Deputado sugere substituição de veículos de tração animal

//Deputado sugere substituição de veículos de tração animal
Na última semana, o deputado federal Célio Studart (PV-CE) encaminhou uma indicação ao Ministério do Meio Ambiente sugerindo a criação de um programa de substituição de veículos de tração animal por equipamentos alternativos, informou o portal Anda neste domingo (28). “Ressalta-se que já existem alternativas feitas com estruturas metálicas aos tradicionais veículos de tração animal, conciliando-se, assim, tanto a fonte de renda dos trabalhadores quanto o bem-estar dos animais”, defende Studart na Indicação 671/2020. E acrescenta: “Por exemplo, em Santa Cruz do Sul (RS), de forma sustentável, já se utiliza uma estrutura metálica, de tração elétrica, para uma parte da coleta seletiva do lixo.” No Brasil, a substituição de carroças de tração animal é uma demanda antiga de ativistas da causa animal. No entanto, até hoje muitos municípios brasileiros sequer estão discutindo com seriedade sobre o assunto. Além disso, mesmo quando se fala em oferta de alternativas à substituição de carroças e com subsídio do poder público, ainda há resistência, tanto no âmbito político quanto fora dele.

Startups transformam metano em ração animal

De acordo com publicação do portal AgroLink desta segunda-feira (29), a Calysta, uma empresa californiana de nutrição animal, levantou US$ 30 milhões em fundos da BP Ventures, o braço de investimentos da empresa britânica de petróleo e gás, para desenvolver estratégias para transformar metano em ração animal. Enquanto isso, na Índia, a String Bio afirma ser a primeira empresa indiana a “permitir com êxito o desenvolvimento de uma cadeia de valor baseada em metano por meio de um processo biológico”.  A String Bio também usa metano como matéria-prima para produzir proteínas alternativas, começando pela indústria de ração animal com seu primeiro produto String Pro. Ele planeja diversificar a nutrição humana, bem como as indústrias de agricultura e cosmética. A String Bio diz que usa metano produzido a partir de resíduos, além de outras fontes naturais. Quando perguntado por que a Calysta adquiriu o gás da BP em vez de fontes de resíduos, como a agricultura, onde é uma parte crítica da pegada de gases de efeito estufa do setor, um porta-voz disse que atualmente não há como produzir biogás nas quantidades necessárias para uma planta em todo o mundo. No entanto, é algo que Calysta gostaria de explorar no futuro se a tecnologia for viável. “Estamos muito animados por trabalhar com a equipe Calysta, trazendo-os para a família BP Ventures enquanto procuramos novas oportunidades de negócios para o nosso negócio de gás. A tecnologia deles complementa nosso negócio principal, oferecendo oportunidades para produtos sustentáveis para o futuro”, completa Meghan Sharp, CEO da BP Ventures. A abordagem disruptiva que a String Bio desenvolveu para fornecer ingredientes alimentares qualitativos, ao mesmo tempo em que agrega valor a um dos gases mais potentes e de efeito estufa, é inestimável para atender à necessidade global urgente de fontes alternativas de proteína” Isabelle de Cremoux, CEO e Sócia Gerente da Seventure Partners, disse em um comunicado à imprensa. “Estamos orgulhosos de apoiar a equipe da String Bio em um desenvolvimento tecnológico e comercial tão impressionante”, concluiu.

Rio Grande do Norte se torna o 2º do NE que mais usa inseminação artificial em bovinos

De todas as matrizes bovinas do Rio Grande do Norte direcionadas para o corte, 18,6% foram geradas através da técnica de inseminação artificial, destacou a Agencia Sebrae nesta segunda-feira (29). Com isso, o estado passou a ocupar o segundo lugar no Nordeste no ranking percentual de inseminação artificial desses animais, ficando atrás apenas de Alagoas, onde o percentual é de 24,5%. De acordo com estudo da Associação Brasileira de Inseminação Artificial (ASBIA), o RN já ocupa o 5º lugar entre os estados brasileiros que mais utilizam a técnica em rebanhos de corte no país. Esse avanço se deve muito ao Projeto Leite & Genética do Sebrae no Rio Grande do Norte, cujo objetivo é elevar o padrão do rebanho potiguar. Ação oferece de forma subsidiada modernas técnicas reprodutivas, como a fertilização in vitro e principalmente a inseminação artificial, a pequenos produtores potiguares. O Projeto Leite & Genética é executado em parceria com a equipe técnica do Instituto BioSistêmico (IBS). O objetivo do programa é promover o melhoramento genético dos rebanhos, elevar os padrões da qualidade do leite, gerar animais precoces, com melhor acabamento de carcaça, contribuir com a sanidade e a imunização das futuras matrizes com relação à brucelose. Esse trabalho já produziu 12,5 mil animais bovinos, gerando aos produtores assistidos ganhos de produção e produtividade no leite e na carne. O projeto recebe até esta terça-feira (30) as novas adesões de bovinocultores interessados na contratação de pacotes. O programa oferece essas biotécnicas reprodutivas e atendimentos dos especialistas com 70% das despesas custeadas pelo Sebrae. Para mais informações sobre a iniciativa, basta acessa o site https://material.rn.sebrae.com.br/leite-genetica/. Os pacotes e valores podem ser conferidos na página do projeto na internet, assim como o funcionamento e período de execução de cada procedimento. Fazem parte dos pacotes de serviços a Fertilização In Vitro – FIV (catálogo com 50 touros – 15 raças bovinas), a Inseminação Artificial por Tempo Fixo IATF (catálogo de 80 touros – 15 raças bovinas), o diagnóstico reprodutivo com ultrassom, a análise do leite, além de vacinação de bezerras contra brucelose. Os produtores interessados também podem ligar nos seguintes telefones para dar início ao processo de adesão: (84) 99603-4337, (84) 99962-3022 e (84) 99919-0075. Além da parte de reprodução, o projeto oferece ainda todo o suporte técnico da equipe de veterinários do Instituto Bio Sistêmico – IBS, já que a sanidade interfere diretamente na reprodução. Em 2019 o projeto realizou 873 visitas de atendimentos, 300 análises de qualidade do leite, foram vacinadas 1.200 bezerras contra brucelose, 16.000 matrizes com diagnóstico de gestação através de ultrassonografia, 5.000 inseminações realizadas, utilizados 92 touros de 12 raças diferentes e 1.110 embriões produzidos pelo método da fertilização in vitro e implantados em receptoras.

Reposição tem representado mais de 60% do desembolso no sistema de produção

Nesta segunda-feira (29), a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) divulgou que, com o mercado de reposição em alta e com os desafios inerentes à atividade, é importante que o produtor de gado de corte fique atento ao ágil do valor do bezerro em relação ao boi gordo, que pode passar de 50%, segundo levantamento do Sistema Famasul. O mercado da reposição, que tem representado mais de 60% do desembolso no sistema produtivo de recria e engorda, é o tema da matéria de “Mercado Agropecuário” desta semana. “A recria e engorda têm sido desafiadoras com o aumento dos valores da reposição, subindo a régua para o desempenho animal individual e para a taxa de lotação por área. Quanto mais cara a reposição, maior pressão para o aumento da produtividade”, explica o médico veterinário e gerente técnico do Sistema Famasul, José Pádua. Por isso, segundo Pádua, é importante que o produtor considere o ágil nessa etapa, que é a diferença entre o valor de compra da arroba do bezerro e o valor de venda da arroba do boi gordo. “Calcular a porcentagem do ágio é uma forma de ir mais afundo na análise, não basta olhar somente o valor nominal da reposição, mas sim o quanto ele representa em relação ao valor da arroba”, complementa. Quanto mais arrobas a propriedade produzir, maior será a possibilidade dela “zerar” ou “diluir” o ágio pago na compra da reposição. Essas e muitas outras informações sobre o mercado da pecuária de corte estarão presentes no mais novo boletim da Casa Rural. O SIGABOV (Sistema de Inteligência e Gestão Territorial da Bovinocultura de Corte de Mato Grosso do Sul) será mensal, e trará dados e análises estratégicas com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento da cadeia produtiva no estado. O SIGABOV será lançado nesta terça-feira (30), durante a live Sistema Famasul, às 18h (MS), que vai abordar os ‘Desafios e Oportunidades da Bovinocultura de Corte em MS’. O encontro virtual será comandado pelo médico veterinário e gerente técnico do Sistema Famasul, José Pádua, tendo como convidado o zootecnista e mestre em produção animal, Antonio Chaker. O Sistema Famasul divulga todas as segundas-feiras uma matéria sobre as principais cadeias produtivas de Mato Grosso do Sul.

NA IMPRENSA

Folha de S.Paulo – Drone flagra tubarão branco nadando embaixo de surfistas na África do Sul

Folha de S.Paulo – Praia em Portugal abre área para cães

O Estado de S.Paulo – Chegou o inverno

O Estado de S.Paulo – Festa Junina: confira dicas para fazer fotos temáticas com seu cachorro

G1 – Fogos de artifício assustam animais

G1 – Aumenta o número de animais abandonados durante a pandemia em Belo Horizonte

G1 – Biólogo cria mais de 500 aves no Paraná, parte delas são animais de estimação

G1 – Diretoria recebe mais de 150 denúncias de maus-tratos a animais neste ano em Rio Preto

Valor Econômico – Frigorífico da Marfrig em Várzea Grande (MT) é suspenso de exportar à China

Valor Econômico – Marfrig conclui empréstimo de longo prazo de US$ 500 milhões

Valor Econômico – Em carta, Marfrig manifesta intenção de investir no Paraguai

Valor Econômico – BRF lamenta falecimento de Osório Henrique Furlan

Valor Econômico – Justiça autoriza retomada parcial de unidade da JBS em Passo Fundo por quatro dias

Valor Econômico – Morre Osório Henrique Furlan, um dos pioneiros da Sadia

Valor Econômico – Nas redes sociais, Xuxa denúncia maus tratos em granja de suínos

Valor Econômico – Frigorífico Naturafrig em MS suspende atividades devido a casos de coronarívus

CNA – Senar lança cartilhas virtuais sobre criação de caprinos

CNA – Reposição tem representado mais de 60% do desembolso no sistema de produção

Embrapa – A indústria da reciclagem animal e sua relevância para o setor, durante a crise

Embrapa – Prosa Rural – Engorda de bovinos em semiconfinamento na entressafra

Embrapa – Prosa Rural – Brs mandobi: banco de proteínas de amendoim forrageiro para rebanho leiteiro

Embrapa – Artigo – O protagonismo do Brasil na produção mundial de pescado

Embrapa – Suporte agiliza aleitamento artificial de cordeiros

Embrapa – Custos de produção de suínos e de frangos de corte sobem em maio

AgroLink – Senar lança cartilhas virtuais sobre criação de caprinos

AgroLink – Como fazer o controle integrado da Salmonela

AgroLink – Custos de produção de suínos e de frangos de corte sobem em maio

AgroLink – Pastagens e preço amenizam momento do produtor de leite que perdeu com a seca

AgroLink – Leilão virtual da Don Marcelino ultrapassa R$ 1 milhão em faturamento

AgroLink – Startups transformam metano em ração animal

AgroLink – Como a Peste Suína Africana influenciou os hábitos de consumo na China?

AgroLink – Pressão de alta no mercado do boi gordo

AgroLink – Preço da carne bovina subiu no atacado

AgroLink – Menor oferta deu sustentação à cotação do sebo bovino

AgroLink – Pressão de alta no mercado do boi gordo

AgroLink – “Não vamos dar ibope”, diz setor de suínos

Anda – Deputado sugere substituição de veículos de tração animal

Anda – Última chance para o leopardo persa: a luta para salvar as florestas do Curdistão

Anda – Dezenas de cães que seriam mortos no Festival de Yulin são salvos por ativistas

Anda – Comércio de ossos de leões cativos pode gerar risco de nova pandemia, alertam especialistas

Anda – Poluição luminosa está ameaçando a sobrevivência da vida selvagem

Anda – Ex-funcionário de matadouro denuncia más condições de trabalho: ‘eu ouvia colegas chorando de dor’

Anda – Onde estão os grandes tubarões brancos da África do Sul?

Anda – Justiça declara constitucionalidade de lei que isenta IPTU de clínicas que atendem animais abandonados

Anda – Golfinho morre após ser atingido por lancha no Reino Unido

Anda – Nova maneira de contar leões pode aumentar esforços preservacionistas

Anda – Coletivo põe em dúvida venda de cavalos para matadouros

Terra – ONG encontra 70 pinguins mortos em praias de Florianópolis

Agencia Sebrae – RN se torna o 2º do NE que mais usa inseminação artificial em bovinos

______________________
O Boletim NK, produzido pela NK Consultores Relações Governamentais, é uma compilação das principais notícias publicadas em meios de comunicação do país sobre temas ligados ao setor.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »