Estudo indica que coronavírus está evoluindo de forma mais controlada no Brasil  

//Estudo indica que coronavírus está evoluindo de forma mais controlada no Brasil  
A epidemia do novo coronavírus no Brasil está evoluindo de forma mais controlada do que em outros países, como China, Itália, Espanha e Estados Unidos, destacou o jornal O Estado de S.Paulo nesta quarta-feira (1). Esse crescimento mais lento no número de casos estaria relacionado ao fato de o País ter tomado as medidas de contenção logo no início da epidemia. No entanto, alertam especialistas, pode ser atribuído também à subnotificação e à demora na notificação dos casos. O problema seria mais grave em São Paulo, onde haveria mais de dez mil exames atrasados. As conclusões estão na quinta nota técnica do grupo de especialistas da PUC-RJ e da Fiocruz, o Núcleo de Operações e Inteligência em Saúde (NOIS), que está acompanhando a evolução da covid-19 no Brasil em comparação a outros países. O grupo vem fazendo projeções de curto prazo em três cenários: otimista, mediano e pessimista. A nova nota, divulgada nesta quarta-feira, informa que entre os dias  21 e 22 de março os casos confirmados no Brasil ultrapassaram a predição pessimista, indicando um rápido crescimento da epidemia em relação aos demais países. Contudo, nos dois dias subsequentes, os casos confirmados estiveram entre o cenário mediano e o cenário pessimista, o que demonstrou uma tendência de diminuição do crescimento. Essa tendência foi confirmada entre os dias 24 e 30, quando os valores realizados estiveram entre o cenário otimista e o cenário mediano. Segundo o trabalho, assinado por 14 especialistas, “embora parte deste efeito possa se dever às medidas de contenção, ressalta-se que o Brasil apresenta duas dificuldades na mensuração do total de casos positivos identificados: ausência de uma política de testagem ampla e o atraso na obtenção dos resultados e notificações”. Ainda de acordo com o levantamento, “a primeira afirmação se deve ao fato de não haver testes suficientes para analisar a evolução da doença na população. Já a segunda se deve ao aumento da demanda por testes, associada à falta de recursos e mão de obra qualificada para efetuar uma análise rápida”. Esse problema seria especialmente mais presente em São Paulo. O Estado terminou o período analisado com  1.517 casos confirmados, abaixo até mesmo do cenário otimista previsto anteriormente, indicando uma tendência de crescimento semelhante à do cenário otimista. No entanto, sustenta o relatório, há relatos de um grande número de exames em atraso no Instituto Adolfo Lutz de São Paulo, chegando a mais de dez mil casos.

Ex-ministro vira contraponto de Mandetta e referência de bolsonaristas na pandemia 

Se o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), endossa as medidas de isolamento social recomendadas pela OMS (Organização Mundial da Saúde) contra o coronavírus e se opõe ao chefe, Jair Bolsonaro (sem partido), a rede de parlamentares e influenciadores que serve de base ao presidente encontrou outra opinião para se ancorar, a do ex-ministro e deputado federal Osmar Terra (MDB-RS). De acordo com publicação da Folha de S.Paulo desta quarta-feira (1), pelo Twitter e em grupos de WhatsApp, se espalham vídeos e áudios do ex-ministro, que esteve à frente da pasta da Cidadania até fevereiro. Mesmo demitido, ele manteve influência sobre o presidente na atual crise. Terra, que é médico como Mandetta, diz que apenas idosos e grupos de risco devem ser isolados —o restante da população deveria voltar a trabalhar imediatamente. É a opinião externada por Bolsonaro e contrariada não só pela OMS e por especialistas em pandemia, mas pela maioria dos líderes mundiais, inclusive o presidente americano, Donald Trump. Itália e Reino Unido, antes favoráveis a esse isolamento menos restrito, voltaram atrás diante do avanço dos casos da doença. Terra tem apresentado como credenciais o fato de ter sido secretário de Saúde do Rio Grande do Sul durante a pandemia do H1N1, em 2009. Diz que o coronavírus vai matar no máximo 2.000 pessoas no Brasil, estimativa menor que a de muitos analistas. Para ele, o isolamento social não reduz as mortes, e o achatamento da curva de contaminação é uma teoria que não existe na prática. “Medidas como suspensão de aulas e quarentena total são só de cunho político, não tem evidência científica”, tuitou. Em áudio que circulou por grupos bolsonaristas na semana passada, Terra diz que “não se orienta a população disseminando pânico”. “O isolamento social não resolve nada. Já está disseminado o vírus. Todas as epidemias duram em torno de 13 semanas”, afirmou. O ex-ministro diz ainda que a quarentena irá destruir a economia, o que impactará a arrecadação e, consequentemente, o financiamento do SUS. “Muita gente vai poder morrer por falta de recurso público”, afirma. Foi suficiente para ser exaltado e compartilhado nas redes bolsonaristas, que criaram a hashtag #OsmarTerraTemRazão. Logo antes da pandemia, publicações de Terra no Twitter sobre assuntos diversos alcançaram até 4.500 curtidas, enquanto suas considerações sobre o vírus chegam a bater de 20 mil a 30 mil. No Facebook e no Instagram, o ex-ministro vive o pico de aumento dos seus seguidores em um ano —de 22 mil a 25 mil e de 9 mil a 15 mil, respectivamente. O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) foi um dos que ampliaram a voz de Terra. “Recessão pode ser mais prejudicial do que o coronavírus em si”, escreveu. O ex-ministro também foi compartilhado por veículos bolsonaristas como o Terça Livre.

Senado vai apreciar voto de aplauso para ministro da Saúde

A senadora Rose de Freitas (Podemos-ES) apresentou nesta terça-feira (31) um requerimento para voto de aplauso em homenagem ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Segundo a Agência Senado no requerimento, a senadora destaca que neste momento em que “o Brasil e o mundo vivem uma situação inédita” devido à pandemia do coronavírus, o ministro tem tido uma atuação destacada na liderança contra a crise, sempre tranquilo e seguro, passando informações de forma simples para a população. Para a senadora, o ministro representa a esperança de que a crise será vencida.

Inteligência do governo vê aumento no risco de saques e temor vira arma em disputa política

Nesta quarta-feira (1), o jornal O Estado de S.Paulo destacou que, o temor de uma onda de saques em supermercados e até hospitais entrou no radar de governadores e do Palácio do Planalto e virou munição na disputa política envolvendo a crise do coronavírus. Nos bastidores, órgãos de inteligência do governo traçaram cenários de potencial descontrole social, que já foram levados às reuniões ministeriais sobre a pandemia da covid-19 e chegaram aos Estados. Casos isolados foram registrados em regiões de periferia em São Paulo e no subúrbio do Rio. No dia 19, cerca de 30 pessoas promoveram um arrastão em uma rede atacadista na Zona Leste da capital paulista. No dia 26, um adulto foi preso e cinco menores foram apreendidos no Rio por invadirem um comércio na zona norte durante a madrugada. A Polícia Civil do Rio anunciou na semana passada ter desarticulado uma quadrilha que planejava em grupos de WhatsApp uma onda de ataques a supermercados na zona norte e na Baixada Fluminense. Os homens apontados como chefes do bando atuavam como vendedores ambulantes, conforme informações de inteligência que subsidiaram a operação. Na segunda-feira (30), o presidente Jair Bolsonaro associou o risco de saques a uma situação de desespero de trabalhadores informais e desempregados: “O povo passando necessidade grave, nós podemos ter saque, invasão de supermercado, algumas regiões do País sem lei”. Em acordo com o Congresso, o governo aprovou um auxílio de R$ 600 aos trabalhadores informais. A medida, porém, ainda não foi sancionada pelo presidente e não há prazo para o repasse ser feito. O receio de saques passou a ser explorado pelo entorno do presidente como justificativa para a retomada das atividades normais no País e a suspensão de decretos estaduais restritivos à circulação de pessoas. Nas redes sociais, circularam vídeos de falsos arrastões, que na verdade ocorreram fora do Brasil e em anos anteriores. Governadores que não seguem a linha do presidente nas ações contra a pandemia admitem ter informações de que saques podem vir a ocorrer com maior frequência. Mas, como não cogitam ceder à pressão de Bolsonaro e flexibilizar as medidas de isolamento da população, defendem reforço nas ações sociais de assistência por parte do governo, com liberação do vale de R$ 600, e adotam a doação de alimentos em alguns locais.

SAÚDE NA IMPRENSA
Agência Senado – Senado aprova uso da telemedicina durante pandemia de covid-19

Agência Senado – Gurgacz diz que governo deveria destinar 10% do PIB para combater crise

Agência Senado – Paim quer mais estrutura para profissionais no combate ao coronavírus

Agência Senado – Marcelo Castro defende isolamento social para evitar colapso na saúde

Agência Senado – Anastasia anuncia agenda de votação para projetos de combate à crise

Agência Senado – Anunciados integrantes de comissão para acompanhar medidas contra pandemia

Agência Senado – Metas de prestadores de serviço do SUS serão suspensas por quatro meses

Agência Senado – Projeto congela preço de remédios durante pandemia do coronavírus

Agência Senado – Senado aprova uso da telemedicina durante pandemia de covid-19

Agência Senado – Coronavírus: Senado aprova dispensa de atestado médico na falta ao trabalho

Agência Senado – Aprovado repasse de R$ 2 bilhões para santas casas e hospitais filantrópicos

Agência Senado – Senado pode aprovar novas medidas de renda emergencial nesta quarta-feira

Agência Senado – Senado vai apreciar voto de aplauso para ministro da Saúde

Agência Câmara – Câmara retoma análise de projetos de combate à pandemia do novo coronavírus

Agência Câmara – Câmara confirma lista de produtos usados no combate à Covid-19 que não poderão ser exportados

Agência Câmara – Câmara aprova liberação de recursos parados de estados e municípios para combate à Covid-19

Agência Câmara – Comissão externa do coronavírus tem reunião agendada para esta tarde

Agência Câmara – Comissão mista vai acompanhar gastos do governo para conter pandemia de Covid-19

Agência Câmara – Medida provisória suspende reajuste de medicamentos por 60 dias

Folha de S.Paulo – Risco de complicações por coronavírus já aumenta aos 50 anos, diz grande estudo

Folha de S.Paulo – Grupos antivacina agora disseminam fake news sobre coronavírus, revela análise

Folha de S.Paulo – Horas após falar em pacto, Bolsonaro volta a criticar governadores e medidas de isolamento

Folha de S.Paulo – Câmara e Senado enxugam regras e aceleram tramitação de MPs em meio à pandemia

Folha de S.Paulo – Contágio em sauna pública na China indica que coronavírus resiste a alta umidade e calor

Folha de S.Paulo – Saúde para quem é da saúde​

Folha de S.Paulo – Um vírus democrático que evidencia a fragilidade da democracia

Folha de S.Paulo – EUA enviam 23 aviões à China e acendem alerta de desabastecimento para hospitais do Brasil

Folha de S.Paulo – Dos sintomas ao diagnóstico de coronavírus, veja caminho da confirmação

Folha de S.Paulo – Facebook apagou post de Bolsonaro por ‘alegação falsa’ de cura para coronavírus

Folha de S.Paulo – Contra coronavírus, Kim Jong-un deve bloquear Coreia do Norte por ao menos um ano

Folha de S.Paulo – Cemitérios de São Paulo têm ao menos 30 enterros por dia de mortos com suspeita de Covid-19

Folha de S.Paulo – Brasileiro morre em Londres vítima de coronavírus após preparar almoço para 50 pessoas

Folha de S.Paulo – Dior fabricará máscaras de proteção durante pandemia do novo coronavírus

Folha de S.Paulo – Saiba quem são os apoiadores e críticos de Bolsonaro na crise do coronavírus

Folha de S.Paulo – Menino de 13 anos morre por coronavírus no Reino Unido e acende alerta

Folha de S.Paulo – A lição do SUS para o mundo

Folha de S.Paulo – Usar ou não máscaras para prevenir coronavírus? OMS diz que não, EUA reveem indicação

Folha de S.Paulo – Bolsonaro não pode ser líder de facção na crise da pandemia, diz governador do ES

Folha de S.Paulo – Ex-ministro vira contraponto de Mandetta e referência de bolsonaristas na pandemia

Folha de S.Paulo – Estados antecipam medida para aliviar crise econômica do coronavírus

Folha de S.Paulo – Bolsonaro mudou tom sobre pandemia após conversa com Villas Bôas e ministros da ala jurídica

Folha de S.Paulo – Câmara aprova projeto que proíbe exportação de produtos médicos durante pandemia

Folha de S.Paulo – SUS é o melhor sistema de saúde do mundo, o que falta é gestão, defende Luiza Trajano

Folha de S.Paulo – Conselho recebe 323 denúncias de falta de equipamentos em hospitais

Folha de S.Paulo – Mesmo falta de ar não garante testes para novo coronavírus no Brasil

Folha de S.Paulo – Como na Itália, falta de UTI nos fará escolher entre quem vive e quem morre

Folha de S.Paulo – O método científico e o humanismo

Folha de S.Paulo – Senado aprova auxílio de até R$ 2 bilhões a santas casas e hospitais filantrópicos

Folha de S.Paulo – 60% das universidades federais rejeitam ensino a distância durante quarentena

Folha de S.Paulo – Relato de uma brasileira em Madri em tempos de Coronavírus

Folha de S.Paulo – China começa a frear importações do Brasil

Folha de S.Paulo – Maia rebate Guedes sobre auxílio de R$ 600 e acusa governo de mentir em ação ao STF

Folha de S.Paulo – Medidas de isolamento ajudaram a evitar maior avanço do coronavírus, diz ministro da Saúde

Folha de S.Paulo – Curva de internações por problemas respiratórios desacelera no Brasil, diz Fiocruz

Jornal Agora – Médica que vendia “soro da imunidade” contra coronavírus terá que pagar multa

Jornal Agora – São Paulo tem 855 denúncias de falta de EPI em hospitais e unidades de saúde

Jornal Agora – Sargento de 46 anos é a primeira vítima de coronavírus na polícia de SP

Jota – Como o Brasil politizou a pandemia?

Jota – Pacto federativo nos tempos do coronavírus

Jota – OAB requer ao STF que Bolsonaro cumpra à risca protocolos da OMS sobre coronavírus

O Estado de S.Paulo – Bolsonaro diz que anuncia hoje sanção de auxílio emergencial a informais, intermitentes e MEIs

O Estado de S.Paulo – Inteligência do governo vê aumento no risco de saques e temor vira arma em disputa política

O Estado de S.Paulo – Coronavírus: para cuidar das pessoas idosas com deficiência

O Estado de S.Paulo – Governo anuncia R$ 51 bilhões para complementar salário de quem tiver redução de jornada

O Estado de S.Paulo – Estudo indica que coronavírus está evoluindo de forma mais controlada no Brasil

O Estado de S.Paulo – Covid-19: como evitar ou mitigar conflitos agora e no futuro próximo

O Estado de S.Paulo – Burocracia emperra plano de produzir máscaras na Itália e máfia começa a agir

O Estado de S.Paulo – Procuradores do trabalho propõem 31 emendas à MP trabalhista do coronavírus

O Estado de S.Paulo – Comunicação governamental em tempos de Covid-19: a experiência de Portugal e lições para o Brasil

O Estado de S.Paulo – ‘Estado’ conversa com psiquiatra sobre saúde mental na quarentena

O Estado de S.Paulo – Em meio à crise, deixar de recolher tributos ainda é crime?

O Estado de S.Paulo – Ministério da Saúde estuda recomendar máscaras para quem não tem sintomas de covid-19

O Estado de S.Paulo – “Ontem foi um dia de recuo do presidente”, Cantanhêde sobre pronunciamento do Bolsonaro

O Estado de S.Paulo – Estudo explica como alterações no metabolismo de doentes crônicos pode potencializar o coronavírus

O Estado de S.Paulo – Coronavírus: O que muda com a chegada dos testes rápidos? Ouça no ‘Estadão Notícias’

O Estado de S.Paulo – Cardiologista Roberto Kalil Filho é internado com novo coronavírus

O Estado de S.Paulo – Diagnosticada com coronavírus, cirurgiã Angelita Habr-Gama segue internada

O Estado de S.Paulo – Vereador faz representação em Conselho de Medicina contra Osmar Terra

O Estado de S.Paulo – Sob isolamento por causa do coronavírus, idosos não conseguem comprar remédios controlados

O Estado de S.Paulo – Senado aprova projeto que garante até R$ 2 bilhões para Santas Casas

O Estado de S.Paulo – Senado vota hoje garantia de auxílio emergencial para 14 categorias e suspensão de parcelas do Fies

O Globo – Rotina dos idosos: dos remédios aos exercícios, como manter a saúde durante a pandemia de coronavírus

O Globo – Secretário estadual de Saúde se diz surpreso com alto número de casos de Covid-19 entre mais jovens: ‘Não nos contaram tudo sobre esse vírus’

O Globo – Em Cuba, 28 mil estudantes de Medicina vão de casa em casa em busca de suspeitos da Covid-19

O Globo – Senado deve votar hoje projeto que amplia categorias que vão receber auxílio de R$ 600. Veja quais são

Anvisa – Veja esclarecimentos sobre preparações antissépticas

Anvisa – Prorrogadas consultas sobre contaminantes em alimentos

Anvisa – Agenda Regulatória 2017-2020 é atualizada

Agência Saúde – Brasil registra 5.717 casos confirmados de coronavírus e 201 mortes

Agência Brasil – Hospital de campanha do Pacaembu será entregue hoje

Agência Brasil – TRF2 suspende liminar que fixava verbas para combate ao coronavírus

Agência Brasil – Governo anuncia R$ 200 bilhões para socorrer trabalhadores e empresas

Correio Braziliense – Coronavírus: pesquisa de Tóquio aposta em remédio contra a pancreatite

Correio Braziliense – Coronavírus: como usar a alimentação para fortalecer o sistema imunológico?

_______________________
O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »