeira oportunidade de participação social (talvez a única) nos processos de tomada de decisão daquela comissão. O blog ressalta que, segundo Denizar, muitos dos problemas existentes não seriam do processo de consulta em si, mas sim do modo com que os pacientes e suas associações aproveitam essa oportunidade. “Seu alvo estava nas consultas que regularmente, quase como um hábito, recebem centenas de contribuições de pacientes absolutamente idênticas, como que orientadas por um senhor invisível, os laboratórios”, diz o texto. “Quantidade não é qualidade”, disse Denizar, acrescentando que, ao contrário de essa estratégia fortalecer a atuação dos pacientes no processo, simplesmente a enfraquece. “Mas como fazer com que os pacientes ajam com autonomia e como representantes legítimos de suas associações ou de seus interesses nestes processos? Como fazê-los ter voz própria? A saída deve passar pela Educação do paciente. Mas, que fique bem claro: Denizar pontuou que não seria papel do governo ou do Ministério realizar esta capacitação”, diz trecho da publicação.

Câmara quer decisão da ANS sobre cobertura de teste sorológico de Covid por planos de saúde

Presidente da comissão externa da Câmara dos Deputados de enfrentamento à Covid-19, o deputado Dr. Luiz Antonio Teixeira Jr. (PP-RJ) cobrou, nesta terça-feira (21), um posicionamento rápido da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) sobre a cobertura de exames sorológicos, para detecção de anticorpos contra a doença, por planos de saúde. “É preciso tomar uma decisão, uma diretriz de utilização, seja ela qual for. Mas vocês têm que tomar uma posição. Toda vez que vocês não tomam posição, quem tem plano de saúde precisa fazer [o exame] particular, porque o médico está pedindo”, cobrou o parlamentar de representantes da ANS. “A Câmara dos Deputados exige de vocês um prazo. Eu quero um prazo. Não me importa a decisão.” De acordo com a Agência Câmara o assunto foi discutido em videoconferência com médicos, representantes da ANS e dos consumidores. No fim do mês passado, uma decisão judicial tornou obrigatória a inclusão do teste sorológico na lista de coberturas dos planos de saúde. A ANS, no entanto, derrubou na Justiça a decisão. Sem definir uma data, os representantes da agência disseram ser possível ter uma definição sobre a cobertura ou não do exame em até três semanas. A agência vai discutir o tema em audiência pública com especialistas e a sociedade na próxima sexta-feira (24). A partir da discussão, uma nota técnica será elaborada e enviada à diretoria colegiada da ANS para análise e definição de uma posição, o que pode ocorrer em até 15 dias. O diretor-presidente substituto da ANS, Rogério Scarabel, explicou que o critério para incorporação do exame é científico e que, até o momento, os testes sorológicos ainda não são “padrão ouro”. “Uma incorporação inadequada não é melhor para o consumidor. A conta vai ser paga por ele. Isso pode até expulsá-lo do sistema”, afirmou. Na videoconferência, o presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), Clovis Arns da Cunha, explicou o que está definido no momento em relação aos testes diagnósticos de Covid-19. O paciente com sintomas, como tosse, febre e perda de olfato, deve ser submetido ao teste nasal RT-PCR, entre o terceiro e o sétimo dia de sintomas. Já o teste sorológico é um exame de sangue, que se destina a procurar anticorpos que indicariam se o paciente já teve contato com o novo coronavírus. A recomendação, segundo o infectologista, é que esse paciente com sintomas, mas com resultado negativo no RT-PCR faça o exame sorológico – IgG ou anticorpos totais – a partir do 20º dia contado do início dos sintomas. “Não antes, porque não vai mudar conduta: o paciente vai ter de ficar 14 dias isolado. Se colher antes, existe uma sensibilidade menor do teste. A partir do 20º dia, a maioria, 95%, vai ter o teste positivo, que mostra que paciente teve uma infecção pregressa, no passado”, explicou o presidente da SBI. Clóvis Arns observou ainda que o teste sorológico para a pessoa sem sintomas que apenas quer saber se já teve Covid-19 no passado só será útil para inquérito epidemiológico. Esses casos, acredita, não devem ser cobertos pelos planos de saúde. No entendimento da coordenadora do Programa de Saúde do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Ana Carolina Navarrete, o sorológico tem que estar dentro da cartela de possibilidades do médico para fechar o diagnóstico de Covid-19 ou definir o período seguro para o paciente retornar a suas atividades e deve, portanto, ser coberto pelo plano. Dados do Idec indicam que, do total de reclamações referentes a testes, 92,3% são procedentes, ou seja, o consumidor cumpria os requisitos para realizar o exame.

SAÚDE NA IMPRENSA

Agência Senado – Comissão discutirá impacto da pandemia sobre os indígenas

Agência Câmara – Projeto prevê multa para empresa que não obedecer prioridades na testagem de Covid-19

Agência Câmara – Projeto permite alteração de jornada de gestantes e mulheres com filhos pequenos para teletrabalho

Agência Câmara – Projeto obriga bancos a disponibilizar álcool em gel a 70% para clientes

Agência Câmara – Câmara quer decisão da ANS sobre cobertura de teste sorológico de Covid por planos de saúde

Agência Câmara – Governador Romeu Zema destaca eficácia das ações para combater pandemia em Minas Gerais

Agência Câmara – Estados preveem recuperação da crise econômica gerada pela pandemia só em 2021

Agência Câmara – Projeto do governo cria nova contribuição unificando PIS e Cofins

Folha de S.Paulo – ONU tenta dimensionar impacto da Covid-19 em população vulnerável ao HIV

Folha de S.Paulo – Sem registro na Anvisa, remédio mais caro do mundo teve alíquota zerada por Bolsonaro

Folha de S.Paulo – EUA ordenam fechamento de consulado chinês, e Pequim prepara retaliação

Folha de S.Paulo – Ministério da Saúde gastou menos de 1/3 da verba para Covid, diz TCU

Folha de S.Paulo – Cidades receberão telemedicina com inteligência artificial contra Covid-19

Folha de S.Paulo – Exame de Bolsonaro para Covid-19 tem novo resultado positivo, diz Presidência

Folha de S.Paulo – ONU tenta dimensionar impacto da Covid-19 em população vulnerável ao HIV

Folha de S.Paulo – Hidroxicloroquina é remédio mais citado em peças de desinformação no mundo, mas volume cai

Jornal Agora – Aposentado vence batalha contra a Covid em 103 dias internado

O Estado de S.Paulo – EUA compram todas as vacinas contra covid-19 produzidas pela Pfizer e BioNTech em 2020

O Estado de S.Paulo – Conversa explicativa e lúdica pode amenizar teste de covid-19 em crianças

O Estado de S.Paulo – Medidas de distanciamento social reduzem também gravidade dos sintomas da covid-19, aponta estudo

O Estado de S.Paulo – A ‘caneta BIC’ e a denúncia de tratados: o processo para retirada do Brasil da OMS

O Estado de S.Paulo – Como fica a saúde mental dos trabalhadores na pandemia?

O Estado de S.Paulo – Covid-19 impulsiona problema estrutural

O Estado de S.Paulo – Regulamentada Medida Provisória para garantir continuidade das atividades econômicas

O Estado de S.Paulo – Gestores planejam usar infra de saúde após covid-19, mas temem falta de verba

O Estado de S.Paulo – ‘Devemos nos preparar para outros surtos’, diz brasileiro líder da pesquisa de vacina em Oxford

O Estado de S.Paulo – Como funciona um estudo Fase 3 de uma vacina

O Estado de S.Paulo – Bolsonaro diz que pode voltar ‘à normalidade’ dependendo de resultado de novo exame de covid-19

O Globo – DrApp, plataforma de agendamento para clínicas e consultórios, agora vai realizar consultas digitais

O Globo – Crivella diz que plano para volta às aulas na rede pública será apresentado esta semana e promete ‘telecurso’

O Globo – Falta de gestão no Ministério da Saúde atrapalha liberação de recursos na pandemia

O Globo – Informações inconsistentes em banco de dados do Ministério da Saúde dificultam ações contra a Covid-19

O Globo – Com saúde frágil, García Márquez viveu últimos anos recluso

O Globo – Planos de saúde: ocupação de leitos para Covid-19 tem 1ª queda desde o início da pandemia

G1 – Profissionais de saúde de Contagem recebem homenagem

G1 – Número de mortes pelo coronavírus cai no ES com avanço da medicina

G1 – Penitenciária de Caruaru produz EPIs para Instituto de Medicina Legal

G1 – Mundo ultrapassa marca de 15 milhões de casos confirmados de coronavírus, segundo balanço de universidade americana

G1 – Após 10 dias na UTI com Covid-19, advogada é surpreendida com pedido de casamento na saída de hospital em SC; VÍDEO

G1 – Câmara aprova MP que abre crédito de R$ 639 milhões para medidas de combate ao coronavírus

G1 – Cidade na Coreia do Sul pode ter tido 27 vezes mais casos de coronavírus do que foi diagnosticado, diz estudo

G1 – Cientistas identificam mais anticorpos capazes de neutralizar o vírus da Covid-19

G1 – Coronavírus em suspensão no ar é infeccioso, diz pesquisa americana

G1 – Onicofagia: conheça possíveis causas para o hábito de roer unhas e veja dicas para crianças evitarem a mania

G1 – Mundo tem 166 candidatas a vacina contra a Covid em desenvolvimento; 24 são testadas em humanos

G1 – Coronavírus que estava no ar em quartos de pacientes com Covid pode ser multiplicado em laboratório, diz estudo

G1 – Diretora espera que vacina contra a Covid-19 da BioNTech e da Pfizer seja aprovada entre outubro e novembro

G1 – Novo secretário de saúde do estado afirma que vai trabalhar mais próximo dos municípios de SP que tiveram avanço da Covid-19

Anvisa – Orientação sobre mudança no cumprimento de exigência

Anvisa – Confira dados da consulta sobre simplificação de normas

Anvisa – Aberta CP sobre esgotamento de estoque de produtos

Anvisa – Nutrição enteral: aprovada inclusão de novos compostos

ANS – Monitoramento do setor: ANS divulga Boletim Covid-19 com dados até junho

Jota – STF decidiu contra o governo em 58% das ações relacionadas à Covid-19

Agência Brasil – Esgotamento sanitário por rede está ausente em 39,7% das cidades

Agência Brasil – Quatro regiões no estado do Rio estão em risco baixo para covid-19

Agência Brasil – Covid-19: pacientes oncológicos devem manter uso de máscaras

Agência Brasil – Prontos-socorros privados realizam mais atendimentos sem internações

Agência Brasil – Covid-19: Brasil registra 1.367 mortes e 41.008 novos casos em 24h

Agência Brasil – Pesquisa aponta 18% dos postos de saúde ainda sem conexão à internet

Agência Brasil – Opas diz que não há sinal de desaceleração da covid-19 nas Américas

STJ – Plano de saúde terá de cobrir criopreservação de óvulos de paciente até o fim da quimioterapia

Agência Saúde – Em visita a Porto Alegre, ministro interino da Saúde oferta apoio às ações contra a Covid-19 no estado

Agência Saúde – Centro de Atendimento no Rio faz diagnóstico e tratamento precoce da Covid-19

Agência Saúde – Covid-19: Brasil ultrapassa 1,4 milhão de curados

Agência Saúde – Ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, visita Florianópolis para prestar apoio às ações contra a Covid-19

Agência Saúde – Portaria torna obrigatória notificação de resultados de testes da Covid-19

Valor Econômico – Número de mortes por covid-19 nos EUA passa de 142 mil

Valor Econômico – Cai ocupação por covid em hospital de planos

Valor Econômico – Covid mata mais 1.346; média semanal fica estável

Valor Econômico – Relator da reforma tributária diz que busca aprovação até o fim do ano

Valor Econômico – Febraban defende reforma tributária para colocar ordem no sistema

Valor Econômico – Ocupação de leitos para covid-19 em hospitais de planos de saúde cai em junho

Correio Braziliense – Remédio para hepatite reduz em quase 80% chance de covid ficar grave

Correio Braziliense – Exame mostra câncer logo no início, até 4 anos antes que os testes atuais

Academia de Pacientes – Denizar Vianna: É preciso rever a participação social nas consultas públicas

Conitec – REBRATS abre duas consultas públicas sobre diretrizes metodológicas

______________________
O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »