EM EVENTO NO PARANÁ, MINISTRO DA SAÚDE CONFIRMA TECPAR COMO REFERÊNCIA A BIOLÓGICOS DO SUS

//EM EVENTO NO PARANÁ, MINISTRO DA SAÚDE CONFIRMA TECPAR COMO REFERÊNCIA A BIOLÓGICOS DO SUS

Em evento no Paraná, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, destacou nesta segunda-feira (6) que o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) ficará responsável por transferência de tecnologia de quatro medicamentos biológicos. São produtos para tratamento de câncer, artrite e doenças autoimunes. O anúncio das parcerias foi feito pelo ministro durante inauguração de novo espaço do Tecpar em Curitiba. Além do laboratório paranaense, outros duas instituições públicas – Biomanguinhos e Butantan – foram eleitas para o desenvolvimento da plataforma de biológicos. Conforme o site do Ministério da Saúde, “a escolha de três laboratórios para concentrar as plataformas de biológicos levou em conta a expertise no tema e a existência de iniciativas promissoras no desenvolvimento de tecnologia monoclonal, a tecnologia mais avançada da indústria farmacêutica”. Além disso, durante o evento, Ricardo Barros assinou a compra de 30 milhões de doses da vacina antirrábica produzida pelo Tecpar. “Ao todo, serão destinados ao laboratório R$ 38,4 milhões”, afirma o texto.

Elogios da esposa governadora em exercício

O site do jornal Gazeta do Povo, de Curitiba, publica reportagem sobre o evento destacando o tom elogioso do discurso de Cida Borghetti, governadora em exercício do Paraná, uma vez que o governador Beto Richa está em férias. “O ministro é um exemplo de dedicação e amor. Ele entende dessa pasta tão demandada. Foi relator do orçamento e conhece como ninguém o orçamento da União. Por isso, essa economia significativa que ele já promoveu nesses meses em que está à frente do ministério. Por isso, desejamos ao ministro toda sorte e sucesso e que possa promover a saúde aos brasileiros, em especial ao povo do Paraná”, disse Cida ao abrir seu discurso. “Levantamento da Gazeta do Povo publicado no último dia 19 mostrou que a cada dez viagens oficiais de Barros, quatro são para o Paraná. Na ocasião, o Ministério da Saúde ressaltou que Barros havia cumprido agenda em 20 estados e 55 cidades brasileiras como ministro – 67% delas fora do Paraná”, diz trecho da reportagem. A Gazeta do Povo ressalta ainda que “a produção dos novos medicamentos pelo Tecpar ocorrerá em Maringá, reduto eleitoral de Barros”.

Faltam farmácias na periferia de São Paulo

O plano do prefeito João Doria (PSDB) de fechar farmácias em postos de saúde para distribuir medicamentos na rede particular terá como obstáculo a disposição irregular das drogarias privadas pela capital paulista. Conforme reportagem da Folha de S.Paulo, se o problema não for superado, o programa pode deixar moradores de áreas da periferia de São Paulo mais distantes dos medicamentos. “A ideia do tucano, anunciada no fim de janeiro, é que o paciente pegue a receita em uma UBS (unidade básica de saúde) e, em vez de retirar ali mesmo o remédio, vá a uma farmácia privada, que será remunerada pelo município. O objetivo, diz, é evitar a falta de remédio em decorrência de dificuldades logísticas e problemas de licitação. O mecanismo é similar ao do programa federal Aqui Tem Farmácia Popular, pelo qual pacientes retiram gratuitamente na rede particular medicamentos contra doenças como diabetes e hipertensão. O programa, de fato, facilitou o acesso a remédios em áreas do centro expandido. Na periferia da cidade, no entanto, onde os postos de saúde estão mais presentes, tem capilaridade limitada”, ressalta a publicação.

Diretrizes contra manobras agressivas em partos

O jornal O Estado de S.Paulo revela que o Ministério da Saúde lança nesta semana uma estratégia para reduzir a prática desnecessária de procedimentos durante o parto e melhorar a qualidade de atendimento. “O documento, ao qual o Estado teve acesso, traz mais de 200 recomendações, que vão desde técnicas para aliviar a dor, como massagens e banhos quentes, até a contraindicação da manobra Kristeller, em que o útero da mulher é pressionado para tentar auxiliar a expulsão”, diz a publicação. “O novo protocolo, batizado de Diretriz do Parto Normal, é resultado de discussões realizadas em 2015 por integrantes de associações médicas e representantes da sociedade civil. Seus autores afirmam que no Brasil algumas técnicas, que deveriam ser usadas apenas em alguns casos, tornaram-se rotina. É o caso, por exemplo, da episiotomia, corte feito na região do períneo. Em tese, a técnica facilitaria a expulsão do bebê no momento do parto e deveria ser usada em situações específicas, mas em muitos hospitais é feita em quase todas as pacientes”, ressalta outro trecho da reportagem.

