Em reunião de frente parlamentar, governo anuncia curso de capacitação para agentes comunitários

//Em reunião de frente parlamentar, governo anuncia curso de capacitação para agentes comunitários
Durante reunião da Frente Parlamentar em Defesa dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias, na última sexta-feira (2), o governo anunciou que será lançado em dezembro o curso técnico para uma melhor capacitação destes profissionais. Segundo a Agência Câmara o curso, que deverá ser realizado a distância a partir de março de 2021, é uma reivindicação antiga da categoria. A reunião foi marcada para comemorar o Dia Nacional do Agente Comunitário de Saúde, 4 de outubro. O grupo é coordenado pelo deputado Dr. Leonardo (Solidariedade-MT). A secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, disse que o curso deverá atingir 370 mil agentes. Ilda Correia, presidente da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde, lembrou que esses profissionais, por conhecerem de perto as famílias de um município, estão sendo importantes no combate à Covid-19. “Nós somos o primeiro profissional que chega junto do cidadão, da família, do povo brasileiro. Então, nós somos mais do que linha de frente, nós estamos à frente da linha de frente da Covid. E não só da Covid, de todas as outras endemias, de todas as outras doenças”, salientou. O deputado Dr. Leonardo disse aos agentes que, apesar da proibição de aumentos para servidores públicos até o final de 2021, o reajuste do piso dos agentes fixado em lei de 2018 (13.708/18) está garantido. Pela lei, o piso passará de R$ 1.400 para R$ 1.550 em janeiro do próximo ano.

Nobel de medicina premia descoberta do vírus da hepatite C

Os americanos Harvey J. Alter e Charles M. Rice bem como o britânico Michael Houghton ganharam o Nobel de Medicina pela descoberta do vírus da hepatite C, anunciou nesta segunda-feira (5) a organização do prêmio. De acordo com o Valor Econômico o Comitê do Nobel indicou que o trabalho dos três cientistas ajudou a explicar a origem desse tipo de hepatite e tornou possível os testes diagnósticos de sangue e novos medicamentos que salvaram milhões de vidas. “Pela primeira vez na história, agora a doença pode ser curada, alçando as esperanças de erradicar o vírus da hepatite C da população mundial”, declarou. Alter, do National Institutes of Health (NIH), dos EUA, descobriu que havia um vírus desconhecido causando a hepatite crônica. Houghton, hoje diretor do Instituto de Virologia Aplicada da Universidade de Alberta, no Canadá, isolou a sequência do vírus ainda desconhecido. Por sua vez, Rice, pesquisador da Universidade de Washington em St. Louis, provou que, sozinho, o vírus da hepatite C poderia causar os casos até então inexplicáveis da doença em pacientes que fizeram transfusão de sangue. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que há cerca de 70 milhões de pacientes de hepatite no mundo e 400 mil morrem a cada ano por causa da doença, que é crônica e é uma importante causa de inflação do fígado e câncer. O prêmio de medicina inicia uma semana de anúncios de outras categorias, como física, química, literatura, paz e economia.

Covid-19 provocou apagão em tratamento de saúde mental, indica OMS 

Luto, isolamento, perda de renda e medo durante a pandemia do novo coronavírus trouxeram novos problemas de saúde mental e agravaram os que já existiam, num momento em que o atendimento era reduzido ou interrompido em 93% dos países do mundo, indica pesquisa divulgada nesta segunda-feira (5) pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Conforme publicou a Folha de S.Paulo, o relatório não traz resultados por país, mas a interrupção em ao menos algum serviço de atendimento à saúde mental atingiu 100% entre os países das Américas. “Este foi um aspecto esquecido da primeira onda, e os governos precisam se preparar para evitar mais sofrimento nos próximos meses”, afirmou a diretora do departamento de Saúde Mental e Uso de Substâncias da OMS, Dévora Kestel. Níveis elevados de uso de álcool e drogas, insônia e ansiedade estão entre os problemas específicos que ficaram sem atenção. Nos casos mais graves, a interrupção no tratamento eleva casos de suicídio ou mortes por overdose de opióides, afirmou Kestel. Embora não haja dados quantitativos sobre vítimas, mais de um terço dos países (35%) relatou interrupções nas intervenções de emergência, incluindo aquelas para pessoas que tiveram convulsões prolongadas, síndromes de abstinência por uso de substâncias graves e delírio, que geralmente indicam condição médica séria. Na Itália, médicos divulgaram um alerta de que, desde março, houve 71 casos de suicídio e 46 tentativas que foram relacionadas aos efeitos da pandemia. Com o fechamento das escolas na maioria absoluta dos países, serviços de saúde mental nas redes de ensino foram os mais afetados. Impacto no atendimento a crianças e adolescentes foi relatada por 78% dos países, em 7 em cada 10 deles tiveram interrupção total dos serviços antes realizados nas escolas. Além dos efeitos indiretos na saúde mental, a infecção pelo Sars-Cov-2 também causa complicações neurológicas e mentais, como delírio, agitação e derrame, aponta a entidade. Há também impacto econômico. Segundo a OMS, cerca de US$ 1 trilhão (cerca de R$ 5,7 trilhões) era perdido anualmente apenas com depressão e ansiedade antes da pandemia de Covid-19. ​ A pesquisa foi realizada de junho a agosto de 2020, entre 130 países nas seis regiões da OMS. Kestel afirmou que, como o levantamento foi feito por meio de questionários respondidos pelos ministérios da saúde, os resultados podem revelar um quadro parcial. Os países foram questionados sobre dez tipos de atendimento, incluindo tratamento em hospitais psiquiátricos para pacientes internos e externos, serviços ambulatoriais, internação psiquiátrica e neurológica, tratamento de transtornos por uso de substâncias e atenção primária à saúde. Nenhum país relatou o fechamento total de todas as 10 categorias de serviço. Mantiveram todos os serviços abertos 5 países africanos (18%), 2 países europeus (8%) e 2 países do leste da Ásia (9%), segundo a pesquisa.

Lançamento de guia reúne especialistas para falar sobre desafios e oportunidades da EM no Brasil

Apresentado no webinar Diálogos Estadão Think, o Guia de Discussão sobre Esclerose Múltipla no Brasil – Juntos para um Novo Futuro foi idealizado pela Biogen e elaborado com a colaboração de profissionais de saúde, associações de pacientes, sociedades médicas, pessoas com a doença e gestores de saúde, informou o jornal O Estado de S.Paulo na última sexta-feira (2). A esclerose múltipla (EM) é uma doença crônica que, no Brasil, afeta cerca de 35 mil pessoas, com reflexos na qualidade de vida do paciente e de sua família, sem contar o impacto em termos de saúde pública e aspectos sociais e econômicos no País. Ao apresentar as características da EM, o neurologista Jefferson Becker, professor da Escola de Medicina da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), esclareceu que, embora seja considerada uma doença rara por aqui, ela é a segunda principal causa de incapacidade neurológica em jovens, perdendo apenas para traumas. Mais comum entre as mulheres, a EM é uma condição autoimune, ou seja, é decorrente de um ataque do próprio organismo. “O mecanismo principal é uma inflamação do sistema nervoso”, esclareceu Jefferson Becker, que também é presidente do Comitê Brasileiro de Tratamento e Pesquisa em Esclerose Múltipla e Doenças Neuroimunológicas (BCTRIMS). No processo, acontece um ataque à bainha de mielina, membrana que recobre os neurônios e que é importante na transmissão de impulsos elétricos do cérebro. Sem causa específica para seu aparecimento, a EM está relacionada à predisposição genética e apresenta alguns fatores ambientais como gatilho. Os sintomas igualmente são muito variados e inespecíficos. Se a inflamação for no nervo óptico, aparecem sinais como visão embaçada e dor ao mexer o olho. Em outras pessoas, há diminuição de força ou alteração na sensibilidade em partes do corpo. Podem ocorrer ainda dificuldade no controle da urina, formigamento nas pernas, fadiga e confusão mental. Para Gustavo San Martin, diretor-executivo da Amigos Múltiplos pela Esclerose (AME), ter informação de qualidade é fundamental para encurtar o caminho para diagnóstico e tratamento. “No meu caso, tive uma inflamação no nervo óptico em 2011 e procurei um oftalmologista. Aí começou a investigação e veio o direcionamento de que poderia ser EM”, contou. O problema, continuou Gustavo, é que muitas vezes os médicos de outras especialidades não valorizam as queixas, o que atrasa o encaminhamento. A orientação, de acordo com Jefferson Becker, é procurar um neurologista quando os sintomas duram mais de 24 horas. “Da mesma forma como quem sente dor no peito logo busca um cardiologista”, comparou. O médico apontou alguns motivos que contribuem para o diagnóstico tardio. O primeiro deles é que em 85% dos casos os sintomas aparecem, permanecem por um tempo e depois desaparecem, voltando a se repetir em intervalos muito espaçados. Outras vezes as manifestações são tão sutis que acabam sendo negligenciadas pelo próprio paciente e pelo médico. Por fim, há a dificuldade de acesso a especialistas e ao exame de ressonância magnética, importante para fechar o diagnóstico. Para Guilherme Julian, farmacêutico e diretor da IQVIA (empresa especializada em informação, tecnologia e análises avançadas sobre o setor de saúde), as informações do guia recém-lançado jogam uma luz sobre a questão do acesso. Os dados mostram, por exemplo, que pacientes na região Centro-Oeste do País precisam se deslocar em média 26 quilômetros para conseguir fazer uma ressonância, enquanto no Norte essa distância chega a mais de 160 quilômetros. Para Gustavo San Martin, é importante olhar as especificidades de cada indivíduo para traçar o melhor plano de tratamento. “Muito mais do que o remédio, há toda uma adaptação da vida”, ponderou. Na opinião de Guilherme, ao apresentar informações de forma fácil, instintiva e didática, o Guia de Discussão sobre Esclerose Múltipla no Brasil favorece o empoderamento de todos os atores envolvidos e joga luz sobre questões fundamentais para a tomada de decisão de gestores de saúde a fim de mudar para melhor o futuro dessa comunidade.

SAÚDE NA IMPRENSA

Agência Senado – MP libera R$ 87 milhões para INSS reabrir agências

Agência Câmara – Projeto prevê cobertura de atendimento domiciliar por planos de saúde

Agência Câmara – Projeto reduz tributos sobre equipamentos usados na formação de aluno da área da saúde

Agência Câmara – Projeto define regras para o atendimento de pacientes renais crônicos em viagens

Agência Câmara – Em reunião de frente parlamentar, governo anuncia curso de capacitação para agentes comunitários

Agência Câmara – Comissão avalia adesão do Brasil a aliança global para desenvolver vacina contra Covid-19

Agência Câmara – Secretaria da Mulher avalia impacto da pandemia no tratamento do câncer de mama no SUS

Folha de S.Paulo – Premiê da Nova Zelândia afirma que país venceu o coronavírus de novo

Folha de S.Paulo – Paris fecha todos os bares para frear aumento na propagação do coronavírus

Folha de S.Paulo – Em manifesto nas redes, mais de 400 médicos declaram apoio em Boulos e Erundina

Folha de S.Paulo – Governo quer extinguir desconto de 20% em declaração simplificada do IR

Folha de S.Paulo – Cientistas ganham Nobel de Medicina pela descoberta do vírus da hepatite C

Folha de S.Paulo – Covid-19 provocou apagão em tratamento de saúde mental, indica OMS

Folha de S.Paulo – As contradições sobre a saúde de Trump, que está com Covid-19; ouça

Folha de S.Paulo – Com programa inovador, Carolina do Norte enfrenta problema crônico de acesso à saúde

Folha de S.Paulo – Diagnóstico precoce de foco de câncer de mama no cérebro aumenta sobrevida

Folha de S.Paulo – Projeto quer oferecer atendimento psicoterápico gratuito online para candidatas no Brasil

Folha de S.Paulo – Estudo distorce dados para dizer que hidroxicloroquina evitou mortes pela Covid-19

Folha de S.Paulo – País já soma 375 casos de síndrome inflamatória pediátrica que pode estar ligada à Covid

Folha de S.Paulo – Um milhão de mortos pelo coronavírus assombra arautos da ‘gripezinha’ e desmente profetas

Folha de S.Paulo – Sete ex-ministros da Saúde cobram decisões técnicas, sem influência política, na escolha de vacina

Folha de S.Paulo – Mulheres se tornam mais suscetíveis a doenças cardiovasculares, alerta Sociedade de Cardiologia de SP

Folha de S.Paulo – Médico confirma que Trump precisou de oxigênio suplementar e diz que presidente pode ter alta em um dia

Folha de S.Paulo – Hospital dispensa alunos de medicina que contraíram Covid-19 após festa

Jornal Agora – Instituto de Geriatria faz testes da Covid-19 em idosos da zona leste de SP

O Estado de S.Paulo – Psoríase: a doença que afeta 2,5 milhões de brasileiros

O Estado de S.Paulo – Covid-19: pandemia suspendeu serviços de saúde mental em 93% dos países do mundo, diz OMS

O Estado de S.Paulo – Nobel de Medicina vai para trio de pesquisadores que descobriu o vírus da hepatite C

O Estado de S.Paulo – A chegada da vacina eleições 2020 para combater a pandemia da covid-19

O Estado de S.Paulo – Médicos: o novo alvo da Prefeitura de São Paulo

O Estado de S.Paulo – Maioria das infecções pela covid-19 é causada por uma minoria de superespalhadores

O Estado de S.Paulo – Lançamento de guia reúne especialistas para falar sobre desafios e oportunidades da EM no Brasil

O Globo – Pediatra que já teve o nome rejeitado assume a controladoria da Saúde do estado

O Globo – Suspensão de reajuste de plano de saúde beneficia só 42% dos usuários. Idec vai a Justiça para estender benefício a todos

O Globo – Médico da Casa Branca admite que Trump recebeu oxigênio e que suavizou informações sobre saúde do presidente

O Globo – Ministério da Saúde admite que publicou portaria por pressão de entidades antiaborto

O Globo – Descobridores do vírus da hepatite C ganham Nobel de Medicina de 2020

O Globo – Reino Unido prevê vacinação contra Covid-19 apenas para parte da população

O Globo – Uma em cada dez pessoas no mundo pode ter sido infectada pela Covid-19, diz OMS

Anvisa – Participe da Consulta Dirigida sobre Produtos Fronteira

Anvisa – Dúvidas sobre a CP 912? Veja o informativo ‘Perguntas e respostas’

Anvisa – Mudanças no checklist para petições de CBPDA: confira

Anvisa – Covid-19: Anvisa revisa dados de mais uma vacina

Governo Federal – Mês Nacional da Ciência, Tecnologia e Inovações terá sua primeira edição em outubro

Governo Federal – MEC autoriza 645 mil vagas de cursos técnicos em instituições privadas de ensino superior

Governo Federal – Campanha Nacional de Multivacinação começa no dia 5 de outubro

Jota – O caminho (regulatório) da vacina da Covid-19

Agência Brasil – UFRJ inicia ensaios clínicos com a vacina BCG contra covid-19

Agência Brasil – Começam hoje campanhas de vacinação contra pólio e de multivacinação

Agência Brasil – Covid-19: Brasil registra 365 mortes e 8.456 novos casos em 24 horas

Agência Brasil – País tem estabilidade em patamar alto do número de casos de covid-19

Agência Brasil – InfoGripe mostra tendência de aumento da covid-19 em algumas capitais

Agência Brasil – Onda de calor deve permanecer até a segunda quinzena de outubro

Agência Brasil – São Paulo envia à Anvisa dados preliminares sobre a CoronaVac

Agência Brasil – Reconstrução mamária resgata autoconfiança de mulher mastectomizada

G1 – Campanha nacional de multivacinação e vacinação contra a poliomielite começam nesta segunda

G1 – Paris volta a fechar bares para tentar conter nova onda da Covid-19

G1 – Dengue: DF registra 44,9 mil casos e 44 mortes

G1 – Maduro diz que seu filho participará de testes com a vacina russa

G1 – ‘Incidente Cutter’: a tragédia nos EUA dos anos 1950 que resultou em vacinas mais seguras

G1 – Internado com Covid-19, Trump pode ter alta do hospital na segunda-feira, dizem seus médicos

G1 – Cinco técnicas para estimular a memória, segundo a neurociência

G1 – Reino Unido deixou de registrar mais de 15,8 mil casos de coronavírus por ‘problema técnico’

G1 – Relator diz que só apresenta o Renda Cidadã após Guedes aprovar

G1 – Após reunião com Bolsonaro, Maia defende unir esforços para resolver questão fiscal antes do Renda Cidadã

Opas – Brasil lança campanha de vacinação de crianças e adolescentes

Correio Braziliense – Hepatite C: uma doença crônica, ‘silenciosa’ e subdiagnosticada

Correio Braziliense – Conheça os 10 últimos vencedores do Prêmio Nobel de Medicina

Correio Braziliense – Armas naturais contra o câncer

Correio Braziliense – Cientistas criam ferramenta que acelera descoberta de mutações da covid-19

Valor Econômico – STF arquiva pedidos de impeachment contra ministros de Saúde e Defesa

Valor Econômico – Nobel de medicina premia descoberta do vírus da hepatite C

______________________
O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »