Estação Quarentenária da Embrapa é inaugurada e vai reduzir riscos de introdução de novas pragas no País

Home/Informativo/Estação Quarentenária da Embrapa é inaugurada e vai reduzir riscos de introdução de novas pragas no País

Estação Quarentenária da Embrapa é inaugurada e vai reduzir riscos de introdução de novas pragas no País 

Foi inaugurada nesta quarta-feira (24), em Brasília, a Estação Quarentenária, localizada na Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia. A estação, composta por laboratórios, irá analisar qualquer tipo de praga que possa apresentar o risco de entrar no território nacional, como insetos, ácaros, fungos, bactérias, nematoides, plantas infestantes e vírus, informou o Mapa. A ministra Tereza Cristina participou da inauguração e destacou a importância da pesquisa científica para garantir um diferencial à agropecuária brasileira e evitar que pragas e doenças entrem no nosso território e possam prejudicar as nossas safras. O secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, José Guilherme Leal, ressaltou que a estação permitirá a ampliação das análises de produtos vegetais. De acordo com o presidente da Embrapa, Celso Moretti, os prejuízos econômicos causados pela entrada de uma praga são enormes. Em 2013, citou Moretti, a entrada de apenas uma praga exótica, a lagarta Helicoverpa armigera, causou danos de cerca de US$ 1,7 bilhão aos cofres nacionais. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

Área tratada com defensivos cresceu 9% no terceiro trimestre 

Segundo matéria publicada no Valor Econômico , o Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg), informou que a área tratada com defensivos agrícolas cresceu 8,7% no terceiro trimestre do ano, totalizando 209,3 milhões de hectares, o volume aplicado alcançou 154, 6 mil toneladas, alta de 6,6% em comparação com o mesmo trimestre do ano passado. Houve aumento de 14% no uso de fungicidas, de 12% na aplicação de inseticidas, 7% em produtos para tratamento de sementes e 4% de herbicidas. O valor de mercado dos defensivos agrícolas aplicados no período chegou a US$ 1,7 bilhão, montante 21,7% superior ao do intervalo entre julho e setembro de 2020. A instituição destaca que o cenário global é “instável e preocupante”, devido à escassez de matérias-primas importadas, à elevação dos custos e à falta de garantia da China de que os insumos serão entregues. “Especialmente nas últimas semanas, temos enfrentado dificuldades para recebimento de importantes insumos. A entidade e as indústrias associadas trabalham para equacionar a situação”, diz Julio Borges, presidente do Sindiveg, em nota.

Queda na demanda por etanol reduz preço de combustíveis, diz associação

A perda de competitividade do etanol hidratado frente à gasolina tem promovido redução de consumo e queda de preços do biocombustível, cujas cotações estão perto de níveis historicamente elevados após a quebra da safra 2021/22, segundo a Unica (União da Indústria de Cana-de-açúcar), em relatório quinzenal sobre produção nesta quarta-feira (24). Segundo informou o Valor Econômico, para a entidade que reúne as usinas do centro-sul, a queda de preço do etanol hidratado também tem promovido redução no valor do etanol anidro (misturado à gasolina), o que também contribui para redução do valor do combustível fóssil. No final da semana passada, o preço do etanol na usina (sem impostos) foi cotado a 3,6563 reais por litro (média no Estado de São Paulo), segundo indicado Cepea, ante um pico de 3,8918 reais/litro na semana encerrada em 5 de novembro. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

Sistema de pulverização localizada é premiado no Seminário Agro 4.0

O seminário CB Fórum Live – Agro 4.0 apresentou, nesta quarta-feira (24/11), resultados de projetos bem sucedidos que tinham o objetivo de aumentar a produtividade do agronegócio. O evento é fruto de parceria entre o Correio Braziliense e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). Ao todo, 11 projetos foram premiados pelo Agro 4.0. Entre eles, o sistema de pulverização localizada, com desenvolvimento comandado por Mateus Eitelwein, sócio-fundador e gerente de produtos das empresas Smart Agri e Smart Sensing Brasil, que atuam na área de soluções tecnológicas para o agronegócio. A Smart Sensing desenvolveu um sistema de pulverização localizada, que através de sensoriamento remoto, permite que apenas as ervas daninhas recebam o herbicida. Os resultados são animadores: redução de 70% no uso de herbicidas, em geral; redução de 20% no uso de desfolhante na cultura da soja; e redução de 30% no uso de inseticida na cultura do milho. Para acessar a matéria completa, clique aqui.

 

Veja outras notícias

Agência Senado
Comissão de Meio Ambiente aprova criação oficial do Fundo Amazônia

Agência Brasil
Vice-presidente defende o fortalecimento de órgãos ambientais

Agência Brasil
Presidente sanciona PL que destina R$ 3 bilhões a produtores rurais

Agência Brasil
Tensões exigem pragmatismo do Brasil, diz vice-presidente

Correio Braziliense
Projetos do Agro 4.0 devem alavancar investimentos do país, prevê ABDI

Correio Braziliense
Sistema de pulverização localizada é premiado no Seminário Agro 4.0

ANAC
Último painel do Segurança em Foco é cancelado

ANAC
Representantes da Agência conhecem produtos e serviços de segurança de voo e monitoramento de infraestrutura aeroviária

Mapa
Estação Quarentenária da Embrapa é inaugurada e vai reduzir riscos de introdução de novas pragas no País

CNA
CNA analisa portaria que regulamenta Cadastro Nacional da Agricultura Familiar

CNA
CNA promove coletiva virtual para apresentar balanço de 2021 e perspectivas do agro para 2022

SBA
Brasil apresenta novos adidos agrícolas

SBA
Tereza Cristina reforça ações para a produção e distribuição de fertilizantes

Folha de S. Paulo
Queda na demanda por etanol reduz preço de combustíveis, diz associação

Portal do Agronegócio
ABIOGÁS: Biogás vai crescer 30% este ano e tem potencial de dobrar produção

Valor Econômico
Conab vai vistoriar armazéns de MT que vendem para China e Rússia

Valor Econômico
Área tratada com defensivos cresceu 9% no terceiro trimestre

Valor Econômico
Ministra põe em marcha a ‘diplomacia dos insumos’

Agrolink
Bioinsumos são aliados diante da instabilidade no mercado de fertilizantes

Agrolink
Grupo debate inclusão da aviação agrícola em cursos de Agronomia

Canal Rural
Crescimento do uso de drones no campo impressiona, diz Sindag

Canal Rural
Empresas anunciam construção da primeira usina de diesel verde do país

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »