ENTIDADES AFIRMAM QUE ATRASO NO REGISTRO DE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS CRESCE 45% AO ANO

//ENTIDADES AFIRMAM QUE ATRASO NO REGISTRO DE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS CRESCE 45% AO ANO
A cada ano, o déficit no registro de agroquímicos cresce 45% no Brasil, o que causa preocupação e prejuízos ao agronegócio do País. De acordo com o site Agrolink, em 2016 foram protocolados 400 novos pedidos de registro pelas empresas fabricantes, mas apenas 277 produtos tiveram seu processo deferido – embora esse número tenha sido o maior de todos os tempos. Os gargalos desse sistema, bem como a renovação da Lei de Agrotóxicos (7.802/89), foram temas destacados na reunião mensal do Conselho do Agro, realizada em Brasília. A Abrapa (Associação Brasileira dos Produtores de Algodão) apresentou dados preliminares de um estudo que pretende subsidiar decisões dos órgãos responsáveis pelos registros de defensivos no Poder Público. Dos 277 agroquímicos que foram registrados em 2016, apenas cinco são produtos novos, que efetivamente trazem algum tipo de inovação para o controle de pragas e doenças. O restante é de produtos genéricos e técnicos para formulação. “Isso vulnerabiliza a produção e tira a competitividade do Brasil. Estamos muito aquém dos nossos concorrentes, como os Estados Unidos, onde se levam três anos para registrar um produto novo e em torno de um ano para colocar no mercado um genérico”, explica ao Agrolink o presidente da Abrapa, Arlindo de Azevedo Moura.

Entregas de fertilizantes diminuíram 16% em abril

Em linha com a tendência observada em fevereiro e março, o volume de fertilizantes entregues pelas misturadoras aos produtores recuou 16% em abril em relação ao mesmo mês do ano passado, para 1,4 milhão de toneladas. Os dados foram divulgados na terça-feira (16) pela Associação Nacional para a Difusão de Adubos (Anda). A comercialização mais lenta da soja e a baixa venda antecipada da safrinha de milho neste ciclo 2016/17 ajudam a explicar as retrações observadas nos últimos meses. O jornal Valor Econômico destaca que a expectativa das empresas do segmento é que, neste ano, as vendas fiquem mais concentradas no terceiro trimestre. A produção nacional de fertilizantes caiu 3,5% em abril na comparação anual, para 662,6 mil toneladas. As importações cresceram 11,4%, para 1,7 milhão.

Alta de lácteos reduz competitividade da importação

Pela quinta vez seguida, o índice de preços dos lácteos negociados na plataforma Global Dairy Trade (GDT) registrou alta na terça-feira (16). A cotação média dos lácteos no leilão – que acontece quinzenalmente e é referência para os preços no mercado internacional – subiu mais 3,2% na comparação com o pregão anterior, para US$ 3.313 por tonelada. A principal razão para a valorização recente é a redução na produção de matéria-prima na Europa, após um período de aumento na oferta, segundo analistas. De acordo com o Valor Econômico, o preço do leite em pó integral registrou alta de 1,3%, para US$ 3.312 por tonelada no leilão da terça-feira (16). Com isso, a cotação voltou aos patamares históricos de US$ 3.300 no mercado internacional. As cotações do leite em pó desnatado, por sua vez, subiram 1%, para US$ 1.998 por tonelada, segundo dados da plataforma. Diante do atual cenário global, não é possível dizer que o preço internacional dos lácteos “tenha fôlego para subir muito mais”, observa Galan, acrescentando ao Valor que as safras da Nova Zelândia e da Argentina começam em junho.

Câmara aprova MPs que reduzem unidades de conservação

Em sessão que se arrastou por oito horas, a Câmara dos Deputados aprovou, entre a noite de terça-feira (16) e a madrugada desta quarta-feira (17), a redução na proteção de 597 mil hectares de unidades de conservação no Pará e em Santa Catarina. Assinadas pelo presidente Michel Temer e modificadas por emendas parlamentares, as medidas provisórias 756 e 758 agora vão para votação no Senado. Se aprovadas, voltam para a mesa de Temer, que pode sancioná-las ou vetá-las. As MPs modificam quatro unidades de conservação no entorno da BR-163, via importante de escoamento da soja do Mato Grosso via Pará. Conforme o jornal Folha de S.Paulo, segundo o levantamento, ao menos 10% das áreas sob proteção estão ameaçadas por projetos em tramitação no Congresso. São cerca 80 mil km2, o equivalente aos Estados de Paraíba e Alagoas juntos.

NA IMPRENSA
Mapa – Aprovação de projetos do programa Mais Leite Saudável é descentralizada

Mapa – Valor da produção agropecuária de 2017 é 4,4% maior que no ano passado

Mapa – Maggi afirma que servidores envolvidos em irregularidades serão afastados de funções

Mapa – Na Arábia Saudita, Maggi participa de seminário sobre agronegócio nesta quarta-feira

Câmara dos Deputados – Câmara aprova MP que altera limites de unidades de conservação ambiental

Câmara dos Deputados – Deputados de oposição protestam contra alterações em unidades de conservação

Câmara dos Deputados – Agricultura vai propor reestruturação do crédito para baixa renda comprar terras

Valor Econômico – Atividade econômica cresceu 0,9% no 1º trimestre, diz Serasa 

Valor Econômico-Aqua Capital compra controle de distribuidora de produtos veterinários 

Valor Econômico – Kuwait promete reabrir mercado para carne bovina brasileira

Valor Econômico – Investigações devem adiar IPO da JBS Foods 

Valor Econômico – Entregas de fertilizantes diminuíram 16% em abril 

Valor Ecocômico – Alta de lácteos reduz competitividade da importação 

Valor Econômico – Exportação de soja e derivados perto de US$ 30 bi 

Valor Econômico – Segmento de pescados também é investigado 

Valor Econômico – Citricultor dá apoio a ação de promoção do suco na Europa 

Valor Econômico – IPO fica mais distante, e ação da JBS desaba

Valor Econômico – Valor da produção do campo deve alcançar R$ 545 bilhões 

Valor Econômico – BNDES perde R$ 711 milhões com JBS, diz TCU 

Folha de S.Paulo – JBS adia plano para entrar na Bolsa de Nova York

Folha de S.Paulo – Câmara aprova reduzir proteção de áreas de conservação no PA e em SC

Folha de S.Paulo – Vaivém das Commodities – Produtor vive dilema entre vender a soja no preço baixo ou armazenar

Folha de S.Paulo – Auditores fiscais iniciam greve de três dias em portos e aeroportos do país

O Estado de S.Paulo – Editorial – Mais empregos com carteira

O Estado de S.Paulo – Ministro interino da Agricultura diz que servidor envolvido em corrupção será afastado imediatamente

Diário do Congresso – Luciano propõe ampliação da competência da Comissão de Agricultura

Agro Link – Atraso no registro de defensivos cresce 45% ao ano

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.