 

SAÚDE NA IMPRENSA

Ministério da Saúde – Tecpar será referência para a produção de biológicos do SUS

Agência Brasil – Laboratório público no Paraná será referência para produção de biológicos do SUS

Governo do Estado do Paraná – Ministério da Saúde oficializa medicamentos que serão produzidos pelo Tecpar

Tecpar – Ministério da Saúde oficializa medicamentos que serão produzidos pelo Tecpar

Folha de S.Paulo – Com ajuda de ultrassons, USP testa autópsia ‘delivery’ e menos invasiva

Folha de S.Paulo – Terapia gênica ajuda jovem francês com anemia falciforme

Folha de S.Paulo – Drauzio Varella – Disseminação da obesidade contribuiu para o aumento dos casos de câncer

Folha de S.Paulo – Plano de Doria para remédios esbarra em ‘vazio’ de farmácias na periferia

Folha de S.Paulo – Brasil poderia tirar lições de outros sistemas de saúde, diz pesquisador

Folha de S.Paulo – Claudio Luiz Lottenberg – Combater abusos, mas sem generalizar

Folha de S.Paulo – Padilha estenderá licença médica por pelo menos mais uma semana

O Estado de S.Paulo – Ministério da Saúde lança diretrizes contra manobras agressivas em partos

O Estado de S.Paulo – Ajuda ao dar à luz inspirou mulher a ser doula

O Estado de S.Paulo – Falando sobre tontura

O Estado de S.Paulo – Sorocaba confirma primeiro caso importado de febre amarela

O Estado de S.Paulo – Nº de mulheres que são mães após os 40 anos cresce 49% em duas décadas

O Estado de S.Paulo – Jairo Bouer – Rótulo faz diferença?

Valor Econômico – Aumenta a competição na fabricação de repelentes

Valor Econômico – Fator ambiental mata mais crianças no Brasil

O Globo – Terapia genética desacelera anemia falciforme em adolescente

O Globo – Estado investiga se febre amarela provocou morte de macacos

O Globo – Editorial – A descabida tentativa de ressuscitar a CPMF

O Globo – Médico brasileiro é reconhecido com a Ordem Nacional do Mérito da França

Correio Braziliense – Estudo identifica reações involuntárias em pessoas que leram poesia

Zero Hora – Em dois anos, planos de saúde perdem 80 mil usuários no Estado

Zero Hora – Debora Diniz: “As mulheres com zika sumiram da pauta”

Zero Hora – Bursite: causas, tratamento e como evitar

Zero Hora – Dois médicos são presos por cobrar partos cobertos pelo SUS em Itaqui

Jornal Hoje – Hospital no interior de São Paulo funciona sem materiais básicos

Gazeta do Povo – Governadora em exercício, Cida enaltece marido-ministro em evento público

Jornal da Cidade – ‘Construindo o SUS com a Defensoria’ será apresentado aos deputados

Revista Hospitais Brasil – Hospital Sírio-Libanês adere a campanha mundial que alerta sobre complicações silenciosas do rim

Revista Hospitais Brasil – Dia Mundial do Rim alerta para obesidade, um dos principais fatores para o desenvolvimento da Doença Renal Crônica

Kallyna Kelly – Secretaria Estadual de Saúde terá que fornecer medicamento para portadora de Diabetes

Infonet – Ipesaúde amplia o atendimento a pacientes diabéticos

Maxpress – Evento alerta para a importância da prevenção das doenças renais

R7 – Estudo médico adverte para sinais ignorados antes de ataques cardíacos

Campo Grande News – Hospital de Câncer vai rescindir convênio com empresa gestora de UTIs

Agência Aids – Em dois meses, 5 mil meninos são vacinados contra HPV em Santa Catarina

4 Cantos Alagoas – Centro de doenças raras do Rio é habilitado para tratamento de alto custo no SUS

Âmbito Jurídico – Lara Oliveira Souza – A responsabilidade jurídica do médico e da indústria farmacêutica frente à prescrição de medicamentos excepcionais

O Liberal – Esclerose múltipla atinge cerca de 30 mil pessoas no País

Bahia Notícias – Apenas nova vacina pode eliminar tuberculose: ‘O ser humano errou, o bacilo venceu’

Nova News – Registro de medicamentos pode ganhar novo reforço para se tornar mais ágil

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.